09 nov08:19

Torcida do Verdão invade as ruas de Chapecó

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Chapecoense. Este nome é muito mais que um time ou o gentílico de Chapecó. Ele é o orgulho de toda uma região. São mais de 100 municípios e mais de um milhão de catarinenses que em 2013 vão assistir a Série B do Campeonato Brasileiro e torcer por mais um time catarinense que faz bonito no cenário nacional.

Milhares de pessoas acompanharam o jogo transmitido pela TVCOM na praça Coronel Bertaso, num telão instalado pelo Grupo RBS. O agricultor Elizandro Pastorio fez 15 quilômetros de motocicleta, junto com o filho Gabriel, para acompanhar o jogo.

A atendente de caixa de supermercado Keli Bonsere trabalhou com a camisa da Chapecoense debaixo do uniforme e saiu do trabalho para ver o jogo. A cidade, que há uma semana respirava a decisão, ontem parou.

Os degraus da Catedral Santo Antônio viraram arquibancada. Perto dali, o monumento O Desbravador, parecia que observava tudo. Os símbolos da cidade, o colonizador Bertaso, o Desbravador, a Catedral Santo Antônio e a torcida da Chapecoense, estavam todos unidos por um objetivo.

>> Acesse o Blog da Chapecoense

Nem a chuva fina espantou a torcida. Elas serviram para lavar a alma de uma torcida que chorou em 2010 e 2011, quando o time chegou perto, mas perdeu a vaga.

— Hoje eu choro de alegria- disse a aposentada Ijones Rigo, que pintou unha, usou brinco e ontem comprou duas camisetas, uma delas só para pegar autógrafo.

É indescritível, nós chegamos lá- comemorou Natan Ribeiro de Melo.

O apito final fez culminar uma explosão de alegria. –É a melhor coisa do mundo- disse Henrique Martins, de 11 anos, que pintou as cores verde e branca no rosto. A Chapecoense une pessoas de todas as idades, nascidos ou não em Chapecó.

O estudante Jeferson Scortegagna disse que agora quer ver Chapecoense e Palmeiras, na Série B de 2013. Hoje, Santa Catarina está pintada de verde. Falta pintar o Brasil com o título da Série C.

Por

Comentários