Fotos

01 set18:25

Bem mais que um dia de inverno

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Era um daqueles dias, bem frios. Dias que não temos a mínima vontade de sair debaixo do cobertor, e muito menos de casa. Porém, muita gente acredita que são nestes dias que acontecem as situações mais surpreendentes. Uma delas pode ser encontrar o amor da vida. Será? Marina se tornou uma dessas pessoas.

Tudo começou numa sexta-feira, após um logo dia de trabalho. A jovem tinha acabado de chegar em casa quando o telefone tocou. Era uma amiga convidando-a para um show de rock mais tarde. Mesmo reticente e afim de curtir o frio em casa, ela não conseguiu dizer não e topou a balada. Afinal, no outro dia estaria de folga.

Assim que desligou o telefone começou a correria. Escolher roupa, calçado, tomar banho, dar um tapa na maquiagem, fazer um cabelo legal, e , ainda nesse meio tempo , comer alguma coisa. O relógio batia 22 horas e Marina estava quase pronta, só faltava o toque final, passar o perfume preferido. Pronto , agora sim.

Nem bem terminou de passar o perfume, já ouviu a buzina do carro da amiga. Pegou sua bolsa, trancou a porta e chamou o elevador. Chegando na portaria ouviu um comentário questionador do porteiro.

– Vai sair mesmo com esse frio dona Marina? Bom , a senhorita é nova, está solteira, quem sabe não encontra o amor da sua vida esta noite, hein?

A jovem apenas sorriu e desejou boa noite ao porteiro.

Ainda envergonhada com o ocorrido, cumprimentou a amiga . Não conseguia esquecer as frases que tinha acabado de ouvir. Ela nem escutava os comentários e gargalhadas que a amiga dava enquanto dirigia pelas ruas agitadas da cidade.

A música que tocava no rádio ajudou a distrair os pensamentos sem sentido que estavam a mil na cabeça de Marina. No entanto, foi só estacionar na frente do bar que as frases ditas pelo porteiro voltaram na mesma intensidade das batidas do som que tocava dentro do bar.

As duas deram uma última conferida no visual e entraram , para curtir aquela que deveria ser uma noite inesquecível. O bar ainda não estava cheio e por sorte conseguiram uma mesa bem na frente do palco. Sentaram e pediram uma bebida para brindar a amizade, e é claro, esquentar, afinal o termômetro marcava 3 graus.

Estavam na segunda rodada quando a banda começou a se arrumar no palco. Assim que o baterista passou, Marina sentiu algo que nunca tinha sentido antes. Os olhos se encontraram, as pernas tremeram e , sem que pudesse controlar , um sorriso brotou em seu rosto. E o melhor : tudo foi correspondido.

O show começou e as batidas do coração dela e do baterista entraram no mesmo compasso. Ela teve uma hora de aflição, onde os mais improváveis pensamentos invadiram sua mente, desde como seria o beijo dele, até como seria a casa onde morariam juntos.

Chegou a hora do bis e o frio na barriga aumentou. A galera aplaudiu, agradeceu e o show acabou. E desde aquele, que foi bem mais que um dia de inverno, eles estão juntos e felizes.

E você? Aproveite que ainda é inverno e descubra o final da sua própria história.


Comente aqui
01 set12:23

Uva e vinho contêm composto que dificulta formação de gordura

A uva e o vinho contêm um composto que dificulta a formação de células de gordura, diz uma pesquisa americana publicada no periódico cientìfico The Journal of  Biological Chemistry.

— O piceatannol é composto por uma substância antioxidante que bloqueia a capacidade de novas células de gordura de se desenvolverem e crescerem, auxiliando no controle do peso, retardando a origem de células jovens de gordura e evitando que elas se transformem em células maduras — explica o médico nutrólogo Guilherme Giorelli, da Associação Brasileira de Nutrologia.

O composto também pode diminuir os níveis de açúcar no sangue e reduzir a pressão arterial, prevenindo infartos e doenças do coração. Além disso, ajuda no combate ao câncer, agindo como um bloqueio no crescimento e na dispersão das células cancerosas. Mas Giorelli ressalta que os benefícios do piceatannol são experimentais e não clínicos.

— Esse possível efeito foi percebido em estudos experimentais em animais, mas ainda precisam de comprovação clinica em humanos.

O composto auxilia no aumento do colesterol bom (HDL) e oxida o mau colesterol (LDL). O médico indica que uma taça ao dia é o consumo ideal. O mais recomendado é o vinho tinto seco, por ser o menos calórico — uma taça de 150 ml contém em média 108 calorias.

— É preciso ficar atento, pois o vinho só traz benefícios se for consumido moderadamente. Álcool em excesso pode trazer danos à saúde — afirma Giorelli.

Para ele, o consumo do vinho tinto moderado pode ser diário, porém, não substitui uma alimentação saudável e balanceada.

— O vinho é apenas um complemento para uma vida mais saudável e não uma prioridade — diz.

Para quem não pode consumir álcool, o suco de uva tem o mesmo benefício do vinho tinto. O composto também pode ser encontrado em amoras, frutas vermelhas, maracujá, mirtillo e amendoim.


VIDA E SAÚDE



Comente aqui
31 ago18:15

Explosões, piadas e superastros dão o tom em "Mercenários 2", que estreia nesta sexta-feira nos cinemas

O sujeito senta na poltrona imaginando o que vem pela frente: ação, tiros e humor, protagonizados por estrelas do gênero, tudo no superlativo. Se for nesse clima assistir a Mercenários 2, longa de Simon West com Bruce Willis, Sylvester Stallone e Arnold Schwarzenegger, que estreia hoje nos cinemas, você não sairá decepcionado.

O longa está há duas semanas no topo das bilheterias norte-americanas e já arrecadou mais de US$ 121 milhões (seu custo está estimado em US$ 100 milhões). Por aqui, deve superar o primeiro Mercenários, que dividiu espaço nas salas com sucessos como Meu Malvado Favorito e A Origem e acabou em quarto lugar no fim de semana de estreia.

>> Confira a PROGRAMAÇÃO PARA O CINEMA DE CHAPECÓ

A ideia concebida e dirigida por Stallone, agora é entregue a West, que tenta dar sentido à trama roteirizada pelo astro. Stallone interpreta Barney Ross, comandante de uma equipe enviada por Church (Bruce Willis) para resgatar uma caixa misteriosa nos destroços de um avião. Tool (Mickey Rourke), capanga de Ross, é morto, e seus comparsas partem em busca do culpado – o vilão com o sugestivo nome Vilain, interpretado por Jean-Claude Van Dame.

Há espaço – e necessidade – de um belo rosto feminino, ocupado pela modelo Tamara Ecclestone. Na pele de Fiona, filha de Tool, ela também decide vingar a morte do pai, mas acaba capturada.

Ross e sua equipe têm, então, pretextos suficientes para explodir coisas enquanto esbanjam humor americano autorreferente. Os personagens de Stallone, Willis e Schwarzenegger desenterram frases célebres como o “Eu voltarei”, de Exterminador do Futuro, e o “Yippe-ki-yay”, de Duro de Matar. Já o personagem de Chuck Norris brinca com a fama de imortal de que o ator goza na internet. Vale todo tipo de piada com o fato de essas peças de museu – como eles mesmos se chamam no longa – estarem juntos na sequência de um filme de ação blockbuster em pleno ano de 2012.

Se a ação é explosiva, parecem ter sido aniquiladas também algumas noções técnicas, como continuidade e verossimilhança. Algo que poderá passar despercebido pelos espectadores mais empolgados.



SEGUNDO CADERNO



Comente aqui
31 ago18:04

Social: Desfile de moda em Chapecó

Chapecó recebeu na quinta-feira, dia 30 de agosto, as celebridades Adriana Bombom, Adryana Ribeiro e o estilista Walério Araújo. Eles participaram do desfile de moda das lojas Bellíssima, Fim de Século e Morana, realizado na Top Car em Chapecó.

Confira alguns clics do fotógrafo Elizandro Giacomini.

 

Comente aqui
31 ago17:15

Escola estadual de Chapecó sediou Feira de Ciências e Tecnologia

Estudantes de 11 escolas estaduais participaram nesta sexta-feira, (31), no ginásio de esportes da escola estadual Tancredo Neves, em Chapecó, da quarta edição da Feira Regional de Ciências e Tecnologia. A promoção foi da Gerência Regional de Educação da SDR Chapecó, em parceria com escolas dos nove municípios de abrangência da secretaria regional. Três trabalhos serão escolhidos para representar a Gered na Feira Estadual, que ocorrerá em Lages de 17 a 19 de outubro.

Os estudantes usaram toda a criatividade para apresentar soluções para o meio ambiente. Da escola estadual Valesca Parizotto, de Chapecó, saiu o projeto de reciclagem de óleo de cozinha.

-No início do projeto fizemos a coleta do material. Os estudantes traziam de casa e pudemos transformar o material em barras de sabão – disse o jovem Lucas Chaves, de 15 anos, acompanhado da colega Daili dos Santos, de 13 anos, que também apresentou o trabalho aos visitantes.

Os alunos da escola estadual Rudolfo Luzina, de Nova Erechim, montaram um trabalho juntamente com o professor de física, Evandro Cunha, para automatizar e facilitar o trabalho dos criadores de frango. Através de um programa de computador o trabalho braçal foi informatizado.

- O agricultor pode aquecer o aviário, manter a temperatura, subir as cortinas. É levar a tecnologia para o campo – disse o estudante Allan Kornell.

Com um trabalho artesanal os alunos da escola estadual Tancredo Neves mostraram como é possível gerar energia através do sol e do vento. Com uma maquete gigante, eles utilizaram um ventilador para simular uma torre aeólica.

- O vento faz girar a turbina que fornece energia para esta mini cidade – disse a estudante Andreza Partichelli.

A colega Patrícia Oliveira, do mesmo grupo, também explicava aos visitantes a importância destes tipos de energia. O ginásio da escola ficou tomado de maquetes e experimentos. Alunos da APAE também desenvolveram um trabalho relacionados a fontes de energia.

Alunos da Escola Estadual Luiza Santin, de Chapecó, montaram um sistema de automação em uma maquete, que possibilitava mudar a tabela do basquete ou a posição das arquibancadas de um ginásio de esportes com apenas dois comandos eletrônicos. Da EEB Lígia Remus, da comunidade de Alto da Serra em Chapecó, veio o projeto “Fazendo a nossa parte”, onde os alunos realizavam a reciclagem do papel durante a exposição. Participaram da feira regional, estudantes da partir do 6º ano do ensino fundamental até o 3º ano do ensino médio.

- O que nos chamou a atenção foi a criatividade dos alunos e a qualidade dos trabalhos. O que eles desenvolveram em sala de aula com os professores está sendo muito bem apresentado na feira regional – elogiou a gerente regional de educação Ana Vedana.


Comente aqui
31 ago17:04

Maratona Fotográfica de Chapecó premia participantes

Foram premiados na noite da quinta-feira, dia 30, os participantes da 8ª edição da Maratona Fotográfica – Cidade de Chapecó. A premiação foi destinada aos registros que se destacaram entre aproximadamente 750 fotografias. A avaliação envolveu um representante da área de fotografia e publicidade, um jornalista e fotógrafo e um representante da área de artes visuais.

Para a análise das fotos foram considerados os seguintes critérios: criatividade, coerência com o tema, técnica e plasticidade. A Maratona Fotográfica foi promovida pela Prefeitura de Chapecó, através da Escola de Artes, no dia 19 de agosto. Todas as fotos ficarão expostas na Escola até o dia 27 de setembro. Após este período, as fotografias vencedoras serão expostas no Espaço Comunidade do Museu de História e Arte de Chapecó.

As premiações ocorreram para categorias Júnior e Sênior, colorida e preto e branco. Além das premiações em dinheiro, foram entregues 12 menções honrosas para fotos que se destacaram.


Premiados

Melhor fotografia por temas (R$ 200 cada fotografia)

Tema 1 – Alexandre Leonardo Stakonski

Tema 2 – Helena Sbeghen

Tema 3 – Jéssica Ariane Castagna Comper

Tema 4 – Caroline Pellegrini

Tema 5 – Daniela Pillmann

Tema 6 – Nadia Fonseca Ferreira

Tema 7 – Jaqueline Zolet

Tema 8 – Cristina de Oliveira

Tema 9 – Helena Sbeghen

Tema 10 – João Vicente Zanella

Tema 11 – Andressa Sarana Santin

Tema 12 – Antonio Luiz Pellegrini


Melhor ideia (R$ 200 + foto estampará a camiseta da 9ª Maratona Fotográfica)

Vencedora escolhida com o tema 2: Amália Candiotto


Melhor Conjunto de Obra P&B – Júnior (R$ 300)

Marcela Debona Laskoski


Melhor Conjunto de Obra Colorida – Júnior (R$ 300)

Armando Francisco Boniati Neto


Melhor Conjunto de Obra Colorida – Sênior (R$ 500,00)

Diana Letícia Chiodelli


Melhor Conjunto de Obra P&B – Sênior – (R$ 500)

João Vicente Zanella


Comente aqui
31 ago16:28

Social: Comitiva italiana visitou Acic em Chapecó

A Associação Comercial e Industrial de Chapecó (Acic) recebeu nesta semana a visita de empresário italianos, liderada por Oscar De Bona, ex-governador da Província de Belluno por três mandatos.

O objetivo da visita foi estabelecer um intercâmbio de negócios e tecnologia, com intenções de investimentos e parcerias com empresários locais, nos segmentos de equipamentos e soluções para a construção civil, energias renováveis, instalações elétricas, tratamento e recuperação de águas, design e aproveitamento de madeiras para móveis, arquitetura, prevenção de enchentes e contenção de encostas, máquinas e equipamentos, turismo e aportes de capital.

Os empresários italianos foram recebidos pelo diretor de Feiras e Eventos da ACIC, Vincenzo Francesco Mastrogiacomo, acompanhado pelos demais diretores e conselheiros.

Os dirigentes formularam o convite aos empresários italianos para a MercoAgro 2012, nessa que é a maior feira do segmento na América Latina e uma das maiores do mundo no setor de processamento de carnes. A comitiva também recebeu da ACIC amplo material estatístico e de divulgação da cidade de Chapecó e região.

- Os italianos também retribuíram o convite para a Feira Internacional de Belluno (Longarone Fiere) – expôs Mastrogiacomo.

Lá os eventos dos diferentes setores são organizados por uma iniciativa privada que administra o parque de exposições, onde são realizadas 12 feiras internacionais por ano, que tem à frente o atual presidente Oscar De Bona, também ex-ministro Regional da Imigração.

- Fomos muito bem recebidos nesta cidade e esperamos retribuir toda a hospitalidade no nosso País – comentou De Bona.


Comente aqui
31 ago12:23

Voleibol Masculino de Chapecó é convidado para a Superliga B

A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) confirmou o convite para que o voleibol masculino de Chapecó participe da Superliga B, em 2013. A Aprov/Unoesc/Chapecó tem até o fim do mês de setembro para dizer sim ou não à segunda divisão do voleibol brasileiro.

Com a desistência da equipe de Morro da Fumaça, que representou Santa Catarina em 2012 na Superliga B, o convite foi automaticamente feita ao clube chapecoense que sagrou-se vice-campeão da Liga Nacional no fim de semana passado.

- O campeão da Liga tinha a vaga garantida pelo regulamento, mas como houve uma desistência, acabou abrindo uma segunda vaga para a competição – explicou o presidente da Associação Pró-Vôlei de Chapecó e técnico da equipe masculina, Nilson Rex.

De acordo com Rex, nas próximas duas semanas vamos nos reunir com os atuais patrocinadores da equipe e também com outros possíveis apoiadores para buscar viabilizar financeiramente a participação de Chapecó neste calendário nacional.

- Está etapa já vinha sendo traçada dentro do nosso projeto e agora precisamos que mais algumas portas se abram para concretizar o planejamento – disse Rex.

Segundo o dirigente, a estimativa é que sejam necessários pelo menos R$ 30 mil a mais no orçamento do clube para viabilizar a participação de Chapecó na Superliga B, entre dezembro de 2012 e março de 2013. O campeão da Série B garante uma vaga na Superliga 2013/2014.

Comente aqui
31 ago11:50

Mulher foi presa em Concórdia após tentativa de suborno

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Cleonice Ribas, 26 anos, foi presa em flagrante na tarde desta quinta-feira em Concórdia após uma tentativa de suborno. Ela ofereceu R$ 5 mil para que o diretor do Presídio da cidade fizesse a transferência do marido que está preso em Joaçaba. Toda ação foi gravada pela Polícia Civil.

O diretor do presídio, Luiz Preuss, disse que recebeu uma ligação de Cleonice na manhã da quarta-feira, dia 29.

- Ela disse que precisava conversar comigo e não poderia ser no presídio e nem por telefone – disse Preuss. Ele achou a atitude suspeita e entrou em contato com a Polícia Civil.

Após conversar com o delegado da Polícia Civil, Álvaro Weinert Opitz, o encontro foi marcado para à tarde da quinta-feira em uma lanchonete, anexo a um posto próximo ao presídio.

O vídeo gravado pela polícia mostra o momento em que Cleonice pede a transferência do marido e algumas regalias, como maior tempo de banho de sol assim que ele chegasse a Concórdia.

Após fazer a entrega de R$ 3 mil reais e dizer que o restante seria pago quando o marido fosse transferido, Cleonice foi presa em flagrante por corrupção ativa. A pena para o crime é de dois a 12 anos de prisão.

Cleonice, que esteve presa em 2009 por tráfico de drogas, está na ala feminina do Presídio Regional de Concórdia.


Comente aqui
31 ago10:31

Moveleiros voltam a apostar na exportações

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Os moveleiros do Oeste de Santa Catarina voltaram a olhar para o mercado externo graças à recuperação do dólar, que está acima dos R$ 2,00. Tanto que durante a Mercomóveis, feira que iniciou na segunda-feira e encerra hoje, no Parque Tancredo Neves, em Chapecó, já foram firmados cerca de R$ 15 milhões em contratos de exportações e perspectivas de mais R$ 50 milhões.

-Nós fechamos cerca de R$ 1 milhão- informou Anderson Simão, da Serpil, de Pinhalzinho. Ele espera aumentar a fatia de exportação de 20 para 30%. O presidente da comissão organizadora da Mercomóveis, Nivaldo Lazaron Júnior, disse que há duas edições da feira não eram fechados contratos durante o evento. A feira recebeu representantes de 15 países e as empresas já acertaram vendas para Chile, Colômbia e Peru.

Nivaldo Lazzaron Júnior disse que o principal fator para o aumento das exportações é alta do dólar. Na feira passada o dólar estava entre R$ 1,50 e R$ 1,60 e, ontem, estava em R$ 2,04. Além disso as empresas de Santa Catarina começaram a abrir mercados novos, como América do Sul e África. –Os empresários antes só olhavam para Estados Unidos e Europa- lembrou Lazzaron Júnior.

Na América do Sul há vantagens como menos custo de transporte e tarifas de exportação. O coordenador da Mercomóveis também destaca o crescimento das empresas junto com o crescimento da feira. Ele afirmou que o aumento das exportações vai aumentar o investimento das emrpesas.

Ilseo Rafaelli, da Sonetto Móveis, quer aumentar de 20 a 25% para 30% a produção destinada à exportação. Para isso investe em máquinas novas e em produtividade. Adir Luiz Kist, diretor administrativo da Móveis Daico, quer passar de 15% para 30% as vendas para o mercado externo. Atualmente ele tem 140 funcionários e embarca três contêineres por mês.

Os expositores demonstraram estar contentes com a feira. Tanto que a meta de R$ 200 milhões em negócios e 20 mil visitantes deve ser atingida.


Mesa com tampo de vidro e cadeira Iolanda

Países compradores: Era vendida para o Paraguai e, durante a feira, foi acertada a venda para o Uruguai

Características: A torre de madeira e o suporte das cadeiras é de madeira de eucalipto de área reflorestada, com assento estofado e boa ergonometria

Público: Classes C e D

Fabricação: Daico, de Nova Erechim

Projeção: A empresa exportava cerca de 50% da produção até 2005,caiu para menos de 5% em virtude do câmbio. Atualmente exporta cerca de 15% da produção e quer chegar a 30%. Além do Paraguai e Uruguai já vende beliches, camas, mesas e cadeiras de pinus para Inglaterra e Estados Unidos, além de cozinhas para o Chile.



Jogo de mesa de sala

Países compradores: África do Sul, Angola e países latino-americanos como Equador

Características: produto em MDF produzido em escala que alia design ao preço atrativo e representa 10% da produção da indústria

Público: Classes populares

Fabricação: Sonetto, de Chapecó

Projeção: A empresa começou a exportar significativamente há dois anos. Entre 20 a 25 % da produção vai para o exterior. A meta é chegar a 30% com os novos contratos fechados na Mercomóveis, com empresas da África e América do Sul.






Cristaleira e cômoda da linha wood

Países compradores: Estados Unidos, Espanha, Paraguai e Uruguai

Características: Os móveis são em madeira de pinus, maciço, com estilo rústico, graças a um equipamento que dá essa característica no acabamento.

Público: Classe média alta

Fabricação: Serpil, de Pinhalzinho

Projeção: A empresa tem 300 funcionários e exporta 20% da produção. Com os negócios fechados na Mercomóveis pretende incrementar em 10% as exportações.



Estofado frapê em módulos

Países compradores: Chile e Colômbia

Características: Estofado em frapê, modulado, que pode ser adequado ao tamanho do ambiente e à necessidade do cliente

Público: Classe alta (B e A)

Fabricação: Enele, de São Lourenço do Oeste

Projeção: A empresa exportava para quase 20 países até 2008 e depois, devido ao câmbio, ficou com apenas um cliente, no Chile. Atualmente exporta 3% da produção. Com novos contratos para Chile, Colômbia e Peru, firmados durante a Mercomóveis, pretende chegar a 5 a 6%.




Sofá Aruba

Países compradores: China, Estados Unidos e Canadá

Características: Estofado de fibra siliconada com estrutura em madeira maciça de eucalipto e sustentação em couro.

Público: Classe A

Fabricação: Móveis Verona, de Chapecó

Projeção: A empresa que focava no mercado interno, tendo vários móveis utilizados em novelas, agora vai começar a exportar. A expectativa inicial é de três contêineres por mês.



Comente aqui