Notícias

09 nov17:12

Polícia procura três evadidos da Penitenciária Agrícola de Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Em menos de 10 dias três presos do regime semi-aberto da Penitenciária Agrícola de Chapecó não retornaram para a Unidade Prisional após a prestação de serviços. Elias Rodrigues Portes, 19 anos, fugiu na manhã desta sexta-feira, Cristiano Telam, 26 anos, na segunda-feira, dia 5, e Fábio dos Santos Buenos, no dia 1º de novembro. A Polícia Militar iniciou as buscas e, caso alguém tenha alguma informação que possa ajudar na recaptura, pode ligar para o telefone 190. Não é preciso se identificar para fazer a denúncia.

De acordo com o chefe de segurança e disciplina da Penitenciária Agrícola de Chapecó, André Paulo de Oliveira, cerca de 400 presos estão no regime semi-aberto e trabalham fora durante o dia. Destes, 50 trabalham na construção civil. Os demais atuam em frigoríficos da cidade, em plantações e na limpeza de ruas de Chapecó.

Os presos no semi-aberto têm direito a dispensa judicial de 7 dias a cada 45 dias presos.

– Eles ficam em casa e depois retornam para a Penitenciária – disse André.

O chefe disse ainda que neste período, entre os meses de novembro e dezembro, aumenta o número de evasões. – Alguns fogem porque não conseguem liberação para visitar a família, ainda mais quando se aproximam das datas comemorativas – destacou André.

Após a recaptura os evadidos respondem por indisciplina e começam a cumprir a pena novamente.

Estão presos na Penitenciária de Chapecó 1030 detentos e a lotação é para 600 condenados.



Comente aqui
09 nov16:04

Chapecoense é destaque no site da CBF

O Verdão do Oeste é destaque de capa do site da Confederação Brasileira de Futebol.

O time catarinense foi a primeira equipe a garantir vaga na Série B do Campeonato Brasileiro de 2013.

Comente aqui
09 nov15:16

Feira mostra crescimento do setor leiteiro

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A produção de leite em Santa Catarina cresceu 13% ao ano nos últimos cinco anos, segundo dados do IBGE. Isso é mais que o dobro da média nacional, que é de 5,5 % ao ano. Tal desempenho fez surgir a Mercoláctea, feira voltada a toda a cadeia de lácteos, que está em sua quarta edição. A feira abriu na quinta-feira, dia 8, e encerra no sábado, dia 10, no Parque de Exposições Tancredo Neves, em Chapecó.

Nancy Leonhardt disse que a família tinha aviários de peru que só davam prejuízo.

O clima favorável e a possibilidade de uma renda mensal para os produtores estimularam a atividade na região. Isso atraiu indústrias e fomentou ainda mais a expansão. Paralelamente houve investimento na melhora genética dos rebanhos, que antes tinham vacas que produziam pouco mais de 10 litros por dia, e agora se aproximam de 30 litros por dia.

Um exemplo de melhoramento genético é a cabanha Clenan, de Chapecó. Nancy Leonhardt disse que a família tinha aviários de peru que só davam prejuízo. Em 2004 ela e a mãe, Clédia Nieland, resolveram apostar no gado de leite. Nancy ficou 1,5 ano no estado de Iowa, nos Estados Unidos, aprendendo sobre seleção genética. Depois ficou mais 1,5 ano em Quebec, no Canadá.

Com o que a experiência que trouxe do exterior, ela começou a melhorar o manejo e a fazer o melhoramento genético do plantel, através da inseminação. O plantel que produzia 18 a 20 litros por cabeça já está em 23 a 25 litros/dia e, no plantel de elite, já chegam a 35 litros por dia.

A evolução dos animais foi tanta que, em 2010, a cabanha ganhou os prêmios de melhor criador, melhor expositor e melhor vaca da raça holandesa no estado. No ano passado, novo troféu, de melhor vaca. E, neste ano, está concorrendo novamente.

A cabanha tem 150 vacas em lactação e produz quatro mil litros de leite por dia. A meta é chegar em sete mil litros/dia.

Cerca de 80 mil famílias trabalham com a produção leiteira no Estado, segundo o presidente da Cidasc, Enori Barbieri. E em muitas delas é a principal renda. É o caso da família Girardi, em Chapecó. Eles tem 20 vacas em lactação, o que garante uma produção de 12 mil litros por mês e uma renda familiar de R$ 9,6 mil. Graças a ela Eduardo Girardi está conseguindo fazer uma faculdade de Medicina Veterinária, na Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc), em Xanxerê.


Produção de leite (bilhões de litros)

Santa Catarina

2007: 1,86

2008: 2,12

2009: 2,21

2010: 2,38

2011: 2,53


Brasil

2007: 26,1

2008: 27,5

2009: 29

2010: 30,7

2011: 32



Maiores Produtores (bilhões de litros)

MG: 8,76

RS: 3,88

PR: 3,62

GO: 3,48

SC: 2,53

Fonte: IBGE

OBS: O Oeste é responsável por 70% da produção de leite de SC


Dados da Mercoláctea

Período: 8 a 10 de novembro

Local: Parque de Exposições Tancredo Neves, no bairro Efapi, em Chapecó

Abertura dos portões: das 9 horas às 20 horas

Espositores: 120

Previsão de faturamento: R$ 85 milhões

Previsão de visitantes: 15 mil

Promoção: Associação Comercial e Industrial de Chapecó, Federação da Agricultura do Estado de Santa Catarina e Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina.

Ingresso: gratuito e pode ser ffeito no site da Mercoláctea.

Outras informações pelo email info@mercolactea.com.br ou pelo telefone 49-3322-2292.



Comente aqui
09 nov13:58

Força do Condá foi decisiva para conquista do acesso

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Ele não joga, não faz gol, não defende mas foi tão decisivo quanto o goleiro Nivaldo ou os atacantes Rodrigo Gral e Henrique, na conquista da vaga na Série B. O velho Índio Condá, inaugurado no final da década de 70 e que vem se transformando na Arena Condá, com a construção de duas alas novas nos últimos seis anos, foi decisivo na conquista do acesso.

Foi no Condá que a Chapecoense fez 23 dos 29 pontos conquistados na primeira fase da competição. Também em casa, a Chapecoense fez 21 dos 24 gols da fase inicial. Ou seja, se dependesse dos jogos fora, a Chapecoense estaria rebaixada e não comemorando uma conquista.

Contando o jogo da segunda fase, foram oito vitórias e dois empates em seus domínios. No Condá os adversários tremeram, se afobaram, fizeram gol contra, perderam a cabeça e foram expulsos.

Alguns chegaram arrogantes, e saíram cabisbaixos. Deram a desculpa que o gramado era ruim, mas, no mesmo gramado, a Chapecoense fez belas jogadas. Ninguém comemorou vitória no Condá. Só o Santo André e o Macaé não saíram derrotados, e vibraram com o feito.

O estádio começou a competição sem a cobertura metálica da ala oeste e com um público ainda tímido. Mas nos últimos jogos, já com a nova cobertura, recebeu mais de seis mil pessoas no primeiro jogo da segunda fase, que empurraram a Chapecoense para uma vitória por 6 a 0. A torcida não parou de apoiar o time durante os 90 minutos. E os jogadores responderam dentro de campo com muita vibração. É essa a mágica do Condá. Um templo onde nem times como Cruzeiro ou Atlético-MG conseguiram derrotar a Chapecoense.

Provavelmente porque o estádio leva o nome de um cacique Kaigang, incorporando a energia e o espírito guerreiro dessa tribo. O Condá é um símbolo de Chapecó. E é o trunfo da Chapecoense para fazer bonito na Série B.


Comente aqui
09 nov13:50

Antecipação do pagamento do décimo terceiro salário anima lojistas

O pagamento antecipado da primeira parcela do décimo terceiro salário deixa os lojistas chapecoenses animados por incentivar o consumo e proporcionar a quitação de eventuais débitos nos estabelecimentos comerciais. Aliado a este cenário, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Chapecó (CDL) promove, neste sábado, dia 10, a segunda edição do mês de novembro do “DIA D”, com horário livre de atendimento das lojas.

- Este período é ideal para as famílias que desejam pesquisar preços de presente de Natal e das compras de fim de ano, para aproveitar as promoções e conferir as novidades que os lojistas prepararam para os consumidores de Chapecó e da região – realça o presidente da CDL Chapecó, Gilberto João Gilberto.

De acordo com o dirigente lojista, muitos trabalhadores utilizarão a primeira parcela do décimo terceiro salário para saldar dívidas no comércio do município. A previsão é que, aproximadamente, 30% do benefício seja utilizado para pagamento de contas.

- A tendência é que os inadimplentes busquem regularizar sua situação, principalmente para ter crédito e poder comprar novamente – analisa.


Orientação

Para esclarecer dúvidas dos consumidores e transmitir orientações, a CDL Chapecó e a UCEFF Faculdades promovem neste sábado uma ação de sensibilização sobre a importância da reabilitação do crédito, das 8 às 12 horas, em dois pontos no canteiro central da avenida Getúlio Vargas, um em frente a Néri e outro em frente a Farmácia Catarinense.

A iniciativa visa estimular as pessoas a buscarem a renegociação das dívidas. Também serão entregues panfletos da campanha “Reabilite seu crédito – fique no verde”.


Comente aqui
09 nov13:24

Darlan Romani de Concórdia bate recorde no arremesso de peso nos 52º Jogos Abertos de SC

No segundo dia do atletismo dos Jogos Abertos de Santa Catarina, na quinta-feira, dia 8, dois dos maiores nomes da competição não decepcionaram as centenas de pessoas que foram assistir as competições na Pista Olímpica de Caçador. O primeiro a se destacar foi Darlan Romani, de Concórdia, no arremesso de peso. Depois, a velocista olímpica Tamiris de Liz, de Joinville, entrou na pista e venceu a prova dos 200 metros livres. O atletismo dos Jasc termina nesta sexta-feira com as disputas de 16 medalhas de ouro.

Quando começaram as disputas do arremesso de peso nesta quinta-feira, Darlan, de Concórdia, era o superfavorito, pois, aos 21 anos, levava na bagagem a marca de ter conquistado este ano o Troféu Brasil, ser campeão brasileiro e sul-americano sub-23. Terminada a prova, o óbvio: medalha de ouro no peito e, de quebra, o recorde dos Jasc: 19m33cm. A marca anterior, de 18m46, era dele mesmo.

- Gostei do resultado – disse o campeão, cuja a melhor marca foi 20m48cm alcançada no Campeonato Brasileiro, em setembro, em Maringá (PR).

- Estou agora na fase de treinamento visando a temporada do ano que vem. Tenho o objetivo de bater o recorde sul-americano que é de 21m14cm – disse Darlan.

Já Tamiris de Liz entrou na pista com a bagagem de participar do time do Brasil nas Olimpíadas de Londres e ter sido a terceira melhor atleta dos 100 metros no Mundial de atletismo em Barcelona. Ao correr, venceu a prova mas não conseguiu superar sua própria marca, de 23s96. Nesta sexta-feira de manhã, a joinvilense corre os 100m rasos, cujo recorde também é de Tamiris.

Nos 200 metros masculino, Haiko Bruno Zimmermann, de Blumenau, ganhou sua segunda medalha de ouro com o tempo de 21s30. No dia anterior ele havia vencido os 100 metros. No total o segundo e penúltimo dia do atletismo distribuiu 12 medalhas de ouro.

Os 52º Jogos Abertos de Santa Catarina envolvem cerca de 4,5 mil atletas de 83 municpipios, e são uma promoção do Governo do Estado, com realização da Fesporte e apoio das secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs) e da prefeitura de Caçador.

* com informações da Fesporte.


Comente aqui
09 nov11:43

Operação Skyfall no cinema de Chapecó

O novo filme do agente secreto James Bond. 007 – Operação Skyfall está em cartaz no cinema Arcoplex do Shopping Pátio Chapecó.

No ano em que o agente mais famoso das telonas completa 50 anos da série, não poderia faltar um longa-metragem para carimbar o feito. A crítica britânica, em sessões fechadas, elogiou o filme qualificado como um dos melhores lançamentos da saga cinematográfica do agente 007. O ator Daniel Craig segue interpretando o Bond – ele fez o personagem em 007 – Quantum of Solace (2008) e 007 – Cassino Royale (2006). O vilão da vez é o ator espanhol Javier Bardem (de Comer, Rezar e Amar e Onde os Fracos Não Têm Vez). A direção é de Sam Mendes, que também assinou o clássico Beleza Americana (200) e O Caçador de Pipas (2007).

>> Confira a Programação completa do CINEMA

Em 007 – Operação Skyfall, a lealdade de Bond a agente M (Judi Dench) é testada quando o passado dela volta a atormentá-la. Com a MI6 (agência de espionagem britânica) sendo atacada e tendo informações confidenciais reveladas, como a de agentes infiltrados em células terroristas, a vida de todos está em perigo. Por trás disso, o cyber-terrorista Raul Silva é quem comanda o lado o lado “bandido” do filme.


50 anos da famosa série de espionagem

Em 5 de outubro de 1962, estreava em Londres 007 Contra o Satânico Dr. No, no qual o primeiro agente com licença para matar, o ator Sean Connery, jogando bacará, acendia um cigarro e se apresentava com a mítica frase “Bond, James Bond”. O agente mais leal da realeza britânica foi interpretado por seis atores nos 23 filmes da série. Mas nunca perdeu a paixão pelos carros esportivos, os artefatos tecnológicos mais impressionantes e o Martini, “agitado, mas não mexido”. Ah, e claro, a paixão pelas mulheres sempre foi muito presente na série, que já contou com mais de 50 Bond Girls.


‘007 – Operação Skyfall‘ (Skyfall)

- Direção: Sam Mendes

- Com: Daniel Craig e Javier Bardem

- Produção: Reino Unido, 2012, 143min., ação, dublado e legendado

- Classificação: 14 anos


Comente aqui
09 nov10:13

Rodrigo Gral pinta cabelo de verde para cumprir promessa

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O atacante Rodrigo Gral pintou o cabelo de verde na manhã desta sexta-feira para cumprir uma promessa. – Quando cheguei na Chapecoense fiz essa promessa de pintar o cabelo caso a Chapecoense subisse para a Série B – afirmou.

Ele disse que quase nem dormiu.

– Os outros títulos foram mais profissionais, neste consegui realizar um sonho – declarou.

A aplicação do tonalizante verde levou uma hora e meia.

– Quero ver a reação quanto entrar no vestiário – declarou.

Gral lembrou que este é terceiro acesso seguido. Em 2010 ele subiu o Bahia da Série B para a Série A. Em 2011 subiu o Santa Cruz da D para a C.

O atacante só lamentou não poder ter jogado em Lucas do Rio Verde, em virtude de uma lesão na coxa esquerda. Ele vai avaliar com os médicos e a comissão técnica se conseguirá voltar a jogar na Série C.

A Chapecoense pega o vencedor do confronto entre Fortaleza e Oeste, nas semifinais.


Comente aqui
09 nov08:51

Female Futsal vence primeira partida da semifinal do Catarinense

No primeiro jogo da semifinal do Catarinense Adulto de futsal feminino, a Female Unochapecó/Nilo Tozzo/Aurora venceu por 5 a 2 a Unesc/Criciúma. A partida foi disputada na noite da quarta-feira, dia7, no Ginásio Alberto Sordi em Xaxim.

A vitória deu vantagem para o segundo jogo que será no sábado, às 17 horas, no Ginásio da Unesc em Criciúma. Com um empate, as chapecoenses passam à final. Se o adversário ganhar, independente da diferença, haverá prorrogação e, se necessário, pênaltis.

Goleira segura no começo e ataque resolve com gols trabalhados

O jogo começou com a Unesc atacando mais. A goleira Giga foi o nome da Female Futsal nos minutos iniciais, fazendo belas defesas e salvando sua equipe. Mas, quando Chapecó chegou no ataque, aproveitou. Aos 10 minutos, Débora deu passe pela direita, achando Vanessa na segunda trave; a camisa 7 abriu o placar.

Mantendo o ritmo, veio o segundo gol aos 12 minutos. Pela esquerda, Renata fez jogada individual e deu um toque rasteiro na saída de Missi. Mais chances foram criadas pelas mandantes, sem que o 2 a 0 fosse alterado até o intervalo.

No segundo tempo, a Female voltou disposta a matar o jogo, por saber da qualidade criciumense. Aos dois, a capitã Valéria bateu firme e ampliou a vantagem. Pouco depois, Brenda completou triangulação e fez o quarto de Chapecó. O momento era bom porém veio a expulsão de Bruninha, recebendo o segundo amarelo. A Unesc veio numa crescente e descontou com Gaby, aos nove, completando na área.

O adversário lançou Taty como goleira-linha. Defendendo bem, as chapecoenses contiveram as investidas e, ainda por cima, chegaram ao quinto gol. Amanda, aos 16, bateu de sua metade de quadra e levantou a torcida oestina. O time do sul do Estado ainda descontou com Ariane, um minuto depois, seguindo na goleira-linha. Chapecó ainda teve tempo de arriscar bates de longe. Ao fim, o 5 a 2 ficou de bom tamanho.

Contudo, a vaga para a final ainda está em aberto, até mesmo por não contar o saldo de gols. Lembrando que são duas grandes equipes, sempre chegando em fases decisivas e se enfrentando pelos mais altos postos.


*com informações da Assessoria Female Futsal


Comente aqui
09 nov08:19

Torcida do Verdão invade as ruas de Chapecó

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Chapecoense. Este nome é muito mais que um time ou o gentílico de Chapecó. Ele é o orgulho de toda uma região. São mais de 100 municípios e mais de um milhão de catarinenses que em 2013 vão assistir a Série B do Campeonato Brasileiro e torcer por mais um time catarinense que faz bonito no cenário nacional.

Milhares de pessoas acompanharam o jogo transmitido pela TVCOM na praça Coronel Bertaso, num telão instalado pelo Grupo RBS. O agricultor Elizandro Pastorio fez 15 quilômetros de motocicleta, junto com o filho Gabriel, para acompanhar o jogo.

A atendente de caixa de supermercado Keli Bonsere trabalhou com a camisa da Chapecoense debaixo do uniforme e saiu do trabalho para ver o jogo. A cidade, que há uma semana respirava a decisão, ontem parou.

Os degraus da Catedral Santo Antônio viraram arquibancada. Perto dali, o monumento O Desbravador, parecia que observava tudo. Os símbolos da cidade, o colonizador Bertaso, o Desbravador, a Catedral Santo Antônio e a torcida da Chapecoense, estavam todos unidos por um objetivo.

>> Acesse o Blog da Chapecoense

Nem a chuva fina espantou a torcida. Elas serviram para lavar a alma de uma torcida que chorou em 2010 e 2011, quando o time chegou perto, mas perdeu a vaga.

— Hoje eu choro de alegria- disse a aposentada Ijones Rigo, que pintou unha, usou brinco e ontem comprou duas camisetas, uma delas só para pegar autógrafo.

É indescritível, nós chegamos lá- comemorou Natan Ribeiro de Melo.

O apito final fez culminar uma explosão de alegria. –É a melhor coisa do mundo- disse Henrique Martins, de 11 anos, que pintou as cores verde e branca no rosto. A Chapecoense une pessoas de todas as idades, nascidos ou não em Chapecó.

O estudante Jeferson Scortegagna disse que agora quer ver Chapecoense e Palmeiras, na Série B de 2013. Hoje, Santa Catarina está pintada de verde. Falta pintar o Brasil com o título da Série C.

Comente aqui