09 jan14:55

Sicredi prevê crescimento expressivo em 2013

O presidente do Sicredi Região da Produção, Saul João Rovadoscki, afirma que 2013 será um ano promissor para as cooperativas de crédito. E com esta previsão o Sicredi se preparou, segundo ele, de forma a consolidar, cada dia mais, o sistema, por meio do atendimento qualificado e do constante aprimoramento.

Saul Rovadoscki é presidente do Sicredi Região da Produção e agricultor. Natural de Barros Cassal (RS), tem 64 anos de idade, é casado com Elaine Elisabeth Rovadoscki e pai de Andreia e Viviane.

Há 20 anos na presidência do Sicredi Região da Produção, é técnico em contabilidade e possui MBA em economia e gestão empresarial (Universidade de Passo Fundo). Entre suas experiências estão cursos de aperfeiçoamento em gestão de cooperativas de crédito na Alemanha, Holanda, França e Canadá e intercâmbio com cooperativas de crédito na China, Índia e Suíça.


Neste ano, quais as ações e conquistas do Sicredi que tiveram maior destaque em âmbito nacional?

Saul Rovadoscki – O Sistema Sicredi tem buscado, cada vez mais, um desenvolvimento sustentável a longo prazo, e por isso tem instituído em suas cooperativas um novo modelo de governança. Com ele, o conselho de administração passa a ter atribuições de gestão, entre elas a contratação de diretoria executiva, com o objetivo de avançar na profissionalização e indo ao encontro dos anseios do quadro social.

Outra conquista foi a 3º colocação entre os maiores liberadores de crédito rural no Brasil, dado publicado no ranking Melhores e Maiores 2012 da revista Exame e que consolida a ascensão de três posições no ranking, em relação ao ano anterior.

O Sicredi também foi destaque no Guia “As Melhores Empresas para Você Trabalhar”, das revistas Você S/A e Exame em parceria com a Fundação Instituto de Administração. Neste ano, o Sicredi obteve a nota final 77,9 enquanto, em 2011, o índice era de 76,3.  Na categoria cooperativas, o Sicredi é a organização com o maior número de colaboradores, 13.243, e figura na 6ª posição. Se comparado ao segmento bancos e serviços financeiros, o Sicredi obteve a 3ª colocação.


E na área de atuação da Sicredi Região da Produção quais foram os destaques?

Saul Rovadoscki – Uma novidade foi a implantação do novo modelo de governança, com formação de 82 núcleos de associados e eleição dos delegados que representam estes núcleos. Também promovemos uma série de reuniões com os associados, buscando estreitar e fortalecer ainda mais os laços de parceria e negócios entre a cooperativa e associados, o que gerou um contato com mais de 5.000 associados de todos os municípios onde a cooperativa tem unidades de atendimento instaladas.

A promoção Sorte Cooperada Sicredi Região da Produção também está sendo um sucesso. Com sorteio de 52 prêmios e objetivo de premiar os associados que investem na cooperativa. O último sorteio está marcado para o dia 27 de dezembro.

Quanto a expansão da cooperativa, destaque para duas inaugurações de novas unidades de atendimento neste ano: uma no bairro Efapi, em Chapecó, e outra no bairro Vila Maria, em Sarandi, onde se localiza a sede da cooperativa.


Qual é o atual quadro de associados da Sicredi Região da Produção em 2012?

Saul Rovadoscki – Até o momento cerca de 4.600 pessoas se associaram à cooperativa, sendo que até o final de 2012 a meta era alcançar a marca de 5.000 novos sócios. Vislumbramos este número como algo muito bom, que demonstra a credibilidade conquistada. As pessoas estão cada vez mais reconhecendo o Sicredi como uma instituição financeira completa, que oferece mais de 100 produtos e serviços. Além disso, temos um quadro de colaboradores preparados e em constante aperfeiçoamento profissional para que o atendimento aos associados seja cada vez melhor.


Quais as perspectivas/planos para o próximo ano?

Saul Rovadoscki – Seguindo o planejamento estratégico da cooperativa para o ano de 2013, no qual analisamos o potencial de mercado de nossa área de atuação, as perspectivas são muito positivas. Pretendemos crescer com mais de 5.000 novos associados, ultrapassando o número de 42.000 sócios da cooperativa. A expectativa de crescimento na captação de recursos é de 30% e a carteira de crédito deve ter um incremento de 25%, enquanto o patrimônio da cooperativa tem perspectiva de crescimento de 28%.


Há novidades para os municípios onde a cooperativa atua em SC?

Saul Rovadoscki – Nossa perspectiva, além da continuidade do crescimento esperado para os sete pontos de atendimento que a cooperativa tem instalados no oeste de Santa Catarina (Xanxerê, Xaxim, Coronel Freitas e quatro unidades em Chapecó), é inaugurar novas instalações das unidades de atendimento Merco Centro e Centro Empresarial, de Chapecó, ainda no primeiro semestre de 2013. O objetivo será oferecer instalações mais amplas e modernas para suprir e qualificar ainda mais o atendimento aos associados.



Por

Comentários