BR 282

23 jul10:52

Criança morreu após acidente na BR 282 em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O pequeno Caio Alves Vidor, dois anos, que morreu a caminho do Hospital Regional do Oeste em Chapecó, está sendo velado na Igreja da Linha Espuma, interior de Nova Itaberaba. O enterro está marcado para as 16 horas no cemitério da comunidade. Ele não resistiu ao impacto da colisão frontal entre dois veículos na noite do domingo, dia 22 de julho, na BR 282, próximo a Linha Colônia Bacia em Chapecó.

A mãe do menino, Jucélia Belle Alves, 20 anos, está internada em estado grave na UTI do Hospital. O pai, Dirso Antonio de Costa, 49 anos, que também teve lesões graves, segue internado em um quarto do Hospital Regional do Oeste.

O Corpo de Bombeiros de Chapecó foi chamado para ajudar na retirada das vítimas. O motorista do Palio, placas de Nova Itaberaba, Dirso Antonio de Costa, pai do pequeno Caio, estava preso as ferragens.

O motorista Valdecir Rech, 29 anos e o passageiro, Silvinho Lucas, 27 anos, que estavam no Astra, placas de Chapecó, tiveram apenas lesões leves.

A Polícia Rodoviária Federal de Xanxerê fez o atendimento da ocorrência.


Comente aqui
13 jul18:11

Motorista morreu em acidente na BR 282 em Saudades

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Nelson Szkvarak, 35 anos, morreu na manhã desta sexta-feira no Km 593 da BR 282 em Saudades. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Maravilha o caminhão, placas de Lontras, carregado com leite conduzido por Nelson colidiu em um barranco. Ele seguia no sentido São Miguel do Oeste-Chapecó e morreu no local. O corpo foi conduzido para o Instituto Médico Legal de Chapecó.

Outros dois caminhões, um placas de Xaxim e outro placas de Palmitos, também se envolveram no acidente. De acordo com a PRF eles tentaram desviar do caminhão e acabaram colidindo. Foram registrados apenas danos materiais. Os motoristas Leandro Lucca, 29 anos e Acácio Antonio Ferenz, 29 anos, não tiveram ferimentos.


Comente aqui
05 jul00:54

Adolescente morreu em acidente na BR 282 em Faxinal dos Guedes

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Jackson Willian Ampese, 16 anos, morreu após uma colisão frontal envolvendo um veículo e um caminhão no Km 487 da BR 282 em Faxinal dos Guedes. O acidente foi por volta das 20 horas da quarta-feira, dia 4 de julho. O condutor e outro ocupante do veículo ficaram gravemente feridos. O motorista do caminhão, Diego Ewald Seiler, 20 anos, teve apenas ferimentos leves.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) o caminhão, placas de Blumenau, fazia sentido Chapecó-Faxinal dos Guedes quando colidiu de frente com o veículo, placas de Ponte Serrada.

O motorista do veículo, Cleberson Ademir Barão Fleck, 22 anos, foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros de Xanxerê e encaminhado para o Hospital São Paulo em Xanxerê. Ele segue internado em observação.

Já o outro ocupante do veículo, um adolescente de 14 anos, que não foi identificado, foi levado pelo Samu para o Hospital Regional do Oeste em Chapecó, onde está internado.

O corpo de Jackson foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Xanxerê.


Comente aqui
02 jul17:33

BR 282 foi fechada nesta segunda em Xanxerê

A BR 282 foi fechada por uma hora em Xanxerê na manhã desta segunda-feira. O protesto foi realizado por entidades, autoridades, servidores públicos, comunidades em geral e parentes de pessoas que perderam a vida na rodovia. O principal objetivo da manifestação foi solicitar a retomada das obras de duplicação no trecho de travessia urbana da cidade.

O prefeito Bruno Linhares Bortoluzzi também participou da mobilização. Ele disse que a administração municipal está em contato com a empresa responsável pelas obras que estão paradas há oito meses.

- Estamos fazendo também pressão junto ao DNIT, Governo Federal e Ministro dos Transportes para que as obras sejam concluídas – disse o prefeito.

No dia 22 de junho também foi realizado um ato na rodovia.


Comente aqui
22 jun20:02

Ato pede mais segurança na BR 282

DARCI DEBONA*

Sirli Freitas/ Agencia RBS

 A foto de Adriana Rodrigues de Oliveira, de 17 anos, estava estampada em vários cartazes no ato público realizado ontem nas margens da BR 282, em Xanxerê. Ela foi uma das três vítimas de dois acidentes ocorridos no domingo, no trecho que da BR 282 que está sendo duplicado. O problema é que as obras estão paradas há oito meses e a sinalização é precária.

Adriana tinha 17 anos e, no domingo pela manhã, acordou às 6h30 de domingo para ir trabalhar. Ela morava no bairro Vista Alegre, um dos cinco bairros que são separados do centro de Xanxerê pela BR 282. Por volta das sete horas de domingo ela foi atravessar a rodovia para ir trabalhar na padaria onde conseguiu seu primeiro emprego, quando foi atingida por uma Santana Quantun placas de Gaspar.

Adriana trabalhava na padaria há oito meses. Era a mais velha de três irmãos. –Eu quero justiça, é uma covardia o que fizeram com ela- disse a mãe, Roseli Rodrigues. –Muita gente está perdendo a vida aqui e ninguém está fazendo nada- completou a irmã.

Além dos familiares, participaram do ato de ontem alunos, professores e funcionários da escola Iracy Tonello, onde Adriana cursava o primeiro ano do Ensino Médio. Eles cobraram melhorias na sinalização e obras de segurança, como a instalação de uma rotatória.

-A comunidade quer mais segurança- disse a diretora da escola, Daiana Dall Bello.

No local há apenas uma passarela. Outras duas passarelas estão sendo construídas, mas não ficaram prontas devido à paralisação da obra.

A dificuldade dos moradores em atravessar a rodovia é visível. Os carros passam em alta velocidade e as pessoas ainda tem que pular uma mureta no meio da pista. Autoridades de Xanxerê já cobaram a conclusão da obra, onde já foram investidos R$ 41 milhões. O Departamento de Infra-estrutura do Transporte (DNIT), garante que estão disponíveis mais R$ 20 milhões para concluir os trabalhos.

O superintendente do DNIT em Santa Catarina, João Santos, informou que empresa responsável pela obra, que é de Curitiba, tem até o dia 12 de julho para reiniciar os trabalhos. Ele afirmou que nas próximas duas semanas o DNIT vai providenciar melhorias na sinalização nos 14 quilômetros da obra.

*Colaborou Sirli Freitas

Comente aqui
18 jun12:18

Duas pessoas morrem em acidentes em Chapecó

[Atualizado 13h58]

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) o primeiro acidente foi por volta das 6h20, desta segunda-feira, no Km 541 da BR 282, na comunidade de Colônia Bacia em Chapecó. Alex Sandro Pomiecinski, 24 anos, seguia de carro para o trabalho, quando rodou na pista e colidiu de frente com um caminhão, placas de Chapecó. Com o impacto da batida, Alex morreu na hora.

O motorista do caminhão, Patric Antonio de Oliveira, 30 anos, saiu ileso.

A segunda ocorrência atendida pela PRF, também uma colisão frontal, foi uma hora e meia depois. O acidente envolvendo três veículos foi no Km 128 da BR 480 (Acesso Plínio Arlindo de Nes).

Segundo a PRF o Vectra teria invadido a pista e colidido de frente com o um Uno, ambos com placas de Chapecó. O terceiro veículo envolvido, um Palio, não conseguiu frear e também colidiu.

Com o impacto a condutora do Uno, Elida Boita, 42 anos, morreu no local. A passageira do veículo, Jaqueline Andressa Alves, 19 anos, foi socorrida em estado grave pelo Corpo de Bombeiros de Chapecó e encaminhada para o Pronto Socorro do Hospital Regional do Oeste.

Os condutores do Palio, Diego Camara, 28 anos e do Vectra, Jovani Zanette, 28 anos, também foram levados para o hospital, com ferimentos.

A Polícia Rodoviária Federal de Xanxerê faz o levantamento das causas dos acidentes.



Comente aqui
18 jun09:15

Acidente entre ônibus e motocicleta deixa dois mortos em Xanxerê

Duas pessoas morreram na madrugada deste domingo, pouco depois das 3h, em um acidente no km 500 da BR-282, em Xanxerê, no Oeste de Santa Catarina.

Ezequiel Soares dos Santos, de 27 anos, e Atalíbio Antônio Antunes, de 38 anos, estavam em uma moto que se envolveu em uma colisão frontal com um ônibus com placas de Faxinal dos Guedes.

Os dois, moradores de Xavantina, também no Oeste catarinense, morreram na hora. Ninguém no ônibus ficou ferido. A Polícia Rodoviária Federal não divulgou mais informações sobre o acidente.

Comente aqui
13 jun16:51

Cronograma de obras do acesso à BR 282 é apresentado

O acesso Plínio Arlindo de Nes, via de acesso à BR 282, está com 90% da terraplenagem, 53% da drenagem e 17,5% da pavimentação das obras concluída. A apresentação do cronograma da obra foi realizada na tarde desta quarta-feira em Chapecó durante reunião entre a Secretaria de Desenvolvimento Regional, Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) e empresas que trabalham na construção. Após a federalização o trechou passou a se chamar BR-480.

Segundo o secretário da SDR Chapecó, Eldimar Jagnow, o governo de Santa Catarina está cumprindo todos os contratos para acelerar a obra.

O engenheiro Alexandre Simone, da empresa Sul Catarinense, que executa a obra, acredita que a obra possa ser entregue até junho de 2013.

- Para isso é preciso regularizar algumas áreas que estão na faixa de domínio e fora dela – disse Alexandre.

O engenheiro da SDR Chapecó, Roberto Barbosa, explicou que no início da obra havia mais de 35 impasses com proprietários de terras ao longo do percurso e agora são apenas cinco.

O investimento total na obra, com recursos do governo federal e estadual, é de R$ 76.789.960,34. Participaram do encontro também o vice-presidente da ACIC Flávio Pasquali e o diretor geral da SDR Chapecó Gilberto Ari Tomazzi.

No encontro foi discutido também o aumento na sinalização no trecho de 7,6 quilômetros. Apesar do consenso que a grande parte dos acidentes ocorrem por imprudência e excesso de velocidade, foi pedido às empresas que realizam as obras que aumentem o número de placas de sinalização de velocidade e de cuidados ao longo do acesso.

Na segunda-feira, dia 18, a ACIC pretende entregar um documento ao ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, que estará em Chapecó, solicitando agilidade no repasse de recursos do governo federal.


Curva da morte

Um dos trechos mais críticos da rodovia, a chamada curva da morte, terá mudanças até o final do mês de julho. Segundo o engenheiro Alexandre Simone, o trânsito será desviado para as vias marginais para que sejam realizadas as obras na pista central.


Comente aqui
08 jun10:06

Triste história de quatro amigos

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Parentes, familiares e amigos pareciam não acreditar no que aconteceu por volta das 21 horas da noite desta quarta-feira, dia 6 de junho, no Km 569 da BR 282 em Nova Erechim. Os quatro amigos Tiago Spada, 21 anos, Francis Marcos Lazarotto, 32, Keder Keller, 21 e Fabio Ribicki, 24 anos morreram após o veículo que eles estavam sair da pista, colidir em algumas árvores e capotar. Eles voltavam da cidade de Pinhalzinho, com direção à Nova Erechim.

Com a força do impacto três ocupantes foram arremessados para fora do veículo. Fabio foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros, encaminhado para o Hospital de Pinhalzinho, mas não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrada no Hospital.

Os amigos costumam se encontrar para conversar e fazer festa.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) ainda não apurou as causas do acidente. Porém a PRF trabalha com as hipóteses de excesso de velocidade, ultrapassagem indevida e consumo de álcool. Há ainda a suspeita de que eles não usavam o cinto de segurança.

Os quatro jovens foram enterrados no final da tarde de ontem.


O rapaz brincalhão

Natural de Nova Erechim, o auxiliar de pedreiro, Keder Keller, 21 anos, era conhecido por amigos e familiares com o brincalhão da turma. Ele, que era o único, entre os quatro filhos do casal Ilda e Lauri Keller, que morava com os pais.

- Ele era muito meu amigo – disse a mãe, lembrando que o filho, que atuava no setor da construção civil há dois meses, tinha planos de comprar um terreno e construir a casa dele.

Com o segundo grau completo o rapaz, que sempre avisava os pais quando saia com os amigos, disse na noite da quarta-feira que iria comer pizza em Pinhalzinho.

– Ele ligou avisando que tinha sido convidado para ir ao rodízio com os amigos – lembra o pai, que durante o velório tentava entender o acontecido. – Não é fácil perder um filho, ainda mais tão novo – disse.

Ainda emocionada a mãe do jovem fez um pedido para quem pega a estrada. – Não passe dos 100 quilômetros, assim você pode se defender e proteger os outros também – recomendou.

Ele foi enterrado no cemitério municipal de Nova Erechim.


Futuro ao lado dos pais

O agricultor Tiago Spada, 21 anos, também natural de Nova Erechim, tinha planos de seguir morando com os pais na linha Ramenzoni, interior do município e ajudar na pequena agroindústria do pai.

- Ele era muito batalhador e queria ajudar na produção de queijos e derivados do negócio da família – disse o tio.

O jovem, que dirigia o seu veículo na hora do acidente, chegou a cursar alguns períodos do curso de Educação Física em Pinhalzinho, mas transferiu para Administração. De acordo com o tio Laudemir Cremonini um dos sonhos dele era terminar a graduação.

– Ele havia trancado a faculdade no final do ano passado, mas pretendia voltar – disse.

O filho do casal Nacir e Neli Spada era o mais velho entre os três da família. Atualmente só a filha de sete anos mora com eles, a do meio estuda em Chapecó.

Tiago foi enterrado na Linha São José, interior de Nova Erechim.



Planos interrompidos

Casado com Bruna Candatten, de 19 anos, Fabio Ribicki, 24 anos morava há três meses em Nova Erechim. O pai do pequeno Anthony, de dois anos, era funcionário de uma Chapeação e tinha o sonho ter o próprio negócio.

- Ele estava com planos de montar uma chapeação em Chapecó – disse Silvana Cuochinski, prima dele.

Desde que tirou a carteira de motorista, Fabio já havia se envolvido em quatro acidentes. Em todos estava conduzindo o veículo. Num deles a esposa chegou a ficar alguns dias em coma. Desta vez estava de carona. Ele foi um dos ocupantes arremessados para fora do veículo. Foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas morreu ao dar entrada no Hospital.

Bruna disse também que conversou com Fabio pela última vez duas horas antes do acidente.

– Ele me ligou por volta das 19h10 e disse que iria trabalhar até mais tarde – disse abalada com o ocorrido.

Fabio foi enterrado no cemitério da comunidade Barra da Europa.


Expansão do negócio

O proprietário de uma Chapeação em Nova Erechim, Francis Marcos Lazarotto, 32 anos, natural de Quilombo, pensava em expandir a empresa.

Jovem e muito trabalhador, fazia planos para expandir a empresa, oferecendo novos serviços na área de automóveis.

Segundo o cunhado, Alan Riboli, ele queria ampliar o prédio e construir em anexo à empresa, uma borracharia, uma autoelétrica e um espaço para lavação de veículos.

- Na semana passada ele me mostrou fotos do terreno e estava bem feliz fazendo planos para o futuro – disse.

O pai da pequena Kauene era casado com Sabrina há nove anos. Ele e a família haviam se mudado a menos de um ano para a cidade.

Antes ele e Fábio, que era seu funcionário, já trabalhavam juntos na cidade de União do Oeste.

Francis foi enterrado no cemitério municipal de Quilombo.


Comente aqui
07 jun07:51

Identificados jovens do acidente na BR 282 em Nova Erechim

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Por volta das 21 horas desta quarta-feira o Corpo de Bombeiros de Pinhalzinho foi chamado para atender uma saída de pista no KM 569, da BR 282 em Nova Erechim. Três jovens que estavam no veículo morreram no local. Um quarto ocupante foi socorrido e encaminhado para o Hospital de Pinhalzinho, mas não resistiu.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal de Xanxerê o motorista do veículo que fazia o sentido Pinhalzinho-Nova Erechim, pode ter perdido a direção, saído da pista, capotado e colidido o veículo contra uma árvore.

Com o impacto da batida os ocupantes foram arremessados para fora do veículo. Tiago Spada, 21 anos, Francis Lazarotto, 31 anos e Keder Keller, 21 anos morreram na hora.

Fabio Ribicki, 24 anos, foi socorrido pelos Bombeiros, mas não resistiu e morreu ao dar entrada no Hospital de Pinhalzinho.

Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico de Legal de Chapecó e após identificação durante a madrugada foram liberados.

O velório de Francis Lazarotto será na cidade de Quilombo. Fabio Ribicki será velado na linha Barra da Europa, interior de União do Oeste. O velório de Keder Keller acontece no Centro Comunitário de Nova Erechim e Tiago Spada será velado na linha Ramenzona, interior de Nova Erechim.


Comente aqui