23 nov00:15

Chapecoense precisa vencer para chegar na final

Para o ano não terminar hoje a Chapecoense precisa vencer o Oeste, no confronto que inicia às 19 horas, em Itápolis. Mais do que isso. Se vencer por 1 a 0 ainda terá que superar os paulistas nos pênaltis. Vitória por qualquer outro placar leva a Chapecoense para a final inédita da Série C do Campeonato Brasileiro.

Mas para isso o time catarinense terá que superar alguns tabus. Neste campeonato o time catarinense só venceu uma fora, ainda no primeiro turno, contra o Duque de Caxias. O atual treinador, Gilmar Dal Pozzo, até agora só fez um ponto em quatro jogos fora. E o time só fez três gols fora e, em nenhuma partida, fez mais que um gol longe de casa.

Para piorar o atacante Rodrigo Gral, lesionado, continua fora. Mesmo assim o time mantém a confiança. –Temos que ser ousados- declarou o técnico Gilmar Dal Pozzo, mostrando que vai para cima do Oeste.

-Estamos devendo uma boa partida fora, pode ser agora- declarou o volante Wanderson. Ele quase marcou um gol de falta no primeiro confronto contra o Oeste e espera que nesta sexta-feira a bola entre.

O meia Neném disse que, apesar da derrota no primeiro jogo, a Chapecoense tem condições de vencer em São Paulo. –Temos que fazer um bom jogo para brigar por mais uma estrela no uniforme da Chapecoense- concluiu.

Comente aqui
22 nov19:20

Cinco presos por contrabando de cigarro

Cinco pessoas foram presas no final da manhã desta quinta-feira, em Itapiranga, em flagrante de contrabando de cigarro, proveniente do Paraguai.

Foram apreendidos quatro veículos com  5,8 mil pacotes de cigarro, que tentavam passar uma barca pelo Rio Uruguai, na divisa entre Santa Catarina e Rio Grande do Sul.  Os carros eram um Palio e uma Fiorino placas de Sorocaba, uma Fiat Strada de Passo Fundo e uma Montana de Sapiranga-RS.

A mercadoria vinha de Foz do Iguaçu-PR e tinha como destino a cidade gaúcha de Tenente Portela-RS, onde moravam as pessoas que foram detidas. Os presos e a mercadoria foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal de Dionísio Cerqueira.

Comente aqui
22 nov17:18

Chapecoense está em Araraquara-SP


Darci Debona|darci.debona@diario.com.br

A Chapecoense chegou por volta das 17 horas desta quinta-feira em Araraquara-SP, onde descansa para até o confronto da sexta-feira, dia 23, às 19 horas, contra o Oeste, em Itápolis-SP. O tempo de deslocamento entre as duas cidades é de 40 minutos.

O grupo treinou pela manhã em Chapecó e, no início da tarde, foi de avião para Campinas, onde pegou ônibus até Araraquara.

O técnico Gilmar Dal Pozzo deve repetir o time que perdeu o jogo de ida por 1 a 0, no sábado, em Chapecó. Dal Pozzo avaliou que o desempenho foi bom, exceto pelo aproveitamento nas conclusões.

O atacante Rodrigo Gral, lesionado, continua fora. Dois jogadores reservas foram cortados da viagem. Na avaliação da comissão técnica o atacante Cristiano e o meia Dudu não estariam se empenhando o suficiente nos treinamentos desta semana.

A equipe que começa o jogo contra o Oeste é Nivaldo, Fabiano, André Paulino, Rafael Lima e Gilton; Wanderson, Paulinho Dias, Athos e Neném; Jô e Henrique.

Comente aqui
21 nov19:38

Nivaldo recebe fã

O goleiro Nivaldo, que completou no sábado 206 jogos pela Chapecoense, recebeu nesta semana a visita de um fã na Arena Condá. O advogado Guilherme Pereira, 24 anos, tem o goleiro como ídolo desde a Conquista do Campeonato Catarinense de 2007.

-Ele é um dos maiores jogadores da história da Chapecoense se não for o maior- avaliou Pereira. Para o advogado, além de ter conquistado dois Catarinenses (2007 e 2011), os acesso da Série C (2009) e da Série B (2012), o goleiro mostrou um grande caráter ao permanecer no clube mesmo nos momentos difíceis.

Ele tem cinco modelos de camisa do goleiro. Entre algumas das defesas importantes, o torcedor lembra das duas no primeiro jogo contra o Luverdense, que ajudaram a garantir o acesso para a Série B.

Nivaldo levou o torcedor até a área de uma das goleiras, para mostrar que não é muito fácil evitar que a bola entre no gol. Ele ficou lisonjeado por ser considerado um ídolo para o torcedor. –É bom ter esse reconhecimento e eu já me sinto chapecoense depois de tanto tempo- explicou o goleiro.

Ao despedir-se de Nivaldo, Pereira desejou que ele continue no clube no próximo ano, para disputar a Série B. –Ele merece- concluiu.

Comente aqui
17 nov21:53

Oeste foi mais competente

 

Venceu o mais competente. O Oeste praticamente teve só uma chance de gol e venceu a Chapecoense por 1 a 0, neste sábado, na Arena Condá.

A Chapecoense teve pelo menos quatro chances claras de gol e não conseguiu balançar a rede. Duas delas com Athos, no primeiro tempo. Numa delas chutou por cima e, na outra, foi bloqueado pelo goleiro Fernando Leal. Goleiro que praticamente fez um “milagre” no segundo tempo, num chute à queima-roupa de Henrique. Não esquecendo ainda a bola no poste de Neném.

Ao final da partida, jogadores e comissão técnica da Chapecoense reconheceram que o adversário foi mais competente.

-Eles foram eficientes, nós não- avaliou o meia Athos. –Não tivemos eficiência- repetiu Neném. O treinador Gilmar Dal Pozzo, foi na mesma linha. –Lá vamos ter que ser mais competentes- projetou, sobre o jogo da volta em São Paulo.

O treinador disse que sua equipe caiu um pouco no segundo tempo, mas fez uma boa partida. –Tivemos cinco ou seis chances- calculou. No entanto, segundo Dal Pozzo, faltou tranquilidade na hora da conclusão.

Comente aqui
17 nov21:45

Chapecoense perde em casa para o Oeste


Darci Debona| darci.debona@diario.com.br

A Chapecoense largou mal na semifinal da Série C do Campeonato Brasileiro, perdeu em casa para o Oeste, por 1 a 0, e agora terá que vencer o Oeste em Itápolis-SP, na próxima sexta-feira. Vitória por 1 a 0 leva para os pênaltis e, por 2 a 0, 2 a 1 ou 3 a 2 dá Chapecoense.

Além da comemoração da torcida pelo acesso à Série B o goleiro Nivaldo jogou com a camisa 206 que é o número de jogos que ele completou em seis anos e meio no clube. Mas depois disso ninguém do Verdão do Oeste teve o que comemorar.. A Chapecoense poderia ter marcado logo no primeiro minuto, quando Athos recebeu dentro da área mas chutou por cima.

O time da casa seguiu melhor mas tinha dificuldade em superar a defesa do time paulista. O Oeste concluiu pela primeira vez aos 17 minutos, numa cobrança de falta, que passou longe do goleiro Nivaldo.

Mas dois minutos depois o time paulista mostrou porque eliminou o Fortaleza no Ceará Ricardo Oliveira invadiu a área e tocou na saída do goleiro Nivaldo, para incredulidade dos quase seis mil torcedores da Chapecoense. E não tinha nenhum torcedor do Oeste no Índio Condá para comemorar.

Dois minutos depois Athos recebeu dentro da área e teve a chance de empatar, mas o goleiro Fernando Leal saiu bem e fez a defesa. Aos 30 minutos, Wanderson, o da Chapecoense, cobrou falta que passou próximo do poste esquerdo do goleiro.

O time catarinense insistia nos cruzamentos para a área, mas sem resultado. Aos 45 minutos lançou Neném dentro da área, livre, que desviou do goleiro, mas a bola bateu no poste direito. Não era o dia da Chapecoense.

Na volta do intervalo o técnico Gilmar Dal Pozzo pediu mais tranquilidade na conclusão e cuidado para não dar contra-ataques ao adversário.

A Chapecoense novamente iniciou pressionando mas a zaga do Oeste levou a melhor. Aos 21 minutos Henrique venceu a zaga, chutou forte e o goleiro Fernando Leal fez uma bela defesa. O Oeste se fechou e garantiu a vitória. Foi a primeira derrota da Chapecoense em casa na Série C. Resta à Chapecoense tentar agora sua segunda vitória fora.


FICHA TÉCNICA


CHAPECOENSE-0: Nivaldo, Fabiano, André Paulino, Rafael Lima e Gilton: Wanderson, Paulinho Dias (Galiardo), Athos (Eliomar) e Neném; Jô (Cristiano) e Henrique. Técnico: Gilmar Dal Pozzo


OESTE-1:Fernando Leal, Dedê, Eduardo (Everton), Dezinho e Piauí; Dionísio, Hudson, Ligger e Wanderson (Lele); Ricardo Oliveira (Alex Silva) e Jheimy. Técnico: Luís Carlos Martins


Gols: Ricardo Oliveira (O), aos 19 minutos do primeiro tempo.


Arbitragem: Jaílson Macedo Freitas-BA, auxiliado por Cleriston Clay Barreto Rios-SE e Fábio Rodrigo Rubinho-MT.

Cartões amarelos: Piauí, Fernando Leal, Ligger, Ricardo Oliveira, Dionísio, Everton e Dedé (O), Neném, Jô (C),


Local: Estádio Índio Condá, em Chapecó


Público: 5.998

Renda: R$ 66.060

Comente aqui
13 nov18:12

Condá recebe melhorias

A Arena Condá está recebendo melhorias para a primeira partida da semifinal da Série C do Campeonato Brasileiro, entre Chapecoense e Oeste, que será disputada sábado, às 19 horas.

A grade da ala Sul, que estava danificada, está sendo trocada. Além disso está sendo feita a limpeza e pintura das arquibancadas. De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura, que é a administradora do estádio, 15 servidores do município estão trabalhando no local.

Um muro que foi danificado na troca da cobertura da ala Oeste, também está sendo refeito pela empresa responsável pela obra. Tudo para que o palco do jogo fique tão bonito quanto o desempenho do time na Série C.

Comente aqui
13 nov16:55

Torcedores já garantem ingresso para a semifinal

Darci Debona|darci.debona@diario.com.br

Iniciou hoje na tarde desta terça a venda de ingressos para o primeiro jogo da semifinal da Série C do Campeonato Brasileiro, entre Chapecoense e Oeste, que será disputado sábado, às 19 horas, na Arena Condá.

São seis mil ingressos que estão disponíveis em cinco pontos: Maidana Esportes, Palácio dos Esportes, Posto De Marco, loja Sensação do Mate do Shopping Pátio Chapecó e na sede do clube.

O movimento, por ser o primeiro dia de comercialização, ainda é fraco. Na sede da Chapecoense tinham sido vendidos apenas seis ingressos das 13h30 às 16h15, segundo a atendente, Samara Kappel.

– O pessoal deixa para a última hora – explicou.

Mesmo assim tem gente que quis garantir cedo um lugar na arquibancada do Condá. O mecânico Nei Augusto Minks, 23 anos, deu um pausa no trabalho e foi comprar três ingressos, para ele, o irmão e um amigo.

- Dá para conquistar o título – diz, confiante.

Para o torcedor era mais difícil conquistar a vaga na Série B. Ele acompanhou a decisão contra o Luverdense pelo telão montado pela RBS na Praça Coronel Bertaso, com transmissão da TV Com. Depois comemorou na avenida Getúlio Vargas. Minks espera nova comemoração em breve. Ele acompanha o clube desde 2003.

O movimento maior na Chapecoense é  sócios inadimplentes que buscam regularizar sua situação. Foram 15 atendimentos em três horas. A Chapecoense tem cerca de quatro mil sócios.

Os valores dos ingressos são: R$ 15 (estudantes, aposentados e menores entre 8 e 12 anos), R$ 30 (geral) R$ 40 (coberta) e R$ 50 (cadeiras).

Comente aqui
07 nov22:30

TV Com vai transmitir jogo da Chapecoense

Foi confirmada na noite de quarta-feira a transmissão do jogo entre Luverdense e Chapecoense, às 19 horas. A partida será realizada no Estádio das Emas, em Lucas do Rio Verde. Um telão deverá ser montado na praça Coronel Bertaso. A Chapecoense venceu a primeira partida por 3 a 0 e pode perder por 2 a 0 ou até por três gols se marcar pelo menos um. Se mantiver a vantagem o Verdão do Oeste na Série B 2013.

Comente aqui
05 nov14:55

Torcida acompanha embarque da Chapecoense


Cerca de 50 torcedores acompanharam a saída da Chapecoense no estádio Índio Condá e o embarque no aeroporto Serafim Enoss Bertaso. A delegação viajou às 14h15 rumo a Florianópolis, onde fica até amanhã, quando embarca para o Mato Grosso.

Os torcedores levaram camisetas, conversaram com os jogadores, disseram palavras de apoio e entoaram gritos de “Vamos Subir Chape”.

-Não podemos deixar escapar pela terceira vez- disse o torcedor Alessandro Garcia, que levou o filho Carlos Miguel, de um ano e quatro meses. Ele lembrou que em 2010 e 2011 a Chapecoense deixou escapar o acesso, mas agora, com a vantagem de três gols no primeiro jogo, acha difícil escapar a vaga.

Os jogadores agradeceram o apoio. –É bom esse carinho da torcida mas nós não podemos nos empolgar- alertou o meia Athos, que prevê muita dificuldade no jogo de volta. O confronto entre Luverdense e Chapecoense é na quinta-feira, às 19 horas, em Lucas do Rio Verde. A Chapecoense pode até perder por 2 a 0 e, se fizer um gol, pode até perder por três gols de diferença.

Derrota por 3 a 0 é a única situação em que o jogo vai para os pênaltis.

1 comentário