Aurora

20 fev15:25

Fundação Aury Luiz Bodanese empossa novos dirigentes em Chapecó

A Fundação Aury Luiz Bodanese apresenta nesta quinta-feira, 23, às 19 horas, na sede campestre da CDL Chapecó, no Rodeio Chato, o balanço das ações desenvolvidas nos últimos quatro anos. Na ocasião, também serão empossados o Conselho Curador, o Conselho Fiscal e a Diretoria Executiva para gestão de quatro anos, período de 2012 a 2016.

Integram o Conselho Curador o presidente Neivor Canton, a secretária Paula Daiane Bortoluzzi Klauck e os membros efetivos Marcos Antônio Bedin, Caciano Capello, Diane Regina Ditz Wanzuit, Viviane Cristina Pottker Padilha e Nelson Paulo Rossi. Os suplentes são: Denise Fátima Brzozowski, Rodicler Cerezoli Bortoluzzi e Antonio Wanzuit.

O Conselho Fiscal é composto pelos conselheiros efetivos Jaqueline Schimit, Maria Elizabeth Mezzaroba e Luciana Simon. Os suplentes são Celso Capellaro e Arley César Castagnera.

Na diretoria executiva permanecem a presidente Isabel Cristina Trierveiler Machado, a diretora administrativa financeiro Marli Kavalerski Merlo e a diretora operacional Sonara Bergamo Ramos.

A Fundação atua com base em nove programas: Vivendo Saúde, Atitude Agora, Amigo Energia, Contação de História, Família é Tudo, Projeto Dança, Projeto Canto Coral, A Turminha da Reciclagem e o Centro de Memória Fundação Aury Luiz Bodanese.

Os recursos são provenientes da Coopercentral Aurora (Aurora Alimentos). Nestes projetos a Fundação conta ainda com parceiros como o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop) de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, do Grupo de Apoio a Prevenção à AIDS (GAPA), além de cooperativas e outras instituições como apoiadores.

Com a missão de “valorizar o ser humano e contribuir para o exercício da cidadania”, a Fundação atende funcionários, familiares, crianças, adolescentes e comunidade. De acordo com a presidente da Fundação, Isabel Machado, em quatro anos foram beneficiadas 268.737 pessoas. – Desempenho que comprova a importância da atuação social, cultural e ambiental da instituição – completou.



Comente aqui
07 fev15:26

Fundação Aury Luiz Bodanese abre inscrições para o projeto dança em Chapecó

A Fundação Aury Luiz Bodanese abriu nesta segunda-feira as inscrições para novas turmas do projeto “Dança” voltado para crianças e adolescentes. A iniciativa oportunizará acesso à linguagem e manifestação artística da dança. Em 2011, o projeto beneficiou aproximadamente 140 pessoas e, para este ano, a intenção é ampliar o número de atendimentos.

As inscrições são abertas a comunidade e podem ser feitas a partir desta segunda-feira até quinta-feira (9), (8 na unidade Aurora saída para Guatambu e dias 7 e 9 no ginásio da Aurora Matriz). A presidente da Fundação, Isabel Machado, explica que é necessária a cópia do documento da criança e presença de um adulto responsável.

O projeto Dança visa proporcionar espaços onde o aluno vivencie a linguagem corporal e de movimento atribuindo elementos da arte e da educação. Além disso, a iniciativa valoriza a individualidade e a história corporal de cada aluno, contextualiza os diversos estilos de dança com o momento histórico individual, desenvolve aspectos físicos, sociais e culturais pertinentes à atividade e proporciona a troca de experiências.

De acordo com a professora Jucinéia Zantedeschi, as aulas iniciarão na próxima segunda-feira (13) no FACH I e na terça-feira (14) na Matriz. O encerramento está previsto para 14 de dezembro. – Para este ano, serão desenvolvidas as temáticas cooperação, sustentabilidade, cidadania, família e comunidade – complementa.


Atividade

A Fundação Aury Luiz Bodanese mantém dois espaços para as atividades de dança duas vezes por semana em cada local, um na região da Efapi e outro na sede da empresa Aurora Alimentos. As aulas para as crianças têm duração de 1h15 e para os adolescentes de 1h30.

Além dos ensaios, as crianças e adolescentes integram atividades complementares, a cada dois meses, como conversa informal, trabalho com a equipe, encaminhamento para atendimento psicológico e realização de outras atividades (A Turminha da Reciclagem, Cinema da Prevenção e passeios).

Comente aqui
02 fev10:05

Primeiro embarque de carne para China

A Coopercentral Aurora, uma das poucas empresas brasileiras de processamento de carnes habilitadas a exportar para a China, faz no próximo dia 9 de fevereiro o primeiro embarque de carne suína para aquele país.

O anúncio foi feito pelo presidente Mário Lanznaster, mas a empresa não revelou o valor da primeira transação comercial concretizada.

A primeira remessa é constituída de 120 toneladas (cinco contêineres) de diversos itens de cortes suínos com e sem osso que embarcam nos dias 8 e 9 no porto de Itajaí com dois destinos: uma parte ficará no porto de Shangai e outra parte no porto de Yantian. O transit time (tempo para chegada do navio no destino) é de aproximadamente 37 dias.

- Esse é o primeiro negócio e, gradativamente, serão definidos os itens de melhor aceitação, bem como o padrão de cada corte, de acordo com as orientações de nossos clientes chineses – observou o gerente de comércio exterior Dilvo Casagrande.

Para chegar ao primeiro embarque, a empresa criou ainda em 2011 uma estrutura especial para atender as especificidades do país importador. Uma delas é o sistema de rastreabilidade da produção que tem origem no campo até o produto final a ser exportado.

Um grupo de 35 propriedades rurais do oeste catarinense foi selecionado pela Aurora, homologado pela Cidasc com protocolo de produção aprovado pelo Serviço de Inspeção Federal do Ministério da Agricultura. Uma fábrica de rações da CooperAuriVerde (cooperativa filiada à Coopercentral Aurora) está processando ração específica para abastecer os plantéis.

Os animais prontos são conduzidos para a unidade industrial de Chapecó (FACH1) onde está programado o “turno dedicado”: em um dia a cada quinzena, o frigorífico abate cerca de 4600 suínos que geram 200 toneladas de produtos embalados, congelados e estocados para o mercado chinês. O abate segregado iniciou em 9 de janeiro. Essa produção é integralmente destinada à China e, conforme evoluírem os negócios, o abate será ampliado para mais dias na quinzena.

Casagranda lembra que a China somente consumia a carne brasileira através das importações via Hong Kong. A partir de 2009 passou a comprar diretamente produtos de frango e, em abril de 2011, com o acordo firmado pela presidente Dilma Rousseff, a exportação de carne suína direta Brasil/China foi autorizada, mas exigiu um árduo trabalho de diversos setores da empresa para adequar o processo ao protocolo exigido.

Nesse novo estágio, a China passa a comprar direto do Brasil, que poderá incrementar as vendas, oferecer volumes e cortes mais específicos para a demanda chinesa e entrar no país mais populoso, com renda emergente, que prevê aumentar o consumo de carne nas próximas décadas.


Frango

A Aurora já exporta frango para o mercado chinês: em 2009 as plantas de aves de Maravilha e de Quilombo receberam a aprovação para a exportação para a China Continental, após anos de negociação entre os dois países, que culminou com a habilitação de 23 plantas brasileiras a exportar para aquele mercado.

Em outubro de 2010, uma comitiva chinesa visitou oficialmente as agroindústrias no Brasil, e a Aurora foi classificada para exportação de carne suína diretamente à China continental através do SIF 3548 que identifica o FACH1 (Frigorífico Aurora Chapecó).


Comente aqui
31 jan12:11

Coopercentral Aurora anuncia reabertura da unidade em Joaçaba

A diretoria da Coopercentral Aurora anunciou hoje, em Chapecó, a decisão de investir cerca de R$ 40 milhões para a reabertura da indústria de abate de suínos do município de Joaçaba. A unidade, inaugurada em 2002, teve suas atividades paralisadas em 2009 em consequência da crise financeira internacional.



Os diretores Neivor Canton, Mário Lanznaster e Marcos Antônio Zordan.



Em entrevista coletiva, o presidente Mário Lanznaster, o vice-presidente Neivor Canton e o diretor de agropecuária Marcos Antônio Zordan comunicaram que a reabertura foi aprovada pela assembleia geral, reunida na segunda-feira, dia 30, ocasião em que as 13 cooperativas filiadas autorizaram o emprego de parte dos resultados financeiros líquidos de 2011 para essa finalidade.

Os investimentos serão necessários para duplicar a capacidade de abate de 1100 para 2200 suínos/dia, instalar sala de cortes para exportação e ampliar a capacidade de congelamento.

Por outro lado, os governos do Estado e do Município farão a perfuração de poços profundos para dobrar a oferta de água potável na indústria e construirão uma tubulação de 4,5 km para o despejo dos efluentes (tratados) no rio Caraguatá.

A efetiva reabertura está prevista para o final de 2013. – Vamos dar um impulso à economia do meio-oeste catarinense – destacou Lanznaster. A indústria injetará na economia regional, em suas diversas fases, de R$ 4 milhões a R$ 8 milhões mensais em salários, matérias-primas, insumos, impostos e fornecedores.

Quando a produção foi suspensa, em 2009, a unidade de Joaçaba mantinha 218 empregos diretos. Agora, com a retomada e os investimentos, a força de trabalho chegará a 600 postos de trabalho.

A indústria de suínos da Aurora em Joaçaba começou a ser edificada em fevereiro de 2001, foi inaugurada em abril de 2002 e paralisada em abril de 2009. Ocupa área de 20 hectares do Distrito Industrial de Joaçaba (à margem da rodovia BR 282) e constitui-se de planta industrial de 15.000 metros quadrados de área coberta, com capacidade para industrializar 200 suínos por hora.

A planta industrial inclui portaria, administração, vestiários e refeitório, pocilgas, linha de abate, resfriamento, congelamento, estocagem e expedição. A linha de abate é formada pelos setores de choque, sangria, escaldagem, depilação e chamuscador.

O sistema de tratamento de efluentes compõe-se de sete lagoas de decantação, peneiras, decantadores e flotadores. A água é captada em riacho e em poço profundo, armazenada em lago artificial para ser utilizada no processo industrial; após, é novamente tratada e devolvida ao riacho.

A Prefeitura de Joaçaba contribuiu com a doação do terreno e o governo estadual com outros incentivos fiscais e materiais.


Base produtiva

Para viabilizar o suprimento de matéria-prima, as cooperativas filiadas da Coopercentral Aurora que atuam em Santa Catarina expandiram a base produtiva e incrementaram a assistência técnica e a extensão rural para suprir a demanda de animais em pé para abate.

Somente a Coperio, de Joaçaba, investiu R$ 6 milhões e ativou uma série de três unidades produtoras de leitões (UPL) localizadas nos municípios de Erval Velho, Água Doce e Jaborá.


Comente aqui
06 jan15:22

Frigorífico em Quilombo completa 15 anos

A Coopercentral Aurora comemorou o aniversário de 15 anos do Frigorífico Aurora de Quilombo (FAQUI), nesta quinta-feira, dia 05, no SER Aurora. Participaram mais de 100 pessoas, entre diretores, colaboradores e autoridades. Na solenidade foi relembrado o primeiro abate da unidade que ocorreu no dia 6 de janeiro de 1997.

No evento foram apresentados os números da unidade, as ações sociais desenvolvidas durante o ano passado, bem como a importância do sistema cooperativista. O vice-presidente da Aurora, Neivor Canton, enfatizou a força que representa o sistema Aurora. – São 13 cooperativas filiadas, uma cooperativa central, 58.311 associados, 6.236 funcionários das filiadas, 15.654 funcionários da Aurora e um faturamento de R$ 6,7 bilhões – detalhou.

A unidade é responsável por ¼ do abate de frangos da Aurora e por 20% do total de exportações da cooperativa. Segundo o gerente do FAQUI, Vanderlei Luis de Ré, atualmente o frigorífico conta com 1.377 colaboradores e realiza o abate de 140 mil aves por dia. O mix de produtos da unidade é de cortes para mercado interno e externo, miúdos, produtos congelados separadamente e bandejas. – Quarenta por cento da produção da unidade é para exportação – complementou.


Programação

A programação de aniversário da unidade contou com corte de bolo, almoço de confraternização, exposição de fotos antigas, depoimentos de empregados e apresentações dos trabalhadores com o programa “Qual é o seu talento”.

Para encerrar as atividades comemorativas, neste sábado, dia 07, a Fundação Aury Luiz Bodanese, Coopercentral Aurora e Prefeitura Municipal de Quilombo, promovem a “Ação Comunitária”, das 8 às 16 horas, na praça Helio Antonio Farezin, no centro de Quilombo.


Comente aqui