Câmeras

25 set16:53

Chapecó recebe 41 novas câmeras de videomonitoramento

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Entrou em funcionamento, na manhã desta terça-feira em Chapecó, a Central de videomonitoramento urbano com 41 novas câmeras de vigilância. Trinta e quatro já estavam em funcionamento. A previsão da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) é que até o final do ano outras 109 sejam ativadas, ampliando para 184 câmeras. A central funcionará em um prédio cedido pela prefeitura na Avenida Getúlio Vargas no centro da cidade.

Para a execução do projeto, iniciado em abril de 2011, foram investidos R$ 3,7 milhões, R$ 2,2 milhões da prefeitura e R$ 1,5 milhão da SSP.

O secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, disse durante a solenidade que a cidade terá até o final do ano quatro centrais em funcionamento.

- Além desta no centro teremos bases em outros três bairros – disse.

Para Grubba, o sistema de videomonitoramento é um meio eficaz para prevenção, repressão e investigação dos delitos.

- O sistema funciona como uma importante ferramenta de apoio ao policiamento, que agrega tecnologia e modernidade – disse.

Uma das novidades do novo sistema é que permitirá um trabalho com foco na investigação policial, uma vez que as imagens são compartilhadas com as delegacias de polícia.

Além da inauguração da Central, o secretário entregou ao Comando da Polícia Militar de Chapecó cinco novas viaturas e um ônibus para gerenciamento de operações de grande vulto. O veículo foi doado pela Receita Federal e adaptado para o trabalho policial.


Comente aqui
04 set18:01

Cinco cidades de Santa Catarina vão ganhar câmeras de vigilância nas ruas

Mais cinco cidades catarinenses vão contar com o sistema de videomonitoramento como prevenção à criminalidade.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) agendou a inauguração do sistema para o dia 12 de setembro nas cidades de Navegantes, Tijucas, Tubarão, Corupá e Chapecó.

Passarão a funcionar 79 câmeras em Navegantes (6), Tijucas (10), Tubarão (8), Corupá (5) e Chapecó (55). O investimento faz parte do projeto Bem-te-vi – Segurança Por Videomonitoramento. O investimento é de R$ 800 mil.


DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
17 fev10:23

Câmeras de segurança são instaladas em São Carlos

Três câmeras de monitoramento devem ser instaladas no centro de São Carlos em pontos escolhidos pela própria Polícia Militar. Os equipamentos vão funcionar 24 horas por dia. – Escolhemos como pontos para instalação a rotatória na Praça da Matriz, a saída para Cunhataí e na rotatória do Banco do Brasil – destacou o Sargento Éderson Filimberti.

Segundo o Sargento, duas câmeras devem ser instaladas também em Águas de Chapecó. – Elas devem estar em funcionamento ainda neste final de semana de carnaval – disse Filimberti.

Num primeiro momento o sistema, com câmeras em 360º graus, será utilizado como teste e será controlado pela PM.

- As imagens ficaram armazenadas por cerca de 45 dias. Depois da avaliação da polícia, podem ser descartadas – disse o Sargento.

Segundo o prefeito de São Carlos, Elio Godoy, o sistema foi adquirido com recursos do município. – A iniciativa partiu do executivo também a pedido da vereadora Siumara Balbinot. Vamos fazer um teste com este sistema e ver a avaliação da PM depois. Visamos com esta atitude redobrar os cuidados com a segurança da população -finalizou.


Comente aqui
09 fev11:38

São Miguel do Oeste terá sistema de videomonitoramento

O secretário de Estado de Desenvolvimento Regional de São Miguel do Oeste, Wilson Trevisan, recebeu nesta quarta-feira a confirmação de que o sistema de videomonitoramento urbano será instalado dentro de 120 dias em São Miguel do Oeste. Trevisan disse que o convênio será custeado de forma integral pelo Governo do Estado, sem a necessidade de participação de recursos do município.

De acordo com o secretário, esta ação, coordenada pela Regional de São Miguel do Oeste, terá um investimento estimado em R$ 400 mil. O município será o primeiro do Extremo Oeste a receber um sistema de videomonitoramento com recursos do Estado. – É mais um conquista para nossa região e mais um reconhecimento para a cidade pólo do Extremo Oeste – enfatiza Trevisan.


Maior número de câmeras

Na primeira tratativa, foi definida a instalação de nove câmeras. Após levantamento realizado pelas Polícias Militar e Civil de São Miguel do Oeste, o Governo do Estado autorizou a instalação de 20 pontos considerando as áreas com maior concentração comercial, bancária e com maior fluxo de veículos. – A necessidade foi apontada pelo estudo realizado. Nessas áreas, a incidência de delitos tem maior probabilidade de acontecerem. O objetivo do sistema é inibir esses tipos de crimes e, se ocorrerem, flagrá-los – disse o secretário regional.

O sistema será composto por 20 pontos monitorados por uma central que será instalada na sede do 11º Batalhão da Polícia Militar de São Miguel do Oeste. As Delegacias de Polícia Civil também terão acesso às imagens, permitindo a identificação de infratores, auxiliando nas investigações.


Comente aqui
23 jan09:19

PM de Chapecó começa implantar GPS em viaturas para monitorar frota

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A instalação de um monitor de 50 polegadas na sala do comando da 4ª Região da Polícia Militar em Chapecó, no final do ano passado, gerou polêmica inicial na tropa, onde alguns consideravam que o equipamento deveria ser utilizado na Central de Monitoramento das Câmeras de Vigilância do 2º Batalhão de Polícia Militar.

O comandante, coronel Edivar Bedin, informou que pegou emprestado um monitor que não estava sendo utilizado, enquanto aguarda a chegada de um especificamente para o comando. Ele explicou que o objetivo não é ver novela ou as últimas novidades do Big Brother Brasil.

Comandante Edivar Bedin monitora a frota de viaturas em Chapecó.

A iniciativa faz parte de uma estratégia da Polícia Militar de Santa Catarina que está implantando o monitoramento da frota. Até o final do ano todas as viaturas de segurança pública do Estado vão receber o GPS que permite acompanhá-las. Chapecó é a primeira cidade a testar a inciativa.

— É um Big Brother real — explica o comandante.

Na tela, ele observa a posição dos veículos da PM nos 54 municípios abrangidos pelo comando do Oeste. Em Chapecó, Bedin observa o veículo que está parado no canil, outro que está se deslocando para atender uma ocorrência no Centro, qual está no pátio do batalhão e assim por diante.

Ele consegue ver a velocidade com que o carro se desloca e pode até fazer contato com a guarnição. Pode, inclusive, sabe se a porta do veículo está aberta. Em caso de uma viatura estar em situação de risco, é possível emitir um alarme. Assim, o comando tem condições de deslocar outras viaturas em apoio. No caso de uma ocorrência mais grave, ele visualiza quais as guarnições mais próximas para auxiliar.


Histórico da viatura

Bedin diz que criou até umas “cercas”, que são espaços delimitados em regiões de maior ocorrências, onde os veículos devem estar sempre presentes. Claro que, às vezes, há um veículo no interior de Xavantina que acaba perdendo o sinal de satélite. Mas ele tem a informação da hora que isso aconteceu e que hora retornou.

Também tem o histórico de cada veículo, por onde passou e em que hora ele esteve em determinado lugar. O comandante afirma que isso permite conferir se há reclamação de uma atuação inadequada de um policial. Por outro lado pode provar que a polícia atendeu determinada ocorrência.

É possível, ainda, comprovar a velocidade em que o motorista do veículo está. Bedin conta que até o caso de uso particular de um veículo da PM está sendo apurado graças ao sistema.

O comandante explica que, desde outubro, está sendo implantado um banco de dados com fotos e informações mais completas das ocorrências. Isso permite elaborar gráficos que ficam disponíveis constantemente na tela.

Comente aqui