11 jul10:02

Compra de suínos para festas de fim de ano terá incentivo federal

Daniela Castro | daniela.castro@gruporbs.com.br

Está tudo certo para o anúncio do pacote de medidas de socorro aos suinocultores, na quinta-feira, em Brasília. Na terça-feira, o ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, conversou com parlamentares da Região Sul e confirmou a liberação de financiamento de R$ 200 milhões para enxugar o excesso de carne suína no mercado interno.

A medida, via Linha Especial de Crédito, será destinada a supermercados e frigoríficos para que antecipem as compras de leitões a serem abatidos para as festas de fim de ano. O financiamento, que terá juro anual de 5,5%, também poderá ser acessado por cooperativas e agroindústrias. Outra ação é o prolongamento das dívidas do segmento, estimadas pela Associação Brasileira de Criadores de Suínos em R$ 800 milhões. Somente o Rio Grande do Sul responde por quase R$ 700 milhões, calcula a entidade representativa no Estado.

Na avaliação dos parlamentares, o pacote vai ser suficiente para a recuperação dos preços pagos ao produtor ainda este mês.

– A novidade é que os supermercados poderão entrar nesse processo comprando para estocar para as festas de final de ano. Essa linha de crédito é a garantia de que o suinocultor pode buscar mais crédito – destacou o deputado federal Valdir Colatto (PMDB-SC).

Por meio do Prêmio para Escoamento do Produto (PEP), o governo vai pagar R$ 0,40 por quilo de carne suína para que os criadores não recebam valores tão abaixo do custo de produção.

Sobre as dívidas, as parcelas de custeio ficarão para janeiro de 2013 e as de investimento, para o último ano do vencimento do contrato. O detalhamento do pacote será feito pelo ministro amanhã, quando haverá uma manifestação de suinocultores na capital federal.

ZERO HORA



Por

Comentários