clicRBS
Nova busca - outros
19 jul12:56

Pílulas de saber: Anti-inflamatórios podem anular o efeito dos remédios para a pressão arterial

Carlos Rogério Tonussi* | tonussi@farmaco.ufsc.br

Quando mudanças na alimentação e exercícios não resolvem, vários tipos de medicamentos são usados para baixar a pressão do sangue (hipertensão arterial). Podemos dividi-los em quatro grandes grupos: os diuréticos, os beta-bloqueadores, os vasodilatadores e os anti-hipertensivos de ação no cérebro.

Os diuréticos aumentam o volume de urina e, jogando água para fora, o volume do sangue diminui um pouco e a pressão abaixa. São medicamentos de poucos efeitos colaterais e são baratos. Os beta-bloqueadores fazem diminuir os batimentos e a força do coração, e os diferentes tipos de vasodilatadores fazem o sangue fluir mais facilmente pelas artérias. Os anti-hipertensivos que agem no cérebro fazem estas duas coisas juntas, diminuem os batimentos e fazem vasodilatação.


Os mais usados

Hoje em dia os medicamentos mais prescritos para o controle da pressão são o captopril (um tipo de vasodilatador) e a hidroclorotiazida (um diurético). Na prática, porque apresentam bons resultados e têm poucos efeitos colaterais. O captopril é vasodilatador porque inibe a produção no sangue de uma substância que estrangula as artérias, chamada angiotensina. Além disso, o captopril diminui a produção no rim do hormônio chamado aldosterona, que é antidiurético. Temos assim vasodilatação e maior eliminação de água do sangue, baixando a pressão.


Perigo

Quem usa remédio para pressão deve ter cuidado com o uso de anti-inflamatórios. Eles podem elevar a pressão arterial, cortando o efeito dos remédios para pressão. Mais grave ainda, essa combinação pode fazer os rins pararem de funcionar temporariamente, piorando os problemas cardiovasculares. Nesses casos, deve-se consultar um médico antes de tomar anti-inflamatórios de qualquer tipo.


* Carlos Rogério Tonussi é professor de Farmacologia da UFSC


HORA DE SANTA CATARINA



Por

Comentários