Alimentação

01 jun10:40

Merendeiras e serventes participam de capacitação em Planalto Alegre

A capacitação para merendeiras e serventes dos municípios de Planalto Alegre, Caxambu do Sul, Guatambu, Águas de Chapecó, São Carlos e Nova Itaberaba foi realizada nesta quinta-feira, dia 31, na Escola Nucleada de Planalto Alegre. O evento foi organizado pela Associação dos Municípios do Oeste de Santa Catarina (Amosc), Colegiado de Nutricionistas e o Colegiado de Educação da Microrregião da Amosc.

Pela parte da manhã aconteceu uma palestra com o tema “Saúde e Segurança no Trabalho e Ergonomia”, com a ministrante Adriana Schreiner Viezzer, Técnica em Segurança do Trabalho do SENAC. Durante à tarde foi realizada uma oficina culinária sobre “Aproveitamento Integral dos Alimentos, Porcionamento e Preparações a Base de Aveia”, com a nutricionista Marciele Dal Bosco.

A nutricionista da Amosc, Cristina Santos de Castro, disse que o objetivo da capacitação é a segurança no trabalho, ou seja, proporcionar prevenção de acidentes no trabalho. Além disso, com a oficina culinária o objetivo é aperfeiçoar a questão do porcionamento das refeições das crianças conforme as faixas etárias, estimular o uso da aveia que é um alimento nutritivo e pouco usado na merenda, e, aproveitar os alimentos de forma integral, diminuindo o desperdício.


Comente aqui
01 jun09:47

Nutrólogo desvenda alguns conceitos recorrentes quando o tema é alimentação saudável

O nutrólogo Paulo Henkin comenta alguns verbetes do Glossário Temático Alimentação e Nutrição, do Ministério da Saúde, entre outros conceitos que surgem quando o assunto é hábitos alimentares. Tire suas dúvidas para não cair em armadilhas.

:: Alimento orgânico

O que é: alimento produzidos com adubo natural e sem uso de pesticidas.

Comentário do especialista: o uso de pesticida, dentro das normas, nas doses recomendadas e nas condições previstas em protocolos científicos, é segura para a saúde. Da mesma forma, o não uso de pesticidas, por si só, não é garantia de que o alimento esteja livre de contaminações, se não houver um cuidado com as condições de produção. Para o orgânico ou não, a garantia está na procedência.


:: Alimento funcional

O que é: alimento com funções protetoras para o organismo, indicado para prevenção de doenças.

Comentário do especialista: todos os alimentos têm uma função específica no organismo. As gorduras, quase sempre vistas como vilãs da boa alimentação, têm papel fundamental para a estruturação de hormônios e a absorção de vitaminas lipossolúveis.


:: Alimento integral

O que é: alimento pouco ou não processado e que mantém em perfeitas condições o conteúdo de fibras e nutrientes.

Comentário do especialista: os cereais têm várias camadas, a camada central, que é o branco, tem mais amido, fonte de energia; as camadas mais externas, a casca, são mais ricas em fibras e vitaminas. Então, não é que comer o branco faz mal, mas comendo o integral se obtém mais nutrientes. É preciso prestar atenção, no entanto, se o fabricante não usa corante para deixar o pão preto.


:: Alimento diet

O que é: alimento industrializado em que determinados nutrientes, como proteína, carboidrato, gordura, sódio, entre outros, estão ausentes ou em quantidades muito reduzidas, não resultando, necessariamente em um produto com baixas calorias.

Comentário do especialista: esse tipo de alimento é recomendado para diabéticos. Pessoas saudáveis devem regular a quantidade de açúcar diária pelo balanceamento do seu consumo — colocando menos açúcar no café, por exemplo, não pelo uso desses produtos.


:: Alimento light

O que é: alimento produzido de forma que sua composição reduza em, no mínimo, 25% o valor calórico e/ou os seguintes nutrientes: açúcares, gordura saturada, gorduras totais, colesterol e sódio, comparado com o produto tradicional ou similar de marcas diferentes.

Comentário do especialista: é o mesmo caso do diet, deve ser usado por pessoas com doenças específicas.


:: Suplemento alimentar

O que é: forma sintética de nutrientes para proporcionar uma cota adicional de alimentos destinada a prevenir ou corrigir deficiências nutricionais.

Comentário do especialista: é indicado como medicamento para o tratamento de carências nutricionais específicas, como anemia. É o que se chama de nutroterapia. Do contrário, deve-se atingir os níveis necessários de nutrientes por meio dos alimentos.


BEM-ESTAR

Comente aqui
29 mai11:10

Comer fora de casa não é desculpa para comer mal

Mais vagas ocupadas no mercado de trabalho, mais renda, menos tempo disponível, menos qualidade na alimentação. É o que se pode concluir a partir de dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre o consumo alimentar dos brasileiros: além de comer mais arroz e feijão do que os que têm salários mais altos, pessoas com renda de até R$ 296 comem o dobro de batata-doce e a metade de batata frita que os brasileiros com renda superior a R$ 1.089.

Preparar o próprio alimento é a maior garantia de uma refeição de qualidade, garante o nutrólogo Paulo Henkin. Mas como fazer isso se você sai de casa pela manhã e só chega na hora de dormir? Estar ou não em casa é o que menos importa num cenário cheio de comidas congeladas e telentregas. É preciso entender que nem só de fast food se faz uma comida rápida.

— Comer rápido é diferente de comer com pressa. Eu posso levar meu sanduíche de casa e almoçar em 10 minutos com todos os nutrientes necessários — exemplifica o médico.

Da mesma forma, um bufê variado não é sinônimo de alimentação balanceada. A nutricionista Aline Moscoso explica que um erro comum nesses restaurantes é misturar mais de uma porção de amido: lasanha e arroz, por exemplo. Outro equívoco é em relação aos molhos. Na salada, os que são à base de maionese devem ser substituídos por molhos com iogurte. Também é preferível que as carnes sejam grelhadas, sem molhos ou frituras.

— O certo é termos uma fonte de arroz integral ou batata cozida, uma concha de feijão ou ervilha, uma carne magra e uma salada de quatro cores— afirma Aline.

No preparo do sanduíche, a lógica é a mesma: uma fonte de proteínas, carboidratos, ferro e os nutrientes da salada. A dica da nutricionista Paula Barbosa Correa é prestar atenção nas cores das saladas usadas no recheio:

— Os alimentos roxos, como a beterraba, podem substituir o feijão, já que são uma fonte de ferro, e os vermelhos, como o tomate, são ricos em licopeno, um poderoso antioxidante que combate os radicais livres, prevenindo doenças — exemplifica.


Em vídeo, nutricionista ensina como montar um prato saudável no bufê:


BEM ESTAR

Comente aqui
14 mai12:35

Curso incentiva inovações na alimentação escolar de Formosa do Sul

No mês de abril Formosa do Sul sediou um curso para serventes e merendeiras dos seis municípios da SDR: Formosa do Sul, Irati, Quilombo, Jardinópolis, União do Oeste e Santiago do Sul.

As participantes tiveram, além de aulas teóricas e práticas sobre culinária, uma palestra com um fisioterapeuta. No encontro elas aprenderam alguns cuidados com a saúde durante o trabalho e como evitar problemas ocasionados pela má postura ou por movimentos repetitivos.

No curso prático, as participantes aprenderam a aproveitar ao máximo os alimentos típicos da nossa região em pratos saudáveis para a alimentação das crianças.

O curso faz parte do programa da Amosc, o qual procura aperfeiçoar a alimentação escolar nos municípios da região.


Comente aqui
13 mai11:11

Alimentação durante a gravidez pode influir no paladar do bebê

A importância da alimentação durante a gestação, apesar de reconhecida por grande parte da população, é cercada de crenças que podem interferir na saúde e nutrição da mãe e do feto. Algumas dessas crenças são benéficas e devem ser encorajadas, outras, entretanto, como a de que a mãe deve comer por dois, são errôneas e devem ser corrigidas.

De acordo com a nutricionista Fabiana Fangueiro, especialista em nutrição infantil, uma alimentação balanceada durante a gestação indica uma boa aceitação de alimentos saudáveis após o nascimento. Apesar do acompanhamento nutricional ser importante ao longo de toda a gestação, nos primeiros meses a futura mamãe deve ter a atenção redobrada.

— Vegetais escuros, como couve, espinafre, aspargos ou brócolis são ricos em ácido fólico, substância responsável pela formação do tubo neural do bebê, por isso são fundamentais, principalmente no início da gestação — recomenda.


Açúcares podem ser vilões durante a gestação.

— É preciso reduzir muito o consumo de açúcares durante a gravidez para evitar o desenvolvimento de diabetes — explica Fabiana.

É necessário ainda que sejam evitados longos períodos de jejum, para uma melhor digestão e aproveitamento dos alimentos, que devem ser ingeridos a cada três horas. Os principais grupos nutricionais, como carboidratos, proteínas e lipídios, devem ser consumidos equilibradamente.


:: Carboidratos — fonte de energia para a gestante, o embrião e o feto. Quando o consumo de carboidratos é baixo ao longo da gravidez, o recém-nascido corre o risco de nascer com baixo peso. Eles são encontrados nas frutas, verduras, legumes e cereais. Porém, Fabiana alerta para preferências dos integrais, como arroz, macarrão, pães e biscoitos integrais e barras de cereais.


:: Proteínas — são essenciais para o desenvolvimento dos novos tecidos, tanto da mãe como do bebê, desempenhando um papel importante na formação do útero, mamas, placenta e líquido amniótico. Não há restrições, podendo-se consumir carnes vermelhas ou brancas, mas sempre dando preferências para as magras, além de leguminosas, como feijões, soja, lentilha, grão de bico, ervilha e frutas oleaginosas.


:: Lipídios — fornecem energia à gestante e ao feto. Contribuem para o crescimento do bebê e para formar os estoques energéticos que a mulher vai utilizar no período de aleitamento. No entanto, Fabiana lembra que o consumo de gordura deve ser sempre por meio de gorduras “boas”: óleos de coco, milho, girassol, gergelim, soja, canola, macadâmia, azeite de oliva extravirgem, peixes como salmão, atum e sardinha e a linhaça; evitando-se ao máximo frituras e óleos quentes.


BEM-ESTAR



Comente aqui
20 abr16:45

Novidades na praça de alimentação do Shopping Pátio Chapecó

O mix de operações do Shopping Pátio Chapecó foi ampliado com a abertura de uma nova opção na praça de alimentação. Uma das maiores redes de fast food do mundo, a Burger King, abriu as portas nesta sexta-feira.

Com o espaço de 156 m², a unidade do Burger King foi implantada na cidade seguindo o padrão de qualidade tradicional da rede. O cardápio inclui hambúrgueres com variados ingredientes, como carnes de gado, de frango e de peixe, tender, bacon e queijo, além de refrigerantes, chá gelado, shake e sucos, saladas diversas e sobremesas.

Um dos sanduíches mais famosos que a rede Burger King apresenta, mundialmente, pela variedade de ingredientes e de temperos, é o Whopper, que foi lançado no ano de 1957.

O horário de funcionamento do Shopping é de segunda a sábado, das 10h às 22h. Domingos e feriados, Praça de Alimentação e Lazer funciona das 11h às 22h e Lojas das 13h às 20h.


Comente aqui
07 fev10:59

Técnica garante melhorias na alimentação do gado leiteiro em Formosa do Sul

A secretaria de Agricultura de Formosa do Sul acompanhou, na semana passada, a produção de feno na propriedade de Valdecir Cella, interior do município. Esta prática ainda não é comum na região, mas pode se tornar em breve por se tratar de uma forma eficiente de garantir a alimentação de qualidade ao rebanho.

Segundo o secretário de Agricultura, Rinaldo Segalin, o feno é produzido com gramíneas aproveitada ou cultivada na propriedade. Este alimento é rico em nutrientes e é especial para o gado em crescimento. O objetivo do município é incentivar a produção de feno.

A secretaria disponibiliza orientação técnica pra esta prática nas propriedades. Segalin comenta que a produção de feno custa menos que a da silagem. Cada propriedade pode fazer, ao ano, de quatro a seis colheitas de pastagens para produção de feno.


Comente aqui
11 jan14:19

Praça de Alimentação já está garantida em Concórdia

Dois contratos com a Caixa Econômica Federal foram assinados pelo prefeito João Girardi na manhã desta terça-feira. Um repassa R$ 780 mil para a construção da Praça de Alimentação no Parque de Exposições e outro R$ 150 mil para a compra de uma retroescavadeira. – Estes recursos são resultado de emendas parlamentares junto ao Governo Federal. Uma parceria que nos tem dado ótimos resultados – disse Girardi.

A Praça de Alimentação vai atender aos eventos que necessitarem de cozinha e espaço para servir alimentação. – Será um local de 1.500m² e infraestrutura necessária e condizente – adianta a assessora de Planejamento, Marilu Mattiello.

Além dos R$ 780 mil, que serão liberados, a obra conta com a contrapartida da Administração Municipal de R$ 320 mil. Para a compra da retroescavadeira, o Poder Público Municipal participa com R$ 70 mil.

Segundo o superintendente regional da CEF, Ricardo Bier Tróglio, estes convênios demonstram que as coisas em Concórdia não param. – Quando se busca recursos com bons projetos é quase certo de consegui-los – disse. Tróglio adiantou ainda que mais recursos do Governo Federal, que foram aprovados ainda em 2011, estão para serem liberados para o município. Um deles é a liberação de verba, pelo Ministério das Cidades, para conclusão do trecho de acesso ao Contorno Norte pela Fioravante Massolini, no valor de R$ 493 mil.

O prefeito João Girardi acredita que a obra no parque de Exposições será concluída ainda neste ano. – Temos o projeto pronto e o encaminharemos o quanto antes para aprovação da Caixa Econômica e, logo depois, faremos a licitação da obra – completou.


Comente aqui
10 jan13:52

Praça de Alimentação será construída no Parque de Exposições de Concórdia

Na manhã desta terça-feira, o prefeito João Girardi recebeu na sala de reuniões de seu gabinete o superintendente regional da CEF (Caixa Econômica Federal), Ricardo Biertróglio, e o gerente regional da Construção Civil da CEF, Dilso Maximino Deitos para assinatura do contrato no valor de R$ 930 mil para a construção da Praça de Alimentação do Parque de Exposições e para a compra de uma retroescavadeira.

Para o prefeito João Girardi, este é um momento bastante importante. – Com os contratos, já poderemos encaminhar os projetos e brevemente iniciar a obra no parque, que faz parte do nosso planejamento – disse

Para a construção da Praça de Alimentação, que terá um total de 1.500m², a verba de R$ 780 mil vem do Ministério do Turismo, com a contrapartida da Administração Municipal de aproximadamente R$ 320 mil.

A Praça de Alimentação dará suporte para todos os eventos realizados no Parque de Exposições. No total, serão R$ 1.100.0000,00 investidos no Parque.

A compra da retroescavadeira pode ser feita imediatamente, pois o valor de R$ 150 mil já estará na conta da Prefeitura após a assinatura do contrato e conta com a contrapartida de mais R$ 70 mil do Governo Municipal.


Comente aqui
12 dez11:05

Servidores municipais de São Lourenço do Oeste recebem o primeiro vale alimentação

O Governo Municipal pagou na sexta feira, dia 09 de dezembro a primeira parcela do Vale Alimentação à todos os servidores públicos municipais. Cada servidor vai receber anualmente o valor total de R$ 3.250,00 divididos em 13 parcelas, doze parcelas do vale alimentação, mais uma parcela do abono pasqualino.

No dia 22 de dezembro o Governo Municipal pagará também à todos os servidores em efetivo exercício, o abono natalino que será concedido em forma de pecúnia, nos valores de R$ 250,00 até R$ 350,00.

Está agendado também para o dia 19 de dezembro o pagamento do 13º salário integral à todos os servidores, e no dia 21 de dezembro o pagamento da folha do mês de dezembro.


Comente aqui