08 ago10:11

Identificação correta da silhueta ajuda a potencializar o treino físico

Cada pessoa tem uma constituição física — o chamada biotipo. É reconhecendo as características dessa compleição que se chega ao treino ideal. O professor de educação física Rodrigo Andrade explica que há três tipos básicos: o ectomorfo, o mesomorfo e o endomorfo.

— Além da identificação dos traços físicos da pessoa, alguns exames também são importantes para determinar o perfil. Temos que entender que, dependendo do biotipo, o resultado dos exercícios pode ser um pouco melhor, mas esse não é um fator determinante na eficácia da atividade — ressalta.

Porém, a divisão em biotipos deve ser encarada apenas como uma orientação geral.

— Existem fatores como idade, restrições relacionadas à saúde, motivação para a atividade, objetivos e até as necessidades do praticante. Tudo isso é muito importante na escolha da atividade física — enfatiza Sérgio Nunes, especialista em qualidade de vida.


Para cada corpo, uma resposta

É importante ter em mente que ninguém se encaixa em apenas um desses tipos. As maiorias das pessoas possuem características de todos os tipo físicos, apesar de um deles ser dominante. E saber disto é útil para quem pratica atividades físicas, pois seu tipo de corpo dita o treinamento que você deve seguir, além de prever os resultados que você vai alcançar.

A princípio, uma pessoa ectomorfa não precisa se preocupar em perder gordura para conseguir um bom físico, porém precisará treinar forte para desenvolver e manter grandes músculos. Endomorfos, por outro lado, sempre travam uma luta contra a balança, mas podem trocar gordura por músculos e esculpir corpos proporcionais e fortes. Já os mais sortudos, os mesomorfos, são capazes de desenvolver músculos mais rapidamente. Mas em todos os casos, disciplina é fator fundamental.


Os três biotipos:

1. Ectomorfo (figura à esquerda)

— São pessoas mais magras, com pequena porcentagem de gordura.

— Podem ter o metabolismo mais acelerado.

— Geralmente, têm estrutura física mais alongada — pernas e braços mais compridos — e são, aparentemente, mais frágeis.

— Ainda que não tenham facilidade para engordar, os indivíduos com esse perfil dominante devem ter cuidado com a alimentação, que deve ser balanceada.

— Sob a orientação de um nutricionista, podem equilibrar a alimentação com a adição de carboidratos e proteínas.

— Atividades que proporcionem ganho de massa muscular, como musculação, podem ser uma opção.


2. Mesomorfo (figura ao centro)

— Porte físico mais esbelto e definido. Ombros largos, massa corporal bem distribuída.

— Esses indivíduos têm mais facilidade para ganhar massa muscular.

— Seguindo uma dieta nutricional adequada, podem perder gordura mais rápido que os demais.

— Uma boa opção para os treinos é procurar atividades que intercalem membros superiores e inferiores.


3. Endomorfo (figura à direita)

— O corpo é mais arredondado, com acúmulo de gordura na região abdominal.

— Esse perfil acumula gordura com mais facilidade.

— Têm que regular mais a alimentação que os demais.

— Estatura mais baixa, membros mais curtos.

— O metabolismo, geralmente, é mais lento.

— Devem adotar atividades aeróbicas, que proporcionem perda de gordura, e prestar atenção às articulações, que podem sofrer com a sobrecarga durante os exercícios.

— É importante entender que uma pessoa obesa não pertence, necessariamente, a esse biotipo, já que uma série de fatores deve ser levada em conta.


VIDA E SAÚDE

Por

Comentários