Notícias

09 jan14:57

Cesta básica teve aumento superior

A cesta básica de 13 produtos registrou queda de 0,98% em Chapecó, no mês de dezembro, em relação ao mês anterior. No ano passado, a variação de custo foi de 23,94%. Já o cesto de 57 produtos básicos teve variação em dezembro na ordem de 0,55%, enquanto no ano a variação chegou a 14,37%. Esses dados constam de pesquisa realizada nos dias 27 e 28 de dezembro pelo curso de Ciências Econômicas da Unochapecó, em 10 supermercados do centro e bairros da cidade.

O custo da cesta básica passou de R$ 237,12, registrados em novembro, para R$ 234,80 no último mês do ano, ou seja, R$ 2,32 a menos. Quanto ao cesto de produtos básicos, o valor identificado na pesquisa de dezembro foi de R$ 904,13, ante R$ 899,15 registrados em novembro, o que significa uma diferença de R$ 4,98 a mais no custo.

Em 2012, com a variação anual do custo da cesta básica de 23,94%, a diferença entre o valor de R$ 189,45 de janeiro e os R$ 234,80 de dezembro chegou a R$ 45,35. Já no cesto de 57 produtos básicos, com o aumento de 14,37% no ano passado, a diferença foi de R$ 113,61 entre os R$ 790,52 de janeiro de 2012 e os R$ 904,13 registrados em dezembro último.

Entre os 13 produtos da cesta básica, as quedas mais significativas ocorreram, em dezembro, nos preços do arroz, em 17,16%, e da banana, em 12,71%. As duas maiores altas foram identificadas na batata inglesa, em 7,81%, e no custo da carne, em 5,23%. 

Os preços são coletados pelo curso de Ciências Econômicas da Unochapecó nos supermercados: Alberti (Efapi), Barp (Santa Maria), Brasão (Centro), Bedin I (Palmital), Celeiro (Itália), Cristo Rei (Cristo Rei), Moura (Efapi), Royal (Presidente Médice), Sivial (Passo dos Fortes) e Superalfa (Passo dos Fortes).  

Comente aqui
09 jan14:55

Sicredi prevê crescimento expressivo em 2013

O presidente do Sicredi Região da Produção, Saul João Rovadoscki, afirma que 2013 será um ano promissor para as cooperativas de crédito. E com esta previsão o Sicredi se preparou, segundo ele, de forma a consolidar, cada dia mais, o sistema, por meio do atendimento qualificado e do constante aprimoramento.

Saul Rovadoscki é presidente do Sicredi Região da Produção e agricultor. Natural de Barros Cassal (RS), tem 64 anos de idade, é casado com Elaine Elisabeth Rovadoscki e pai de Andreia e Viviane.

Há 20 anos na presidência do Sicredi Região da Produção, é técnico em contabilidade e possui MBA em economia e gestão empresarial (Universidade de Passo Fundo). Entre suas experiências estão cursos de aperfeiçoamento em gestão de cooperativas de crédito na Alemanha, Holanda, França e Canadá e intercâmbio com cooperativas de crédito na China, Índia e Suíça.


Neste ano, quais as ações e conquistas do Sicredi que tiveram maior destaque em âmbito nacional?

Saul Rovadoscki – O Sistema Sicredi tem buscado, cada vez mais, um desenvolvimento sustentável a longo prazo, e por isso tem instituído em suas cooperativas um novo modelo de governança. Com ele, o conselho de administração passa a ter atribuições de gestão, entre elas a contratação de diretoria executiva, com o objetivo de avançar na profissionalização e indo ao encontro dos anseios do quadro social.

Outra conquista foi a 3º colocação entre os maiores liberadores de crédito rural no Brasil, dado publicado no ranking Melhores e Maiores 2012 da revista Exame e que consolida a ascensão de três posições no ranking, em relação ao ano anterior.

O Sicredi também foi destaque no Guia “As Melhores Empresas para Você Trabalhar”, das revistas Você S/A e Exame em parceria com a Fundação Instituto de Administração. Neste ano, o Sicredi obteve a nota final 77,9 enquanto, em 2011, o índice era de 76,3.  Na categoria cooperativas, o Sicredi é a organização com o maior número de colaboradores, 13.243, e figura na 6ª posição. Se comparado ao segmento bancos e serviços financeiros, o Sicredi obteve a 3ª colocação.


E na área de atuação da Sicredi Região da Produção quais foram os destaques?

Saul Rovadoscki – Uma novidade foi a implantação do novo modelo de governança, com formação de 82 núcleos de associados e eleição dos delegados que representam estes núcleos. Também promovemos uma série de reuniões com os associados, buscando estreitar e fortalecer ainda mais os laços de parceria e negócios entre a cooperativa e associados, o que gerou um contato com mais de 5.000 associados de todos os municípios onde a cooperativa tem unidades de atendimento instaladas.

A promoção Sorte Cooperada Sicredi Região da Produção também está sendo um sucesso. Com sorteio de 52 prêmios e objetivo de premiar os associados que investem na cooperativa. O último sorteio está marcado para o dia 27 de dezembro.

Quanto a expansão da cooperativa, destaque para duas inaugurações de novas unidades de atendimento neste ano: uma no bairro Efapi, em Chapecó, e outra no bairro Vila Maria, em Sarandi, onde se localiza a sede da cooperativa.


Qual é o atual quadro de associados da Sicredi Região da Produção em 2012?

Saul Rovadoscki – Até o momento cerca de 4.600 pessoas se associaram à cooperativa, sendo que até o final de 2012 a meta era alcançar a marca de 5.000 novos sócios. Vislumbramos este número como algo muito bom, que demonstra a credibilidade conquistada. As pessoas estão cada vez mais reconhecendo o Sicredi como uma instituição financeira completa, que oferece mais de 100 produtos e serviços. Além disso, temos um quadro de colaboradores preparados e em constante aperfeiçoamento profissional para que o atendimento aos associados seja cada vez melhor.


Quais as perspectivas/planos para o próximo ano?

Saul Rovadoscki – Seguindo o planejamento estratégico da cooperativa para o ano de 2013, no qual analisamos o potencial de mercado de nossa área de atuação, as perspectivas são muito positivas. Pretendemos crescer com mais de 5.000 novos associados, ultrapassando o número de 42.000 sócios da cooperativa. A expectativa de crescimento na captação de recursos é de 30% e a carteira de crédito deve ter um incremento de 25%, enquanto o patrimônio da cooperativa tem perspectiva de crescimento de 28%.


Há novidades para os municípios onde a cooperativa atua em SC?

Saul Rovadoscki – Nossa perspectiva, além da continuidade do crescimento esperado para os sete pontos de atendimento que a cooperativa tem instalados no oeste de Santa Catarina (Xanxerê, Xaxim, Coronel Freitas e quatro unidades em Chapecó), é inaugurar novas instalações das unidades de atendimento Merco Centro e Centro Empresarial, de Chapecó, ainda no primeiro semestre de 2013. O objetivo será oferecer instalações mais amplas e modernas para suprir e qualificar ainda mais o atendimento aos associados.



Comente aqui
09 jan14:51

Nova diretoria assume Sindicont

A nova diretoria do Sindicato dos Contabilistas de Chapecó (Sindicont), presidida pelo empresário Alcindo Oliveira Lopes, assumiu nesta semana. Os novos dirigentes integraram uma chapa de consenso habilitada às eleições do sindicato para renovação dos quadros da Diretoria Executiva, Conselho Fiscal e suplentes e Delegados representantes junto ao Conselho da Federação, efetivos e suplentes, conforme Estatuto da entidade e Regimento Eleitoral.

O processo eleitoral ocorreu no dia 28 de novembro na sede do Sindicato. A votação envolveu 210 contadores dos municípios de abrangência do Sindicont e foi coordenado pela comissão eleitoral, composta pelos contabilistas Dalvair Angheben, Valdir Lehrbach e Gianei Melz.

O novo presidente, Alcindo Oliveira Lopes, é natural de Passo Fundo (RS), cursou Técnico em Contabilidade, graduou-se em Ciências Contábeis, com pós-graduação em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas. Atualmente é acadêmico do curso de Direito.

Participa da diretoria do Sindicont desde 2001, integra a Comissão de Educação do CRCSC, membro da Comissão própria de Avaliação da UCEFF Faculdades, é membro titular do Conselho Curador da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) e da Pastoral da Família da Paróquia Santo Antônio, em Chapecó. Casado há 18 anos com Gilmara Lopes, tem uma filha: Nalanda Lopes.

INTEGRANTES

A nova diretoria é composta pelos seguintes profissionais contabilistas: presidente Alcindo Oliveira Lopes, vice-presidente Pedro Lopes, diretor secretário Ilse Sulzbach, 2º diretor secretário Vera Lucia Scussiato, diretor financeiro Elaine Tomasi, 2º diretor financeiro Gelson Luiz dal Ri, diretor de divulgação e eventos Carmo Alex Roherig, diretor social Franciele Guolo Carneiro, diretor de esportes Sandro Rebellato e 2º diretor de esportes Gianei Melz.

O conselho fiscal é constituído pelos titulares Sérgio Capelari, Sônia Innocente Disner e Valdir Lehrbach e pelos suplentes Valdecir Gubiani, Jorge de Alencar Mueller e Bruno João Tem Pass.

Têm assento no Conselho de ex-presidentes Avaci Gazzoni, Valdir Bazzi e Dalvair Jacinto Anghében.

 Atuarão como representantes regionais em Pinhalzinho Mara Jaqueline Utzig, em São Lourenço do Oeste Ari Martini e em Maravilha Silvia Vogel.

 Atuarão como membros do conselho superior da Federação o presidente Alcindo Oliveira Lopes e seu vice-presidente Pedro Lopes. O coordenador do núcleo de estudos será Kermis Marins Silva.

Comente aqui
09 jan14:46

Carga de madeira nativa é apreendida na BR-282, em Maravilha, Oeste de SC

A apreensão de 193 metros cúbicos de madeira nativa serrada foi por volta das 12h15, da terça-feira, dia 8, no km 607, da BR-282, em Maravilha. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) a mercadoria estava em dois caminhões bitrens e durante conferência dos documentos foi constatado que o Documento de Origem Florestal (DOF), necessário para o transporte da mercadoria, estava vencido desde 31 de dezembro de 2012. Com isso não era possível o transporte interestadual da madeira. 

O proprietário dos caminhões foi autuado em flagrante pelo crime de transporte de produto florestal sem DOF, sendo lavrado Termo Circunstanciado e a madeira apreendida pela Polícia Militar Ambiental de São Miguel do Oeste. 

Segundo a Polícia Militar, a multa administrativa para esse tipo de infração é de R$ 300 por metro cúbico de madeira. Nesta ocorrência a multa aplicada ao infrator foi de cerca de R$ 58 mil.

A madeira proveniente de Novo Bandeirante/MT que tinha como destino a cidade gaúcha de Lagoa Vermelha.

Comente aqui
09 jan14:42

Aprov/Unoesc/Chapecó em preparação para Superliga B

A equipe de voleibol masculino de Chapecó se reapresentou no dia 02 de janeiro e desde então vem treinando em dois períodos. Pela manhã – segundas, quartas e sextas – os atletas estão na Corpus Academia entre às 10h e 12h. Nas terças e quintas o treino é na quadra do Ginásio Ivo Silveira, das 9h30 às 11h30.

 Todas às tardes a equipe volta ao batente no Ginásio Ivo Silveira, das 16h às 18h. O aprimoramento técnico, tático e físico tem o objetivo de aprontar a equipe para a estreia na Superliga B, que terá início na próxima semana, 18 de janeiro de 2013, em Atibaia (SP).

Superliga B 2013

A segunda divisão do voleibol brasileiro reunirá oito equipes de seis estados: três de São Paulo, um do Rio de Janeiro, um de Minas Gerais, um de Goiás, um do Paraná e um de Santa Catarina. As equipes foram divididas em dois grupos com quatro times cada.

A Aprov/Unoesc/Chapecó está no grupo A, junto com Atibaia (SP), Monte Cristo (GO) e Brasil (RJ), este representado pela seleção brasileira infanto-juvenil. Serão quatro quadrangulares classificatórios, um em cada cidade, e que garantirão os dois primeiros colocados na semifinal. No grupo B estão São Caetano e São José dos Campos, ambos de São Paulo, além do Olympico (MG) e Foz do Iguaçu (PR).

Fase classificatória

O primeiro quadrangular envolvendo a equipe chapecoense está marcado para os dias 18, 19 e 20 de janeiro na cidade de Atibaia, em São Paulo. O segundo quadrangular do grupo será disputado em Chapecó nos dias 01, 02 e 03 de fevereiro, no ginásio Ivo Silveira. Depois, nos dias 22, 23 e 24 de fevereiro, as equipes voltam a se enfrentar em Goiania (GO), com transmissão de todos os jogos pelo Sportv. E a última rodada de classificação está marcada para 07, 08 e 09, no Rio de Janeiro.

As semifinais estão marcadas para 16, 19 e 20 de março. A decisão da competição será no dia 24 de março, às 13h, com transmissão ao vivo pelo Sportv. A Superliga B garante uma vaga para a Superliga Nacional 2013/2014.

Além da transmissão pelo canal Sportv, todos os jogos da Superliga Série B serão transmitidos ao vivo pelo Internet.

Temporada 2013

A equipe da Aprov/Unoesc/Chapecó tem um ano cheio pela frente. Além da Superliga B, o calendário dos chapecoenses reserva datas para amistosos, Copa Sul, Campeonato Catarinense, Jogos Universitários Catarinense e Brasileiro, Liga Universitária e os Jogos Abertos de Santa Catarina.

“É um ano com muitos compromissos e muita responsabilidade. Tudo faz parte do projeto para retornar a elite do voleibol brasileiro e para isso, além do trabalho dentro da quadra, também precisamos de respaldo e apoio fora dela”, disse o técnico da Aprov/Unoesc/Chapecó, Nilson Rex. O treinador explica que o clube ainda está buscando mais dois patrocinadores para viabilizar todo o planejamento do ano.

A equipe da Aprov é patrocinada em 2013 pela Prefeitura de Chapecó, Unoesc, Casa Imóveis, AngelLira, Margel Refrigeração, Frutas Real e Corpus Academia.

 

Comente aqui
09 jan14:37

AMOSC, CIS e Cidema elegem novos diretores para 2013

Os novos gestores públicos municipais da microrregião da Associação dos Municípios do Oeste de Santa Catarina (AMOSC) estarão reunidos nesta quinta-feira (10), a partir das 9 horas, no auditório da entidade em Chapecó. Na oportunidade, ocorrerão as assembleias ordinárias da AMOSC, do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste de Santa Catarina (CIS/AMOSC) e do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico Social e Meio Ambiente (CIDEMA).

Na pauta da reunião da AMOSC estão previstas a eleição e posse da diretoria executiva, eleição e posse do conselho fiscal, definição do cronograma de visita aos municípios e apresentação da programação dos 45 anos da entidade.

De acordo com o secretário executivo da AMOSC, Paulo Utzig, a presidência da entidade será definida entre os prefeitos do PMDB, uma vez que o partido foi o que mais conquistou administrações municipais, com sete prefeituras da microrregião no último pleito eleitoral, em outubro do ano passado.

Concorrem à presidência da AMOSC os prefeitos André Max Tormen (Águas de Chapecó), Vilmar Foppa (Caxambu do Sul), Alceu Mazzioni (Cordilheira Alta), Sadi Gomes Ferreira (Jardinópolis), Plínio Dallacorte (Planalto Alegre), Cleomar Weber Kuhn (São Carlos) e Everaldo Luis Casonatto (União do Oeste).  

A assembleia do CIS/AMOSC acontecerá no mesmo local. A pauta prevê a eleição e posse da diretoria executiva, eleição e posse do conselho fiscal e demais assuntos de interesse aos gestores públicos.

    No mesmo local, ocorre a assembleia geral do CIDEMA que prevê a eleição e posse da diretoria executiva, eleição e posse do conselho fiscal e outros assuntos de interesse dos prefeitos.

Comente aqui
09 jan14:35

Após temporal, 40 famílias permanecem desalojadas no Extremo-Oeste

Pelo menos 40 famílias permanecem desalojadas em São Bernardino, no Extremo-Oeste catarinense, após um forte temporal que provocou alagamentos na noite de segunda-feira. Os atingidos estão em uma creche, onde recebem alimentação e auxílio para recomeçar.

A Defesa Civil estima prejuízos de cerca de R$ 750 mil. Alguns perderam tudo e, dos 50 atingidos, somente 10 haviam conseguido voltar para casa até a manhã desta quarta-feira. Mesmo com o tempo fechado, os moradores do Centro da cidade, o local mais atingido, trabalhavam em mutirão para tentar recuperar os pertences.

Conforme Leonir Ludwig, membro da comissão da Defesa Civil de São Bernardino, algumas famílias perderam móveis, roupas, alimentos, veículos e até as paredes da casa foram rachadas pela força da água.

- Estamos vendo o que dá para recuperar. Teve família que achou colchões cerca de 200 metros de casa, que foram arrastados pelo rio que transbordou – salienta.

Ludwig afirma que o município não sofria um alagamento com as mesmas proporções há pelo menos 50 anos.  Por conta disso, São Bernardino decretou situação de emergência ainda nesta terça-feira e está auxiliando os atingidos, fornecendo alimentos e abrigo.

Até a manhã desta quarta-feira, o fornecimento de água ainda não havia sido restabelecido em alguns pontos da cidade. Técnicos da Defesa Civil do Estado também estão no local para auxiliar nos trabalhos de recuperação.

Em Galvão não há mais desalojados

Além de São Bernardino, o município vizinho de Galvão também foi bastante atingido pelo temporal e alagamentos. Pelo menos 70 casas foram danificadas, mas as famílias não estavam mais desalojadas na manhã desta quarta-feira.

Os três rios que cortam o município inundaram e um deles subiu cinco metros. Seis pontes foram danificadas e pelo menos três delas precisarão ser totalmente reconstruídas. Alguns moradores do interior ficaram ilhados.

Propriedades rurais e lavouras também tiveram perdas. A prefeitura de Galvão estima que o prejuízo causado pelo temporal chegue a R$ 1,4 milhão no município, onde também já foi decretada situação de emergência.

DIÁRIO CATARINENSE

Comente aqui
08 jan12:25

Temporal causa prejuízos e destruição no Oeste

O temporal aconteceu na noite desta segunda-feira, por volta das 20h50. Três cidades estivem prejuízos com a chuva, São Miguel do Oeste, São Bernardino e Barra Bonita, todas no Extremo Oeste. Em São Miguel do Oeste, foram atingidas as comunidades de Linha Tupanci e Linha Pinheirinho. O vento destruiu telhados de residências no interior. Além das casas alguns galpões também foram destelhados.

 Duas residências foram destruídas, sendo uma de alvenaria e outra de madeira. As casas eram de propriedade de Getúlio Schramm, cuja família ainda residia na casa de madeira. O proprietário perdeu além das casas, móveis, utensílios, um veículo que estava na garagem da residência de madeira. O proprietário iria se mudar para casa nova de alvenaria daqui a alguns dias. Getúlio Schramm conta que estava com a esposa ordenhando os animais quando o temporal derrubou as casas na propriedade. O filho estava dentro de uma delas e conseguiu sair quando percebeu que o imóvel estava caindo. 

O proprietário de uma das áreas atingida, Deolindo Dreon, disse acreditar que houve tornado na Linha Pinheirinho. Ele conta que o temporal destelhou a casa, um paiol e um chiqueiro. Foram arrancadas árvores grandes, como araucárias. Ele afirma que a propriedade de seu vizinho Gentil Roman também foi atingida. Dreon disse que os estragos são parecidos com o que ocorreu no tornado de Guaraciaba em 2009.

A defesa civil do município ainda não tem uma estimativa do numero de pessoas atingidas. Em Vargeão, o rio que corta o município transbordou e pelo menos 260 pessoas estão ilhadas em três bairros da cidade. A dificuldade das equipes da defesa civil é no atendimento as famílias do interior. Em Barra Bonita, a comunidade mais atingida foi São Judas Tadeu. A chuva que caiu na região na noite de ontem também deixou centenas de famílias desalojadas na comunidade de Três Voltas, divisa de São Lourenço do Oeste e Campo Erê e principalmente na cidade de São Bernardino. Em Três Voltas a água passou por cima da rodovia SC 473 e pessoas foram retiradas pelos Bombeiros de Campo Erê e policiais rodoviários do posto de São Lourenço do Oeste.

Comente aqui
07 jan19:42

Chapecoense fecha as contratações para o Catarinense

Mais um reforço foi anunciado na tarde de ontem, pela diretoria da chapecoense para a temporada 2013. O Zagueiro Tiago Saletti, 29 anos fechou contrato até março. Com este reforço o clube fechou as contratações para o Campeonato Catarinense.  

O zagueiro é um velho conhecido do diretor de futebol Cadu Gaúcho. Eles jogaram juntos na Ulbra em 2007. – Ele é experiente, joga também como lateral esquerdo e acertou com o que podíamos pagar. – Declarou o diretor. O atleta tem 29 anos, é natural de Rolante- RS, tem 1.83 e pesa 77kg.Tiago começou aos 14 anos no internacional  e já atuou em clubes como, Ulbra, Americana/SP, Caxias, Botafogo/SP e por último defendia a equipe do Brasil de Pelotas/RS.

O atleta foi apresentado na Arena Condá e já participou dos treinos junto com os demais jogadores do Verdão.  - Espero dar alegria ao torcedor chapecoense – Disse o jogador.

O contrato com o jogador é até março com um pré contrato para a série B dependendo do desempenho no estadual.  Tiago já participou da série B, em Campinense da Paraíba em 2009.  – Quero fazer um belo trabalho e ficar para jogar a série B.

Com este reforço o clube fecha as contratações para o Campeonato Catarinense. – Vamos aguardar o campeonato começar para avaliar se contratamos mais – Afirmou Cadu Gaúcho.  

Comente aqui
07 jan11:25

Tabaco de SC para China

O vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc) e presidente da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de SC (Cidasc), Enori Barbieri, anunciou hoje que no período de 7 à 11 de janeiro o Brasil receberá uma missão de técnicos da China, com objetivo de inspecionar as áreas de produção de tabaco em Santa Catarina e Paraná, visando a futura liberação das exportações do produto desses dois Estados àquele país. Atualmente somente o Rio Grande do Sul está autorizado a exportar tabaco aos chineses.

            Barbieri observou que a missão será integrada pelo mais alto nível hierárquico da General Administration of Quality Supervision, Inspection and Quarantine – AQSIQ. Às 17:00 horas de segunda-feira (7) os visitantes serão recebidos na Superintendência do Ministério da Agricultura em Florianópolis. O Ministério teve importante papel na intermediação da vinda da missão.

            As futuras exportações para a China representarão mais um importante marco no fortalecimento da agricultura catarinense, observa o dirigente. “Não somos bons apenas em exportar carnes. Nosso tabaco está nas primeiras posições da pauta de exportações,” realça.

Santa Catarina é o segundo produtor nacional de fumo, cultivado de forma intensiva por 56 mil pequenos produtores rurais. A importância do fumo para a economia do Estado é significativa: dos 293 municípios catarinenses, 234 são produtores de tabaco. A produção catarinense é de 250.000 toneladas por ano e 95% destinam-se ao mercado externo.

As exportações estaduais renderam, em 2011, mais de 900 milhões de dólares, o que representa 24%  das exportações nacionais. Essa participação deve crescer neste ano em razão da queda de produção em nível mundial, em consequência das intempéries que afetaram importantes produtores, como os Estados Unidos e a África.

De acordo com Enori Barbieri, a missão chinesa vem com o propósito de avaliar os trabalhos que os técnicos do Ministério da Agricultura e a Cidasc realizam para o levantamento de detecção da praga Peronospora tabacina, agente causador do “Mofo Azul”. Essa praga é considerada restritiva para ingresso do fumo no território Chinês.

O principal sintoma é o aparecimento de manchas amareladas de tamanho variável, podendo atingir uma região de até três centímetros de diâmetro na parte superior das folhas jovens. Na parte inferior existe uma leve pubescência branco-acinzentada com reflexos azulados, o que denomina a doença. Também podem aparecer sintomas sistêmicos, que causam deformações nas folhas e no broto terminal.

            O acompanhamento da Cidasc é considerado relevante para o sucesso da missão, em especial nas reuniões de abertura e encerramento das atividades. A pretendida liberação da exportação de tabaco de Santa Catarina e do Paraná  demandará, oportunamente, a formalização de protocolo bilateral entre os dois países.

Comente aqui