Notícias

28 nov14:36

Chapecó é sede do 1º Congresso Sul Brasileiro de Promoção dos Direitos Indígenas

O Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes de Chapecó é sede até a quinta-feira, dia 29 de novembro, do 1º Congresso Sul Brasileiro de Promoção dos Direitos Indígenas – Consudi.

A finalidade do Congresso é promover um debate entre a população indígena, sociedade civil e órgãos públicos, para a instituição de políticas públicas que garantam os direitos sociais dos indígenas. A programação é composta por mesas-redondas, oficinas e grupos de trabalho.

Ainda estão previstos lançamentos de livros sobre a temática indígena e o lançamento do Fórum Permanente de Promoção dos Direitos Indígenas.

A organização é da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), através da Comissão Indígena. O evento ainda o apoio do Ministério Público do Trabalho, Ministério Público do Estado, Ministério Público Federal, Prefeitura Municipal de Chapecó, Funai, Unochapecó, Unoesc, Udesc e Secretaria de Desenvolvimento Regional.


Comente aqui
28 nov13:01

Apostas para a Mega da Virada podem ser feitas a partir desta quinta-feira

A lotéricas de todo o país começam a receber nesta quinta-feira as apostas para a Mega da Virada. O concurso será sorteado em 31 de dezembro e o prêmio previsto é de R$ 180 milhões.

O prêmio da Mega da Virada não acumula. Caso não haja ganhador com as seis dezenas sorteadas, o valor será somado ao rateio dos acertadores de cinco números. Se não houver ganhadores nessa faixa, os acertadores da quadra é que dividirão todo o prêmio.

Caso um único ganhador receba a bolada e aplique o valor do prêmio em uma poupança, terá rendimentos de mais de R$ 769 mil por mês, o que equivale a cerca de R$ 26 mil por dia. No ramo imobiliário, a fortuna é suficiente para comprar um bairro inteiro com 900 casas, no valor de R$ 200 mil cada, ou ainda uma frota de 1.800 carros de luxo.


Bolão

Este será o primeiro sorteio da Mega da Virada em que os apostadores poderão participar em grupo, cada um com seu recibo individual. Os bolões para a Mega-Sena têm preço mínimo de R$ 10 e cada cota deve ser de, pelo menos, R$ 4, sendo possível realizar um bolão de, no mínimo, duas e no máximo 100 cotas. Na Mega da Virada, caso dez pessoas organizem um bolão com um jogo de 10 números, pagarão individualmente R$ 42 e cada apostador do grupo receberá cerca de R$ 18 milhões, caso sejam contemplados.

Caso o apostador adquira cotas de bolões organizados pelas próprias lotéricas, poderá pagar uma Tarifa de Serviço adicional de até 35% do valor da cota, a critério da unidade lotérica.

Para participar do Bolão Caixa basta adquirir as cotas em uma lotérica ou formar um grupo, escolher os números da aposta, marcar a quantidade de cotas e registrar em qualquer uma das unidades lotéricas do país. Ao ser registrada no sistema, a aposta gera um recibo de cota para cada participante que, em caso de premiação, poderá resgatar a sua parte do prêmio individualmente.


JORNAL DE SANTA CATARINA



Comente aqui
28 nov12:17

Um ano da morte de Marcelino Chiarello

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Cerca de trezentos alunos da Escola Pedro Maciel, em Chapecó, participaram na manhã desta quarta-feira de uma celebração em homenagem ao vereador Marcelino Chiarello. Há um ano o vereador, que foi encontrado morto dentro de casa, dava aulas de Filosofia no local.

A aluna, Fabiana Alves Gonçalves, 17 anos, que participou do ato, foi uma das últimas alunas, da turma 104, a conversar com Marcelino antes da morte do vereador.

- Ele disse que estava com dor de cabeça e antes de sair da sala de aula deu um trabalho para a gente fazer – contou Fabiana.


Um ano depois do ocorrido a aluna conta que o sentimento ainda é de tristeza.

– Não consigo explicar é uma dor muito grande – disse Fabiana.

A aluna não acredita que o professor tenha tirado a própria vida.

– Ele sempre dizia que a vida valia muito a pena – lembrou Fabiana.

>> Caso ainda não foi esclarecido se foi homicídio ou suicídio

Na tarde desta quarta, às 17h30, acontece outro ato, em frente à Câmara Municipal de Vereadores, em Chapecó.


1 comentário
28 nov11:44

Começa troca do gramado na Arena Condá

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Na manhã desta quarta-feira duas máquinas iniciaram o trabalho de retirada do gramado antigo da Arena Condá.

Segundo o proprietário da empresa responsável pelas obras, Alcedir Fiorini, devem ser retirados cerca de 200 caminhões carregados com a grama antiga. A destinação fica por conta da empresa.

- Vão ser retirados 11.700 metros de grama – disse Fiorini.

O trabalho com máquinas deve ser concluído em três dias, se o tempo colaborar. Se fosse retirado manualmente demoraria quase 15 dias.


Comente aqui
28 nov09:47

Mais de 100 mil alevinos foram soltos em São Lourenço do Oeste em 2012

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural de São Lourenço do Oeste realizou no dia 22 de novembro a última entrega do ano de alevinos. Neste ano foram entregue 106 mil alevinos, de 21 espécies, para 130 produtores.

Estão em funcionamento e servem como fonte de renda para os produtores do município 350 açudes.

A Prefeitura tem programas de incentivo a produção de peixes e intermedia a comercialização de alevinos, direto dos viveiros para o produtor rural. Além de oferecer assistência técnica para os produtores.


Comente aqui
28 nov09:37

Programação de Natal começa nesta sexta em Chapecó

A abertura oficial da programação da “Magia do Natal 2012” em Chapecó está programada para a sexta-feira, dia 30 de novembro. A partir das 20h acontecem, na Praça Coronel Bertaso, além da chegada do Papai Noel, inauguração da iluminação natalina e abertura da Casa do Papai Noel, apresentações om Trovadores de Natal, Big Ban Rama e show com Pagode Social.

Neste ano a iluminação conta com cerca de 1 milhão de microlâmpadas, e outros materiais como fibras, isopor, fitas e pingentes. De acordo com a coordenadora da decoração natalina, Cássia Lajus, os investimentos chegam a R$ 500 mil.

Clique e confira a programação completa.


Comente aqui
28 nov09:16

Mãe e irmã lembram infância do ministro em Faxinal dos Guedes

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Na varanda da casa de imbuia construída há mais de 30 anos, em Faxinal dos Guedes, onde o ministro Teori Albino Zavascki gosta de tomar chimarrão nas suas férias, a irmã, Delci Zavascki Salvatori, e a mãe, Pia Zavascki, receberam o Diário Catarinense para contar sobre a infância do mais novo membro do STF.

Elas moram numa chácara do bairro Oselame, no limite entre a zona urbana e a zona rural. É um lugar tranquilo, com belo gramado, onde o ministro gosta de fazer caminhadas. Duas vezes por ano ele vai para Faxinal dos Guedes. Uma delas é em maio, quando sua mãe, que está com 97 anos, faz aniversário.

Apesar da idade, ela está bem lúcida.

– É um pouco longe, a gente vai se ver pouco, mas fico feliz pois ele está lá em cima – disse Pia.

>> Ministro Teori Zavascki descarta participar do julgamento do mensalão

Ela lembrou que, quando era pequeno, Teori brincava de fazer arapucas, que são armadilhas para pegar passarinho. Ele e a irmã desciam ladeiras se equilibrando em cima de tonéis. Mas o futuro ministro tinha uma atenção especial para os estudos.

– Quando ele estava estudando, queria silêncio – lembra Delci. Segundo a mãe, ele sempre foi bem humorado e inteligente.

–Ele decorava uma vez e não esquecia mais – disse Pia Zavascki.

Nas datas comemorativas, como Sete de Setembro, Dia das Mães, era ele quem fazia os discursos. E, segundo a irmã, Teori ainda declama nas festas da família.

Mãe e filha pegam avião no meio-dia desta quarta-feira em Chapecó, com destino a Brasília, para acompanhar a posse no Supremo Tribunal Federal. Emocionada, Delci lembra que nos julgamentos do mensalão já prestava atenção na cadeira vazia.

– Essa é a cadeira do Teori – falava, com orgulho do irmão, que será o segundo catarinense a ocupar uma vaga no STF.


Comente aqui
28 nov09:10

Blog da Atântida: Will.i.am cancela vinda ao Brasil

Quem comprou ingressos para os shows da cantora Madonna no Brasil incluindo no pacote o show de abertura de Will.i.am terá que se contentar com DJs brasileiros. O cantor e DJ não poderá vir por conflitos na Agenda.

Leia a nota completa no Blog da Atlântida Chapecó.

E mais: Depois de passar o fim de semana com Rihanna, Chris Brown manda SMS para outra ex-namorada.


Comente aqui
28 nov08:51

Expectativa para a venda de frigoríficos movimenta o Oeste

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A crise da Diplomata, que foi afastada na semana passada da administração da unidade de Xaxim, reacendeu a discussão sobre a atuação da massa falida da Chapecó Alimentos, que chegou a figurar entre as quatro maiores agroindústrias do país. O afastamento da Diplomata, inclusive, foi dado após ação judicial encaminhada pelo síndico da massa falida, Alexandre Brito de Araújo.

O responsável por administrar os ativos e passivos da Chapecó Alimentos, que suspendeu as atividades em 2003 e teve a falência decretada em 2005. No ano em que a empresa suspendeu as atividades, as cinco unidades frigoríficas da Chapecó Alimentos — nas cidades de Chapecó, Xaxim, Santa Rosa (RS), Cascavel (PR) e Amparo (SP) — foram arrendadas com opção de compra pelas arrendatárias.

Araújo disse, na semana passada, que pretende encaminhar a venda das unidades em 2013. O negócio não seria feito no formado de leilão, e sim uma “venda extraordinária”. As unidades seriam oferecidas preferencialmente para os arrendatários, que teriam que obedecer a alguns critérios.

Eles teriam que pagar, no mínimo, o valor das avaliações feitas em 2009 corrigidas pelo INPC. Feito o cálculo, o patrimônio estaria avaliado em R$ 615 milhões. A venda seria feita em lotes separados por unidade produtiva.

O negócio também teria que ser aprovado pelos detentores de 2/3 dos créditos da falência. Os maiores credores, em valores de 2005, são o BNDES, com R$ 283 milhões, o IFC, com R$ 99 milhões, e o Banco do Brasil, com R$ 52 milhões.


Proposta de venda está em análise pelos credores

A proposta de venda já foi encaminhada para os credores e está sob análise. O síndico da massa falida estima que bastam cinco ou seis dos principais credores aprovarem para encaminhar a negociação. Das cinco unidades, somente a de Amparo (SP), que foi arrendada pela Frango Forte, que também está em processo falimentar, não está produzindo. Neste caso, a oferta seria feita para outro grupo.

O mesmo vale para a unidade de Xaxim, arrendada pela Diplomata, que está com dificuldades e opera somente com metade da capacidade até 21 de dezembro, quando interromperá a produção. Nessa data, a Diplomata também deve deixar a unidade, segundo decisão judicial. A massa falida da Chapecó Alimentos negocia com a Aurora para que assuma o frigorífico na cidade.

A Aurora já arrenda o frigorífico de Chapecó e tem interesse em adquirir a unidade definitivamente. As outras unidades, de Santa Rosa, operando com a Alibem e a de Cascavel, que foi assumida pela Globoaves, estão abatendo normalmente. As duas empresas não se manifestaram sobre possível negociação das unidades.


Patrimônio total da Chapecó Alimentos: R$ 615 milhões

Total de dívidas da empresa: R$ 1 bilhão


A história da Chapecó

— A Chapecó Alimentos iniciou suas atividades em 1952, em Chapecó;

— Em 1999, o controle acionário passou para a Alimbras, do grupo argentino Macri, após dificuldades financeiras;

— No auge da empresa, ela chegou a ter 5 mil funcionários, a abater 5 mil suínos e 490 mil aves por dia;

— Em 2003, a empresa enfrentou falta de capital de giro e milhares de frangos morreram. As unidades foram paralisadas;

— Houve negociação para venda, mas sem acordo final. A solução foi arrendar as unidades com opção de compra.


O que aconteceu com as unidades da empresa:

— De Chapecó: arrendada para a Aurora, tem 1.723 funcionários. Incluindo granjas, está avaliada em R$ 167 milhões;

— De Xaxim: arrendada para a Diplomata, tem 1,1 mil funcionários. O lote que inclui a unidade, os incubatórios, granja e fábrica de ração, está avaliado em R$ 187 milhões;

— Santa Rosa (RS): arrendada para a Alibem, tem 1,5 mil funcionários, abate 3 mil suínos por dia. O lote, que inclui o frigorífico, a fábrica de ração e granjas, tem custo estimado de R$ 124 milhões;

— Cascavel (PR): arrendada para a Globoaves, tem 1,2 mil funcionários. O frigorífico, junto com incubatório e fábrica de rações no Distrito de Marechal Bormann, em Chapecó, está avaliado em R$ 96 milhões;

— Amparo (SP): arrendada para a Frango Forte, que, em 2008, entrou em pedido de recuperação judicial, está parada. A unidade está avaliada em R$ 30 milhões;

— Outros bens da Chapecó Alimentos: filiais comerciais (R$ 10 milhões), marca (não avaliada).


DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
28 nov08:41

Quarta-feira é de sol e temperaturas passam dos 30°C em SC

A quarta-feira é de sol e calor em Santa Catarina. Com poucas nuvens no céu, os termômetros variam entre 28°C e 30°C em cidades do Sul e Oeste. Segundo a Epagri/Ciram, o Litoral Sul pode ter 33°C. E mesmo nos municípios mais altos da Serra, as temperaturas ficam elevadas à tarde, na casa dos 26°C. Ao final do dia o tempo deve fechar em algumas regiões.

— Entre a tarde e noite há chance de pancadas bem isoladas de chuva entre a Serra e o Litoral devido ao aquecimento e deslocamento de uma frente fria pelo oceano — explica o meteorologista da RBS Leandro Puchalski.


Veja a previsão por regiões:

Grande Florianópolis - céu com poucas nuvens e temperatura de 30°C à tarde. À noite há chance de chuva.

Extremo Oeste - calor pode chegar aos 32ºC. Predomínio do sol.

Oeste - termômetros marcam 30ºC à tarde. Dia de sol com poucas nuvens.

Meio Oeste - máxima deve alcançar os 30ºC. Dia de sol.

Planalto Sul - temperatura de 26ºC à tarde e predomínio de sol.

Litoral Sul - região mais quente do Estado nesta quarta. Calor chega aos 33ºC. Dia de sol com poucas nuvens.

Vale do Itajaí - temperatura chega aos 30ºC. Dia de céu limpo e com poucas nuvens.

Planalto Norte - termômetros marcam 30ºC à tarde. Predomínio de sol. Chance de chuva à noite.

Litoral Norte - chance de chuva no fim do dia. Termômetros à tarde chegam aos 30ºC.


No amanhecer desta quarta-feira as temperaturas foram baixas em cidades na região de Lages (em torno de 15°C). No Norte, Joinville marcou 20°C às 8h. Municípios na região de Criciúma e Florianópolis começaram o dia com temperatura na casa dos 21°C. Blumenau e Chapecó amanheceram com termômetros marcando 19°C.


Restante da semana

A previsão para quinta-feira indica sol entre nuvens em SC. Ao longo do dia a nebulosidade aumenta em todas as regiões. As temperaturas seguem elevadas.

Já na sexta-feira a nebulosidade predomina e o sol menos. As temperaturas não sobem tanto, mas SC ainda terá aquecimento à tarde. Chance de chuva em cidades do Sul, próximas à divisa com RS, e também na faixa entre o Oeste e a Serra.


DIÁRIO CATARINENSE




Comente aqui