Abuso

21 mai11:04

CREAS de São Miguel do Oeste intensifica ações de Enfrentamento à Violência, Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) esteve na sexta-feira, dia 18 de Maio, na Rua do Calçadão, realizando a II Campanha de Enfrentamento à Violência, ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

De acordo com a Psicóloga do CREAS, Andressa Filippini, a data foi instituída no ano de 1973 quando em Vitória, no Espírito Santo, um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Crime Araceli”.

Segundo Andressa, esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade que foi raptada, drogada e estuprada, morta e carbonizada por jovens de classe média alta daquela cidade que prescreveu impune.

- Diante desse crime hediondo ocorrido, o CREAS apóia essa campanha no intuito de mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar dessa luta – destaca.

A psicóloga ressalta que em São Miguel do Oeste existem muitos casos de violência sexual contra crianças e adolescentes que passam despercebidos.

- Temos várias situações de violência sexual em nosso município, são crianças e adolescentes passando por esse tipo de situação todos os dias e muitas vezes não é feito nada por falta de conhecimento e medo por parte das pessoas em denunciar – disse.

Denúncias podem ser realizadas no Creas ou pelo telefone (49) 3622-8284.


Comente aqui
18 mai12:49

Dia 18 de maio é o Dia de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Com o objetivo de informar e sensibilizar as pessoas e ao mesmo tempo estimular que denunciem as situações de abuso e exploração que conhecem, a equipe do Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) de Planalto Alegre está realizando várias atividades desde o dia 7 de maio.

Foram realizados trabalhos com o grupo “Amigos da Garagem”, com grupo de idosos, com as mulheres do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para Famílias e com as crianças de seis a 17 anos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para Famílias (Programa Socioeducativo).

Para esses grupos foram apresentados dados, estatísticas, história do dia 18 de maio e o porquê da data, a diferença entre abuso e exploração, entre outros pontos. Com as crianças a equipe também apresentou o vídeo “Que exploração é essa?” e uma história sobre abuso sexual.Também foram confeccionados três mini doors que foram expostos na Praça, na frente da antiga Prefeitura e em Linha Flor da Serra.

Atualmente, os dados apontam que a cada oito minutos uma criança com idade entre dois e 10 anos é vítima de abuso sexual, praticado em geral por pessoa próxima ou membro da própria família. A maioria das vítimas é do sexo feminino e tem entre cinco e oito anos de idade.

No entanto, esses dados podem ser mudados. As denúncias podem ser feitas no Conselho Tutelar de Planalto Alegre pelo telefone 49 3335-0264, na Delegacia de Polícia no telefone 49 3335-0125, na Assistência Social telefone 49 3335-0237, para o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente ou pelo Disque 100.


Comente aqui
16 mai16:06

Dia de Combate ao Abuso e Exploração Sexual em Planalto Alegre

Sexta-feira, dia 18 de maio, é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. E para marcar a data o Cras de Planalto Alegre trabalha ações para conscientizar a sociedade.

Nesta semana crianças do programa socioeducativo fazem trabalhos sobre a data, explicando o que é o abuso, o que é a exploração, estatísticas sobre o assunto, entre outros. Também são oferecidos cursos pelo Cras para mulheres falando da importância da denúncia.

Também foram confeccionados três mini doors e cartazes sobre a data e que serão expostos no município.


Comente aqui
27 jan18:47

Mãe que aliciava as filhas para prostituição é presa em Maravilha

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Foi presa na final tarde da quinta-feira, dia 26, em Maravilha, uma mulher de 43 anos, suspeita de favorecimento a prostituição. Ela aliciava as duas filhas, uma de 11 e outra de 12 anos. A Polícia Civil prendeu também um homem de 36 anos, suspeito de tentativa de estupro.

O fato ocorreu em uma residência localizada no bairro Progresso. No local Policiais Militares, Civis e duas Conselheiras Tutelares, encontraram o homem seminu, na companhia da adolescente de 12 anos, que vestia apenas uma camiseta. No quarto foram encontrados preservativos masculinos, peças de roupas íntimas e R$ 100 em dinheiro. Valor, que possivelmente seria repassado à adolescente como pagamento pela relação sexual.

Após a prisão em flagrante, os policiais dirigiram-se até a Rodoviária da cidade, onde estava a mãe das meninas. Ela estava na companhia da outra filha, de 11 anos, a qual também era aliciada para a prostituição. A mulher foi presa em flagrante.

O estupro da adolescente foi evitado pelos policiais através de denúncia anônima, feita por uma pessoa que teria visto a mulher oferecer a filha para praticar relações sexuais, pelo valor de R$ 50.

As duas meninas foram encaminhadas para realização do exame pericial de conjunção carnal. A perícia constatou que não houve lesão.

O homem e a mãe das crianças foram levados à Delegacia para os procedimentos policiais. Após prestar depoimento os dois foram conduzidos à Cadeia Pública de Maravilha, onde permanecem à disposição da Justiça.

Segundo o Delegado Wagner Meirelles a mãe, se condenada, pode pegar uma pena de dois a 10 anos de prisão. Já o homem, de três a 15 anos de reclusão.

As meninas estão sob a guarda do Conselho Tutelar de Maravilha.


Comente aqui
26 set14:08

Combate a exploração

Dia 24 de setembro foi o dia estadual de combate ao abuso e exploração sexual infanto juvenil. Para a data não passar em branco o Centro de Referência de Assistência Social (Cras), de São José do Cedro em parceria com o Conselho Tutelar e a Secretaria de Educação e Cultura, promoveu nesta segunda-feira, dia 26, atividades de conscientização sobre o tema.

As atividades iniciaram às 09h30min, na Avenida Rio Grande do Sul com entrega de panfletos. Durante a tarde será realizada uma caminhada de conscientização pelas ruas da cidade.

Tânia Spessatto, coordenadora do Cras, disse que a caminhada encerra na Praça Antonio Foppa, ao lado do Ginásio de Esportes Lauté Weber. No local serão realizadas atividades com crianças e adolescentes.


Comente aqui