Ação Global

07 mai09:51

Ação Global supera expectativas em Xaxim

Cerca de 900 voluntários estiveram na Praça Frei Bruno em Xaxim no sábado, dia 5, para atender as milhares de pessoas que participaram da Ação Global. O evento promovido pela Rede Globo e Sesi, em parceria com o Governo Municipal, RBS TV, entidades, clubes de serviço e empresas do município, ofereceu mais de 100 serviços em saúde, cidadania e educação.

O evento teve início às 9h e se estendeu até as 17h. Atividades artístico-culturais também fizeram parte da programação que chamou a atenção dos xaxinenses. Famílias inteiras compareceram à estrutura montada em frente a Igreja Matriz e receberam orientações em saúde, educação, segurança, direito do cidadão, alimentação, além de participar de atividades recreativas.

As 7h30, empresários de toda a região participaram do “Café Empresarial” com o Presidente da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC), Glauco José Corte que discorreu sobre o tema: “Panorama Econômico Catarinense/Desindustrialização”.O Presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Gelson Merísio, marcou presença na Ação Global e disse que o evento é de importância significativa, especialmente por fazer com que muitas pessoas carentes tenham acesso a diversos serviços.

O Prefeito Gilson Vicenzi, salientou que o município se sentiu lisonjeado por receber um evento de tamanha importância, principalmente para a população que pode ser beneficiada com diversos serviços.- Não medimos esforços para que a Ação Global se tornasse realidade em Xaxim. Estamos admirados com toda essa estrutura e com o respaldo da população que veio e participou – destacou o prefeito.

Ao todo, foram mais de 33 mil atendimentos e 12 mil pessoas que participaram da Ação Global. Com o tema “Eu faço Ação Global o ano inteiro”, o evento buscou facilitar ao cidadão o acesso aos direitos essenciais e montar uma rede de solidariedade.

- Por meio da Ação Global promovemos o resgate da cidadania de uma faixa da população que, por falta de informação ou de oportunidade, não tem acesso aos serviços que hoje estamos oferecendo – afirmou o superintendente do Sesi Santa Catarina, Hermes Tomedi.

Para o presidente do Sistema FIESC, Glauco José Côrte, investir nesta iniciativa é uma retribuição que o Sistema FIESC dá às comunidades. – É uma boa oportunidade de prestarmos um serviço social e comunitário para as famílias locais e para os trabalhadores de indústrias de Santa Catarina – disse Côrte.


IGP confecciona mais de 500 identidades

O Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina (IGP), atendeu a solicitação para participar da Ação Global em Xaxim. Uma equipe de 12 pessoas esteve no município confeccionando documentos de identidades. Este serviço foi um dos mais procurados e a fila se formou durante todo o dia. Crianças, jovens, adultos e idosos procuraram o serviço. Ao todo foram confeccionados mais de 500 documentos de identidade.

Para Assessora de Projetos e Captação de Recursos Janice Moser, que é Coordenadora da Ação Global através da Administração Municipal a presença do IGP foi importantíssima para contribuir com o evento. – Eles atenderam nosso chamado e muitas pessoas puderam ser beneficiadas com esse serviço – completou.


Comente aqui
05 mai11:53

Festa da cidadania no Oeste- Ação Global deve receber 10 mil pessoas

Uma festa da cidadania está acontecendo hoje na praça Frei Bruno, em Xaxim. A cidade foi escolhida em Santa Catarina para receber o Ação Global, mutirão organizado pela Rede Globo e Serviço Social da Indústria.

Desde cedo cerca de mil voluntários, de 55 entidades, se prepararam para receber a população. Nas bancas de confecção de certidão de nascimento e identidade logo se formou uma fila de mais de 30 pessoas.

A secretária Sonia Rossi Lazzarotto aproveitou para trocar sua identidade de solteira para a nova de casada. Além disso, fez a identidade da filha Stefani Rossi Lazzarotto, de 6 anos. –É bom porque a gente faz um monte de coisa fora do horário comercial- declarou.

A costureira Jorilde Moreira também levou as filhas Suelen, 10 anos, e Fabiele, 9 anos, para confeccionar as carteiras de identidade. Ela gostou porque conseguiu fazer as fotografias e o documento tudo a Ação Global. –Além de ser de graça a gente não precisa ir num monte de lugar- comparou.

Teve também quem tirou o dia para ficar mais bonita. É o caso de Tereza Fachini, que fez cabelo, unha e maquiagem.  –Hoje é o meu dia- brincou. Ela tinha um motivo extra pra ficar produzida. À tarde vai participar das apresentações artísticas, na dança italiana. Bandas locais também subiram ao palco para animar a festa.

As crianças aproveitaram para brincar no escorregador, piscina de bolinhas e cama elástica, entre outros. –Quero ir em todos os brinquedos- disse Taís Regina Tedesco Zanela, de oito anos, que aproveitou a manhã para se divertir enquanto a mãe trabalhava como voluntária.


A bancária Eliane Cláudia Scatolin Farina levo os filhes Eduardo, de três anos, e Vitor Hugo, de oito, para o Ação Global. O filho mais velho integrou o grupo dos Escoteiros, que auxiliaram no evento. Já o caçula ficou surpreso ao ver uma colmeia ao vivo. –O tio coloco um papel para a abelha não fugir- contou admirado para a mãe. O apicultor Luiz Tonello disse que a colmeia chamou a atenção pois as pessoas querem saber como funciona.

Entre os cerca de mil voluntários estava a auxiliar de enfermagem Teolides Tortelli, que media a pressão arterial da população. –É muito importante acompanhar não só quando está doente-explicou. Ela doou algumas horas de seu dia para ajudar os outros. –A casa eu arrumo depois- disse.

Quem também deixou de arrumar a casa para trabalhar como voluntária foi a funcionária pública Tania Guinzelli. Ela orientou a população a maneira correta de escovar os dentes e a importância de usar o creme dental e flúor. Além disso foram distribuídos kits de escovação.

O evento vai até às 17 horas e deve reunir 10 mil pessoas, segundo previsão da comissão organizadora.


Comente aqui
03 mai11:23

Xaxim desenvolve projeto de Bioconstrução

A Secretaria de Assistência Social e Habitação, Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Xaxim com parceria da Unochapecó com o Núcleo de Extensão vai desenvolver um projeto diferente no município. Trata-se de uma Bioconstrução onde são utilizadas técnicas consagradas e que estão sendo retomadas como viabilização da moradia popular.

A Bioconstrução trabalha com a arquitetura da terra, a partir de recursos naturais e observa pontos importantes como insolação e ventilação adequada. Os materiais utilizados são regionais e as técnicas se utilizam desses materiais.

Segundo a Arquiteta e Urbanista e professora da Unochapecó, Christine Scherer, a primeira técnica utilizada é a de “pau a pique” onde é formada uma malha com barro e fibra (capim).

- Esse barro é lançado e vai formar a parede a partir da estruturação em madeira e bambu. São técnicas muito antigas, milenares que são reapropriadas – destaca. Os benefícios são inúmeros como conforto ambiental, qualidade construtiva e valor estético mais interessante do que o usual.

Nesta primeira edição irão participar dez famílias do Bairro Santa Terezinha que serão capacitadas para atuar no projeto. Conforme Christine, o processo de capacitação faz com que a comunidade tenha uma contra partida para o município através da mão de obra.

O projeto piloto inicia no dia 5, durante a Ação Global. Dois profissionais, bioconstrutores estarão durante 40 dias trabalhando no processo de capacitação.

O projeto abrange uma habitação de dois pavimentos com cerca de 68m2 em um terreno de aproximadamente 125 metros quadrados. A construção ainda poderá ser ampliada. A expectativa de conclusão da obra é de quatro meses. Após a conclusão as famílias continuam recebendo acompanhamento para que consigam desenvolver seus projetos.


Comente aqui