11 jul10:08

Corpo de Chiarello é levado para São Paulo

[Atualizada 13h37]

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O corpo do vereador Marcelino Chiarello foi embarcado às 8h54 desta manhã numa aeronave Caravan, no aeroporto Serafim Enoss Bertaso, em Chapecó. O destino é São Paulo, onde será feita uma nova perícia. Os trabalhos para a exumação do corpo iniciaram por volta das 6 horas da manhã. Funcionários do Cemitério Jardim do Éden e Policiais Federais instalaram uma tenda e isolaram o local com uma lona preta. O cemitério foi fechado às 6h30 para a exumação, que iniciou às 7 horas.

Cerca de 25 pessoas, entre policiais federais e civis, advogados, familiares e representantes do Ministério Público acompanharam a exumação. O trabalho levou cerca de 40 minutos. Após a retirada, o caixão foi levado até uma sala do cemitério onde foi realizada a troca para uma urna zincada, adequada para o transporte aéreo.

De acordo com o gerente da funerária responsável pelo transporte, Ademir Damacena, o corpo estava “seco” e bem conservado.

– Não tinha líquido- observou.

O motivo é que o corpo passou por tanatopraxia, que é uma técnica de uso de bactericidas à base de formol, para evitar a decomposição do corpo. Damacena disse que essa técnica é utilizada normalmente e velório, para evitar cheiro e manter os aspecto do corpo.

Às 8h15 o corpo deixou o cemitério num carro funerário e foi levado para o aeroporto municipal Serafim Enoss Bertaso. A decolagem foi às 9h28.

O avião deve pousar por volta das 11 horas em São Paulo.

Na terça-feira, os peritos da Polícia Federal de São Paulo fizeram uma nova análise na casa onde morava Chiarello. O local estava fechado desde o dia 28 de novembro de 2011, quando o vereador foi encontrado morto dentro de um quarto.

Está marcada para às 15 horas uma entrevista coletiva na Polícia Federal em Chapecó.


Por

Comentários