08 ago09:58

Exército faz operação na fronteira em SC

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Tropas do Exército estão atuando na fiscalização de veículos nas rodovias do Oeste Catarinense desde terça-feira, dentro da Operação Ágata, que tem como objetivo intensificar a repressão a atividades ilícitas na faixa de fronteira. Ontem foi apreendida uma carga de madeira ilegal com 40 metros cúbicos, em Maravilha.

A Operação está ocorrendo nas faixas de fronteira dos três estados do Sul e Mato Grosso do Sul. Em Santa Catarina a faixa de Fronteira abrange cerca de 70 municípios do Oeste. Há postos fixos em Xanxerê, na BR 282, em São Lourenço do Oeste, na SC 468, e em Dionísio Cerqueira, na BR 163. Há também equipes volantes de fiscalização.

São 400 homens atuando em Santa Catarina. São 350 militares de unidades de São Miguel do Oeste, Tubarão, Criciúma, Blumenau, Joinville e Florianópolis, todas ligadas à 14ª Brigada de Infantaria Motorizada. Também colaboram outras 50 pessoas da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Militar, Bombeiros, Cidasc e Ibama.

Estão sendo utilizados um helicóptero e oito blindados na operação. De acordo com a capitã Beatriz Fragnan, do setor de Relações Públicas do 14º Regimento de Cavalaria Mecanizada de São Miguel do Oeste, os locais da operação foram definidos pelo setor de inteligência do Exército. Não há previsão de encerramento mas a ação deve durar cerca de duas semanas.

A operação Ágata é realizada pelo segundo ano consecutivo em Santa Catarina. Ela faz parte do Plano Estratégico de Fronteiras, ação do Governo Federal para coibir crimes transnacionais. O tráfico de drogas e animais estão entre os crimes que a operação pretende inibir.




Por

Comentários