28 set17:08

Quadrilha que escondia drogas dentro de limões foi presa em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Seis pessoas foram presas nesta sexta-feira em Chapecó dentro da Operação Cruzeiro do Sul. De acordo com a Polícia Civil elas são suspeitas de integrarem uma quadrilha acusada de tráfico de drogas, furtos, roubos e homicídios. As investigações iniciaram em março deste ano.

Foram presos e encaminhados para o Presídio Regional de Chapecó Mauricio Martins dos Santos, Marcos de Souza Antunes, Luis Osmar Correia, João Augusto Fagundes, Magno Chiesa e Diogo Junior Barcarol. Outro integrante da quadrilha, Marcos Antonio Borges, foi encontrado morto na sexta-feira, dia 21 de setembro em Chapecó.

De acordo com o delegado da Polícia Civil, Ronaldo Moretto, a quadrilha seria responsável por diversos crimes, entre eles, a explosão de um caixa eletrônico, no dia 8 de setembro, em Nova Erechim e um triplo homicídio registrado no dia 18 de julho em Chapecó.

- Com esta prisão os crimes devem diminuir na região – acredita o delegado.

Durante as buscas os policiais apreenderam 700 gramas de crack, 400 gramas de maconha, armas de diversos calibres, munições, celulares, notebook e balanças de precisão.

No entanto, o que mais chamou a atenção dos policiais foi a criatividade dos traficantes. Eles tiravam o ‘recheio’ dos limões, colocavam as buchas com drogas dentro e penduravam novamente na árvore.

- Só conseguimos localizar a droga com a ajuda dos cães farejadores – disse o delegado.

Participaram da Operação Cruzeiro do Sul, coordenada pela Divisão de Investigação Criminal de Fronteira (Dicfron) de Chapecó, Policiais Civis das Delegacias de Chapecó, Pinhalzinho, São Lourenço do Oeste, Blumenau, Canoinhas, Coronel Freitas e Canis (K9) da Polícia Civil da região de São Lourenço do Oeste e Canoinhas.


Por

Comentários