03 ago11:53

Workshop gratuito de origamis de Tsuru em Chapecó

Nesta sexta-feira, a partir das 18h30, o movimento Eu Sou a Paz promove um workshop gratuito de origamis de Tsuru na Escola de Artes de Chapecó. O aprendizado será dirigido pelas voluntárias Mariel Moro e Claudia Bertaso Sander.

Conheça a lenda do Tsuru

Tsuru é uma ave, espécie da família das cegonhas, nativa do Japão. Conta a lenda que aquele que fizer mil origamis da sagrada ave japonesa, que vive por mil anos, terá um desejo concedido. Este costume ficou mundialmente conhecido com a triste história de uma garotinha chamada Sadako Sasaki, nascida em Hiroshima e com apenas dois anos quando foi lançada sobre a cidade a bomba atômica. Apenas com 12 anos de idade Sadako constatou resquícios da radiação em seu corpo. Com leucemia, na época chamada de “doença da bomba atômica”, foi internada em 1995 com previsão de apenas um ano de vida.

Em agosto do mesmo ano sua melhor amiga, Chizuko Hamamoto, foi visitá-la e fez-lhe uma dobradura de tsuru, contando-lhe a lenda dos mil tsurus de origami. A pequena decidiu fazer as mil dobraduras. Sua doença avançava rapidamente e ainda assim, cada vez mais debilitada, prosseguia dobrando lentamente os pássaros. Quando compreendeu que sua doença era fruto da guerra, mais do que desejar a própria cura, ao dobrar os papéis a garotinha desejou paz a toda a humanidade, para que mais nenhuma criança sofresse pela guerra.

A cada dobradura repetia: “Escreverei PAZ em suas asas e você voará o mundo inteiro”. Em 25 de outubro de 1955, Sadako fez seu último tsuru e faleceu. Ela fizera 644 origamis. Seus colegas de classe, tocados pela persistência da amiga, dobraram os tsurus restantes para completar os mil, que foram enterrados com ela. A turma também formou uma associação e iniciou uma campanha para construir um monumento em memória à Sadako e todas as crianças mortas e feridas pela guerra.

Com doações de alunos de mais de 3 mil escolas japonesas e de outros nove países, em 1958, foi erguido em Hiroshima o Monumento das Crianças à Paz, também conhecido como Torre dos Tsurus, no Parque da Paz. O monumento de granito simboliza o Monte Horai, local mitológico, onde os orientais acreditam que vivem os Espíritos. No topo do monte está a jovem Sadako segurando um tsuru em seus braços estendidos


Programação do final de semana em Chapecó

Workshop de Tsurus (adultos), dia 03, sexta-feira, das 18h30 às 20h, na Escola de Artes.

Alongamento consciente, dia 04, sábado, às 16h, EcoParque.

Meditação, dia 05, domingo, às 9h, no EcoParque.


Todas as atividades são gratuitas.


Por

Comentários