03 set09:05

Pesquisa identifica lesões mais comuns entre praticantes de corrida

A corrida ganha cada vez mais adeptos e, com o aumento da sua popularidade, crescem também as incidências de lesões musculoesqueléticas. Joelhos, pés, pernas, tornozelo e coluna são as áreas do corpo mais afetadas, de acordo com pesquisa realizada por professores e alunos do Programa de Mestrado em Fisioterapia da Universidade Cidade de São Paulo — Unicid.

Joelhos, pés, pernas, tornozelo e coluna são as áreas do corpo mais afetadas

A pesquisa descreve hábitos, características de treinamento, histórico de lesões e suas possíveis associações entre 200 corredores recreacionais. O levantamento foi realizado com pessoas que correm por lazer há pelo menos seis meses. A maioria era homem (73%), com idade média de 43 anos e volume de treino de 35 quilômetros semanais.

Os pesquisadores verificaram que quem corre há mais tempo tem menos lesões musculoesqueléticas.

— Esse resultado pode estar relacionado com pessoas que, com a experiência, se adaptaram ao esporte e agora entendem melhor o seu corpo e, com isso, criaram um fator de proteção — explica Alexandre Dias Lopes, professor da Unicid.

Dentre os avaliados, 55% relataram alguma lesão musculoesquelética ocorrida nos últimos 12 meses. Os problemas mais recorrentes foram tendinopatias e lesões musculares. Para o estudante Luiz C. Hespanhol Junior, que participou da pesquisa, esses dados indicam um alerta aos participantes do esporte.

— É importante que eles procurem o acompanhamento de um especialista da área da saúde para saber as consequências e soluções para os sintomas — afirma.

O projeto terá continuidade com novas análises que servirão como base de implementação de estratégias de prevenção para profissionais de saúde, permitindo ações efetivas para reduzir as lesões musculoesqueléticas.

BEM-ESTAR



Por

Comentários