12 ago11:11

Sargento que teve 50% do corpo queimado recebe promoção por ato de bravura em Chapecó

O sargento Valmir Bressan Camargo do 2º Batalhão da Polícia Militar de Chapecó, que sofreu graves queimaduras durante uma ação no início deste ano e realizou o tratamento no hospital da Unimed em Joinville, recebeu promoção por ato de bravura na tarde de sexta-feira, dia 10.

A solenidade, que graduou o policial como 1º sargento, contou com a presença de convidados, policiais e familiares.

Camargo ainda está em tratamento após sofrer queimaduras de primeiro e segundo grau em cerca de 50% do corpo no dia 2 de janeiro deste ano ao atender uma ocorrência no município de Abelardo Luz, durante a Operação Veraneio em uma agência bancária.


Como foi o acidente

Camargo e o soldado Viviani Solforoso foram acionados porque homem que estaria quebrando caixas eletrônicos. Ao chegarem, viram que o suspeito jogava combustível no interior da agência e pediram para que ele se retirasse do local, mas ele não acatou a ordem dos policiais.

Camargo, então, foi em direção ao sujeito e o segurou para impedir que ateasse fogo no local, mas ambos acabaram caindo sobre o combustível, o isqueiro que estava na mão do suspeito foi acionado e as chamas atingiram os dois.

O suspeito não sobreviveu em razão da gravidade dos ferimentos e o sargento foi trazido para Joinville no dia 3 de janeiro pelo helicóptero da PM para receber tratamento.

Ele permaneceu internado por cerca de seis meses, passou por mais de 20 cirurgias e retornou para casa no último dia 3 de julho.

O sargento Camargo está na corporação há 18 anos, e a mais de 10 anos atua na 4ª Companhia PM de Xanxerê, onde desenvolveu funções na Agência de Inteligência e Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT).


A NOTÍCIA


Por

Comentários