Fotos

06 set15:58

FCDL/SC lançou Pedágio do Brinquedo em todo o Estado

A Federação das CDLs de Santa Catarina (FCDL/SC) inicia neste mês, em parceria com a RBS TV, a campanha Pedágio do Brinquedo, que vai ser estendida a todo o Estado. O objetivo é angariar donativos – brinquedos novos ou em bom estado – que serão doados para mais de 50 entidades que atendem crianças carentes em Santa Catarina. A campanha segue até 12 de outubro e o tema é “Sua doação é show”.

Haverá mais de 100 pontos de coleta espalhados por 26 cidades, entre a Capital, o Sul, o Oeste, Meio-Oeste, Vale do Itajaí, Norte e Planalto Serrano. No ano passado, foram arrecadados 160 mil brinquedos. A expectativa dos organizadores é de que este número seja superado este ano, para contemplar ainda mais crianças. O Pedágio do Brinquedo acontece há mais de 10 anos e já beneficiou mais de 1 milhão de crianças.

Além da FCDL e da RBS TV, o Pedágio do Brinquedo conta apoio do SESC-SC e com o patrocínio do Shopping Neumarkt Blumenau, Blumenau Norte Shopping, Colégio Unesc e Unochapecó.


Pedágio do Brinquedo em Maravilha

Na Cidade das Crianças, a campanha será novamente realizada pela CDL/Associação Empresarial de Maravilha. Nos próximos dias, serão instalados os pontos de coleta nos seguintes estabelecimentos: Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Unoesc, Unopar, Real Alimentos, Iguatemi Alimentos, CDL/Associação Empresarial e escolas: João XXIII, Nossa Senhora da Salete, Juscelino Kubitschek, Raymundo Veit, Santa Terezinha, Mundo Infantil (Caic), Ceus e Deonubem Baldissera.

As doações podem ser feitas até o dia 5 de outubro e a entrega dos brinquedos ocorre dia 6, Sábado Mais que antecede o Dia das Crianças. Mais informações podem ser obtidas na CDL/Associação Empresarial, pelo telefone (49) 3664-0414.


Confira abaixo os pontos de coleta de brinquedos em Chapecó, Xaxim, Xanxerê, São Lourenço do Oeste e Concórdia

SESC Chapecó

Paseo Avenida Chapecó

Celeiro Centro – Chapecó

Brasão – Chapecó

Super Alfa – Chapecó

UNOCHAPECÓ – São Lourenço do Oeste

UNOCHAPECÓ – Xaxim

UNOCHAPECÓ – Chapecó

SESC Concórdia

SESC Xanxerê

CDL Chapecó

Shopping Pátio Chapecó


Comente aqui
06 set15:17

São Carlos receberá projeto Jesus no Oeste

Cerca de 200 jovens devem participar do projeto missionário Jesus no Oeste da Igreja Católica nos dias 7, 8 e 9 de setembro em São Carlos.

Dentre as atividades relacionadas para os três dias estão reuniões de oração na Escola Especial Professora Márcia, participação nas missas, caminhadas pelas ruas da cidade e ginástica da Praça da Matriz, que é chamada de Cristo Fitness. Porém, o momento mais importante é quando as duplas chegam às casas e comércios e realizam o anúncio do amor de Deus.

- As duplas abordam pessoas nas ruas ou então nas casas onde anunciam o amor de Deus por cada um – garantiu Ana Cristina.

Maiores informações sobre o projeto através do evento 49 9941-0558.


Comente aqui
06 set15:01

Gral e Nivaldo não foram liberados

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A Chapecoense não conseguiu a liberação do atacante Rodrigo Gral e do goleiro Nivaldo para o jogo de sábado contra o Vila Nova.

O clube tentava um efeito suspensivo da punição de quatro jogos do goleiro, pela expulsão contra o Oeste. Já o atacante Rodrigo Gral ainda não teve seu nome publicado no Boletim Informativo Diário da CBF. O motivo da demora é a transferência internacional, do DPMM, de Brunei, para o Brasil.

>> Gral e Nivaldo viajam sem confirmação

Com isso os dois treinam com o restante do grupo na manhã de sábado, no campo suplementar do Olímpico, em Porto Alegre, e depois retornam para Chapecó. O restante da delegação viaja para Goiânia onde enfrenta o Vila Nova, no Sábado. De acordo com o diretor de futebol, Cadu Gaúcho, a expectativa é de liberar os dois na próxima semana.


Comente aqui
06 set14:20

"O Legado Bourne" em cartaz no cinema de Chapecó

Mateus Boing | reportagem@diario.com.br

A franquia Bourne reúne 10 livros, quatro filmes, um videogame e uma série especial de dois capítulos para a rede americana ABC. Por enquanto. Todos levam no título o sobrenome de Jason Bourne, o agente criado pelo escritor americano Robert Ludlum. Mas no filme O Legado Bourne, que volta ao Cinema Arcoplex Shopping Pátio Chapecó, o agente não dá as caras durante os 135 minutos de exibição, exceto num único instante.

É quando aparece uma foto de Bourne, interpretado por Matt Damon nos três primeiros filmes. Para driblar a ausência do personagem que é a razão de ser da franquia, Tony Gilroy, principal roteirista dos filmes e, desta vez, também ocupando a cadeira de diretor, e seu irmão Dan, co-roteirista, bolaram a ideia de ampliar a conspiração governamental e criar um novo agente, Aaron Cross (Jeremy Renner, de Guerra ao Terror).

Grande parte da primeira meia hora do filme é usada na transição dos personagens principais. Fora do cinema, a mudança é mais fácil de entender: Damon desistiu do projeto depois que Paul Greengrass, diretor dos dois últimos filmes da trilogia (A Supremacia Bourne e O Ultimato Bourne), também pulou fora. Mesmo sem os dois, a Universal decidiu seguir adiante, e os irmãos Gilroy aceitaram o desafio de amarrar as histórias.

Aaron Cross faz parte de uma unidade especial semelhante a que Bourne estava inserido. Cross está em treinamento no Alasca quando fatos ocorridos em O Ultimato Bourne — que transcorre simultaneamente a O Legado — o levam à ação. Cross toma medicamentos que potencializam sua destreza física e mental, mas perde seu lote de comprimidos. Em busca da sobrevivência, vai às Filipinas.

No caminho encontra a pesquisadora Marta Shearing (Rachel Weisz). Enquanto isso, o conspirador-mor Eric Byer (Edward Norton) aciona todos os recursos de vigilância para localizá-los. No fim, uma certeza: a franquia terá pelo menos mais um capítulo. Resta saber quando e se Bourne dará as caras.


::: Opinião DC

Na confusão de diálogos que marca o início de O Legado Bourne, alguém reclama que Jason Bourne lhe fez perder a noção do que é — e do que não é — possível. É a melhor frase de uma trama que torna possível até a ausência do personagem principal. Só não dá para dizer que o filme está no mesmo nível dos três primeiros. Também não dá para esquecer que o estúdio considerou faturar com a marca Bourne mesmo sem entregar Bourne algum. Isso somado ao esforço que se faz para amarrar as tramas prejudicam o andamento do filme. Jeremy Renner, Rachel Weisz e Edward Norton não comprometem, mas são assombrados pelo fantasma de Jason Bourne. Tony Gilroy busca seguir o molde dos outros filmes da série, com edição frenética de cenas de ação e câmeras que parecem espreitar os atores. No fim, a solução encontrada para justificar a troca de personagens torna possível não só um agente parecido com Bourne, como tantos quantos forem necessários para estender a série infinitamente.



::: Entrevista

O ator Edward Norton é o coronel reformado Byer em O Legado Bourne, dirigido por Tony Gilroy, autor dos roteiros dos filmes anteriores, A Identidade Bourne, A Supremacia Bourne e O Ultimato Bourne, todos inspirados no universo criado pelo escritor Robert Ludlum. Norton não gosta de chamar seu personagem de vilão, preferindo dizer que ele é, ao lado do agente Aaron Cross (Jeremy Renner) e da cientista Marta Shearing (Rachel Weisz), uma peça do intrincado e moralmente complexo quebra-cabeça que envolve o governo, corporações e cientistas. O ator falou sobre o filme e também sobre uma minissérie que ele está produzindo com Brad Pitt para a televisão.


Você era fã dos outros filmes da série Bourne?

Edward Norton: Sim, sempre achei que eles eram inteligentes e dotados de um certo realismo.


Quais são as diferenças de O Legado Bourne em relação aos filmes Bourne anteriores? Você teve que voltar a eles?

EN: A grande qualidade é que existe consistência, já que Tony Gilroy foi roteirista dos outros filmes e chegou à direção neste. Os filmes Bourne têm um apelo para os teóricos da conspiração que existem em cada um de nós. O que torna este tão diferente é a maneira com a qual Tony (roteirista/diretor), em vez de tentar recomeçar, abre o escopo e faz você se dar conta de que os primeiros filmes eram como pétalas de uma flor. Agora a flor está desabrochando e você começa a ver todo o universo ao qual ela pertence. Tony está ampliando a história em vez de tentar começar de novo. Agora, está abrangendo o governo e começando a incluir as corporações na teia de corrupção e conspiração. É um caminho muito interessante para se trilhar.


Você disse em entrevistas que geralmente gosta de filmes que refletem o zeitgeist e tratam do que acontece no mundo. O Legado Bourne cabe nesse raciocínio?

EN: Na maioria dos filmes de Tony, acho que existe uma investigação do jeito como o mundo das corporações está começando a controlar e invadir nossas vidas. Ele já fez isso examinando a legislação, fez isso examinando marcas rivais e agora está examinando o mundo da inteligência. Acho que esse tema é muito atual.


O filme também toca na questão das experiências científicas que nem sempre dão certo. Você pode falar sobre isso?

EN: Sim, acho que essa é uma das questões sobre as quais Tony falou: “Não fale sobre isso!” (risos). Este filme trata muito das parcerias que existem entre o governo, as corporações e a ciência. Fala de como essas coisas ficaram entrelaçadas e como às vezes isso acaba criando uma zona cinzenta moral.


Em O Legado Bourne, você é o vilão, certo?

EN: Eu diria que tanto Aaron Cross (Jeremy Renner), como Marta (Rachel Weisz) e Byer, meu personagem, fizeram escolhas e tomaram decisões que têm muitas concessões incutidas.


Você se ausentou dos filmes por um tempo. Estava destinando seu tempo a buscar outros interesses como questões ambientais e o teatro?

EN: Estava construindo um teatro em Nova Iorque, mas fiz dois filmes no ano passado. Normalmente não faço mais de dois filmes por ano. Também estava escrevendo e minha empresa está produzindo alguns filmes. Fiquei quase um ano inteiro escrevendo uma minissérie para a HBO (Undaunted Courage) e um roteiro de filme.


O processo de feitura de uma minissérie de TV é parecido com o de um filme?

EN: Foi um longo processo de desenvolvimento dessa séries. Não sabemos quando vamos filmá-la. Sempre faço muitas coisas ao mesmo tempo porque você nunca sabe qual vai se concretizar logo.


Com esse hábito de se envolver em tantas coisas diferentes, você tira férias?

EN: Estou envolvido em várias coisas. Tenho outras empresas e outros objetivos. As coisas se atropelam, mas geralmente encontro um jeito de equilibrar tudo.


DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
06 set11:42

Conab confirma safra recorde de grãos

A produção de grãos na safra 2011/12 deve alcançar recorde de 165,9 milhões de toneladas, o que corresponde a um crescimento de 1,9% (3,09 milhões de toneladas) em comparação com a safra anterior 2010/11 (162,8 milhões de toneladas).

Os dados fazem parte do 12º e último levantamento sobre a safra 2011/12, divulgado nesta quinta-feira pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O próximo levantamento sobre safra de grãos ocorrerá no dia 9 de outubro e será o primeiro relativo ao período 2012/2013.

A última pesquisa sobre a safra 2011/12 confirmou o destaque para a segunda safra de milho, cuja produção deve crescer 73%, ou o equivalente a 16,4 milhões de toneladas sobre a última safra, alcançando 38,86 milhões de toneladas. No ano passado foram colhidas 22,46 milhões de toneladas na segunda safra do cereal.

O levantamento também confirmou a queda da soja, cuja produção deve recuar 11,9% (-8,9 milhões de t), para 66,38 milhões de t. A safra de arroz deve cair 14,8%, para 11,6 milhões de t (-2 milhões de t).

— As condições climáticas desfavoráveis foram as principais causadoras desta redução, principalmente nas fases de desenvolvimento das culturas, quando as mais prejudicadas foram as lavouras de milho e de soja nos Estados da região Sul, parte do Sudeste e no sudoeste de Mato Grosso do Sul — informa a Conab.


AGÊNCIA ESTADO

Comente aqui
06 set11:25

Intercâmbio entre dois países irmãos

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

É só a professora Gessi Carminha dos Santos entrar na sala de aula do primeiro ano, na Escuela Frontera 604 Intercultural Bilíngue No 1, que um aluno já comenta, em português. – Hoje tem aula diferente. O detalhe é que a cena é em Bernardo de Irigoyen, cidade argentina da província de Misiones, que fica na fronteira com a cidade catarinense de Dionísio Cerqueira.

Duas vezes por semana Gessi e outras oito professoras atravessam a fronteira para dar três aulas de português no país vizinho. Enquanto isso três professoras vem para o Brasil dar aula na Escola de Educação Básica Dr. Theodureto Carlos de Faria Souto.

Enquanto no lado argentino Maximiliano Benjamin Ramirez, de seis anos, ouve histórias em português e aprende a dizer: Bom dia, tudo bem; no lado brasileiro Pedro Henrique Bronstrup, de 11 anos, cumprimenta dizendo: Hola, que tal?

Ao entrar na sala do quinto ano da escola Theodureto é como atravessar a fronteira. Nas paredes, há mapas da Argentina, frase em espanhol e a bandeira da província de Misiones. Nos cadernos, os alunos exibem a bandeira azul e branca com um sol no meio.

Durante a aula a professora Fátima Zaragoza, coordenadora do projeto bilíngue em Misiones, ensina a música “El niño y el tucano”, de Fausto Rizani. Os alunos não têm aulas de espanhol e sim em espanhol, que contempla a cultura, tradições, costumes e a vida real no país vizinho.

Os alunos afirmam que é muito melhor ter aulas com professores “importados”. –Até pelo conhecimento que eles têm é muito melhor- afirmou Dayani Machado Machiavelli. Gustavo de Oliveira Gabriel, de 10 anos, disse que já melhorou a comunicação com seus tios, que moram na Argentina. –Agora eu entendo o que eles falam- explicou.

Sthefanie Carvalho, de 11 anos, veio de Porto Alegre, pela primeira vez teve espanhol e está gostando. Até porque ela mora com os pais no lado argentino e isso vai ajudar na comunicação. Izabella Carolina Presser Fortes pensa até em morar na Argentina, depois que fizer o sonhado curso de Biologia.

Para o diretor da escola Theodureto, Mauro Edvan Prado, a parte positiva do projeto é essa questão intercultural. –Os alunos acabam conhecendo as duas culturas- afirmou. A partir disso, há uma aproximação natural.

O conhecimento bilíngue permite aos alunos que passarem pelo projeto melhores condições de trabalhar no comércio local, já que há brasileiros trabalhando na argentina e argentinos morando no Brasil.

O diretor da Escuela Frontera 604 Intercultural Bilíngue No 1, Juan Carlos Morinico, lembra que o projeto está melhorando a compreensão do português. –Antes era um portunhol- lembra. Ele afirmou que, melhorando a compreensão, conhecendo a cultura de cada lado, ajuda a melhorar no relacionamento entre brasileiros e argentinos.

Tanto que alunos argentinos já participaram de atividades no Brasil e prometem desfilar junto no Sete de Setembro. Por outro lado os brasileiros devem participar das comemorações de 25 de Maio, data de comemoração da independência da Argentina. Pelo menos nas duas escolas da fronteira, o Mercosul existe de fato.


O QUE É O PROJETO

O Projeto Intercultural Bilíngue Escola de Fronteira foi criado em 2005, numa parceria entre Brasil e Argentina, para promover o intercâmbio entre professores e alunos. Entre as 14 escolas do início do projeto, há uma catarinense, a Escola de Educação Básica Dr Theodureto Carlos de Faria Souto, em Dionísio Cerqueira. Atualmente cerca de 240 alunos, de 12 turmas, participam do projeto. Em 2009 o projeto foi ampliado para 26 escolas, em cinco países.



Comente aqui
06 set10:31

Dois homens são presos após assalto em Xanxerê

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Dois homens foram presos na noite da quarta-feira em Chapecó após assaltar um posto de combustível em Xanxerê. Segundo a Polícia Militar houve perseguição e troca de tiros. Jeferson Pereira da Silva, 19 anos, foi atingido no abdômen e está internado, sob escolta policial, no Hospital Regional do Oeste. Diogo Perreira Spiker, 25 anos, que levou um tiro no tornozelo, recebeu alta nesta manhã e será encaminhado para o Presídio Regional de Chapecó.

Segundo informações da PM os assaltantes chegaram ao estabelecimento em uma motocicleta com placas de Chapecó. O carona entrou armado no posto e anunciou o assalto. Os dois fugiram em direção à BR 282 com o dinheiro do caixa e cartões telefônicos.

Próximo à curva da morte, no Acesso Plínio Arlindo de Nes, em Chapecó, os assaltantes avistaram uma guarnição do Pelotão de Patrulhamento Tático e disparam tiros contra a PM. Houve perseguição e na troca de tiros, Jeferson, que conduzia a moto, foi atingido, perdeu o controle da moto e caiu.

Diego, que havia tentado fugir a pé, tentou se desfazer de uma Pistola semi-automática 9 mm, com numeração legível e municiada com seis cartuchos intactos.

Os dois foram conduzidos pela ambulância do Corpo de Bombeiros para o Hospital Regional de Chapecó.

Com eles a PM apreendeu ainda, um radio HT, na freqüência da Polícia Militar, dois capacetes, R$ 718 em espécie, R$ 60,15 em moedas, além de dois telefones celulares. Todo o material e a moto, que havia sido roubada na quarta, dia 5, de uma mecânica de motos no Bairro Jardim América em Chapecó, foram encaminhados para a Delegacia de Polícia.

Segundo a PM, Diogo e Jeferson têm mais de 10 passagens pela polícia, entre elas tráfico de drogas, receptação de furto e roubo.


Comente aqui
05 set17:36

Falar do ex-namorado no primeiro encontro é tabu para as mulheres

As redes sociais são importantes para ampliar o círculo social, diz pesquisa realizada pelo Badoo sobre hábitos das mulheres na busca por um namorado ou paquera virtual. Mais de 70% das entrevistadas ressaltaram, porém, que quando se interessam por alguém utilizando essa ferramenta da internet, é necessário que o pretendente passe confiança e converse bastante antes de convencê-las a marcar um encontro off-line.

Elas também não gostam de falar sobre ex-namorados quando estão flertando virtualmente. De acordo com a pesquisa, 48,8% das mulheres julgam ser proibido falar sobre ex-namorados num primeiro encontro. Revelaram também suas maiores superstições na primeira vez que saem com uma nova pessoa: 49,6% delas admitem usar roupas íntimas combinando e 27,8% não se vestem com determinada cor.

A idade influencia o comportamento das mulheres no primeiro encontro. Enquanto 45% das que tem entre 18 e 24 anos usam roupas íntimas combinando, esse número sobe para 54,5% entre aquelas com mais de 45 anos. Por outro lado, falar sobre trabalho é algo mais natural para mulheres maduras nessa ocasião: apenas 19,1% condenam essa prática, contra 26,7% das mais jovens.

O Badoo, rede social global para conhecer novas pessoas, realizou uma pesquisa com 4.614 mulheres de todo o Brasil cujo tema foi “superstição, tradição e táticas para encontrar um parceiro”. O objetivo do levantamento foi avaliar o comportamento das mulheres brasileiras com relação a relacionamentos em redes sociais, paquera no mundo virtual e suas superstições e tabus na busca por um novo parceiro.

DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
05 set15:55

Atletismo de Chapecó conquistou sete medalhas nos Joguinhos Abertos

A equipe de Atletismo de Chapecó (PMC/ Unochapecó/ Unimed) conquistou sete medalhas nos Joguinhos Abertos de Santa Catarina, que estão sendo realizados na cidade de Curitibanos. Esta é a 25ª edição dos Jogos, que envolve atletas de até 19 anos de idade.

Apesar de estar com um número de atletas reduzido, sete no masculino e sete no feminino e alguns lesionados, foram conquistadas quatro medalhas de ouro, uma de prata e duas de bronze. A equipe foi comandada pelos treinadores Materli Borotto Santos, Samaroni Voos, Jair Pissolatto e Ademar Kammler.


Os medalhistas foram:

OURO

Emily Pistor - 5 Km Marcha Atlética

Ianah Agnoletto - Lançamento do Dardo

Beatriz Toscan Birkheur – Lançamento do Martelo

Claudia C. C. Bissolotti - Arremesso do Peso


PRATA

Claudia C. C. Bissolotti - Lançamento do Disco


BRONZE

Patricía de Paula - 100m rasos

Filipe Leuze - 110m c/bareiras


Além das medalhas, três atletas ficaram em quarto lugar:

- Juliana Gomes dos Santos - 5 Km Marcha Atlética

- Rodrigo D. B. de Godoi - 10 Km Marcha Atlética

- Patrícia de Paula - 200m rasos


Os próximos compromissos da equipe acontecem ainda em setembro: o Campeonato Estadual de Menores (até 17 anos) nos dias 15 e 16 em Itajaí e a Olimpíada Escolar de Santa Catarina (Olesc) de 21 a 30 de setembro, em Criciúma.


Comente aqui
05 set12:02

PM registrou aumento no número de acidentes em Concórdia

De acordo com levantamento da Polícia Militar de Concórdia houve um aumento de 15% no número de acidentes em comparação com o mês de julho. No mês de agosto a PM atendeu 99 acidentes de trânsito, sendo 35 com vítimas.Acidentes envolvendo motociclistas foram 42, sendo 14 a mais que o mês de julho.

Até o final de agosto de 2012 já foram atendidos 739 acidentes de trânsito, sendo 233 com vítima e 506 sem vítima.

Segundo o 1º Tenente Carmiliano do Amarante, cerca de 85% dos acidentes são causados pela falta de atenção dos condutores.

- Nas ruas Marechal Deodoro e Doutor Maruri acontecem 20% do total de acidentes do município – disse.


Comente aqui