Apresentação

10 dez07:45

Espetáculo inspirado no filme Mary Poppins é apresentado em Chapecó

Toda a magia, história e dança, do filme Mary Poppins serão apresentados em Chapecó. A escola de dança Ballare teve o filme como inspiração para o espetáculo que será apresentando nesta terça-feira, dia 10 e quarta, dia 11. As apresentações acontecem no Teatro Municipal do Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes, sempre às 20h07. Os ingressos estão à venda na escola.

O espetáculo marca o encerramento das atividades do ano da escola. Os alunos se preparam durante todo o ano para esta apresentação.

Segundo a professora Vanessa, o tema Mary Poppins foi escolhido para o espetáculo desse ano por questões educativas.

- Queria algo que trouxesse uma lição a mais para as crianças e adultos que vão assistir – comentou Vanessa.

Cada estilo de dança representará algum momento do filme. Terá ballet clássico, baby class, dança do ventre, dança de rua, jazz, além de muitas cenas que os próprios bailarinos e alguns atores vai interpretar.


Comente aqui
04 dez14:13

Arte popular brasileira invade o palco do Teatro Municipal Maria Luiza de Matos em Concórdia

O espetáculo Brasilidade, que será apresentado nesta quarta-feira, dia 5, às 20h, no Teatro da Fundação Municipal de Cultura, em Concórdia, reúne professores e alunos das aulas de violão, guitarra, teclado, acordeom e de dança. A entrada é gratuita.

A apresentação tem foco nos grandes compositores da MPB, incluindo Tom Jobim, Chico Buarque, Milton Nascimento, Luiz Gonzaga e Alceu Valença, entre outros.

O evento será também o encerramento das oficinas artísticas da Fundação Municipal de Cultura no ano 2012.


Comente aqui
04 set16:43

Tributo à milonga

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A milonga, estilo musical originado na Espanha e difundido principalmente na Argentina, Uruguai e sul Brasil, é a base do show que será apresentado nesta quarta-feira, a partir das 20 horas, no Lang Palace Hotel, em Chapecó.

O compositor gaúcho Vitor Ramil e o violonista argentino Carlos Moscardini vão apresentar as músicas do disco “délibáb”, lançado em 2010. As 12 faixas foram gravadas em Buenos Aires. Ramil compôs as músicas para versos de poemas de Jorge Luís Borges, escritor argentino que é uma das referências da literatura mundial, e do gaúcho João da Cunha Vargas.

Irmão da dupla Kleiton & Kledir, Ramil, Ramil já produziu nove discos e também é escritor, sendo autor do livro “A estética do frio”.

O show em Chapecó faz parte do projeto Unocultural, que tem como objetivo propiciar ao público do Oeste de Santa Catarina contato com diversas artes e que não estão no cenário atual da mídia.

Em 2012 foram seis shows musicais com artistas de Chapecó, Curitiba e Porto Alegre, além de duas exposições, uma do grupo “Isto Não é Uma Fotografia”, que reúne artistas plásticos de Chapecó, e outra do desenhista Samicler Gonçalves, que também é de Chapecó.

Para o coordenador do projeto Unocultural, Roberto Panarotto, a idéia é oferecer ao público algo diferente do que ele está acostumado.

– Queremos algo diferente, que cause um estranhamento- explicou. A proposta é pela diversidade de manifestações culturais.

Panarotto argumentou que Vitor Ramil tem um foco mais regional, mas que dialoga com o Brasil inteiro. Ele destacou que a milonga, por exemplo, vai além das fronteiras da América do Sul. No disco “délibáb” há ainda a relação entre a música e a literatura.

Além do show, Ramil também participará de uma conversa com artistas e público interessado na Universidade Comunitária Regional de Chapecó (Unochapecó), na terça-feira, às 20 horas. A Unochapecó é a patrocinadora do Unocultural. Para a apresentação de Ramil e Moscardini também houve captação de recursos da Lei Roaunet.

Os eventos são gratuitos e os ingressos para o show de amanhã devem ser retirados com duas horas de antecedência, no Lang Palace Hotel.


Show com Vitor Ramil e Carlos Moscardini

Dia: 5 de setembro, quarta-feira

Hora: 20h

Local: Auditório do Lang Palace Hotel (Rua Nereu Ramos, 1057 E, em Chapecó)

Ingresso: Entrada franca, ingressos são limitados e devem ser retirados no local a partir das 18h


Comente aqui
30 ago09:48

El Baile faz show em Concórdia

O Botequim By Tulipa de Concórdia apresenta nesta sexta-feira dia 31, mais uma super festa. Você já imaginou uma mistura de música eletrônica com gaita ponto? Pois é será essa mescla que os músicos Thiago Zacchi e Fabrício Parisoto de Chapecó irão apresentar no palco principal.

Considerado um dos projetos musicais mais inovadores do Brasil que impressiona aos olhos e ouvidos do público. A dupla promete agitar a galera nesta sexta-feira. Além do mais, imagens inéditas são apresentadas a cada show, cativando a galera e levando todos ao delírio.

- A nossa felicidade é ver que as pessoas que não ouviam música eletrônica, conheceram o El Baile conheceram a nossa música e passaram a curtir o som – comentam os músicos.

Para a empresária Eliana Stempenzinski o som da dupla agrada a todos pela diversidade e dinamismo durante as apresentações.

- Eles são artistas diferenciados no mercado. O som dos meninos é marcante e surpreende a cada apresentação – enfatiza.

A festa também conta com a participação dos DJs Felipe Fuscarini e Osmar Colla de Concórdia. Os ingressos antecipados podem ser adquiridos nos patrocinadores na Lorenci Modas, Nilinho Autocenter, Ciro Lanches, Banca Camargo, Gemelli Papelaria e no Botequim. Primeiro lote R$20.


BALADA El Baile

Horário: 23h

Local: Botequim By Tulipa – Concórdia/SC

Ingressos: R$ 20

Pontos de venda: Lorenci Modas, Nilinho Autocenter, Ciro Lanches, Banca Camargo, Gemelli Papelaria e no Botequim



Comente aqui
20 ago15:45

Projeto Unocultural apresenta show com John Filme

No dia 25 de agosto, aniversário de Chapecó, sobem ao palco da Unocultural, a banda John Filme. A banda Chapecoense fará uma apresentação no Teatro do Sesc, às 20h. A entrada é gratuita, porém é preciso retirar o ingresso no local com uma hora de antecedência.

John filme é um nome próprio. Próprio de uma banda que se reúne para pensar música. Música é um meio de transmitir sensações. Sensações acontecem pela força do sentimento em estado bruto. Fazer música em conjunto, é um eterno compartilhamento de energia e alegria. Esses são os principio básicos que toda banda deveria ter. O que vier depois disso é lucro.

Como todo grupo (musical ou não), nos reunimos por afinidade e elementos em comum. Primeiro veio a amizade e com ela uma parceria musical. Mesmo sem qualquer pretensão, começamos a ensaiar aquilo que gostávamos de tocar. Sempre acompanhados por músicos que admiramos e que nos inspiram. Conforme aumentava a quantidade de referencias que trazíamos pro sótão (local dos encontros e ensaios), crescia também a vontade de ter uma voz própria, uma nome próprio, uma identidade sonora.

Começam a surgir algumas melodias baseadas em pura diversão e energia. A partir daí, externamos algumas criações através de gravações caseiras e alguns amigos puderam partilhar da mesma energia que estávamos expelindo em acordes. Achamos que seria legal compartilhar tudo isso.

Mesmo não explorando as possibilidades poéticas das canções, não nos enxergamos como um trio instrumental. Não aceitamos o rótulo e justificamos de maneiram muito simples. Os ouvintes tem em suas mentes: imagens próprias de universos bem pessoais e ao mesmo tempo pré-estabelecidos. Não queremos guiar ninguém com as palavras, mas queremos um público que tenha a sensibilidade ao interpretar as vibrações sonoras e mecânicas provenientes de objetos de madeira (e não de carne e osso).

Sobre intensos questionamentos e perguntas reflexivas, foi inventada a justificativa disso tudo: John Filme. A expectativa em torno disso é um futuro compromissado com ouvintes de todos os tipos, mas que saibam apreciar boa música.


Integrantes da banda:

Emanuel “Gringo” Perez – Baixo

Fernando Paludo – Bateria

Akira Fukai – Guitarra


Projeto Unocultural – Banda John Filme

Horário: 20h

Local: Teatro do Sesc – Chapecó/SC

Entrada Gratuita


Comente aqui
31 jul13:18

Sonora Brasil apresenta música sacra no Sesc de Chapecó

Nesta quarta-feira, dia 1° de agosto, tem apresentação do Quarteto Colonial, do Rio de Janeiro/RJ, no Teatro do Sesc de Chapecó. A apresentação gratuita, dentro do Projeto Sonora Brasil, será às 20h.

O espetáculo apresenta a música sacra brasileira de concerto, partindo da obra do Padre José Maurício Nunes Garcia (1767 – 1830).

Maior projeto de circulação de música do Brasil, o Sonora Brasil promove o intercâmbio entre grupos de diversas partes do Brasil, visando à formação de plateia. Este ano, com o tema Sagrados Mistérios: Vozes do Brasil, traz a Santa Catarina o cancioneiro religioso brasileiro, através de quatro grupos musicais que representam as festividades religiosas e a música sacra.


Sobre o Quarteto Colonial

A expressão “música sacra” designa a música erudita da tradição religiosa judaico-cristã, mas em sentido mais amplo também relaciona a música religiosa presente em cultos de outras religiões. Encontra-se essa denominação desde a Idade Média, quando se buscou definir uma forma distinta para as composições relacionadas às missas e outras práticas religiosas, tendo o canto gregoriano como uma de suas expressões mais antigas e reconhecidas.

Em todos os períodos da história da música ocidental encontramos exemplos de repertório composto para a função religiosa ou para concertos a partir das referências dessa música funcional. Palestrina, Monteverdi, Vivaldi, Bach, Mozart, Gounod, Penderecki e tantos outros podem ser citados como exemplos em âmbito mundial. No Brasil, Lobo de Mesquita, Padre José Maurício Nunes Garcia, Camargo Guarniere, João Guilherme Ripper, Ernani Aguiar e Almeida Prado são destaques.

Os salmos, os motetes, as missas e os réquiens, principais formas representativas da música sacra, tinham na voz um elemento fundamental em sua representação. Coros e solistas interpretavam os textos bíblicos sobre os quais eram compostas as músicas que acompanhavam as partes das missas. Muitas igrejas tinham seus músicos residentes, que compunham novas músicas regularmente, especialmente para os ciclos da Semana Santa, o que fez com que o repertório de músicas sacras alcançasse volume expressivo de obras ao longo da história. O mais ilustre compositor que um dia assumiu essa função foi Johann Sebastian Bach e, no Brasil, o grande destaque foi o Padre José Maurício.

O Quarteto Colonial, formado por Doriana Mendes, Daniela Mesquita, Geilson Santos e Luiz Kleber Queiroz, apresenta no projeto Sonora Brasil a música sacra brasileira de concerto, partindo da obra do Padre José Maurício Nunes Garcia (1767 – 1830), que foi mestre de capela da Sé do Rio de Janeiro e, posteriormente, da Capela Real, passando por compositores de vários períodos até chegar nos da atualidade.


Repertório Musical

Divertimentos harmônicos – (Luis Álvares Pinto 1719/ 1789)

Quae Est Ista

Eficcieris Grávida

Oh! Pulcchra Es, Et Decora

Cum appropinquaret (dominica in palmis) – (José Joaquim Emerico Lobo De Mesquita 1746/ 1805)

Obras para a Semana Santa (Padre José Maurício Nunes Garcia (1767/1830)

Gradual Para Domingo De Ramos – S.D.

Domine Jesu – S.D.

Domine Tu Mihi Lava Pedes

Improperium Espectavi – S.D.

O salutaris hostia – (Alberto Nepomuceno 1864/1920)

Ave Maria Nº 17 – (Heitor Villa-Lobos 1887/1959)

Kyrie (da Missa Ferial) – (Osvaldo Lacerda 1927)

Categiró – (Ernst Mahle 1929 e Cassiano Ricardo 1895/1974)

Procissão da chuva – (Cacilda Borges Barbosa 1914 / 2010 e Wilson Rodrigues)

Pater Noster – (Antônio Vaz 1935/2005)

Kyrie – (Caio Sena 1959)

2ª Ladainha – (Antônio Vaz 1935/2005 e Cassiano Ricardo 1895/1974)

Sacra Cantilena – (João Guilherme Ripper 1959)

Alleluia

Oratio (texto de Maria Lucia Vianna)

Psalmos Brevis

Réquiem (Do Tríptico) – (Alexandre Schubert 1970)



01/08 – quarta-feira

MÚSICA SACRA Quarteto Colonial – Projeto Sonora Brasil

Horário: 20h

Local: Teatro do Sesc – Chapecó/SC

Entrada Gratuita [é preciso retirar os bilhetes com uma hora de antecedência na secretaria do Sesc]


Comente aqui
18 jul15:44

Tributo aos Mamonas Assassinas em Concórdia

Nesta sexta-feira, dia 20 de julho, a Banda Costa Oeste de Concórdia irá interpretar os maiores sucessos da Banda Paulista Mamonas Assassinas. Além de tocar rock e pop rock os meninos também buscam inovar no repertório. Por isso, trazem para o Botequim By Tulipa uma super festa ao som das letras irreverentes dos Mamonas.

Os Mamonas como eram conhecidos surgiram na década de 1990 e arrancaram gargalhadas por onde passaram. Com letras engraçadas e figurinos nem um pouco convencionais os músicos, Dinho, Bento, Júlio, Samuel e Sérgio deixaram sua marca estampada no coração de milhões de brasileiros.

No repertório sucessos como: Pelados em Santos, Robocop Gay, Vira-Vira, Lá vem o Alemão e Sabão Crá-Crá. Arlinda Mulher, Jumento Celestino, Sábado de Sol, Mundo Animal e Chopis Centis também estão na lista das canções prediletas do público.

- Os Mamonas foram um fenômeno jamais esquecido pela população brasileira. Em menos de dez meses eles ganharam o respeito e carinho das pessoas – comentou a empresária, Eliana Stempenzinski.

Ingressos antecipados no valore de R$10 reais estão a venda com os integrantes da Banda Costa Oeste ou no Calderolli Lanches em Concórdia.


SHOW Banda Costa Oeste – Tributo aos Mamonas Assassinas

Horário: 23h

Local: Botequim By Tulipa – Concórdia/SC

Ingressos: R$ 10

Pontos de venda: Calderolli Lanches em Concórdia


Comente aqui
04 jul12:39

“Fascinação Bar” no teatro da Fundação Municipal de Cultura em Concórdia

Será realizada nesta quinta-feira, dia 5 de julho, mais uma edição do Projeto Quinta Maior no Teatro da Fundação Municipal de Cultura em Concórdia. A apresentação do espetáculo “Fascinação Bar III”, será às 20h.

Segundo a superintendente da Fundação municipal de Cultura, Sandra Roman, participam do evento profissionais da música que se reúnem para interpretar um repertório de clássicos da Música Popular Brasileira. A entrada é franca.

Serão apresentados arranjos vocais e instrumentais, privilegiando os instrumentos acústicos tais como violão nylon, violão aço, baixolão, saxofone e percussão. Integram o espetáculo os professores Nery Dick, Ediee Luiz Rigotti, Fábio Jean D’Ávila dos Santos, Renata Fortes Gaertner e alunos das Oficinas Artísticas de Teatro da Fundação Municipal de Cultura de Concórdia.


Comente aqui
25 jun14:32

Projeto Unocultural tem show da banda V´Yes

A banda V’YES, da cidade de Chapecó formada de maneira inusitada no princípio de 2009 por quatro acadêmicos de medicina, em uma das muitas conversas na universidade, descobriram em comum uma paixão mais do que acadêmica, um encanto pela música e suas variadas manifestações. Reunidos inicialmente na garagem, seguindo a cartilha ao pé da letra, Tiago Flores (baixo e voz), Leonardo Carbonera (teclados e voz), Ronaldo de Oliveira (guitarra) e João Lajús (bateria) comentavam sobre o destino ter colocado um músico de cada instrumento na mesma sala e no mesmo ano da faculdade, com tamanha paixão pela música.

Alguns meses após os primeiros ensaios surgiu a primeira canção, intitulada “Pra onde é que foi”, e pintou a idéia de ver como ela ficaria gravada. Na mesma fornada, vieram as canções “Morena”, “Epílogo” e “Confissão”. A coisa foi ficando séria. Para a gravação da música “Morena”, a banda incorporou o baterista Rafael Tagliari, fechando o quinteto, assumindo o posto de João Lajús que passaria para violão e voz, assumindo a composição das músicas.

No início de 2011 ficou pronto o primeiro álbum da V’YES, intitulado “Tudo está de volta em seu lugar”, que conta com 10 canções próprias, misturando os mais variados estilos, desde MPB e pop rock nacional, ao samba rock e o rock inglês, sempre fazendo valer essa mistura de escolas.

A banda chapecoense fará apresentação dentro do Projeto Unocultural no dia 1º de julho. A apresentação está marcada para as 20h, no Teatro do Sesc em Chapecó. A entrada é gratuita.


Projeto Unocultural – banda V´Yes

Domingo, 1º de julho

Horário: 20h

Local: Teatro do Sesc em Chapecó

Entrada gratuita [é preciso retirar os bilhetes com uma hora de antecedência]


Comente aqui
19 jun15:07

Cinema do Shopping Pátio Chapecó conta com mais uma sala em 3D

O Cinema Arcoplex do Shopping Pátio Chapecó conta com mais uma sala 3D. Com isso, são duas salas para exibição de imagens em três dimensões, as únicas da região Oeste de Santa Catarina, e outras duas para exibições em 2D.

A nova sala 3D, que abriu no dia 7 de junho, apresenta o filme Madagascar 3. Nas quartas-feiras, a entrada nas salas 3D tem o valor de R$ 18 e a meia entrada de R$ 9, enquanto nas salas 2D o valor especial é de R$ 13 para a inteira e de R$ 6,50 para a meia entrada.

O interesse e a aceitação por parte do público motivaram a Arcoplex a implantar a nova sala 3D, para cada vez mais proporcionar as melhores condições de exibição, conforto e novidades para os apreciadores do cinema.

As quatro salas de cinema tem a capacidade total para cerca de mil lugares, com tecnologia, qualidade e som digital. A programação dos filmes, os horários das sessões e os valores dos ingressos você encontra no link Cinema na capa do clicRBS Chapecó.

Nesta quinta-feira, dia 21, não haverá exibição de filmes no Cinema Arcoplex Shopping Pátio Chapecó.


Comente aqui