Agência

17 ago12:34

Consumidor poderá comprar geladeira e condicionador de ar por até metade do preço em SC

Danilo Duarte | danilo.duarte@diario.com.br

Um dever da Celesc e cobrado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) começa a ser aplicado a partir de agora. Foi lançado nesta sexta-feira o programa Bônus Eficiente, que, na prática, será uma forma da empresa contribuir com a troca de eletrodomésticos que consomem muita energia. As metas são altas: a expectativa é que sejam substituídos 22 mil refrigeradores (geladeiras e freezers) e 13mil condicionadores de ar até dezembro, com desconto de 50% no preço de mercado.

Para que isso ocorra, a metade do preço subsidiada pela Celesc será paga diretamente à uma rede varejista – uma licitação foi aberta também nesta sexta para a escolha da fornecedora.

Os 50% restantes deverão ser negociados pelo consumidor no momento da compra. O objetivo é aumentar a eficiência energética, isto é, a relação entre consumo de energia e eficiência no resfriamento dos eletrodomésticos nas casas catarinenses.

O presidente da Celesc, Antônio Gavazzoni, explicou como será o programa durante a reunião da diretoria da Federação das Indústrias de SC (Fiesc), quando foi lançado um programa similar voltado ao setor.

— Serão 35 mil consumidores beneficiados, principalmente das classes C e D, e que estejam com média de consumo de energia fora dos padrões, com mais de cinco anos de uso e não possuir o selo Procel – que avalia a eficiência energética. E a rede de varejo que comercializar, deverá recolher o eletrodoméstico e fazer o descarte do produto antigo — detalha.

Quem for beneficiado com o desconto de 50% deve fazer uma doação à uma entidade social escolhida pelo Governo do Estado. Neste primeiro ano, a Federação das APAEs de SC foi a instituição indicada, que deve receber aproxidamente R$ 1 milhão.

A geladeira ou condicionador de ar que está na casa do consumidor passa por uma avaliação de mercado. Se ficar abaixo de R$ 1 mil, o consumidor deve repassar R$ 30; caso fique acima de R$ 1 mil, a doação sobe para R$ 50. Este valor será acrescido no pagamento à credenciada. O consumidor ainda terá que apresentar cinco lâmpadas comuns – do tipo incandescente – para trocar gratuitamente por florescentes.

A previsão de Gavazzoni é que a rede de varejo está definida em até 30 dias e que o programa entre na fase de aquisição dos produtos a partir de outubro e até dezembro. O presidente reconhece que este é uma fase de testes, já que é novidade. No próximo ano, o calendário deve ser divulgado com mais antecendência e incluir um período maior para a compra.


Entenda como funcionará

: ::: O consumidor que se enquadrar nos requisitos do programa, vai até a loja que comercializar o eletroméstico e escolhe o bem que deseja

::: O produto que ele possui em casa passa por uma avaliação conforme uma tabela que analisa itens como consumo, tempo de uso e valor de mercado. Se for avaliado em até R$ 1 mil, deve doar R$ 30; se ficar acima de R$ 1mil a doação passa para R$ 50

::: Os valores doados serão repassados pela rede varejista à entidade

::: Descontado o bônus de 50%, o valor restante deve ser pago à loja, conforme negociação


DIÁRIO CATARINENSE


Comente aqui
25 jul12:24

Aeroporto de Chapecó recebe voos de Passo Fundo

[Atualizado às 13h51]

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O Aeroporto Municipal Serafim Enoss Bertaso de Chapecó vai receber, até o domingo, dia 29 de julho, um voo da Avianca proveniente de Guarulhos/SP. O voo para o Aeroporto Lauro Kortz, na cidade gaúcha, foi suspenso pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para que sejam realizados ajustes na Sessão Contra Incêndio (SCI).

Técnicos da Anac estiveram na cidade na quarta-feira, dia 18, e realizaram um levantamento da pista e da infraestrutura do terminal.

>> Horários de voos no Aeroporto de Chapecó

O primeiro voo da Avianca, vindo de Guarulhos, deve pousar em Chapecó na tarde desta quarta-feira, por volta da 14h45 e decolar para São Paulo às 15h15. Esses horários seguem até a sexta-feira, dia 27 e no domingo, dia 29. No sábado, 28 de julho, não há voo.

As demais operações, da Avianca e NHT, seguem normais no Aeroporto em Chapecó. A empresa aérea Gol retoma as operações na segunda-feira, dia 30 de julho. Azul e Trip devem iniciar as operações a partir do dia 13 de agosto.

A pista foi liberada pela Anaca para pouso e decolagens no dia 6 de julho. De acordo com administração do Aeroporto a estimativa é que até o final de agosto o volume de usuários passe dos 23 mil mensais para 30 mil.

Aeroporto fechado pela manhã

Por volta das 11 horas da manhã, desta quarta-feira, o Aeroporto de Chapecó foi fechado para pouso e decolagem devido a neblina. No início da tarde ele foi reaberto.


Comente aqui
08 jul11:32

Parte de agência bancária pega fogo após ataque de caixeiros em Xavantina

Caixeiros voltaram a agir em Santa Catarina. Dois caixas eletrônicos foram arrombados em agência do Banco do Brasil em Xavantina, no Oeste catarinense. Os criminosos esperaram a porta da agência ser liberada às 6h do sábado, dia 7 de julho, para atacar. A informação é da Polícia Militar (PM).

Na hora de perfurar os caixas com maçarico, o fogo se alastrou e atingiu outras partes da agência. O Corpo de Bombeiros de Seara tive dificuldade para conter as chamas.

Ainda conforme a polícia, os ladrões demonstraram conhecimento estratégico, já que colocaram miguelitos (pregos) nos pneus da viatura da PM. Quando o policial saiu para atender a ocorrência, percebeu que os pneus estavam furados. Reforço da PM em Seara e Concórdia foi acionado.

A gerência do banco informou que a quantia roubada foi pequena, mas não deu detalhes sobre o valor. Até por volta das 11h30min ninguém havia sido preso.


DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
04 jan14:33

Agência da Caixa do centro de Chapecó tem nova gerência


Carlos Antonio Tissiani.


A Caixa Econômica Federal apresenta nesta quinta-feira, dia 05, o novo gerente geral da Agência Chapecó: Carlos Antonio Tissiani, vindo da cidade de Caçador. Ele assume no lugar de Vilmar Luiz Mattiello que vai gerenciar a agência Condá, que está sendo instalada na Rua Ruy Barbosa (entre as ruas Marechal Deodoro e a Barão do Rio Branco, próximo ao supermercado Celeiro Centro), cuja previsão de inauguração é para o mês de março deste ano.

Tissiani (mais conhecido por Caio) é formado em Administração de Empresas pela Faculdade da Cidade de União da Vitória (UNOESC/FACE), com Pós-Graduação em Consultoria Empresarial pela Universidade de Brasília (UnB). Entrou na Caixa em 1984, via concurso público. Há aproximadamente seis anos atua como gerente geral. Já trabalhou nas agências de Xaxim, Seara, Campos Novos, Porto União, Palmitos, São Lourenço do Oeste e nos últimos dois anos em Caçador.

A apresentação oficial do novo gerente está marcada às 9 horas, na agência de Chapecó (Rua Marechal Bormann), com a presença do superintendente regional do banco, Ricardo Bier Troglio.


Comente aqui
03 jan10:30

Sargento da PM de Xanxerê que teve o corpo queimado será transferido para Joinville

[atualizado 14h34]

O Sargento da Polícia Militar, Valmir Bressan Camargo, que teve queimaduras de primeiro e segundo grau em 60% do corpo está internado na UTI do Hospital São Paulo de Xanxerê e aguarda vaga no centro de tratamento para queimados em Joinville. A transferência, de helicóptero, pode ser feita ainda pela manhã.

Já o autor do crime, Fábio Bevilaqua, 30 anos, que ficou com 90% do corpo queimado não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada desta terça-feira no Hospital São Paulo.

A Polícia Militar de Xanxerê disse que Fábio, que já era conhecido por diversas ocorrências na cidade, teria tentado colocar fogo nos caixas eletrônicos de uma agência bancária de Abelardo Luz, usando gasolina como combustível. O Sargento chegou e os dois entraram em luta. O homem tentou atear fogo no policial e também acabou ferido.

O Corpo de Fábio Bevilaqua será sepultado às 17h30 desta terça-feira no Cemitério Municipal de Abelardo Luz.

A Polícia Civil irá concluir o inquérito nos próximos dias, segundo informou o Delegado Luiz Carlos Dadam, que cuida o caso.

Comente aqui
23 ago15:26

Via Campesina fecha agência do Banco do Brasil

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Integrantes da Via Campesina fecharam por volta das 10h30 de hoje uma das agências do Banco do Brasil em Chapecó, na esquina da avenida Getúlio Vargas com rua Marechal Deodoro. Até as 15 horas a agência permanecia fechada.

A Via Campesina é composta por vários movimentos sociais do campo, como o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Movimento das Mulheres Camponesas (MMC), Movimento dos Pequenos Agricultores e Pastorais da Igreja Católica.

De acordo com Álvaro Santin, da coordenação estadual do MST, o ato em frente ao Banco do Brasil tem como objetivo renegociar uma dívida de estiagens antigas que se arrasta há três anos. Eles pedem um perdão de R$ 12 mil por família e alongamento do prazo de pagamento para 15 anos.

Enquanto isso o movimento faz atos em outros estados e em Brasília. Em Chapecó a Via Campesina também entregou uma pauta na agência do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). Ontem, eles ocuparam a sede regional do Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra). A mobilização faz parte da Jornada Nacional de Lutas da Via Campesina.

1 comentário