18 out12:09

Casan irá investir R$ 3,7 milhões em São Miguel do Oeste

Em reunião realizada nesta terça-feira, 16, na Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) de São Miguel do Oeste, o diretor de operação e meio ambiente, Valter José Gallina, afirmou que dois projetos estão em andamento para o município de São Miguel do Oeste, que resultam no investimento de cerca de R$ 3,7 milhões. Segundo ele, as ações irão suprir a dificuldade enfrentada na distribuição de água no município durante o período de verão.

O projeto emergencial e que deve estar pronto em janeiro do próximo ano, é de uma estação de tratamento móvel. O gerente da Casan de São Miguel do Oeste, Gilmar Rigo, explica que será instalada em um ponto da cidade e que irá atender os Bairros que mais sofrem com a falta de água. “Dois pontos próximos aos Bairros Santa Rita e Progresso estão sendo estudados”, declara Rigo. O valor previsto para este primeiro projeto é de R$ 700 mil.

O segundo projeto, envolvendo cerca de R$ 3 milhões, já está em fase final. Trata-se de um recalque com adutora para captação da água do poço profundo que será direcionada diretamente aos reservatórios de distribuição, localizados no centro da cidade. “Nos próximos meses, vamos entrar com o processo de licitação. Queremos iniciar as obras no início do ano que vem”, afirma diretor da Casan Valter Gallina. Ao todo, serão, aproximadamente, cinco quilômetros de extensão com canos de ferro fundido de 300 milímetros. “A obra irá atender toda a demanda da cidade por vários anos”, finaliza o diretor.

Diversas autoridades participaram da reunião, entre elas: o empresário e prefeito eleito de São Miguel do Oeste, João Carlos Valar, o presidente da Câmara de Vereadores, Flávio Ramos, o vereador Airton Fávero e demais servidores e funcionários da Casan.


Por

Comentários