09 jan14:37

AMOSC, CIS e Cidema elegem novos diretores para 2013

Os novos gestores públicos municipais da microrregião da Associação dos Municípios do Oeste de Santa Catarina (AMOSC) estarão reunidos nesta quinta-feira (10), a partir das 9 horas, no auditório da entidade em Chapecó. Na oportunidade, ocorrerão as assembleias ordinárias da AMOSC, do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste de Santa Catarina (CIS/AMOSC) e do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico Social e Meio Ambiente (CIDEMA).

Na pauta da reunião da AMOSC estão previstas a eleição e posse da diretoria executiva, eleição e posse do conselho fiscal, definição do cronograma de visita aos municípios e apresentação da programação dos 45 anos da entidade.

De acordo com o secretário executivo da AMOSC, Paulo Utzig, a presidência da entidade será definida entre os prefeitos do PMDB, uma vez que o partido foi o que mais conquistou administrações municipais, com sete prefeituras da microrregião no último pleito eleitoral, em outubro do ano passado.

Concorrem à presidência da AMOSC os prefeitos André Max Tormen (Águas de Chapecó), Vilmar Foppa (Caxambu do Sul), Alceu Mazzioni (Cordilheira Alta), Sadi Gomes Ferreira (Jardinópolis), Plínio Dallacorte (Planalto Alegre), Cleomar Weber Kuhn (São Carlos) e Everaldo Luis Casonatto (União do Oeste).  

A assembleia do CIS/AMOSC acontecerá no mesmo local. A pauta prevê a eleição e posse da diretoria executiva, eleição e posse do conselho fiscal e demais assuntos de interesse aos gestores públicos.

    No mesmo local, ocorre a assembleia geral do CIDEMA que prevê a eleição e posse da diretoria executiva, eleição e posse do conselho fiscal e outros assuntos de interesse dos prefeitos.

Comente aqui
09 jan14:35

Após temporal, 40 famílias permanecem desalojadas no Extremo-Oeste

Pelo menos 40 famílias permanecem desalojadas em São Bernardino, no Extremo-Oeste catarinense, após um forte temporal que provocou alagamentos na noite de segunda-feira. Os atingidos estão em uma creche, onde recebem alimentação e auxílio para recomeçar.

A Defesa Civil estima prejuízos de cerca de R$ 750 mil. Alguns perderam tudo e, dos 50 atingidos, somente 10 haviam conseguido voltar para casa até a manhã desta quarta-feira. Mesmo com o tempo fechado, os moradores do Centro da cidade, o local mais atingido, trabalhavam em mutirão para tentar recuperar os pertences.

Conforme Leonir Ludwig, membro da comissão da Defesa Civil de São Bernardino, algumas famílias perderam móveis, roupas, alimentos, veículos e até as paredes da casa foram rachadas pela força da água.

- Estamos vendo o que dá para recuperar. Teve família que achou colchões cerca de 200 metros de casa, que foram arrastados pelo rio que transbordou – salienta.

Ludwig afirma que o município não sofria um alagamento com as mesmas proporções há pelo menos 50 anos.  Por conta disso, São Bernardino decretou situação de emergência ainda nesta terça-feira e está auxiliando os atingidos, fornecendo alimentos e abrigo.

Até a manhã desta quarta-feira, o fornecimento de água ainda não havia sido restabelecido em alguns pontos da cidade. Técnicos da Defesa Civil do Estado também estão no local para auxiliar nos trabalhos de recuperação.

Em Galvão não há mais desalojados

Além de São Bernardino, o município vizinho de Galvão também foi bastante atingido pelo temporal e alagamentos. Pelo menos 70 casas foram danificadas, mas as famílias não estavam mais desalojadas na manhã desta quarta-feira.

Os três rios que cortam o município inundaram e um deles subiu cinco metros. Seis pontes foram danificadas e pelo menos três delas precisarão ser totalmente reconstruídas. Alguns moradores do interior ficaram ilhados.

Propriedades rurais e lavouras também tiveram perdas. A prefeitura de Galvão estima que o prejuízo causado pelo temporal chegue a R$ 1,4 milhão no município, onde também já foi decretada situação de emergência.

DIÁRIO CATARINENSE

Comente aqui
08 jan12:25

Temporal causa prejuízos e destruição no Oeste

O temporal aconteceu na noite desta segunda-feira, por volta das 20h50. Três cidades estivem prejuízos com a chuva, São Miguel do Oeste, São Bernardino e Barra Bonita, todas no Extremo Oeste. Em São Miguel do Oeste, foram atingidas as comunidades de Linha Tupanci e Linha Pinheirinho. O vento destruiu telhados de residências no interior. Além das casas alguns galpões também foram destelhados.

 Duas residências foram destruídas, sendo uma de alvenaria e outra de madeira. As casas eram de propriedade de Getúlio Schramm, cuja família ainda residia na casa de madeira. O proprietário perdeu além das casas, móveis, utensílios, um veículo que estava na garagem da residência de madeira. O proprietário iria se mudar para casa nova de alvenaria daqui a alguns dias. Getúlio Schramm conta que estava com a esposa ordenhando os animais quando o temporal derrubou as casas na propriedade. O filho estava dentro de uma delas e conseguiu sair quando percebeu que o imóvel estava caindo. 

O proprietário de uma das áreas atingida, Deolindo Dreon, disse acreditar que houve tornado na Linha Pinheirinho. Ele conta que o temporal destelhou a casa, um paiol e um chiqueiro. Foram arrancadas árvores grandes, como araucárias. Ele afirma que a propriedade de seu vizinho Gentil Roman também foi atingida. Dreon disse que os estragos são parecidos com o que ocorreu no tornado de Guaraciaba em 2009.

A defesa civil do município ainda não tem uma estimativa do numero de pessoas atingidas. Em Vargeão, o rio que corta o município transbordou e pelo menos 260 pessoas estão ilhadas em três bairros da cidade. A dificuldade das equipes da defesa civil é no atendimento as famílias do interior. Em Barra Bonita, a comunidade mais atingida foi São Judas Tadeu. A chuva que caiu na região na noite de ontem também deixou centenas de famílias desalojadas na comunidade de Três Voltas, divisa de São Lourenço do Oeste e Campo Erê e principalmente na cidade de São Bernardino. Em Três Voltas a água passou por cima da rodovia SC 473 e pessoas foram retiradas pelos Bombeiros de Campo Erê e policiais rodoviários do posto de São Lourenço do Oeste.

Comente aqui
07 jan19:42

Chapecoense fecha as contratações para o Catarinense

Mais um reforço foi anunciado na tarde de ontem, pela diretoria da chapecoense para a temporada 2013. O Zagueiro Tiago Saletti, 29 anos fechou contrato até março. Com este reforço o clube fechou as contratações para o Campeonato Catarinense.  

O zagueiro é um velho conhecido do diretor de futebol Cadu Gaúcho. Eles jogaram juntos na Ulbra em 2007. – Ele é experiente, joga também como lateral esquerdo e acertou com o que podíamos pagar. – Declarou o diretor. O atleta tem 29 anos, é natural de Rolante- RS, tem 1.83 e pesa 77kg.Tiago começou aos 14 anos no internacional  e já atuou em clubes como, Ulbra, Americana/SP, Caxias, Botafogo/SP e por último defendia a equipe do Brasil de Pelotas/RS.

O atleta foi apresentado na Arena Condá e já participou dos treinos junto com os demais jogadores do Verdão.  - Espero dar alegria ao torcedor chapecoense – Disse o jogador.

O contrato com o jogador é até março com um pré contrato para a série B dependendo do desempenho no estadual.  Tiago já participou da série B, em Campinense da Paraíba em 2009.  – Quero fazer um belo trabalho e ficar para jogar a série B.

Com este reforço o clube fecha as contratações para o Campeonato Catarinense. – Vamos aguardar o campeonato começar para avaliar se contratamos mais – Afirmou Cadu Gaúcho.  

Comente aqui
07 jan11:25

Tabaco de SC para China

O vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc) e presidente da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de SC (Cidasc), Enori Barbieri, anunciou hoje que no período de 7 à 11 de janeiro o Brasil receberá uma missão de técnicos da China, com objetivo de inspecionar as áreas de produção de tabaco em Santa Catarina e Paraná, visando a futura liberação das exportações do produto desses dois Estados àquele país. Atualmente somente o Rio Grande do Sul está autorizado a exportar tabaco aos chineses.

            Barbieri observou que a missão será integrada pelo mais alto nível hierárquico da General Administration of Quality Supervision, Inspection and Quarantine – AQSIQ. Às 17:00 horas de segunda-feira (7) os visitantes serão recebidos na Superintendência do Ministério da Agricultura em Florianópolis. O Ministério teve importante papel na intermediação da vinda da missão.

            As futuras exportações para a China representarão mais um importante marco no fortalecimento da agricultura catarinense, observa o dirigente. “Não somos bons apenas em exportar carnes. Nosso tabaco está nas primeiras posições da pauta de exportações,” realça.

Santa Catarina é o segundo produtor nacional de fumo, cultivado de forma intensiva por 56 mil pequenos produtores rurais. A importância do fumo para a economia do Estado é significativa: dos 293 municípios catarinenses, 234 são produtores de tabaco. A produção catarinense é de 250.000 toneladas por ano e 95% destinam-se ao mercado externo.

As exportações estaduais renderam, em 2011, mais de 900 milhões de dólares, o que representa 24%  das exportações nacionais. Essa participação deve crescer neste ano em razão da queda de produção em nível mundial, em consequência das intempéries que afetaram importantes produtores, como os Estados Unidos e a África.

De acordo com Enori Barbieri, a missão chinesa vem com o propósito de avaliar os trabalhos que os técnicos do Ministério da Agricultura e a Cidasc realizam para o levantamento de detecção da praga Peronospora tabacina, agente causador do “Mofo Azul”. Essa praga é considerada restritiva para ingresso do fumo no território Chinês.

O principal sintoma é o aparecimento de manchas amareladas de tamanho variável, podendo atingir uma região de até três centímetros de diâmetro na parte superior das folhas jovens. Na parte inferior existe uma leve pubescência branco-acinzentada com reflexos azulados, o que denomina a doença. Também podem aparecer sintomas sistêmicos, que causam deformações nas folhas e no broto terminal.

            O acompanhamento da Cidasc é considerado relevante para o sucesso da missão, em especial nas reuniões de abertura e encerramento das atividades. A pretendida liberação da exportação de tabaco de Santa Catarina e do Paraná  demandará, oportunamente, a formalização de protocolo bilateral entre os dois países.

Comente aqui
07 jan10:57

UnochapecóVirtual define cursos para este

Uma série de cursos será desenvolvida neste ano pela UnochapecóVirtual, que atua na modalidade de educação a distância. O cronograma dessas capacitações, voltadas para o público externo e ministradas em nível de extensão, foi divulgado pela instituição. Os cursos terão como orientadores docentes da Unochapecó que possuem titulação de especialista, mestre ou doutor.

Entre os cursos programados, estão Rotinas Trabalhistas/Módulo I, com inscrições de 18 de fevereiro a 2 de março e realização de 13 de março a a 14 de junho, e Word e Writer para ABNT e Trabalhos Acadêmicos, com inscrições de 25 de fevereiro a 9 de março e realização de 21 de março a 21 de junho. Também estão programados os cursos de Teoria e Prática na Elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso/Monografia, com inscrições de 4 de março a 16 de junho e realização de 27 de março a 27de junho, Tutoria em Educação a Distância, com inscrições entre 11 e 23 de março e realização de 3 de abril a 5 de junho.

            Outros cursos programados para o primeiro semestre são: Crimes Virtuais, com inscrições de 18 a 30 de março e realização de 10 de abril a 11 de junho; Educação Ambiental em Discussão na Sala de Aula, com inscrições de 25 de março a 6 de abril e realização de 18 de abril a 19 de junho; Redação Oficial, com inscrições de 01 a 13 de abril e realização de 25 de abril a 25 de junho; Photoshop, com inscrições de 8 a 20 de abril e realização de 7 de maio a 12 de junho; e Leitura em Língua Inglesa, com inscrições de 15 a 27de abril e realização de 9 de maio a 13 de junho.

No segundo semesre

            Para o segundo semestre, a UnochapecóVirtual tem previstos mais seis cursos. Serão sobre Leitura e Escrita Acadêmica, Rotinas Trabalhistas, Acordo Ortográfico/Exercitando as Mudanças da Língua Portuguesa, Aplicativo Microsoft Excel, Excelência no Atendimento e Corel Draw X3.

Comente aqui
07 jan10:56

Cooperativas agropecuárias apoiarão o cadastro ambiental rural

As cooperativas agropecuárias atuarão fortemente em 2013 para regularizar os estabelecimentos rurais de seus cooperados frente às exigências do novo Código Florestal brasileiro. Ao fazer o registro, o presidente da Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc), Marcos Antônio Zordan, destacou o acordo de cooperação técnica que a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) assinou na última semana com o Ministério do Meio Ambiente.

            O convênio permitirá acelerar o processo de implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e cumprir a meta de cadastrar 100% das propriedades rurais do país em um prazo de cinco anos. Zordan lembra que mais de 90% das propriedades rurais não estão regularizadas perante o governo federal. Antes da aprovação do novo Código Florestal, esse processo era burocrático e oneroso: agora, será autodeclaratório e simplificado.

            O dirigente destacou que o produtor rural cooperado continuará produzindo de maneira sustentável,  preservando a biodiversidade, protegendo o solo e os recursos hídrico de sua propriedade, completamente regularizado frente ao novo ordenamento legal. O pequeno e médio produtor rural que tiver um passivo ambiental, terá tempo para corrigi-lo e – cadastrando-se no CAR – ficará isento de multas anteriores a julho de 2008. Paralelamente, voltará a ter acesso ao crédito, o que pode melhorar a qualidade e a quantidade de sua produção.

As cooperativas do Sistema OCB atuarão como orientadoras e apoiadoras durante o processo de cadastramento, pois essa é a única maneira de produzir com segurança jurídica, acesso ao crédito rural e sustentabilidade.

O presidente da Ocesc lembra que a promessa é que o cadastro substitua processos burocráticos e onerosos exigidos anteriormente, como as necessidades de averbação da Reserva Legal (RL) em cartórios de imóveis e o consequente georreferenciamento das propriedades, além de fornecer informações importantes para a formulação de políticas públicas”.

            Marcos Zordan observa que as cooperativas devem receber completa orientação a respeito do Cadastro Ambiental Rural e que os proprietários – produtores e empresários rurais – devem prestar as informações com atenção e cuidado.

            O novo Código Florestal traz mecanismos mais claros e justos que a versão anterior (Lei 4771/1965). Em termos globais, o texto sancionado pela presidência da república reconhece a importância do campo brasileiro na geração de renda, observa a segurança alimentar do país e estabelece diretrizes de atuação alinhadas ao desenvolvimento sustentável.

Comente aqui
07 jan10:55

Produtor rural tem que ter certificação digital

            A maioria dos produtores não tomou conhecimento dessa matéria que, na avaliação do presidente da Faesc, José Zeferino Pedrozo, é “mais um encargo para quem produz no setor primário da economia”.

Depois de reiterados pedidos da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), a Caixa Econômica Federal (CEF) prorrogou para 30 de junho de 2013 o prazo de validade dos certificados eletrônicos expedidos em disquete, somente para as empresas e estabelecimentos rurais com até 10 empregados.

A Circular da Caixa nº 582, que prorroga o prazo, foi publicada na edição do dia 27 de junho de 2012 do Diário Oficial da União (DOU).

Dessa forma, a emissão de novos certificados eletrônicos para recolhimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), pelas agências da CEF, só poderá ser efetuada para Microempresas Individuais (MEIs), Empresas de Pequeno Porte (EPP) e Microempresas (MEs), optantes pelo Simples Nacional e com menos de dez empregados.

            As demais empresas com menos de 10 empregados (produtor rural, empregador doméstico, profissionais liberais, condomínios etc), para continuar a utilizar os serviços no Conectividade Social antigo, já devem possuir um certificado válido, pois não serão emitidos novos certificados eletrônicos.

Caso o usuário não detenha a certificação digital no novo padrão ICP Brasil, poderá ser obtida em qualquer autoridade certificadora (CEF, Certisign, Serasa Experian e outras) regularmente credenciada pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI).

A versão anterior do Conectividade Social da CEF, que utiliza os certificados eletrônicos em padrão diferente do ICP-Brasil, permanecerá disponível para o envio de arquivos SEFIP (Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e informações à Previdência Social) e GRRF (Guia de Recolhimento Rescisório do FGTS), com uso de aplicativo cliente do Conectividade Social (CNS) e do ambiente “Conexão Segura” para atender a Circular nº 582.”

O link abaixo, do Canal do Produtor, traz informações a respeito desse tema:

 http://www.canaldoprodutor.com.br/comunicacao/noticias/caixa-economica-prorroga-prazo-para-adequacao-ao-novo-padrao-de-certificacao-di

Comente aqui
07 jan10:47

Trem do Papai Noel recebeu mais de 22 mil passageiros

O diferencial da programação natalina de Chapecó foi o “Trem do Papai Noel” que proporcionou até agora um passeio divertido para mais de 22 mil pessoas. A iniciativa é da Câmara de Dirigentes Lojistas de Chapecó (CDL) e conta com apoio de empresas associadas.

“Esta inovação voltada principalmente a levar a presença e o espírito natalino para as ruas e bairros do município superou todas as expectativas. Observamos que o trem exerce uma grande influência na fantasia das crianças e como é bom ver o brilho nos olhos dos pequenos viajantes”, realça o presidente da entidade, Gilberto João Badalotti.

Os passeio ocorrem até quarta-feira (16), das 17 às 22 horas, de segunda a sexta-feira e aos sábados e domingos a partir das 14 horas. A partida e o retorno são na estação da Praça Coronel Bertaso. Os passaportes para passear estão disponíveis nas lojas identificadas pelo cartaz da promoção.

De acordo com Badalotti, o projeto do trem se consolidou em 2012 e com isso cria-se uma cultura para as próximas programações natalinas. “Desta maneira a CDL Chapecó inovou e aproximou-se do associado, pois oportuniza aos consumidores momentos de lazer aliado ao espírito da data comemorativa”.

“Considerando que o número de viajantes supera o índice populacional de muitos municípios da região oeste catarinense é possível afirmar que a iniciativa proporcionou aos visitantes conhecerem o município e o comércio local, o que certamente os fará retornar”, analisa o diretor executivo da entidade, Jeancarlo Zuanazzi.

Os patrocinadores do projeto são: Andrade Acabamentos, Bit Company, Casa Bó, Caçulinha, Credioeste, Espaço da Moda, Gráfica Positiva, Magazine Luiza, Mepar, Multi Centro, Palácio do Som, Palácio dos Esportes, Paparico, Pasteca, Superalfa, Supermercado Sivial e Vitali Moto Peças.

CASA DO PAPAI NOEL

Em 24 dias de atendimento a Casa do Papai Noel registrou a presença de 20.774 visitantes, o que corresponde a uma média de 865 pessoas diariamente. Conforme levantamento da CDL Chapecó, no período foram recebidas aproximadamente 1.420 cartas e adotados 484 pedidos de presentes.

Para Badalotti essa iniciativa reforçou o simbolismo da época mais bonita do ano que resgata valores e emoções de pequenos e adultos. “Em sua 11a edição, a Casa do Papai Noel se manteve como um grande sucesso e ponto de referência para as pessoas que passeavam pela Praça. Além disso, incentivou a solidariedade e fez com que o Natal de muitas famílias fosse inesquecível”, complementa o dirigente lojista.

A Casa do Papai Noel, instalada na Praça Coronel Bertaso, foi uma iniciativa da CDL Chapecó, com apoio da Prefeitura de Chapecó e da Madeireira Catarinense.

Comente aqui
07 jan10:43

Sul-Americano será a primeira competição da Unochapecó/Nilo Tozzo/Aurora em 2013

Definida qual será a primeira competição da temporada 2013. A equipe de futsal feminino da Unochapecó/Nilo Tozzo/Aurora disputará o 2º Sul-Americano de Clubes – Copa Mulheres da América. Acontecerá em Santiago, capital do Chile, entre os dias 04 e 10 de fevereiro.


As chapecoenses vão em busca do bicampeonato, já que venceram a primeira edição realizada em Assunção, em junho do ano passado. Em função do pentacampeonato da Liga Futsal, a Female ganhou o direito de representar o Brasil.


Esta edição do Sul-Americano recebeu o nome Copa Mulheres da América do organizador local, o Santiago Morning (campeão chileno). O campeonato tem o patrocínio do governo nacional daquele país, do governo da região da capital, do Comitê Olímpico e da Federação de Futebol do Chile.


* Chapecó está na chave do organizador


Dez equipes foram convidadas para o certame: os campeões de Brasil, Paraguai, Argentina, Uruguai, Venezuela (estreante) e mais cinco do Chile, incluindo o organizador Santiago Morning. Serão dois grupos de cinco times, passando os dois melhores para as semifinais. Os vencedores destas farão a grande decisão.


Todos os jogos serão no ginásio do Centro de Treinamento Olímpico, com quadra em tamanho oficial e capacidade para três mil pessoas. Já há tabela, mas ainda nào há horários – que serão anunciados em breve.


Chapecó está no Grupo A, ao lado dos chilenos Deportes Ovalle, Santiago Wanderers, Santiago Morning e do uruguaio Bella Vista. Tanto o Santiago Morning quanto o Bella Vista enfrentaram a equipe brasileira no primeiro Sul-Americano. E foram partidas difíceis: 5 a 3 contra as chilenas e 3 a 1 contra as uruguaias.


No Grupo B estão os chilenos do Unión Temuco e San Marcos Arica, ao lado das paraguaias da Universidad Autónoma, das argentinas do San Lorenzo e das venezuelanas do UCAM.


Será, também, a primeira competição em que a Unochapecó/Nilo Tozzo/Aurora terá o comando de Márcio Coelho, novo técnico da categoria adulta. Outra que estreará em campeonatos oficiais com a camisa oestina será Taty, recém-contratada junto à Unesc/Criciúma. A equipe se reapresentará no dia 28 de janeiro, iniciando os trabalhos mais cedo.


* Grupos do 2º Sul-Americano de Clubes – Copa Mulheres da América


Grupo A

Santiago Morning (Chile)

Deportes Ovalle (Chile)

Unochapecó/Nilo Tozzo/Aurora (Brasil)

Santiago Wanderers (Chile)

Bella Vista (Uruguai)


Grupo B

San Lorenzo (Argentina)

Unión Temuco (Chile)

San Marcos Arica (Chile)

Universidad Autónoma (Paraguai)

CUAM (Venezuela)


Tabela

(jogos no Centro de Treinamento Olímpico – Santiago, Chile)

04/02 – Unochapecó/Nilo Tozzo/Aurora x Santiago Wanderers

05/02 – Santiago Morning x Unochapecó/Nilo Tozzo/Aurora

06/02 – folga

07/02 – Deportes Ovalle x Unochapecó/Nilo Tozzo/Aurora

08/02 – Bella Vista x Unochapecó/Nilo Tozzo/Aurora

09/02 – semifinais

10/02 – finais

Comente aqui