Fotos

22 ago15:09

Clube de Basquete Chapecó entra em quadra nesta sexta-feira

Na sexta-feira, dia 24, as meninas do Clube de Basquete Chapecó (CBC) entram novamente em quadra pelo estadual de basquete, na categoria sub-17, às 18h, no ginásio de esportes da comunidade do bairro Santa Maria.

A equipe do CBC busca a liderança da competição em partida válida pela quarta rodada do returno, contra o Salesiano/ABI/FMEL, sexta colocada da competição estadual.

Uma vitória coloca as meninas chapecoenses na liderança da competição com o mesmo número de pontos da atual líder, DME/PU-Clube Concórdia, com 19 pontos.

Na terceira rodada do returno, realizada também em Chapecó – ginásio do bairro Santa Maria, a equipe do CBC venceu por 62 a 55 o DME/PU-Clube Concórdia – atual líder.


Comente aqui
22 ago14:54

Estudantes pesquisam e expõem painel sobre a história de Chapecó

Alguns dos fatos que marcam a história de Chapecó ao longo dos 95 anos estão expostos no painel linha do tempo, produzido pelos alunos do terceiro ano do Ensino Fundamental do Colégio Exponencial, com idade entre 7 e 8 anos.

A atividade é coordenada pela professora Aneci Aiolfi Dall Orsoletta e foi baseada em pesquisa e coleta de dados sobre a história do município. O painel incluiu fotos e descrições sobre o passado e o presente do município.

Para a professora Aneci, construir a linha do tempo fez com que os estudantes conhecessem a história da cidade onde vivem.

- É preciso que as crianças conheçam o passado para que percebam que hoje somos nós os responsáveis por construir a história que será contada no futuro – disse.

Além da construção da linha do tempo durante a semana que antecede o aniversário do município os alunos estudarão os fatos históricos que compõe o painel. O objetivo é aprofundar o conhecimento, fazendo com que cada um desperte o interesse pela pesquisa e pela história de Chapecó.


Estão na Linha do Tempo

A criação do município de Chapecó em 1917; a construção do primeiro hospital, o Santo Antônio em 1939, e sua primeira equipe médica; retratos sobre as primeiras ruas da cidade; as primeiras residências; episódios da história chapecoense como a queima da igreja em 1950; a enchente e dois meses depois a nevasca que marcou a história do município em 1965.

Empreendimentos como a construção da ponte que até hoje liga o Estado de Santa Catarina ao Rio Grande do Sul, em 1975, conhecida como ponte do Goio-En. Construção do Estádio Índio Condá em 1977 e a vinda do time do Sport Club Internacional de Porto Alegre para o jogo inaugural.


Comente aqui
22 ago11:58

Chapecoense Futsal treina forte para a partida deste sábado

Depois da vitória sobre Rio do Sul, a Chapecoense Futsal já começou a preparação para a partida deste sábado, dia 25, aniversário de Chapecó. O jogo, que vale a liderança da Divisão Especial, será contra a AD Jaraguá às 19 horas no ginásio do Sesc em Chapecó.

A equipe se reapresentou na segunda feira à tarde e realizou trabalhos de musculação na academia. Na terça-feira foram dois treinos fortes com bola no ginásio do Verdão. O ritmo de treinos seguem até a quinta-feira no Verdão, já na sexta os trabalhos acontecem no ginásio do Sesc.

- Esses treinos no Sesc serão importantes para a preparação – comentou o treinador Agnaldo.

Para a partida de sábado o treinador terá os mesmos atletas do jogo contra Rio do Sul a disposição.


Comente aqui
22 ago09:17

Quase dois quilos de crack foram apreendidos em Pinhalzinho

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Quase dois quilos de crack foram apreendidos pela Divisão de Investigação Criminal de Fronteira (Dicfron) da Polícia de Civil em Pinhalzinho no final da tarde da terça-feira. Dois homens, que traziam a droga do Paraná para a região Oeste, foram presos em flagrante pelo crime de tráfico e associação ao tráfico de drogas. Jéferson Carlos Pereira da Silva, 31 anos e Leandro Viel, 29 anos estão no Presídio Regional de Chapecó.

Na tarde da terça-feira a Polícia monitorava Jéferson que esperava um carregamento de droga vindo da fronteira com o Paraguai. Ele estava em um veículo Palio que foi abordado na BR 282 em Pinhalzinho.

De acordo com o delegado Ronaldo Moretto, Jéferson poderia ter comprado a droga na fronteira com o Paraguai e contratado Leandro para fazer o trabalho de transporte da droga. Leandro, que estava em uma moto, foi abordado em um posto de combustível de Chapecó. Com ele foram encontrados 1,8 quilos de crack. A droga estava escondida embaixo do banco da motocicleta.

- Ele confessou ter saído de Foz do Iguaçu/PR com a droga e disse que receberia R$ 1 mil pelo transporte – disse o delegado.

Ainda segundo o delegado, Jéferson que já possui antecedentes criminais por tráfico de drogas e o irmão dele, que está foragido da Justiça de Chapecó, podem ser responsáveis por três carregamentos semanais da droga para Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Chapecó seria o centro de distribuição. A Polícia Civil monitorava o caso há três meses.

Os dois vão responder pelo crime tráfico de drogas. A pena prevista é de cinco a 15 anos de prisão.

A ação policial teve o apoio de Policiais Civis de São Lourenço do Oeste, Canil da 29ª DRP, de Campo Erê, de Pinhalzinho e Modelo, além de Agentes de Chapecó.

Os dois veículos também foram apreendidos.


Comente aqui
22 ago08:09

Equipe de Voleibol chapecoense conquista a segunda vitória na Liga Nacional

O time evoluiu, o público aumentou e a Aprov/Unoesc/Chapecó conquistou a segunda vitória na fase final da Liga Nacional de Vôlei Masculino. O adversário da vez foi o Zona Sul Esporte Clube, outra equipe do Amapá que levou 3 a 0 dos chapecoenses. O triunfo deixou Chapecó na liderança do torneio ao lado da Escola do Corpo, de São Paulo.

Assim como na estreia, o time dominou as ações desde o princípio. Sacando bem e com precisão no bloqueio, os chapecoenses precisaram de apenas 20 minutos para vencer o primeiro set por 25 a 17. No início do segundo set, um apagão deixou os donos da casa cinco pontos atrás do marcador. Nilson Rex parou o jogo, sacudiu os atletas e o time virou o placar. No final, 25 a 15 depois de novos 20 minutos.

E para repetir o mesmo enredo do primeiro jogo, o terceiro set foi o mais equilibrado. O que desequilibrou a favor de Chapecó foi o saque. Somente o ponteiro André Tiepo aplicou uma sequencia de quatro pontos diretos no serviço.

- Hoje encaixou. A prioridade é evoluir a cada jogo para chegarmos na decisão – disse Tiepo. No final, 25 a 20 no set em 23 minutos.

Para o capitão da equipe, o levantador Joel, a equipe melhorou, mas jogou apenas para superar o adversário.

- Não pode ser assim, precisamos impor o nosso ritmo de jogo. Espero que essa evolução seja constante para chegarmos bem na reta final – avaliou Joel.

>> Confira a programação da competição na AGENDA

Nesta quarta-feira, 22, os chapecoenses voltam à quadra do ginásio Ivo Silveira às 20h. O adversário na terceira rodada é a Unifor, do Ceará. Nos outros jogos da segunda rodada a Escola do Corpo (SP) fez 3 sets a 0 no time de Fortaleza. Já o Monte Cristo (GO) venceu o Placa Esporte Clube (AP) também por 3 a 0.

Na primeira fase todas as equipes jogam entre si. Os dois primeiros colocados fazem a final no sábado, 25 de agosto, com transmissão ao vivo pelo canal Sportv. A Liga Nacional reúne os campeões de cada região do Brasil e apenas o campeão garante vaga na Superliga B, em 2013.

Comente aqui
22 ago07:41

Campanha de multivacinação de crianças com até cinco anos se encerra sexta-feira

Aline Rebequi | aline.rebequi@diario.com.br

Até sexta-feira os postos de saúde do país estarão mobilizados para colocar em dia a carteira de vacinação de todas as crianças menores de cinco anos (4 anos 11 meses e 29 dias). Quem não está com atrasos, não precisa se vacinar novamente mesmo com as duas pequenas mudanças na campanha.

Nesta multivacinação, a vacina contra paralisia infantil, que antes era dada só em gotinhas, passa a ser injetável. São duas doses que devem ser tomadas aos dois meses e aos quatro meses de vida. A partir dos seis meses até os cinco anos, as doses continuaram sendo dadas em gotinhas.

Outra mudança importante é a inclusão da vacina Pentavalente, que vai substituir duas vacinas: a tetravalente — que protege contra a disenteria, coqueluche, tétano e um dos tipos de meningite — e a vacina contra hepatite B, o que significa uma picada a menos nas crianças.

Quem não conseguir levar o filho em um posto de saúde até sexta-feira, pode procurar o local fora do prazo que as vacinas continuarão disponíveis.

— É muito importante que o pai ou a mãe leve a criança ao posto de vacinação mais próximo porque o profissional de saúde irá ajudar na identificação de quais vacinas estão faltando na caderneta — diz a gerente de imunização da Secretaria Estadual da Saúde, Luciana Amorim.


Tira dúvidas

Quem precisa se vacinar?

Crianças menores de 5 anos (4 anos 11 meses e 29 dias) e que não estejam com a carteira de vacinação em dia.


O que meu filho vai tomar?

Estarão disponíveis todas as vacinas do calendário básico de vacinação da criança como: BCG, Hepatite B, Pentavalente, vacina inativada poliomielite (VIP), vacina oral poliomielite (VOP), Rotavírus, Pneumocócica 10 valente, Meningocócica C conjugada, Febre amarela, Tríplice viral e DTP. A criança irá ser vacinada com aquela que não está atualizada na carteira podendo ser uma, duas ou mais vacinas.


O que mudou do ano passado para 2012?

Foram incluídas duas vacinas com uma nova forma de aplicação, as duas injetáveis. A pentavalente que reúne em uma única aplicação a proteção de duas vacinas distintas já existentes (contra a hepatite B e a tetravalente que protege contra difteria, tétano, coqueluche) e a vacina poliomielite inativada, a que protege contra paralisia infantil e que antes era dada só em gotinhas.


Se meu filho tem a carteira de vacinação em dia, preciso ir ao posto vacinar por conta destas duas novas vacinas?

Não. Se a carteira estiver em dia seu filho está protegido.


Por que trocaram a gotinha pela injeção?

Porque o Brasil já está se preparando para a utilização apenas da vacina inativada quando houver a erradicação da poliomielite no mundo, momento em que será recomendado apenas o uso da vacina injetável.


Mas se meu filho tomou as gotinhas este ano, precisa tomar a injeção?

Depende de cada caso, da idade dele e da dose que ele tomou, por isso, a orientação é para ir ao posto e checar se há necessidade.


Eu não encontrei a carteira de vacinação do meu filho, e agora o que devo fazer?

Deve ir ao posto onde fez a última vacina, lá deverá ter uma segunda via. Se o posto for muito longe ou até mesmo em outra cidade, deve ir em qualquer posto e pedir uma solicitação de segunda via da carteira.


Mas e se nenhum posto encontrar a segunda via?

Neste caso, leve seu filho a qualquer posto de saúde que as equipes irão avaliar a idade dele e vacinar da mesma forma.


É arriscado vacinar de novo se ele tomou a vacina e eu não lembro?

Não. A equipe de saúde irá vaciná-lo com as doses que forem seguras para a criança


O que pode acontecer com meu filho se a carteira dele não estiver em dia?

Ele não será considerado uma criança vacinada. Há vacinas que só protegem com mais eficácia se a criança tomou todas as doses. A A criança fica desprotegida contra muitas doenças frequentes na infância como rotavírus (que causa diarreias e vômitos), hepatite B, meningite, paralisia infantil entre tantas outras.


Meu filho tem mais de cinco anos e eu não lembro se ele tomou todas as vacinas, o que devo fazer agora?

A campanha é voltada para as crianças menores de cinco anos. No entanto, você pode levar seu filho ao posto. Lá deverão ser feitas todas as tentativas de resgatar onde esta criança tem registradas doses anteriores. Caso não haja comprovação anterior, ela deverá receber todas as vacinas atribuídas a sua faixa etária.


Essas vacinas são 100% eficazes?

Não. Nenhum imunizante é 100% eficaz.

Meu filho vomitou logo depois que tomou a vacina, devo voltar ao posto para vacinar de novo?

Se foi injeção não há necessidade, ele continua protegido. Se foi gotinha e se faz poucas horas ele vai precisar tomar de novo.


Ouvi dizer que quanto mais fortes as reações, mais protegida a criança está. É verdade?

Não. A eficácia não está relacionada à intensidade de sinais como febre, inchaço e dor no local da aplicação. Uma das características das vacinas mais modernas, aliás, é justamente oferecer maior proteção com o mínimo de efeitos colaterais.


Também ouvi dizer que a primeira dose é sempre a mais importante e que o reforço é apenas uma segurança a mais. É verdade?

Mentira. Quando se pede o reforço é porque, no intervalo entre uma aplicação e outra, o número de anticorpos tende a despencar. A cada dose o contato com o vírus ou com a bactéria da vacina aumenta as defesas do organismo até elas chegarem ao ponto ideal.


O que é normal meu filho sentir depois da aplicação destas vacinas?

Tudo depende da vacina. Mas, de uma modo geral, cerca de 30% das crianças ficam com o local avermelhado, doído, às vezes, endurecido, podem ter febre entre 38ºC e 39ºC, em raros casos podem ter convulsão e podem chorar bastante no dia. Mas na maioria dos casos, cerca de 70% delas, não apresentam estes sintomas.


Posso dar um remédio para dor ou febre para meu filho um pouquinho antes ou logo depois da vacina para ele não sentir nada?

Sem orientação médica não. O correto é ele tomar a vacina e se der muita reação retornar ao posto e pedir orientação sobre o que ele deve tomar, muitas crianças são alérgicas a alguns remédios e os pais nem sabem.


É verdade que as vacinas pagas em clínicas particulares não dão reações para as crianças?

Em parte. Elas têm um composto que podem diminuir as reações, mas mesmo pagas, dependendo da criança, ela pode ter reações.


Há como saber que reações meu filho terá e o que devo fazer para diminuí-las?

Não há como saber e os pais não devem fazer nada sem a orientação de um médico.


Se eu resolver pagar uma vacina em clínica particular posso utilizar a mesma carteira de vacinação e voltar a vacinar no posto?

Sim, não há necessidade de outra carteira e é possível utilizar o público e o privado com a mesma.


Fontes: Ministério da Saúde e Diretoria de Vigilância Epidemiológica de SC

Comente aqui
21 ago18:46

Galeria: Ipês floridos proporcionam um espetáculo

Abaixo a fotografia “Dos Ipês” em Chapecó do fotógrafo Clair Lorenzet.

- Um espetáculo da Natureza, que em meio à rotina do dia-a-dia nos presenteia com uma paisagem exuberante para nossos olhos e para nos sentir-mos mais próximos à natureza e a tudo de mais belo que a criação pode nos oferecer.

Nessa época do ano, podemos apreciar essa imagem todos os dias ao chegar no Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar – Cepaf e Gerência Regional de Chapecó.

Muitos viajam milhares de quilômetros para apreciar espetáculos como esse e nós temos o privilégio de enxergar todos os dias, da forma mais simples e natural. Momentos únicos que despertam ao homem o cuidado com a natureza e a gratidão por quem imaginou, plantou e preservou – Clair Lorenzet.

Você que é fotógrafo, profissional ou amador, ou é apaixonado por fotografias mostre seu talento na Galeria do clicRBS Chapecó.

Encaminhe sua foto através do Colabore do site ou pelo email participe@clicrbschapeco.com.br.



Comente aqui
21 ago18:10

Chapecó vai receber a Chicken Parade

Elaborado pelo curso de Artes Visuais da Unochapecó, o Chicken Parade: Intervenções Urbanas irá embelezar a Avenida Getúlio Vargas em Chapecó. O projeto é inspirado no Cow Parade e compreende a produção de galinhas gigantes, com cerca de 1,5 metro de altura. Antes da produção das obras maiores, protótipos de galinhas pequenas são desenvolvidos na Unochapecó e devem ser finalizados até o próximo dia 31. Para serem expostas no centro da cidade, a partir do dia 14 de setembro, as galinhas gigantes serão pintadas de forma irreverente e atraente e esse processo irá iniciar no dia 1 de setembro.

Para a criação das artes que serão pintadas nas galinhas, os professores e acadêmicos de Artes Visuais seguem o tema “Chapecó: cultura e memória”. Serão criadas 10 galinhas gigantes, a partir das galinhas menores, para ser expostas em pontos estratégicos do centro de Chapecó. Duas galinhas estarão no Calçadão, na Rua Benjamin Constant, e as outras ficarão na Avenida Getúlio Vargas, em frente ao Shopping Pátio Chapecó e ao Ecoparque. Outras ficarão em frente à Pasteca e ao Banco do Brasil. A Palladium e a Praça Coronel Ernesto Bertaso também serão palco das aves. Haverá, também, uma galinha que ficará exposta na Unochapecó e outra que será utilizada nos trabalhos do Programa de Orientação Profissional (POP), da universidade.


O Chicken Parade

O Chicken Parade incentiva a produção artística, promove e dá maior visibilidade às produções locais. As obras terão características da galinha associada à arte e irão desmistificar os conceitos de belo nas ruas da cidade. O projeto, coordenado pelas professoras Márcia Moreno e Gina Zanini, tem como principal visão tornar a arte mais acessível a todos. Para isso, elas serão expostas ao ar livre.

- Isso vai promover uma visitação indireta por parte da população chapecoense – destaca Marcia.

De acordo com Márcia, o projeto já vinha sendo pensado há mais de quatro anos. Para ela, não poderia ser estruturado em um momento tão importante, quando muitos produtores de aves são obrigados a descartar sua criação, por falta de alimento, o que afeta diretamente o consumidor.

- Desta forma a arte local está novamente se envolvendo com questões sociais e econômicas da nossa região – ressalta a coordenadora.

O projeto foge dos padrões convencionais, destaca Márcia. Para ela, quando o assunto é arte, as pessoas são remetidas a telas, esculturas ou desenhos.

- A arte vai além disso, ela deve provocar, questionar o espectador com outros suportes em outros espaços e é isso que o curso de Artes Visuais da Unochapecó vem promovendo – assinala.


Comente aqui
21 ago17:58

Iogurte de beterraba com limão desenvolvido em Chapecó concorre a prêmio nacional

Ideias criativas aliadas ao conhecimento técnico necessário fizeram com que cinco projetos desenvolvidos por alunos e docentes do SENAI de Santa Catarina, entidade que integra o Sistema FIESC, fossem selecionados para participar da etapa nacional da mostra Inova SENAI. O evento vai reunir os 50 melhores projetos do país no dia 12 de novembro, em São Paulo, e tem como objetivo promover a busca de melhorias e novos negócios para a indústria. Na última edição do evento, em 2010, projetos catarinenses ficam em segundo na categoria docente-processo inovador e em terceiro na categoria alunos – processo inovador.

Dos projetos selecionados, três são do oeste de Santa Catarina e voltados para a área de alimentos. A equipe composta pelas alunas Creciana Endres, Marli Viot Fabricio e Maryelen Souza e pela professora Juliana Savio, da Chapecó, criaram um produto nutritivo e, ao mesmo tempo, que agrada ao paladar das crianças. O projeto do iogurte de beterraba com limão foi vencedora da categoria aluno da etapa catarinense da mostra Inova SENAI, realizada no ano passado.

Também vem do SENAI em Chapecó o queijo Petit Suisse, que foi elaborado a partir de proteínas do soro do leite. As alunas Débora Franc, Fernanda Andolfatto e Joana Alberti, também orientadas pela professora Juliana Savio, conseguiram aproveitar um subproduto do leite que antes era de pouca utilidade para a indústria.

Já a classificadora de frutas acoplável, projeto do docente Mauro Heimfarth, do SENAI em Luzerna, vai agregar valor e a reduzir desperdício nas lavouras de frutas. Acoplável a um trator, o equipamento ajuda a separar as frutas por tamanho, já na colheita, e com isso os agricultores poderão vender as frutas já classificadas a um valor maior. A inovação já despertou o interesse de uma empresa local, que deseja lançar o produto no mercado.

Santa Catarina também será representada na mostra Inova SENAI com projetos na área de automação e eletrônica, desenvolvidos na unidade de Florianópolis. O equipamento “espectrofotômetro portátil” chama a atenção por mesclar a praticidade e custo reduzido dos fotômetros de campo (menores) com a precisão avançada dos espectrofotômetros ópticos. A máquina é usada para medir a concentração de substâncias dissolvidas em líquidos e permite análises químicas e biológicas. Além de ser único no mercado nacional, o equipamento ainda custa menos que os semelhantes existentes. O projeto foi desenvolvido em parceria com uma empresa, que poderá explorar um novo mercado.

Outra parceria com a indústria resultou na criação da Máquina Automatizada para Inserção do “Water bag”. O equipamento permite inserir películas plásticas no interior de bombonas de água mineral. Com isso, as envasadoras vão conseguir garantir uma melhor qualidade dos produtos, uma vez que o líquido não entra em contato com possíveis bombonas contaminadas. Além disso, no futuro poderá ajudar a reduzir custos com trocas dos vasilhames, que atualmente possuem prazo de validade.


Comente aqui
21 ago17:40

Nivaldo deve voltar ao time titular do Verdão

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O goleiro Nivaldo, que cumpriu suspensão contra o Madureira/RJ, deve voltar ao time titular contra o Tupi/MG, sábado, em Juiz de Fora. Ele ainda está com o braço roxo em virtude da entrada do atacante do Oeste, Serginho, na partida realizada no domingo retrasado. Irritado, Nivaldo revidou e acabou sendo expulso, junto com o atacante do Oeste.

A volta de Nivaldo foi prevista na tarde desta terça-feira pelo técnico Itamar Schulle, em entrevista coletiva. Ele apenas iria confirmar com o treinador de goleiros, Anderson Buião.

Outra provável mudança é a entrada de um volante, Dudu ou Galiardo, no lugar de Neném ou Athos. Esquerdinha segue no time titular, mesmo com Willian estando à disposição.

Comente aqui