25 jul12:51

"Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge" chega ao Brasil sexta-feira

Uma semana depois da estreia nos EUA e no Canadá, e da tragédia de Aurora, no Estado do Colorado, chega nesta sexta-feira aos cinemas brasileiros Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge. . O longa encerra a celebrada trilogia do diretor Christopher Nolan sobre o Homem Morcego, iniciada em 2005 com Batman Begins e que teve seu auge – até aqui – com O Cavaleiro das Trevas, lançado em 2008. Em Chapecó  o filme estará disponível em três salas do Cinema Arcoplex do Shopping Pátio Chapecó.

O segundo filme da trilogia detém a 12ª maior bilheteria de todos os tempos, com exatamente US$ 1 bilhão arrecadado – até hoje, apenas 12 longas ultrapassaram a barreira do US$ 1 bilhão, marca que, prevê a distribuidora Warner, deve ser superada por Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge.

Nem o massacre de Aurora mudou as previsões, até por conta dos números alcançados nos primeiros dias de exibição na América do Norte. Os US$ 162 milhões arrecadados entre sexta-feira e o último domingo constituem o recorde para um filme 2D – a marca anterior, de US$ 156 milhões, pertencia a O Cavaleiro das Trevas. Só Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2 (com US$ 169 milhões em 2011), e Os Vingadores (US$ 207 milhões este ano) tiveram arrecadação superior, mas ambas graças às sessões em 3D.

O massacre de sexta-feira, quando James Holmes, de 24 anos, abriu fogo numa sessão do longa matando 12 pessoas e ferindo outras 59, abriu o debate sobre a facilidade de comprar armas nos Estados Unidos e gerou algumas medidas de parte das produtoras de Hollywood. Entre elas estão a retirada de circulação do trailer de Caça aos Gângsteres (cuja estreia nos EUA está marcada para 7 de setembro), que continha uma cena na qual homens disparam com metralhadoras contra a plateia de uma sala de cinema. A própria divulgação do lucro obtido com o novo Batman é restrita: em respeito às famílias das vítimas, a Warner decidiu não fornecer a arrecadação oficial – as cifras citadas nesta matéria são estimativas da Mojo Box Office obtidas junto às próprias salas exibidoras.

A estratégia de lançamento de O Cavaleiro das Trevas Ressurge, no entanto, segue inabalada. E a recepção do filme, para além da frieza dos números, está à altura da expectativa gerada – muito embora as críticas para o longa anterior, marcado pela atuação de Heath Ledger (1979 – 2008) como o Coringa, tenham sido ligeiramente mais favoráveis.

Com média de 78 sobre 100 no ranking do site Metacritic, que compila as críticas de toda a imprensa norte-americana, e 86% de aceitação na tabela do Rotten Tomatoes, que também baseia seu ranqueamento nas avaliações dos críticos dos EUA, o filme tem sido classificado como uma sinfonia de ação eficiente e, ao mesmo tempo, uma história pop com ressonâncias mitológicas. Richard Corliss, da revista Time, por exemplo, considerou a produção o “equivalente moderno dos mitos gregos”. Justin Chang, da Variety, chamou a franquia de “um farol de integridade”.

Ao que tudo indica, portanto, os fãs podem esperar que a estreia mais aguardada deste inverno mantenha o bom nível dos títulos dirigidos por Nolan. A bem da verdade, a franquia vem sendo uma exceção em meio às adaptações da gigante dos quadrinhos DC Comics, que patina com os recentes filmes sobre Superman e Lanterna Verde – enquanto a rival Marvel obtém sucesso com o Capitão América, Homem de Ferro e os próprios Vingadores.

ZERO HORA



Por

Comentários