BR 480

13 jan17:46

Enterradas em Xaxim as três vítimas de acidente

Foram enterradas no final da tarde deste domingo, no Cemitério Municipal de Xaxim, as três vítimas de um acidente ocorrido no sábado, às 18 horas, na BR 480, em Chapecó. Jaqueline Scarlett Cachoeira Ambrosi, 16 anos, Nicolas Cachoeira, 5 anos e. Daniela Zamboni, 25 anos, estavam no Fiat Palio placas de Erechim que colidiu contra um Vectra placas de Chapecó.
Daniela chegou a ser socorrida pelos Bombeiros e encaminhada ao Hospital Regional do Oeste, onde morreu ao dar entrada.
O Fiat Palio ia de Erechim para Xaxim. O Vectra vinha em sentido contrário. A colisão foi no quilômetro 125 da BR 480, próximo aos silos da Aurora Alimentos, num trecho conhecido como Acesso Plínio Arlindo De Nês. Os 7,6 quilômetros que ligam a cidade de Chapecó ao trevo da BR 282 estão sendo duplicados. Em virtude das obras há trechos com cones e desvios. Mas o acidente ocorreu numa reta.
O policial rodoviário federal Felisberto Chagas de Souza disse que o boletim de ocorrência deve ser concluído em cinco dias. Ele disse que a pista no local não está em boas condições mas acredita que o principal fator para a colisão foi o excesso de velocidade. Em virtude das obras a velocidade recomendada é de 40 quilômetros por hora.
Chagas confirmou que o Fiat Palio invadiu a pista contrária, onde ocorreu o choque. O condutor do Palio, Jorge Luís Cachoeira, 29 anos, chegou a ser internado no Hospital Regional do Oeste, de onde teve alta no domingo pela manhã. Ele chegou a acompanhar o velório realizado na capela mortuária do Bairro Alvorada, em Xaxim. Em virtude dos ferimentos ficou a maior parte do temo em repouso, numa sala anexa. Disse não lembrar do momento que antecedeu o acidente.
As vítimas fatais era sua mulher, Daniela, o filho, Nicolas, e a sobrinha, Jaqueline. Outra sobrinha que estava no carro, Débora Cristina Cachoeira, 15 anos, teve fratura da bacia e permanece internada no Hospital Regional do Oeste.
O condutor do carro, a mulher e o filho moravam em Erechim. De acordo com familiares o casal estava levando as sobrinhas, que foram passar alguns dias de férias no Rio Grande do Sul, para Xaxim. O acidente foi a menos de 30 quilômetros de casa.
Familiares, amigos e colegas de escola foram ao velório e ao enterro.
No outro veículo envolvido no acidente havia três pessoas: o  condutor Jonas Sartori, 32 anos, e os passageiros Alessandro Legramanti, 33 anos, e Fernanda Rafaelly Paludo, 27 anos. Eles saíram feridos, foram atendidos pelos Bombeiros e Samu e não precisaram ser internados.

Além dos três óbitos no acidente do final a tarde de sábado, na BR 480, em Chapecó, outras duas mortes de trânsito ocorreram no mesmo dia, na Região Oeste.
O primeiro acidente foi à 1h15, na BR 282, no trevo de acesso a Ponte Serrada. Houve uma colisão frontal entre um Gol de Xanxerê e uma F 350, de Navegantes. Morreu o condutor do Gol, Gilberto da Costa, 27 anos, que morava em Ponte Serrada.  O condutor do outro veículo, Sanildo da Silva Góis, de 37 anos, saiu ileso.
O segundo acidente com morte foi às 22h39, no bairro Jardim Itália, em Chapecó, envolvendo dois veículos.Houve três feridos e um óbito, Francisco Augusto de Lima, que morreu no local. A Polícia Militar e o Samu, que atenderam a ocorrência, informaram que só poderiam fornecer mais detalhes na segunda-feira.

1 comentário
13 jan12:32

Três pessoas morrem em acidente em Chapecó


Três pessoas morreram em um acidente ocorrido por volta das 18 horas de sábado, na BR 480, no trecho que liga a cidade de Chapecó à BR 282, conhecido também como Acesso Plínio Arlindo De Nês. A colisão foi próxima aos silos da Aurora Alimentos. Um Fiat Palio placas de Erechim, que transitava em direção a Chapecó, colidiu frontalmente contra um Vectra, que transitava em direção à BR 282.

As três vítimas fatais estavam no Fiat Palio. Jaqueline Scarlett Cachoeira Ambrosi, 16 anos, e Nicolas Cachoeira, 5 anos, morreram no local. Daniela Zamboni, 25 anos, chegou a ser conduzida pelos Bombeiros até o Hospital Regional do Oeste, onde morreu ao dar entrada.

O condutor do Fiat, Jorge Luís Cachoeira, 29 anos, teve alta na manhã deste domingo. No veículo também estava Débora Cristina Cachoeira, 15 anos, que permanece internada no Hospital Regional do Oeste.

No Vectra havia três pessoas: o  condutor Jonas Sartori, 32 anos, e os passageiros Alessandro Legramanti, 33 anos, e Fernanda Rafaelly Paludo, 27 anos. Eles saíram feridos mas sem gravidade, foram atendidos pelos Bombeiros e Samu e não precisaram ser internados.

A Polícia Rodoviária Federal de Xanxerê deve emitir um laudo sobre as causas do acidente em cinco dias. Um dos prováveis motivos seria o excesso de velocidade, em virtude de que esse trecho da rodovia está sendo duplicado e a velocidade máxima permitida é de 40 quilômetros por hora. Extraoficialmente um policial avaliou que o Uno teria invadido a pista contrária.

Comente aqui
11 set09:13

Trecho do Acesso Plínio Arlindo de Nes será desviado para as marginais

A empresa responsável pelas obras de duplicação no acesso Plínio Arlindo de Nes, a BR 480, inicia nesta terça-feira, 11, o trabalho de passagem de nível (retorno) sob a pista da rodovia. Para isso as pistas centrais serão fechadas, próxima à curva da morte, e o trânsito desviado para as marginais. Este trabalho deverá ser realizado até o mês de dezembro.

O desvio para as marginais será realizado em duas etapas:

terça-feira, dia 11, no sentido BR 282 à Chapecó;

quarta-feira, dia 12, no sentido Chapecó à BR 282.


Comente aqui
08 ago17:57

Acesso à BR 282 em Chapecó recebe sinalização

Foi realizada nesta quarta-feira, dia 8 de agosto, a pintura das faixas na pista do acesso à BR 282 em Chapecó. A ação visa levar mais segurança aos motoristas que circulam pela rodovia que está sendo duplicada. Sete quilômetros de pista foram pintados. De acordo com os números da Polícia Rodoviária Federal, o acesso Plínio Arlindo de Nes, (BR 480) tem um fluxo de 30 mil veículos por dia.

Para prevenir acidentes, principalmente à noite ou em dias de nevoeiro, a pista recebeu pintura nas laterais e na faixa central. Para prevenir acidentes no trecho, a SDR autorizou a sinalização do trecho.

- Pedimos aos motoristas que respeitem a sinalização e o limite de velocidade. Estamos em obras e por isso é preciso muito cuidado – lembrou o secretário regional Eldimar Jagnow.

>> Obras do acesso à BR 282 serão reiniciadas

A obra no acesso Plínio Arlindo de Nes recebe investimento de R$ 76 milhões. O projeto executivo entregue ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), prevê duplicação, implantação de iluminação, construção de dois viadutos no acesso, passeio para pedestres, além de três passarelas e três passagens inferiores.


Comente aqui
31 jul09:43

Caminhoneiros impedem passagem de veículos de carga em SC

[Atualizado 10h26]

Apesar da decisão da Justiça Federal no sábado, caminhoneiros seguem com manifestações nesta terça-feira em Santa Catarina. A BR-282 tem bloqueios parciais em Maravilha, Catanduvas e São Miguel do Oeste. A BR-158 tem interdição parcial em Cunha Porã. Em Dionísio Cerqueira o protesto ocorre na BR-163. Já em Chapecó, os manifestantes interromperam parte da BR-480 durante a manhã desta terça.

Os protestos integram movimento nacional dos caminhoneiros. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), nos locais das manifestações havia lentidão e formação de filas por volta das 8h.

Em Maravilha, no Extremo-Oeste, o protesto na BR-282 começou na manhã de segunda-feira e até as 8h desta terça a situação permanecia a mesma. Enquanto caminhões de carga são parados na altura do km 605, ambulâncias, veículos de passeio e ônibus tinham passagem permitida.

Situação semelhante ocorre em Catanduvas, no Meio-Oeste. A manifestação ocorre no km 406,5 da BR-282. Na mesma rodovia, há acúmulo de veículos de carga nas imediações do trevo de Jaborá. Ainda na BR-282, caminhoneiros também protestam no km 645 em São Miguel do Oeste.



BR 163 em Dionísio Cerqueira (27/07/12).



Na BR-158, em Cunha Porã, no Extremo-Oeste, o trânsito começou a ser parcialmente bloqueado por caminhoneiros por volta das 10h15min de segunda. Até as 8h10min desta terça-feira o protesto seguia na rodovia, conforme a PRF. Enquanto isso em Dionísio Cerqueira, na fronteira com a Argentina e divisa com o Paraná, o protesto ocorre no km 121 da BR-163.

Outra rodovia que seguia com bloqueios até por volta das 8h15min desta terça era a BR-480, onde manifestantes interrompem parcialmente o trânsito no km 123,7, em Chapecó, no Oeste. Na atualização da PRF por volta das 9h30min, o trecho já havia sido liberado.

Em dois pontos, segundo a PRF, protestos foram encerrados. No km 505 da BR-282 em Xanxerê; e no km 90 da BR-153 em Concórdia.

Protestos em rodovias estaduais

Segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), estradas estaduais também registram protestos de caminhoneiros. Até por volta das 8h20min, a SC-454 seguia com bloqueio parcial em Água Doce, no Meio-Oeste. Já em Abelardo Luz, houve manifestação na SC-467, mas foi encerrada, conforme a PMRv.

>> Veja no mapa a região dos protestos


Motivo dos protestos

Os caminhoneiros reivindicam a revisão das normas e regras estabelecidas pela Agência Nacional doe Transporte Terrestre (ANTT). Elas incluem o cumprimento de intervalo de 30 minutos a cada quatro horas ao volante. A categoria também quer reduções no preço do óleo diesel e aumento da segurança nas estradas. A falta de pontos seguros para descanso nas estradas, o que facilitaria o roubo de cargas e a violência contra os motoristas é outra justificativa para o protesto.

As manifestações em Santa Catarina fazem parte de movimento nacional dos caminhoneiros. A categoria quer revisar a a Lei 12.619/2012, que entrou vigor na sexta-feira, dia 27, e regulamenta a profissão dos motoristas de transporte rodoviário interestadual. De acordo com proposta, depois de quatro horas de trabalho, os motoristas têm direito a 30 minutos de descanso. Eles ainda podem fazer uma hora de intervalo para as refeições e a cada 24h de trabalho devem descansar outras onze horas.

No sábado, dia 28, a Justiça Federal proibiu os caminhoneiros de bloquearem as rodovias federais em Santa Catarina. A multa para o descumprimento foi estipulada de R$ 100 mil. A justificativa é que as manifestações propostas pelo Movimento União Brasil Caminhoneiro impedem o trânsito livre e seguro nas BRs, ou seja, interferindo no direito do cidadão de ir e vir.

O Movimento União Brasil Caminhoneiro alega que algumas normas são impossíveis de cumprir. A ANTT informa que mantém a negociação com a categoria.


DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
18 jun12:18

Duas pessoas morrem em acidentes em Chapecó

[Atualizado 13h58]

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) o primeiro acidente foi por volta das 6h20, desta segunda-feira, no Km 541 da BR 282, na comunidade de Colônia Bacia em Chapecó. Alex Sandro Pomiecinski, 24 anos, seguia de carro para o trabalho, quando rodou na pista e colidiu de frente com um caminhão, placas de Chapecó. Com o impacto da batida, Alex morreu na hora.

O motorista do caminhão, Patric Antonio de Oliveira, 30 anos, saiu ileso.

A segunda ocorrência atendida pela PRF, também uma colisão frontal, foi uma hora e meia depois. O acidente envolvendo três veículos foi no Km 128 da BR 480 (Acesso Plínio Arlindo de Nes).

Segundo a PRF o Vectra teria invadido a pista e colidido de frente com o um Uno, ambos com placas de Chapecó. O terceiro veículo envolvido, um Palio, não conseguiu frear e também colidiu.

Com o impacto a condutora do Uno, Elida Boita, 42 anos, morreu no local. A passageira do veículo, Jaqueline Andressa Alves, 19 anos, foi socorrida em estado grave pelo Corpo de Bombeiros de Chapecó e encaminhada para o Pronto Socorro do Hospital Regional do Oeste.

Os condutores do Palio, Diego Camara, 28 anos e do Vectra, Jovani Zanette, 28 anos, também foram levados para o hospital, com ferimentos.

A Polícia Rodoviária Federal de Xanxerê faz o levantamento das causas dos acidentes.



Comente aqui
13 jun16:51

Cronograma de obras do acesso à BR 282 é apresentado

O acesso Plínio Arlindo de Nes, via de acesso à BR 282, está com 90% da terraplenagem, 53% da drenagem e 17,5% da pavimentação das obras concluída. A apresentação do cronograma da obra foi realizada na tarde desta quarta-feira em Chapecó durante reunião entre a Secretaria de Desenvolvimento Regional, Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) e empresas que trabalham na construção. Após a federalização o trechou passou a se chamar BR-480.

Segundo o secretário da SDR Chapecó, Eldimar Jagnow, o governo de Santa Catarina está cumprindo todos os contratos para acelerar a obra.

O engenheiro Alexandre Simone, da empresa Sul Catarinense, que executa a obra, acredita que a obra possa ser entregue até junho de 2013.

- Para isso é preciso regularizar algumas áreas que estão na faixa de domínio e fora dela – disse Alexandre.

O engenheiro da SDR Chapecó, Roberto Barbosa, explicou que no início da obra havia mais de 35 impasses com proprietários de terras ao longo do percurso e agora são apenas cinco.

O investimento total na obra, com recursos do governo federal e estadual, é de R$ 76.789.960,34. Participaram do encontro também o vice-presidente da ACIC Flávio Pasquali e o diretor geral da SDR Chapecó Gilberto Ari Tomazzi.

No encontro foi discutido também o aumento na sinalização no trecho de 7,6 quilômetros. Apesar do consenso que a grande parte dos acidentes ocorrem por imprudência e excesso de velocidade, foi pedido às empresas que realizam as obras que aumentem o número de placas de sinalização de velocidade e de cuidados ao longo do acesso.

Na segunda-feira, dia 18, a ACIC pretende entregar um documento ao ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, que estará em Chapecó, solicitando agilidade no repasse de recursos do governo federal.


Curva da morte

Um dos trechos mais críticos da rodovia, a chamada curva da morte, terá mudanças até o final do mês de julho. Segundo o engenheiro Alexandre Simone, o trânsito será desviado para as vias marginais para que sejam realizadas as obras na pista central.


Comente aqui
16 mai10:36

Ainda não foi identificado homem atropelado na BR 480 em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Por volta das 17h50 desta terça-feira um homem morreu atropelado Km 128 da BR 480 em Chapecó. Até o final da manhã desta quarta-feira ele não havia sido identificado. Segundo funcionários do Instituto Médico Legal (IML), o homem de aproximadamente 35 anos, vestia bermuda, jaqueta de um supermercado de Chapecó e chinelo de dedos. Com ele foi encontrado também uma mochila preta cheia de roupas. Familiares podem fazer o reconhecimento no IML do Hospital Regional do Oeste em Chapecó.

Uma van, placas de Cunha Porã, com trabalhadores que saía de Chapecó atropelou o homem que, segundo a Polícia Rodoviária Federal de Xanxerê, teria tentando atravessar a pista. Nenhum ocupante do veículo se feriu.

O acidente gerou engarrafamento no local.



Comente aqui
15 mar11:06

PRF apreende adolescente em Maravilha

Na tarde da quarta-feira, dia 14, Policiais Rodoviários Federais foram informados pelo Conselho Tutelar de Maravilha de que um adolescente de 15 anos havia fugido de casa. Ele seguia de bicicleta na BR 480 sentido Chapecó.

Policiais localizaram o adolescente no pátio de um posto de gasolina. Ele foi conduzido até o Conselho Tutelar da cidade e entregue para a família.


Comente aqui