10 jul16:19

PSD e PMDB se unem contra quarto mandato seguido do PT em Concórdia

O atual prefeito João Girardi (PT) e o radialista Cesar Luiz Pichetti (PSD) devem polarizar a eleição de Concórdia. Os dois nomes foram confirmados pelas convenções partidárias e já tiveram os pedidos de registro divulgados no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Além deles, participa da disputa Paulo Afonso Piovezan, pelo PSOL.

João Girardi vai tentar manter a hegemonia petista na cidade, governada pelo partido desde a eleição do hoje deputado estadual Neodi Saretta (PT), em 2000. O PT repete a chapa vencedora da última eleição, com o atual vice-prefeito Neuri Santhier (PT). Completam a aliança PRB, PP, PDT, PSC, PR, PPS e PC do B.

Para encerrar a sequência de mandatos petistas, PSD e PMDB se uniram em torno de Cesar Luiz. Os peemedebistas chegaram a lançar os nomes do deputado estadual Moacir Sopelsa e do ex-secretário regional de Concórdia, Idair Piccinin, mas acabaram fechando com os pessedistas. É a primeira vez que o partido não tem cabeça-de-chapa na cidade. O vereador Closmar Zagonel (PMDB) será candidato a vice-prefeito na aliança, que conta também com PTB, DEM, PSB, PV e PSDB.

Paulo Afonso Piovezan será candidato pelo PSOL em chapa pura, com Vitalino Luiz Ramos de vice. Em 2008, ainda pelo DEM, Piovezan foi candidato a vereador e teve 75 votos. Ele também concorreu ao Senado em 2010 e alcançou 0,35% dos votos.

Por

Comentários