16 ago17:46

Espetáculo A Máquina Fermat será apresentado em Chapecó

O teatro do Sesc de Chapecó recebe nesta sexta-feira, sábado e domingo o Espetáculo A Máquina Fermat da Cia. Muiraquitã de Chapecó. As apresentações gratuitas serão às 20h. É preciso retirar os ingressos uma hora antes do início do espetáculo.

O espetáculo

Em A Máquina Fermat a direção busca uma harmonia entre traços épicos e acentuações dramáticas , fisicalização das emoções atrelada à técnica de contato e improvisação; descolamento estrutural de fala, intenção e movimento; decomposição do cenário, focando texto e personagens.

Nesse sentido, a montagem de “A Máquina Fermat” trilha o caminho da representação e da não interpretação. Isto se faz notório na opção por uma linha de fala e corpo cotidianos . Esta linha de trabalho concomitante a um texto que trabalha com elementos fantásticos resulta em uma estética que a serviço, como nos diz Marcel Mauss, do, “conclave mágico”, revela um universo mítico na relação do herói com seu tempo e seu mundo particular; e místico na medida em que sugere designações divinas para a sorte e o desenlace da trama. Desafiando-se, a Muiraquitã oferece riscos a si e ao público.

A dramaturgia e a direção de Clodoaldo Calai, que trabalha com um tempo diastólico (silêncios, olhares, aparentes inações) aliada ao preciso trabalho de ator de Jonas Martins é algo que confronta o tempo frívolo e incessante de nossos dias.

O espetáculo propõe um olhar, uma vida que aparenta ser de dificultosa percepção/recepção pelo cerceamento que o sistema social moderno e a ideia de civilidade tem direcionado às experiências estéticas, aquelas que nos despertam através dos sentidos e das pulsões. Jogando com as não convenções e provocando o espectador a encenação convida ainda o público a ver o personagem que se esconde atrás do personagem, nesta tarefa os cenários, figurinos e elementos de cena, construídos por Marcos Schu contribuem sobre maneira. Da mesma forma o cenário acústico desenhado pelo músico Fernando Bresolim conduzem o público nesta viagem que se desenvolve nas frestas descobertas entre o real e o fantástico, entre o épico e o dramático, o silêncio e o não silêncio.


A Equipe

Uma conjunção de forças criativas foi empregada para a construção do espetáculo, A máquina Fermat, de um lado a dramaturgia e experiência na construção de espetáculos, do diretor, Clodoaldo Calai (Mestre em teatro pela Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC e doutorando em teatro pela mesma Universidade) de outro lado o talento, a vibração e também experiência do ator, Jonas Martins (Graduando em artes cênicas pela Universidade do Estado de Santa Catarina) não obstante, o espetáculo, conta com a valorosa contribuição do artista plástico, historiador (mestre em história pela UFSC) Marcos Schu. Marcos contribuiu sobremaneira na construção da máquina, martírio de Jhon, na unidade visual do espetáculo e na estética adotada para a cena. Esta soma de energias, resultou em espetáculo vibrante e que prende o púbico na tentativa de discorrer a narrativa de Jhon Stuart.


Ficha Técnica do Espetáculo “A Máquina Fermat”

Dramaturgia: Clodoaldo Calai

Atuação: Jonas Martins

Cenários/Figurinos: Marcos Baptista Schu

Operação de som e luz: Sedenir Romell

Desenho de luz e Direção Geral: Clodoaldo Calai


ESPETÁCULO A Máquina Fermat – Cia. Muiraquitã

Horário: 20h

Dias 17/08, 18/08 e 19/08

Local: Teatro Sesc [Rua Brasília, 475-D, Bairro Jardim Itália] Chapecó/SC

Entrada gratuita [é preciso retirar os ingressos uma hora antes da apresentação]


Por

Comentários