Atlético de Ibirama

09 abr09:33

Ex-jogadores da ACF complicam o Verdão

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Depois de dois anos sem perder em casa pelo Campeonato Catarinense a Chapecoense foi derrotada ontem por 3 a 2, para o Atlético Hermann Aichinger, e perdeu a chance de classificar antecipadamente para as semifinais. Agora terá pelo menos empatar com o Criciúma, na última rodada, em casa. O Atlético entrou na briga pela classificação no Catarinense, embora com poucas chances, e também pode conseguir a vaga para a Série D do Campeonato Brasileiro.

Desde março de 2010, quando levou 3 a 1 do Avaí, a Chapecoense não era derrotada em casa. Para derrotar a Chapecoense nos seus domínios o Atlético utilizou cinco ex-jogadores da Chapecoense: Sagaz, Silvio Bido, Fabrício, Adriano e Santos. Até o técnico, Giovani Nunes, já atuou no Oeste no início dos anos 2000.

Eles sabiam como se deve atuar no Índio Condá. –Nós conhecemos as dimensões do campo e que aqui é pressão os 90 minutos- disse o ala Santos, que foi campeão pela Chapecoense em 2007. Ele fez a base no time do Oeste, onde atuou até 2009.

-Sempre gostei de jogar aqui- disse. Gosta tanto que, aos dois minutos, abriu o marcador para o Atlético, surpreendendo os cerca de quatro mil torcedores que esperavam assistir a classificação antecipada da Chapecoense. O time visitante se sentia em casa. Afinal meio time já tinha atuado ao som daquela torcida. E aos 19 minutos, Mateus driblou Fabiano e fez 2 a 0.

O gol de João Paulo, dois minutos depois, reacendeu a esperança de quem realmente era o time da casa. E o empate veio aos 30 minutos, com Eliomar, cobrando pênalti. O Índio Condá ferveu. Parecia que o gol da vitória era questão de tempo.

Mas quem voltou melhor para a segunda etapa novamente foi a equipe do Vale. E o ala Sagaz, que deixou o clube no início do ano, acabou fazendo uma bela jogada pela direita e deu um forte chute que desviou em Matozinho e acabou enganando Rodolpho.

A torcida não perdoou Sagaz e o xingou como se fosse um Judas quando foi substituído. –Agora estou focado no Ibirama e tenho que pensar na minha carreira- declarou, ao final do jogo. –Estamos na briga pelo quadrangular final e pela Série D do Brasileiro- comemorou o técnico Giovani Nunes.

Na Chapecoense, o clima foi de lamentação. –Tivemos muitas oportunidades que não fizemos e o futebol castiga- disse o goleiro Leonardo, que recebeu o apelido de Jesus pela barba e a cabeleira. No domingo de Páscoa, nem ele salvou o time da casa.


Comente aqui
07 abr15:00

Catarinense: Chapecoense x Atlético de Ibirama

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A vaga antecipada na semifinais do Campeonato Catarinense é a meta da Chapecoense no confronto deste domingo, contra o Atlético de Ibirama, a partir 16 horas, no Índio Condá. Com 30 pontos na tabela, o time do Oeste garante uma das vagas por índice técnico com mais três pontos.

- É o jogo do ano- avaliou o técnico da Chapecoense, Itamar Schulle, que venceu quatro dos cinco jogos em que comandou o Verdão do Oeste. Schulle disse que os resultados obtidos até agora apenas serviram para dar condições de decidir a vaga agora.

Por isso o clima é de concentração total. Para este jogo o treinador terá pelo menos dois desfalques. O goleiro Nivaldo sentiu uma lesão na coxa e o meia Neném está suspenso. Será a primeira partida do ano sem a presença dos dois.

No gol, o goleiro campeão do ano passado, Rodolpho, está de volta. Resta saber se ele está na mesma forma. No meio, o mais cotado para assumir a vaga de Neném é Eliomar, que vem sendo um curinga no time. Ele vinha atuando de ala nos últimos cinco jogos, atuou como atacante contra o Camboriú e também já foi meia contra o Avaí e Brusque.

Eliomar disse que sua posição de origem é atacante. Mas já fez a função de meia nos quatro anos que atuou na Croácia, pelo Medimurje e Istra, e também no Guarani de Sobral. Para ele o que vale é estar em campo e ajudar o time a conquistar a classificação. Melhor ainda se lembrar os velhos tempos e fizer um gol.


MINUTO A MINUTO


FICHA TÉCNICA

Chapecoense

Rodolpho; Fabiano, Dema e Leonardo; Rafael Mineiro, Diego Teles, Diogo Roque, Eliomar, Athos e Esquerdinha; João Paulo

Técnico: Itamar Schulle


Atlético de Ibirama

Giovani; João Rodrigo, Vitor Hugo, Silvio Bido e Santos; Dinho, Fabrício, Matozinho e Maicon (Michel); Adriano e Mateus

Técnico: Giovani Nunes


Horário: 16h

Arbitragem: Célio Amorim, auxiliado por Juliano Fernandes da Silva e Éder Alexandre

Local: Estádio Índio Condá, em Chapecó

Ingressos: R$ 30 (Geral), R$ 40 (Cobertas), R$ 60 (Cadeiras). Mulheres, estudantes, aposentados e crianças entre 8 e 12 anos pagam meio ingresso.

Comente aqui
07 abr09:03

Domingo, dia de torcer pelo Verdão!

Neste domingo a Chapecoense recebe na Arena Condá o Atlético de Ibirama. O jogo será às 16h do domingo de Páscoa, dia 8 de abril, na Arena Condá.

Torcedor vamos lotar a Arena e torcer pelo Verdão.

Os ingressos para a partida estão a venda no Palácio dos Esportes, Maidana Esportes, Posto de Marco e Sensação do Mate do Shopping Pátio Chapecó.

Os valores serão os seguintes:

Cadeiras: R$ 60

Cobertas: R$ 40

Geral: R$ 30

Nesta partida, mulheres, aposentados, crianças de 8 a 12 anos e estudantes pagam meio ingresso.



Comente aqui
05 abr14:51

Definida arbitragem de Chapecoense x Atlético de Ibirama

A Federação Catarinense de Futebol divulgou o trio de arbitragem para Chapecoense x Atlético de Ibirama.

O árbitro Célio Amorim será auxiliado por Juliano Fernandes da Silva e Eder Alexandre.

Comente aqui
05 abr11:48

Chapecoense treina no feriadão de Páscoa

Nada de folga para os atletas da Chapecoense no feriadão de Páscoa. A equipe comandada por Itamar Schulle segue forte o ritmo de treinos.

No domingo a Chapecoense recebe o Atlético de Ibirama, na Arena Condá pela oitava rodada do Campeonato Catarinense. A partida será no domingo, dia 8, às 16h.

Nesta quinta-feira os trabalhos iniciam a partir das 15h na Arena Condá.


Horários de treinamento no feriadão

Sexta-feira, dia 6, a equipe treina também a partir das 15h. o local ainda não foi definido.

No sábado pela manhã a equipe treina pela manhã. Os trabalhos acontecem a partir das 9h na Arena Condá.


>> Os ingressos para a partida já estão à venda.

Comente aqui
23 fev11:47

Jogadores já estão em Chapecó e devem se reapresentar às 16h

Depois de um jogo confuso e um empate em 2 a 2 com o Atlético de Ibirama, os jogadores da Chapecoense viajaram mais de 7 horas. Eles chegaram por volta das 11h em Chapecó.

Os jogadores devem se reapresentar nesta tarde, a partir das 16h, na Arena Condá.

A equipe comandada por Gilberto Pereira perdeu a liderança da competição. O Verdão está com 17 pontos,  mesmo pontuação do Figueirense, que tem maior saldo de gols.

O último jogo do turno será contra o Criciúma, no domingo, dia 26, a partir das 17h.

Comente aqui
22 fev23:58

Chapecoense perde a liderança com empate em Ibirama

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Num jogo de muita confusão Atlético e Chapecoense empataram por 2 a 2, em Ibirama. Com o resultado a Chapecoense foi a 17 pontos mas perdeu a liderança para o Figueirense no saldo de gols.

Quem saiu na frente foi o time da casa, num lance polêmico, aos três minutos. Santos cobrou a falta e Mateus desviou para o gol. A Chapecoense reclamou que o jogador do Atlético teria desviado a bola com a mão.

O gol abateu o time visitante que errou bastante. Mas, com a expulsão de Mateus, aos 27 minutos, a Chapecoense tomou o domínio da partida. Gustavo e Tiago Cavalcanti tentaram mas o goleiro Giovani defendeu.

Na segunda etapa o jogo continuou quente fora e dentro de campo. Matozinho, do Atlético, e Diego Teles, da Chapecoense, foram expulsos. A Chapecoense continuou criando chances. Giovani mandou para escanteio outro chute de Tiago Cavalcanti.

Até que o gol de empate saiu, aos 20 minutos, com Souza, de cabeça, aproveitando uma cobrança de escanteio de Gustavo. A alegria do time do Oeste não durou muito. Santos, ex-jogador da Chapecoense no título de 2007, fez uma bela cobrança de falta e colocou o time de Ibirama em vantagem: 2 a 1.

Mas a Chapecoense não desistiu. E de tanto insistir conseguiu o gol de empate aos 29 minutos, com Gustavo. Os jogadores da Chapecoense ainda reclamaram um pênalti não marcado em Tiago Cavalcanti.

E João Paulo quase deu a vitória para o time do Oeste mas parou nas mãos de Giovani. Na última rodada a Chapecoense enfrenta o Criciúma, no Heriberto Hülse, no domingo. O Atlético também joga fora, contra o Marcílio Dias.


FICHA TÉCNICA

ATLETICO-IB-2

Giovani; Sagaz, Alemão, Jaílson, Santos; Xipote, Fabrício, Maicon (Matozinho), Mateus; Adriano (Gilmar), Rogério (Felipe).

Técnico: Giovani Nunes


CHAPECOENSE-2

Nivaldo; Fabiano (Marcelinho), Leonardo (Marcos Alexandre), Souza; Gustavo, Diogo Roque, Diego Teles, Neném, William (João Paulo), Jean Carlos, Tiago Cavalcanti.

Técnico: Gilberto Pereira


Gols: Mateus(A), aos 3 minutos do primeiro tempo. Souza (C), aos 20 do segundo tempo, Santos (A), aos 23 minutos e Gustavo (C), aos 29 minutos.


Cartões amarelos: Jaílson e Rogério (A); Jean Carlos, Diogo Roque, João Paulo e Tiago Cavalcanti (C).

Expulsões: Mateus (A), aos 23 minutos do primeiro tempo, Diego Teles (C) e Matozinho (A), aos sete minutos do segundo tempo.


Arbitragem: Rodrigo D’Alonso Ferreira, auxiliado por José Roberto Larroyd e André Eduardo Silveira.

Local: Estádio Hermann Aichinger, em Ibirama


1 comentário
22 fev09:35

Chapecoense pode conquistar o turno

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Uma combinação de quatro resultados na rodada de hoje à noite do Campeonato Catarinense pode dar o título antecipado do turno para a Chapecoense. Para isso a Chapecoense tem que vencer o Atlético em Ibirama e torcer para tropeços de Avaí, Figueirense e Metropolitano. Não é uma combinação muito fácil. Mas que a possibilidade existe, existe.

A Chapecoense viajou ontem logo após o meio dia com destino a Ibirama. O técnico Gilberto Pereira espera um jogo em que as duas equipes vão jogar pra cima, pois ambas precisam da vitória na luta pelo título do turno. –É o jogo mais importante do turno, um a final de campeonato- comparou o treinador.

Pereira disse que o time tem que aproveitar o fato de estar na liderança, para tentar se manter no topo e, quem sabe, conquistar o título. –Não podemos deixar passar essa chance- avaliou. Para ele, só quem vencer a partida de hoje continua na briga. –Quem perder tem que focar no returno- declarou.

O treinador da Chapecoense considerou positiva a parada de 10 dias no campeonato, para tentar melhorar alguns aspectos do time, que vem de dois tropeços, contra Joinville e Metropolitano.

Para a partida de hoje o treinador não poderá contar com o lateral esquerdo Esquerdinha, que sentiu uma lesão muscular no jogo contra o Metropolitano. William deve voltar ao time titular.

A lateral-direita também deve ter mudanças. O até então titular, Gilberto Matuto, não teve boa atuação contra o Metropolitano e dará vaga para Gustavo, irmão de Marquinhos Santos. Ele já atuou em algumas partidas como volante e agora terá uma chance na ala.

A terceira mudança do time será no ataque. Jean Carlos, recuperado de lesão, que entrou no segundo tempo da partida contra o Metropolitano, começa sua primeira partida como titular. Ele deve entrar no lugar de Tiago Cavalcanti. Com isso a Chapecoense ganha em velocidade e movimentação. Jean Carlos, ao lado de Nivaldo e o goleiro reserva Juliano, foi campeão em 2007 e 2011.



Combinações para o Título antecipado da Chapecoense no turno

Chapecoense ganha do Atlético

Avaí perde para o Joinville

Figueirense não vence o Brusque

Metropolitano não vence o Criciúma



Ficha do jogo


ATLÉTICO-IB

Giovani; Sagaz, Alemão, Jaílson (Xipote),Santos; Xipote (Michael), Fabrício, Matozinho, Maicon; Adriano, Rogério (Mateus).

Técnico: Giovani Nunes



CHAPECOENSE

Nivaldo; Fabiano, Leonardo, Souza; Gustavo, Diogo Roque, Diego Teles, Neném, Willian; Jean Carlos, João Paulo.

Técnico: Gilberto Pereira


Arbitragem: Rodrigo D’Alonso Ferreira, auxiliado por José Roberto Larroyd e André Eduardo da Silveira

Local: Estádio Hermann Aichinger, em Ibirama

Horário: 22h


Comente aqui
21 fev10:26

Esquerdinha não viaja para Ibirama

O lateral Esquerdo, Esquerdinha não foi relacionado para a partida desta quarta-feira, contra o Atlético de Ibirama, em Ibirama, pela penúltima rodada do turno.

Ele sentiu dores musculares, ainda antes da partida contra o Metropolitano, e passou por exames.

>> Chapecoense aposta no bom retrospecto do Catarinense


O técnico Gilberto Pereira relacionou 18 atletas para a partida. Confira quem foi convocado:

Nivaldo

Juliano

João Paulo

Marcelinho

Nicolas

Marcos Alexandre

Wanderson

Rafael Lima

Jean Carlos

Neném

Tiago Cavalcanti

Diego Teles

Diogo Roque

Willian

Leonardo

Souza

Fabiano

Gustavo


A partida será transmitida pela RBS TV, a partir das 22h, logo após o Big Brother Brasil.

Comente aqui
21 fev10:03

Chapecoense aposta no bom retrospecto do Catarinense

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A Chapecoense está curtindo o Carnaval na liderança do Catarinense. Mas a vantagem para o Avaí é de apenas um ponto, o Figueirense está na cola e o time do Oeste vai decidir o turno longe de seus domínios. São dois jogos, contra o Altético, em Ibirama, e Criciúma, no Heriberto Hülse.

Resta saber se o time de Gilberto Pereira tem cacife para garantir o título fora de casa. Nos últimos cinco anos, a Chapecoense tem crescido nos momentos decisivos. No ano passado, sob o comando de Mauro Ovelha, só conquistou o título graças a uma campanha formidável no returno, que garantiu as partidas decisivas no Condá, com a vantagem do empate. Nas últimas duas rodadas a Chapecoense tinha que vencer o Concórdia e o Brusque fora de casa, para não ser ultrapassado pelo Figueirense, e cumpriu a missão.

Em 2007 o time largou mal e depois fez uma campanha memorável, com 19 jogos sem perder. O atacante Jean Carlos, que estava em toda a campanha de 2007 e chegou na fase final de 2011, lembra que um dos jogos mais importantes foi contra o Atlético, em Ibirama. O Criciúma seria campeão antecipado se vencesse o returno. A Chapecoense venceu o Atlético por 3 a 2, em Ibirama, com um gol nos descontos.

Agora o Atlético novamente está no caminho da Chapecoesne, em mais uma partida decisiva. E Jean Carlos deverá iniciar sua primeira partida como titular em 2012 justamente em Ibirama. Ele tem boas lembranças de lá. E confia que a Chapecoense pode buscar o título do turno fora de casa.

O meia Neném, que foi campeão com a Chapecoense em 2011, confia no peso da camisa verde.

– A Chapecoense é um time de tradição que cresce nos momentos decisivos- avaliou.

Ele lembrou que, em 2009, o time precisava vencer o Avaí na Ressacada para chegar na final. E conseguiu bater o Leão em seus domínios, por 1 a 0. O único problema é que, na final, o Avaí cobrou a conta com juros e correção monetária, num histórico 6 a 1 com show de Marquinhos.

Neném disse que agora é o momento dos jogadores mais experientes do time “chamarem” a responsabilidade.

– Temos dois jogos importantes que podem nos dar uma boa vantagem- explicou o meia, sobre a possibilidade de classificação antecipada para as semifinais.

Para isso o time conta também com o experiente Nivaldo, de 37 anos, que já passou pelo sucesso dos dois títulos catarinenses de 2007 e 2011, da conquista da vaga na Série C e também das “amareladas” diante dos times mineiros no nacional.

O técnico Gilberto Pereira sabe que os confrontos são difíceis e não quer criar um clima de otimismo junto à torcida. Mas acredita que seu grupo tem potencial de chegar no título do turno. Ele avaliou que a parada do Carnaval é um bom momento de corrigir o rumo do time, que venceu as cinco primeiras partidas e agora vem de dois tropeços. Ele também quer fazer parte positiva da história da Chapecoense.

Comente aqui