13 set12:12

Festival Catarinense de Teatro pode ser cancelado por falta de recursos

Nane Pereira | Especial

Tudo encaminhado para o 17º Festival Catarinense de Teatro, mas, parafraseando o poeta Drummond, no meio do caminho havia uma pedra. Faltando apenas dois meses para o evento, os organizadores estão à espera do repasse da verba do Governo do Estado, que é o principal patrocinador através do Funcultural. O projeto foi reconhecido pelo Conselho Estadual de Cultura e aprovado no dia 31 de julho, no valor de R$ 250 mil.

Mas, em nota oficial da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, devido a uma queda na arrecadação de ICMS neste ano, que gerou um déficit de cerca de R$ 70 milhões na previsão orçamentária para pagamentos de projetos do ano de 2012, o Governo do Estado irá honrar apenas os projetos que fazem parte do calendário oficial de eventos de Santa Catarina, como, por exemplo, as Festas de Outubro.

Ainda conforme o comunicado, somente se ocorrer um aumento na arrecadação haverá outros repasses, mesmo que o projeto tenha tramitado e considerado apto a receber o valor requisitado, não significa que irá ser efetivamente pago.

Segundo o secretário da diretoria executiva da Federação Catarinense de Teatro (Fecate) e diretor do grupo blumenauense O Grito Cia de Teatro, Leandro de Assis, os organizadores do evento não estão parados:

– Nós estamos acompanhando de perto, indo a Florianópolis constantemente falar com o presidente da Fundação Catarinense de Cultura. Estamos sempre em contato direto com o conselheiro Luciano Cavichiollo, que nos mantém informados.

Assis comenta ainda que no ano passado o festival ocorreu em Rio do Sul com um mês de atraso, porque não houve repasse da verba na data prevista:

– Com muita pressão recebemos o recurso do Funcultural. Sem a verba, a realização do evento não é possível. Mesmo com parceria da prefeitura, o evento tem custos que só podem ser pagos com a verba do fundo, conforme orçamento do projeto apresentado e contemplado pelo Funcultural.


Organizadores têm esperança de receber o recurso

Mesmo diante da crise, Assis tem esperança de que o repasse será feito até o fim de outubro. A expectativa para que o festival ocorra é compartilhada pelo presidente da Fecate, Willian Sieverdt:

– Os artistas de teatro passam o ano todo atuando em prol da nossa população, contribuindo para a formação dos nossos cidadãos. Já damos nossa contrapartida para o Estado através de inúmeros outros projetos desenvolvidos com recursos de outras fontes, até mesmo recursos próprios. Temos que acreditar que o Governo de Santa Catarina vai fazer a sua parte.

Sieverdt acrescenta que o festival teve número recorde de inscrições, qualidade dos espetáculos propostos, representatividade das diversas regiões do Estado e o momento de união pelo qual a classe teatral passa são indícios do merecimento.

A nota oficial da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte serve também para outros projetos catarinenses. Recentemente, o Diário Catarinense divulgou a reportagem Cultura também aperta o cinto, citando, além do XXII Festival de Dança de Salete, outros eventos e grupos de Santa Catarina que passam pelo mesmo problema.

Confira os espetáculos selecionados em www.17fecate.blogspot.com.br.


JORNAL DE SANTA CATARINA



Por

Comentários