23 dez17:25

Professor da Unochapecó palestra em evento no Espírito Santo


O professor Ricardo Rezer, do curso de Educação Física da Unochapecó e dos mestrados em Ciências da Saúde e Educação, palestrou em mesa-redonda do VI Colóquio de Epistemologia da Educação Física. No evento, ele participou de um debate sobre “Epistemologia, trabalho docente e formação”, com o professor Santiago Pich, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). O colóquio ocorreu na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), em Vitória (ES), nos dias 13 e 14 de dezembro.

            O objetivo da mesa em que o professor participou, foi de refletir sobre as relações entre epistemologia e trabalho docente ao longo da formação em Educação Física. Rezer argumenta que o diálogo com o professor Santiago Pich foi muito qualificado. “Houve uma convergência de sentidos que tornaram nossa abordagem mais densa e qualificada”, destaca Ricardo. Acrescenta que trabalhar com o tema “Epistemologia” representa um desafio. Segundo ele, o crescimento com preocupações de natureza pragmática dificulta abordagens voltadas à reflexão, qualificação e compreensão do conhecimento.

            “Apenas duas instituições comunitárias estavam presentes no evento e uma delas era a Unochapecó”, indica o professor Ricardo, “e isso nos coloca em uma condição de referência na discussão epistemológica da Educação Física brasileira”. Uma das novidades resultantes da mesa é o desenvolvimento de um livro. O conteúdo trará textos dos professores dos palestrantes no colóquio, organizado pelos professores Felipe Quintão de Almeida e Ivan Marcelo Gomes. .

            Professores de diversas instituições públicas estiveram presentes no evento, como as universidades federais do Espírito Santo (Ufes), de Pernambuco (UFPE), Goiás (UFG) e Paraíba (UFPB) e a Estadual de Maringá (UEM). Além das nacionais, marcaram presença instituições da Argentina, como a Universidad Nacional de Avellaneda (Undav) e a Instituto de Educación Física de Córdoba (Ipef), além da Universidad de la República (Udelar), do Uruguai.

Comente aqui
23 dez17:23

Estudantes são selecionadas para atuar em indústrias farmacêuticas

O curso de Farmácia da Unochapecó foi consagrado com duas conquistas. A acadêmica Julhéli Girardelo, que se formará em 2013, foi escolhida, entre 250 profissionais de diversas áreas de todo o Brasil, como trainee na indústria de medicamentos Prati Donaduzzi, em Toledo-PR. Já a estudante Priscila Debastiani Barros, do oitavo período de Farmácia, foi selecionada para realização de estágio profissionalizante na empresa Neo Química, em Anápolis, Goiás.

            De acordo com a coordenadora do curso de Farmácia da Unochapecó, professora Maria Teresa Granella Lang, o amplo campo de atuação do farmacêutico permite ao profissional escolher, entre as áreas de análises clínicas e toxicológicas, medicamentos e alimentos, qual o ramo deseja de atuar. “As estudantes estão tendo a oportunidade de conhecer e atuar na indústria de medicamentos. Isso mostra a versatilidade da profissão e incentiva nossos estudantes a ampliarem suas fronteiras”, afirma.

Conquistas

            A egressa Julhéli, que inicia na empresa no dia 4 de fevereiro de 2013, conta que a sensação de ter sido selecionada é de dever cumprido e que não teria conseguido se não tivesse realizado o estágio profissionalizante em indústria farmacêutica, a Santa Terezinha Indústria Farmacêutica, de São José. “Quando se é aprovada em um processo concorrido como esse, você sente que pode, que está preparada para o mercado e que não foram em vão os dias e noites de estudo. Além disso, a sensação também é de um novo e grande desafio”, destaca.

            O projeto de trainee da Prati-Donaduzzi, que é a maior indústria do Sul do Brasil e referência nacional da produção de medicamentos genéricos, terá duração de um ano. Nesse período o trainee, além do treinamento, desenvolve atividades em área específica dentro da indústria, de acordo com seu perfil, previamente analisado em três etapas de  seleção. A estudante foi selecionada através de análise de currículo, testes psicológico e de personalidade, prova técnica, prova de inglês escrita e falada e entrevista com supervisores e psicólogos.

            Durante o processo de treinamento, Julhéli desenvolverá projeto para a empresa, a fim de diminuir custos, acelerar processos e otimizar tempo, que geram melhorias para a indústria. Se o trabalho desenvolvido for aplicável à empresa, a farmacêutica poderá ser aprovada e permanecer na indústria, sendo promovida para um cargo de liderança, que é o objetivo do trainee.

            A estudante Priscila atuará, durante o período vespertino, na área de controle microbiológico da indústria Neo Química, que representa a terceira maior marca de genéricos do Brasil. Serão seis meses de experiência e, após esse período, a acadêmica poderá ser contratada para atuar profissionalmente na empresa.

            A responsável pelo estágio profissionalizante, professora Dórys Cordenunzzi, encaminhou para  algumas empresas currículos dos acadêmicos que gostariam de realizar estágio na área. Ao ser selecionada, Priscila foi para Anápolis realizar as entrevistas com os responsáveis pelo RH e gestores da indústria.

            Para Priscila, que sempre sonhou em realizar estágio em uma grande indústria farmacêutica, esta conquista é de extrema importância. “Tenho certeza que esse período irá me proporcionar muito aprendizado, crescimento profissional e pessoal, além de estar representando o curso de Farmácia da Unochapecó”, complementa.

Comente aqui
23 dez17:19

Unochapecó/Nilo Tozzo/Aurora já tem novo técnico

A equipe de futsal feminino da Unochapecó/Nilo Tozzo/Aurora tem novo técnico: é Márcio Coelho, que levou o Sub 20 masculino da Chapecoense Futsal ao vice-campeonato estadual. A negociação foi concluída neste sábado (22), juntamente com o presidente da Female Futsal, Orivaldo Chiamolera, e o ex-técnico Éder Popiolski, agora coordenador.


As conversas já aconteciam desde o começo do mês. Segundo Chiamolera, a escolha de Coelho se deu por ele possuir “o perfil que desejamos para dar continuidade ao nosso projeto”. Éder elogiou o novo treinador, que foi uma revelação no cenário do futsal em Santa Catarina: “O Coelho fez um excelente trabalho com o Sub 20 do Verdão, e acompanhei com atenção o seu desempenho durante o ano todo”.


Popiolski deixou o comando da equipe para coordenar a categoria de base da Chapecoense no futebol, sendo que desempenhou anteriormente outras funções no clube. Já Coelho terá pela frente o desafio de guiar as multicampeãs nas mais importantes competições adultas da modalidade. O retorno do plantel aos trabalhos será na primeira semana de fevereiro.


* Conheçam mais deste gaúcho radicado em Chapecó


Gaúcho, Márcio Bica Coelho tem 36 anos. Está radicado na cidade desde 2009, quando veio para defender a Chapecoense como jogador. Por sinal, ele ainda atua dentro de quadra, na posição de ala. “Neste ano, me dividi entre a função de atleta e técnico do Sub 20. Para 2013, ainda atuarei, mas apenas na Copa Santa Catarina, entre os meses de abril e maio. Então, encerro a carreira e fico 100% com a equipe feminina”, afirmou.


Na sua carreira, passou pelas equipes do Anjo Química/Criciúma, Concórdia, Atlântico/Erechim, AABB/Chapecó, Soledade e Pinhalense. Seus principais títulos são a Copa Max Internacional (2001) e a Liga Sul (2008) nas suas duas passagens por Concórdia, o Catarinense da Primeira Divisão pela Pinhalense (2008) e a Copa Santa Catarina pela Chapecoense (2012).


A oportunidade para ser treinador surgiu neste ano. “A carreira de atleta é curta, embora a minha se estendeu por um bom tempo. Fui várias vezes capitão e eu era metido a treinador dentro de quadra. Surgiu a chance, a convite da diretoria da Chapecoense Futsal, e eu aceitei. Gostei e foi ótimo porque os meninos ajudaram muito, tornando a transição de atleta para treinador bem tranquila”, declarou.


E o resultado foi excelente, ainda mais em se tratando do primeiro ano como técnico. Com uma equipe modesta, chegou à final do Catarinense Sub 20, deixando para trás até mesmo o Krona/Joinville, atual campeão brasileiro da categoria, e duelando com o forte CSM/Pré-Fabricar de Jaraguá na decisão – nada menos que o sucesssor da histórica e vencedora Malwee. Além disso, foi campeão da Copa RIC Record: mesmo sendo para categoria adulta, foram os juvenis do Verdão que venceram.


Sobre sua expectativa de comandar a equipe feminina multicampeã, disse ser a melhor possível. “É um desafio, e desafios são para ser encarados. Desde os primeiros contatos feitos pelo Éder, senti que tinha competência e fiquei muito honrado com o convite. Encontrarei um grupo excelente, melhor impossível. Tenho certeza que vou corresponder”, concluiu.


* Plantel 2013


O plantel de 2013 está sendo montado. As permanências estão sendo conversadas. As atuais dúvidas são Vanessa, Brenda e Amanda. Por enquanto, não há nenhuma contratação. Atletas da base serão promovidas, em função do bom desempenho na temporada que passou.


* Chiamolera reeleito


Aproveitando o acerto com novo treinador, a Associação Female Futsal anunciou a reeleição de seu presidente. Orivaldo Chiamolera permanecerá por mais dois anos à frente do clube. A reeleição foi no último dia 09 de dezembro.


De ótimas relações com o comércio e indústria local, a gestão do empresário foi marcada por excelentes resultados esportivos e finanças em equilíbrio. Para o próximo biênio, Chiamolera quer não apenas a continuidade do que está dando certo, fazendo questão de ampliar as atividades desenvolvidas pela associação, mantenedora da vencedora equipe Unochapecó/Nilo Tozzo/Aurora.


* Ficha do novo treinador


Márcio Bica Coelho

Nascimento: 14/03/1976 (Pelotas-RS)


Carreira como técnico

Clube: Chapecoense Futsal (2012)

Títulos: vice-campeão Catarinense Sub 20 e campeão da Copa RIC Record


Carreira como atleta

Posição: ala

Clubes: Anjo Química/Criciúma (SC), Concórdia (SC), Atlântico/Erechim (SC), AABB/Chapecó (SC), Soledade (RS), Pinhalense (SC) e Chapecoense Futsal (SC)

Principais títulos: Copa Max Internacional (Concórdia – 2001), Liga Sul (Concórdia – 2008), Catarinense da Primeira Divisão (Pinhalense – 2008) e Copa Santa Catarina (Chapecoense – 2012)

Comente aqui
23 dez17:14

Agricultores devem recolher contribuição sindical até 31 de janeiro

A Federação da Agricultura do Estado de Santa Catarina (Faesc), em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e os Sindicatos rurais, alerta que o prazo para os produtores rurais, pessoa jurídica, recolherem a contribuição sindical rural do exercício 2013 encerra no dia 31 de janeiro.

São considerados pessoa jurídica os produtores rurais que possuem imóvel rural ou empreendem, a qualquer título, atividade econômica rural, enquadrados como “empresários” ou “empregadores rurais”. A contribuição é um tributo obrigatório, previsto na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), regulamentada pelo Decreto nº 1.166, de 15 de abril de 1971.

“O pagamento deverá ser efetuado impreterivelmente até o dia 31 de janeiro, em qualquer estabelecimento integrante do sistema nacional de compensação bancária. A falta de recolhimento constituirá o produtor rural em mora e o sujeitará ao pagamento de juros, multa e atualização monetária previstos no artigo 600 da CLT”, observa o presidente da Faesc, José Zeferino Pedrozo.

As guias foram emitidas com base nas informações prestadas pelos contribuintes nas Declarações do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR), repassadas à CNA pela Secretaria da Receita Federal do Brasil, com amparo no que estabelece o artigo 17 da Lei nº 9.393, de 19 de dezembro de 1996.

O documento foi remetido, via postal, para os endereços indicados nas respectivas declarações. Em caso de perda, de extravio ou de não recebimento da guia de recolhimento, o contribuinte deverá solicitar a emissão da 2ª via à Faesc em até cinco dias úteis antes da data do vencimento. Ou ainda obter diretamente pela internet, no site da CNA (www.canaldoprodutor.com.br).

Eventuais impugnações administrativas contra o lançamento e cobrança da contribuição deverão ser feitas no prazo de 30 dias, contados do recebimento da guia, por escrito, perante a CNA, situada no SGAN Quadra 601, Módulo K, Edifício CNA, Brasília – Distrito Federal, CEP.: 70.830-903.

O protocolo das impugnações poderá ser feito pelo contribuído na sede da CNA, da FAESC ou enviado por correio. O sistema sindical rural é composto pela CNA, pelas Federações Estatuais de Agricultura e/ou Pecuária e pelos Sindicatos Rurais e/ou de Produtores Rurais.

Comente aqui
23 dez17:12

Dirigentes da Unoesc fazem balanço do ano e preveem crescimento para 2013

            Aprovação de dois mestrados, crescimento na oferta de cursos de graduação e pós-graduação, aproximação com a comunidade, parcerias institucionais consolidadas, entre outras conquistas marcaram o ano de 2012 da Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc). Nesta semana, o reitor Aristídes Cimadon, os vice-reitores, pró-reitores acadêmicos, diretores, coordenadores e gerentes estiveram reunidos em Chapecó para apresentar o balanço institucional e apontar expectativas para 2013.

            De acordo com os dirigentes, um fator, especialmente, positivo foi a aprovação pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) do Mestrado Profissional de Administração e do Mestrado Acadêmico em Direito que iniciam as atividades logo no início de 2013. “Teremos uma inserção, na graduação, dos professores doutores dos mestrados em Administração e Direito, que certamente será um diferencial qualitativo no ensino e, principalmente, na pesquisa que deverá dar um salto em quantidade”, observa o reitor Aristides Cimadon.

            O Mestrado Profissional, além de formação de pesquisadores e professores para o ensino superior, este curso tem a proposta de promover a interface com o mercado profissional, através de pesquisas e trabalhos técnicos que exploram a realidade de organizações públicas e privadas. Enquanto o Mestrado Acadêmico em Direito focará nos direitos fundamentais civis e sociais.         

            O diretor geral da Unoesc Chapecó, professor Ricardo Antonio de Marco, citou as parcerias institucionais e a prestação de serviços, por parte da Unoesc a entidades, que iniciaram em 2012 e devem ser ampliadas no próximo ano, como a exemplo da parceria com a Fiesc no pleito pelo desenvolvimento regional e com a CDL Chapecó, no planejamento estratégico da entidade.

Comente aqui
23 dez17:09

Estiagem e insumos elevam o preço do leite

A estiagem e o aumento dos custos de produção estão pressionando para cima os preços do leite praticados pelas indústrias na remuneração dos produtores rurais. Os valores de referência dessa matéria-prima calculados pelo Conselho Paritário Produtor/Indústria de Leite do Estado de Santa Catarina (Conseleite) para novembro aumentaram 1,7% e, para dezembro, estão projetados com mais 2,2% de reajuste.

O presidente do Conseleite e vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de SC (Faesc), Nelton Rogério de Souza, explica que o preço do litro de leite subiu em novembro na comparação com outubro, influenciado pela baixa oferta do produto motivada pela redução do volume de chuvas nas principais regiões produtoras.

Também provocou a alta dos preços do leite o aumento dos custos de produção em razão da elevação das cotações do milho e do farelo de soja, componentes da ração animal. Essa elevação no preço estimulou a exportação, que somou 16 milhões de toneladas no acumulado do ano e reduziu os estoques no mercado interno. No caso da soja, a maioria dos preços recuou entre outubro e novembro, movimento influenciado pela perspectiva de entrada da nova safra brasileira, que deve ser recorde. No entanto, os preços praticados em novembro ficaram acima da cotação praticada em igual período de 2011.

Os valores projetados pelo Conseleite para dezembro são de R$ 0,7231 para o leite padrão, embutindo 2,2% de majoração; R$ 0,8316 para acima do padrão e R$ 0,6574 para o leite abaixo do padrão de qualidade estabelecido.  No mercado real, os criadores estão recebendo valores maiores que, em razão da qualidade, da quantidade e de outras condições.

Nelton destacou que as famílias brasileiras estão ampliando o consumo de produtos lácteos de maior valor agregado e de melhor qualidade à medida que aumentam sua renda. Este cenário é observado principalmente nas classes C, D e E, que também estão dispostas a pagar mais caro por estes itens, mesmo que isso resulte na elevação dos gastos. Essa tendência é confirmada pelo boletim Ativos da Pecuária de Leite, elaborado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) em parceria com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), da Universidade de São Paulo (USP).

Na classe C, o levantamento aponta que o aumento de 1% da renda gera incremento de 0,4% no consumo e uma elevação de 1,14% nas despesas com estes produtos. Nas classes D e E, o mesmo ganho de 1% na renda amplia o consumo em 0,6% e os gastos em 1%.

IMPORTÂNCIA

O leite é uma riqueza econômica e nutricional em Santa Catarina. Quinto  produtor nacional, o Estado gera 2,2 bilhões de litros/ano. Praticamente todos os 190.000 estabelecimentos agropecuários produzem leite, o que gera renda mensal às famílias rurais e contribui para o controle do êxodo rural. O oeste catarinense responde por 60% da produção com cerca de 50.000 estabelecimentos rurais.

Comente aqui
21 dez11:43

UnC tem artigos selecionados para Feira da USP

A Universidade do Contestado dá mais um passo importante na educação científica da região. Desta vez, foi a classificação na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia da USP -  Febrace.  Os trabalhos selecionados passaram pelas etapas classificatória e regional da Mostra Científica de Santa Cataria, Região do Contestado – MOCISC.  A FEBRACE acontece de 11 a 16 de março de 2013 na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (EP-USP).

De acordo com a coordenadora de Iniciação Científica da UnC, Elisete Ana Barp, a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia é um movimento nacional de estímulo ao jovem cientista, que todo ano realiza na Universidade de São Paulo uma grande mostra de projetos. Desde 2003, a FEBRACE tem descoberto novos talentos e gerado oportunidades.

Os trabalhos selecionados são:

FELICIDADE INTERNA BRUTA RELACIONADA AO CONSUMO E AO CUIDADO AMBIENTAL DA ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA DOGELLO GOSS

Autores: Paloma Dani Gubert, Simara Cristina Polese.

Orientadora: Aneci Gerda Gerhardt da Rosa

Escola de Educação Básica Dogello Goss, Concórdia, SC.

LAJEADO CORTUME SUA HISTÓRIA: ONTEM E HOJE

Autores: João Augusto Porto, Valéria Massocco Woloszyn.

Orientadora: Maritânia Rodio Schmidt

Coorientador: Carlos Fernando Comassetto

EBM Maria Petroli, Concórdia/SC.

OBJETIVOS DA FEBRACE

  • Estimular novas vocações em Ciências e Engenharia através do desenvolvimento de projetos criativos e inovadores.
  • Aproximar as escolas públicas e privadas das Universidades, criando oportunidades de interação espontânea entre os estudantes e professores das escolas com a comunidade universitária (estudantes, professores, funcionários), para uma melhor compreensão dos papéis das universidades em Ensino, Pesquisa, Cultura e Extensão.
  • Criar uma oportunidade para jovens pré-universitários brasileiros entrarem em contato com diferentes culturas e estarem próximos de reconhecidos cientistas.


Conteúdo da sala de aula vira projeto de extensão

Oportunizar a socialização do conhecimento e estreitar os laços com a comunidade da rede estadual de ensino foram algum dos objetivos do projeto de extensão realizado pelo Curso de Ciências Contábeis da UnC.

Como proposta da disciplina de Filosofia, ministrada pela professora Rosana Kohls, e do coordenador do curso, professor Fernando Maciel Ramos, os acadêmicos promoveram um seminário tendo como público-alvo os estudantes do Curso Técnico de Administração da Escola Estadual Olavo Cecco Rigon, em Concórdia. Rosana explica que após a leitura do livro “Qual é a tua obra? Inquietações propositivas sobre Gestão, Liderança e Ética”, de autoria de Mario Sérgio Cortella, os acadêmicos desenvolveram e aplicaram um questionário com os empresários de Concórdia e da Amauc sobre gestão, liderança e ética. “Usando como base a obra de Cortella e outros autores foi produzido um trabalho teórico com a sistematização dos dados da pesquisa e aprofundamento teórico”, explica a professora. Para concluir a atividade, os alunos de Contábeis elaboraram material audiovisual e apresentaram suas análises e conclusões para os alunos do Colégio Olavo, através do Seminário realizado em novembro. “Fica como desafio dar continuidade à proposta através da elaboração de três artigos científicos para publicação na revista Ágora, editada pela UnC”.

A professora destaca que para os acadêmicos foi um momento importante, pois desenvolveram habilidades e competências que vão além da teoria, mas que são necessárias para o exercício da profissão e para o crescimento pessoal.


Comente aqui
21 dez11:41

Dar um cão de presente no Natal não é brinquedo

Não são poucas as crianças que pedem aos pais um cãozinho de presente no Natal, data que se aproxima. Mas a dúvida se constitui em saber até onde o cão é o presente ideal. O animal de estimação exige do proprietário, muito mais que carinho e atenção.

 A médica veterinária Lúcia Helena Franco questiona se o cão presenteado teria a conotação desejada em virtude dos cuidados que o animal requer. A decisão de se ter ou não um cachorro “deve ser muito bem pensada e analisada pelos pais” recomenda a coordenadora da Escola de Adestramento Agility, Hospedagem e Day Care para Cães Dog Show.

 Lúcia Helena observa que os pais da criança presenteada efetivamente serão os responsáveis pelo futuro do cão. “É preciso ter em mente que um cão dura em média 12 anos” e, portanto, “a criança deixará de ser criança”. Neste tempo muito pode mudar e o “dono” do presente “talvez nem esteja mais residindo com os pais quando o cão for idoso”.

 A veterinária lembra que junto com o cão as pessoas estão adquirindo “o grande compromisso de cuidar da sua saúde física e mental”. Diante disso, a família deve dispor de tempo para se dedicar ao animal e ter uma previsão financeira para atender as necessidades de alimentação, vacinas, medicamentos, consultas veterinárias, entre outras.

 Perda de encanto – “Um cão não pode ser comparado a um brinquedo comprado para agradar as crianças”, enfatiza a especialista. Explica que num primeiro momento quem ganha o animalziinho “fica muito feliz e entusiasmado”, mas que após alguns meses “se cansam de brincar e deixam o cãozinho de lado”. Para evitar problemas com o “desencanto da criança” os pais devem querer o cão “muito mais do que ela”. Tem, ainda, a obrigação de mostrar que um cão “é um ser vivo e um novo membro da família”. Os pais precisam ensinar também que esse convívio “trará muita alegria, muito aprendizado e muitos momentos felizes para todos”.

 A coordenadora da escola acrescenta que a convivência entre cães e crianças “é algo maravilhoso” com benefícios à ambos. As crianças aprendem a ser mais afetuosas, sensíveis e ter responsabilidade perante o outro. Com isso estará colaborando para a formação de um bom cidadão.

Comente aqui
21 dez11:37

CDL contribui com a campanha Natal Solidário

Alimentos e brinquedos estão sendo arrecadados no município pela campanha Natal Solidário, promovida pelo Grupo de Escoteiros Áquila; a CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas); e o Núcleo de Jovens Empreendedores da ACIAX (Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Xaxim). O objetivo da ação é alegrar o final de ano e contribuir com famílias carentes do município.

No último sábado (15), aconteceu na Praça Frei Bruno, no centro da cidade, um mutirão para arrecadação dos donativos. Voluntários trabalharam durante toda a tarde recebendo os alimentos e brinquedos. Foram arrecadados em torno de 200 kg e 400 brinquedos.

Todos os donativos serão distribuídos para famílias carentes do município, segundo listagem e cadastro da Secretaria de Assistência Social. A distribuição acontecerá na véspera do Natal -próximo dia 24 de dezembro

Interessados ainda podem participar da campanha Natal Solidário. Donativos podem ser entregues no escritório da CDL de Xaxim. Informações e agendamento para recolhimento dos donativos podem ser feitos pelo telefone 49-3353-2395

Comente aqui
21 dez11:32

Delegados do Creci-SC participam de encontro na Capital

Nos dias 14 e 15 de dezembro, os delegados do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis de Santa Catarina (Creci-SC), estiveram reunidos no Hotel São Sebastião, em Florianópolis, para análise dos trabalhos de 2012, discussão das ações previstas para o próximo ano e confraternização. Houve a presença do delegado do Creci-SC de Maravilha, Vitaliano Tonkiel, que também é membro do Núcleo dos Corretores de Imóveis, ligado à CDL/Associação Empresarial de Maravilha.

 

Coube ao presidente do Creci-SC, Carlos Josué Beims, fazer uma retrospectiva das atividades deste ano e apontar as principais metas de 2013. A programação contemplou ainda uma palestra com o vice-presidente do Sindicato do Mercado Imobiliário (Secovi/Oeste) e vice-presidente de Loteamentos da Federação dos Secovis (Fesecovi), Ademir Roque Sander. Sua explanação abordou o tema “Loteamentos e condomínios, legislação de empreendimentos imobiliários em Santa Catarina e parcelamento do solo conforme as leis federais, estaduais e municipais”, oportunizando o esclarecimento de dúvidas e análise de novas portarias e resoluções do Estado

Comente aqui