Candidatos

04 out12:28

RBS TV reúne candidatos a prefeito para confrontos finais antes da votação

Chapecó

> Serão três blocos. No primeiro, os temas foram definidos entre organização e candidatos. Quatro deles serão sorteados ao vivo, com perguntas entre os candidatos. Eles terão 30 segundos para perguntas, dois minutos para respostas, um minuto para réplica e 45 segundos para tréplica. O segundo bloco tem as mesmas regras, mas com tema livre. O terceiro será para as considerações finais.


Quem vai participar:

> José Claudio Caramori (PSD)

> Pedro Uczai (PT)

Mediador: Fabian Londero


Florianópolis

> Os candidatos vão priorizar a preparação para o encontro na televisão. Angela, Cesar e Gean se reúnem com a equipe para organizar a participação, estudar as regras e os temas. Elson pretende tirar um tempo para descansar e chegar bem fisicamente ao debate. Serão cinco blocos, com duração prevista de 1h30. Os partidos sem representação na Câmara (PSTU e PPL) não participarão do debate e serão ouvidos hoje, em entrevista ao vivo no Jornal do Almoço.


Quem vai participar:

> Angela Albino (PC do B)

> César Souza Júnior (PSD)

> Elson Manoel Pereira (PSOL)

> Gean Loureiro (PMDB)}

Mediador: Mário Motta


Blumenau

> A coordenação de campanha de Ana Paula Lima diz que ela pretende aproveitar o debate para apresentar propostas. A campanha de Jean Kuhlmann afirma que a estratégia será mostrar que o candidato vai dar continuidade ao governo de João Paulo Kleinübing. A aposta de Napoleão Bernardes é estabelecer as diferenças entre os quatro candidatos. Osni Wagner afirma que vai aproveitar o último debate na televisão para tentar apresentar seus projetos para a cidade.


Quem vai participar:

> Ana Paula Lima (PT)

> Jean Kuhlmann (PSD)

> Napoleão Bernardes (PSDB)

> Osni Wagner (PSOL)

Mediador: Joelson dos Santos


Joinville

> O candidato Carlito Merss tem agenda de campanha só até o início da tarde, depois se prepara para o debate. Kennedy Nunes aproveita o dia para descansar e fazer alguns contatos pelo telefone antes ir para a RBS. Marco Tebaldi vai se reunir com a equipe para se preparar. Udo Döhler tem somente um compromisso agendado para às 7h30min. Logo depois, vai para o Sítio Parati, no Itinga, para descansar. Leonel Camasão se reúne com dirigentes e candidatos do PSOL na casa dele.


Quem vai participar:

> Carlito Merss (PT)

> Kennedy Nunes (PSD)

> Leonel Camasão (PSOL)

> Marco Tebaldi (PSDB)

> Udo Döhler (PMDB)

Mediador: Rafael Custódio


Criciúma

> O debate terá três blocos. O primeiro, com perguntas com 15 temas pré-determinados, dos quais serão sorteados seis, o segundo com perguntas livres entre os candidatos e o terceiro, reservado para as considerações finais, com dois minutos para cada candidato. Nos dois primeiros, serão 30 segundos para perguntas, um minuto para respostas e 45 segundos para réplica e para a tréplica.


Quem vai participar:

> Clésio Salvaro (PSDB)

> Romanna Remor (PMDB)

> Odelondes de Souza (PSOL)

Mediador: Raphael Faraco


Lages

O debate terá dois blocos iniciais, com duração de 20 minutos cada. No primeiro, os temas foram definidos pela organização e previamente acordado entre os candidatos. Destes, quatro serão sorteados ao vivo, e os candidatos fazem perguntas entre si. O segundo bloco tem as mesmas regras, mas com temas livres. O terceiro bloco será para as considerações finais.


Quem vai participar:

> Antônio Ceron (PSD)

> Eliseu Mattos (PMDB)

Mediador: Renato Igor


DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
04 out08:26

Candidatos encerram nesta quinta propaganda no rádio e na televisão

Termina nesta quinta-feira a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão. Nos últimos 45 dias, candidatos a prefeito, a vice-prefeito e a vereador puderam divulgar suas plataformas de campanha visando a conquistar o voto do eleitorado do seu município. Com o fim do horário político, as emissoras de rádio e TV poderão voltar a exibir sua programação normal.

Nas cidades com mais de 200 mil eleitores onde nenhum dos candidatos conseguir a maioria dos votos e for necessária a realização de segundo turno, a propagando eleitoral no rádio e na televisão voltará a ser exibida a partir do dia 13 de outubro, com término no dia 26.

De acordo com o calendário eleitoral, hoje também é o último dia para a realização de comícios e propaganda política com reuniões públicas e a utilização de aparelhagem de sonorização fixa entre as 8h e as 24 horas. Do mesmo modo, só até hoje poderá ser realizado debate entre candidatos. A legislação prevê, contudo, que se o debate for iniciado hoje, poderá se estender até as 7h de amanhã.

Pelo cronograma das eleições, hoje é o prazo final para que o juiz eleitoral envie ao presidente da mesa receptora o material destinado à votação. Os partidos políticos ou coligações têm até o fim do dia para indicar o nome das pessoas autorizadas a expedir as credenciais dos fiscais e delegados habilitados a acompanhar os trabalhos de votação.

A sexta-feira será o último dia para a divulgação paga, na imprensa escrita, e a reprodução na internet do jornal impresso, de propaganda eleitoral. Pelo calendário, amanhã será o prazo final para que o presidente da mesa receptora que não tiver recebido o material destinado à votação solicite o envio.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), cerca de 140 milhões de pessoas deverão ir às urnas no próximo domingo. Apenas no Distrito Federal — que elege governador e deputados, como os Estados — e em Fernando de Noronha (PE) — distrito de Pernambuco, sem autonomia administrativa — não haverá eleição.

Além disso, os brasileiros que vivem no exterior também não participarão do pleito, porque votam apenas para escolher o presidente da República.


AGÊNCIA BRASIL



Comente aqui
04 set15:06

Acaba nesta terça prazo de verificação de fotos e dados de candidatos

Os candidatos e os partidos políticos têm até o fim desta terça-feira para verificar as fotos e os dados que vão constar na urna eletrônica no primeiro e segundo turnos das eleições, nos dias 7 e 28 de outubro, respectivamente.

A um mês das eleições municipais, o calendário eleitoral fixa uma série de prazos para as últimas definições. Na quinta-feira é o prazo para que os candidatos s ubstituam a foto e os dados que serão utilizados na urna eletrônica. E a um mês do primeiro turno das eleições, no dia 7, os partidos políticos e candidatos são obrigados a divulgar, na internet, relatório discriminando a estimativa de gastos em dinheiro para o financiamento da campanha eleitoral.

Também na sexta-feira é o último dia para os tribunais regionais eleitorais designarem, em sessão pública, a comissão de auditoria para verificação do funcionamento das urnas eletrônicas, por meio de votação paralela.

O feriado do dia 7 é o limite para a publicação, pelo juiz eleitoral, da lista organizada em ordem alfabética, formada pelo nome completo de cada candidato e pelo nome que deve constar da urna eletrônica, também em ordem alfabética, seguidos da respectiva legenda e número. A lista será usada na votação e apuração.

De 26 a 28 de setembro, o Tribunal Superior Eleitoral promove cerimônias para lacrar as urnas eletrônicas referentes aos sistemas eleitorais que vão ser utilizadas no segundo turno das eleições municipais, no dia 28 de outubro.


AGÊNCIA BRASIL



Comente aqui
24 ago09:00

Disputa entre dois candidatos a prefeito ocorre em 71% das cidades catarinenses

Natália Viana | natalia.viana@diario.com.br

Na maior parte dos municípios catarinenses, os eleitores assistem a uma disputa polarizada. Em 210 cidades, ou 71% do total, apenas dois nomes concorrem à prefeitura. O número é superior à média nacional.

Um estudo da Confederação Nacional de Municípios (CNM) mostra que em 2.850 municípios brasileiros (51% do total) apenas dois candidatos disputam a prefeitura. O levantamento foi feito com base nas informações divulgadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Em Santa Catarina, a maior cidade catarinense a assistir a uma eleição polarizada é Chapecó, onde PSD e PT protagonizam a disputa pela prefeitura. O atual prefeito José Claudio Caramori (PSD) conta com o apoio de mais 15 partidos, enquanto que o deputado federal Pedro Uczai (PT) lidera uma coligação de nove siglas.

Para o coordenador do Programa de Mestrado em Gestão de Políticas Públicas da Univali, Flávio Ramos, uma eleição polarizada não é necessariamente benéfica ou prejudicial para o eleitor. Mas, segundo ele, a principal questão a ser observada são as coligações que sustentam estas candidaturas.

Havendo um leque reduzido de opções, partidos políticos com perfis muito distintos podem acabar se unindo em torno de um candidato, confundindo o eleitor.

— Fica difícil para o eleitor compreender a forma nebulosa como estas coligações são constituídas, já que o arco ideológico é muito amplo e partidos com formação distinta acabam lado a lado. Apesar da chamada crise de ideologias políticas, ainda existem diferenças de propostas e projetos. Por isso, o fato de haver partidos muito diferentes em uma coligação pode aumentar o descrédito do eleitor — avalia Ramos.

Analisando os confrontos, em Santa Catarina a polarização mais recorrente é do PMDB contra PSD, ocorrendo em 50 cidades. O fato chama a atenção, pois coloca o novato PSD, do governador Raimundo Colombo, como o principal adversário ao PMDB, do vice-governador Eduardo Pinho Moreira. Essa polarização ocorre, por exemplo, em Rio do Sul, onde a aliança entre os partidos foi rompida.

O atual prefeito, Milton Hobus (PSD), apoia o colega de partido Jorge Teixeira, enquanto que o vice-prefeito Garibaldi Ayroso (PMDB) resolveu se lançar como candidato da oposição. O “apetite” pessedista também pode ser observado em nível nacional e o confronto PMDB x PSD é o terceiro mais recorrente. Para o presidente estadual do PMDB, Eduardo Pinho Moreira, a eleição municipal tem características diferentes da composição estadual.

Além disso, ele destaca que o PSD é um partido novo e que lançou mais candidaturas, ficando atrás somente do PMDB, sendo natural que eles protagonizem mais embates.

— Se tivermos maturidade política, não haverá problemas. O que acontece é que o governador e eu temos um nível de entendimento que algumas vezes não acontecem em baixo. Mas o governador vem atuando muito bem, como um magistrado — destaca Pinho Moreira.

O presidente do PSD, deputado Gelson Merisio, tem opinião semelhante. Ele diz que a maior parte dos confrontos polarizados entre PSD e PMDB ocorrem em cidades pequenas, onde é necessário respeitar a realidade local. Segundo Merisio, o PSD é um partido novo e, muitas vezes, buscou lideranças novas que fazem contraponto a lideranças mais tradicionais, como o caso do PMDB.

— Mas esta é uma situação natural e passada a eleição tudo volta ao normal — afirma o pessedista.


DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
20 ago16:54

Propaganda gratuita no rádio e na TV começa nesta terça-feira

Natália Viana | natalia.viana@diario.com.br

A partir desta terça-feira (21), a eleição começa “pra valer” em Santa Catarina com a transmissão da propaganda gratuita no rádio e na televisão. Para muito, é a partir deste momento que a campanha ganha cara e começa a ser vista pelo cidadão.

Por isso, dentro da estratégia de uma campanha, poucos itens se comparam ao peso e a importância dos programas de televisão e rádio. Os primeiros a ir ao ar serão os dos vereadores, sendo que na quarta-feira é a vez dos prefeitos.

A campanha na TV será transmitidas somente para as 10 cidades catarinenses que são sede de emissora: Florianópolis. Joinville, Blumenau, Criciúma, Itajaí, Balneário Camboriú, Lages, Chapecó, Xanxerê e Joaçaba.

>> Em Chapecó o sorteio da ordem de veiculação dos programas foi definido no dia 3 de agosto

O horário eleitoral na TV começa nesta terça-feira e segue até o dia 4 de outubro, sempre em duas edições: a primeira das 13h às 13h30min e a segunda das 20h30min às 21 horas.

No rádio, a propaganda segue a mesma lógica, também em dois horários: das 7h às 7h30min e das 12h às 12h30min.

Às segundas, quartas e sextas serão apresentados os programas dos candidatos a prefeito, e nas terças, quintas e sábados o horário será distribuído entre os candidatos a vereador.

Depois, a tendência é que os projetos e propostas comecem a ganhar mais destaque. Além de tornar os candidatos mais conhecidos, a propaganda eleitoral também acaba ditando o ritmo das campanhas como um todo. Se uma das candidaturas começa a “endurecer” o discurso, fazer críticas e até mesmo denúncias, a tendência é que a parte “atacada” responda, acentuando os debates.


Comente aqui
20 ago15:28

Eleições 2012: Conselho Empresarial de Chapecó inicia encontro com candidatos a prefeito

O Conselho das Entidades Empresariais de Chapecó (CEC) reúne-se nesta terça-feira, 21 de agosto, para o primeiro encontro com os candidatos das duas coligações que concorrem à próxima eleição municipal. Conforme sorteio realizado no dia 2 deste de agosto, José Caramori, da coligação “O Povo de Novo”, estará presente às 18h desta terça-feira, na sede do CEC, no Condomínio Cesec.

Durante meia hora, Caramori fará uma exposição inicial de suas propostas como candidato à reeleição e depois haverá uma hora para apresentação de questões em nome dos 16 sindicatos e entidades associativas empresariais que integram o Conselho. O encontro terá a presença, além do candidato e assessores, de presidentes ou representantes das entidades filiadas ao CEC, de ex-presidentes do Conselho e profissionais da imprensa

A segunda reunião será na terça-feira, 28 de agosto, com o candidato Pedro Uczai, da coligação “Aliança pela Vida”.


As entidades e sindicatos

Presidido por Gilberto Badalotti, o Conselho das Entidades Empresariais é integrado por: Associação Comercial e Industrial (Acic); Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL); Sindicato do Comércio (Sicom); Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis (Secovi); Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas (Sitran); Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Sintroeste); Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (Sihrbarsc); Sindicato da Indústria da Construção (Sinduscon); Sindicato das Indústrias Madeireiras e de Móveis (Simovale); Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico (Simec); Sindicato das Indústrias de Olarias e Cerâmicas (Sicec); Sindicato Rural; Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo (Sindipostos); Sindicato da Indústria do Material Plástico e Artefatos de Borracha (Sindiplasc); Sindicato dos Contabilistas (Sindicont); e Sindicato das Indústrias de Alimentos (Sindialimentos).


Comente aqui
20 ago11:24

Candidatos a prefeitura de Chapecó apresentam propostas na RBS TV

A RBS TV Chapecó inicia nesta segunda-feira uma rodada de entrevistas com os dois candidatos à Prefeitura de Chapecó. As entrevistas serão ao vivo, durante o RBS Notícias.

Cada entrevistado terá cinco minutos para responder a perguntas elaboradas pelos jornalistas da RBS TV. A ordem dos entrevistados foi definida em sorteio que contou com a participação de assessores dos candidatos.

O primeiro a ser entrevistado será José Caramori (PSD), às 19h15 desta segunda-feira.

Com o início da propaganda gratuita, a partir desta terça-feira, dia 21, o RBS Notícias inicia mais cedo, às 18h45. Neste dia, Pedro Uczai (PT), será entrevistado.


Agende-se:

20/08 – segunda-feira

José Caramori (PSD)


21/08 – terça-feira

Pedro Uczai (PT)


Comente aqui
20 ago11:17

Candidatos de Águas Frias abrem mão de programas de rádio

Candidato único a prefeito pela coligação Todos por Águas Frias, Danilo Daga (PP), abriu mão dos programas eleitorais no rádio na única emissora da cidade, uma emissora comunitária. O pedido dele, de renúncia ao horário eleitoral gratuito, foi aceito pelo juiz da 94ª Zona Eleitoral de Chapecó, Jefferson Zanini.

Mesma solicitação foi feita pela coligação Trabalhando Juntos pelo Povo, dos 13 candidatos que concorrem às nove vagas da Câmara de Vereadores. Ao homologar o pedido, o magistrado disse que não viu impedimentos, pois a legislação não obriga partidos e coligações a usarem o horário gratuito de propaganda. Mas ele determinou que a emissora do município mantenha reservado o espaço de veiculação da propaganda, transmitindo nos horários a ela reservados a seguinte mensagem: “Horário reservado à propaganda eleitoral gratuita — Lei 9.504/97″.

A família Daga está dominando a política no município de 2.194 eleitores, onde, pelo segundo mandato consecutivo houve consenso de candidatura. O candidato único é primo do atual prefeito, Marino Daga (PT). Águas Frias é uma das oito cidades catarinenses que têm candidaturas únicas a prefeito nesta eleição municipal.

DIÁRIO CATARINENSE

Comente aqui
08 ago17:22

Definida ordem de veiculação do horário eleitoral gratuito em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Foram definidos os tempos de propaganda e ordem de veiculação dos programas eleitorais em Chapecó. Neste ano dois candidatos concorrem à vaga de prefeito e 190 concorrem a uma das 21 vagas para a Câmara de Vereadores. O horário eleitoral gratuito começa no dia 21 de agosto e vai até o dia 4 de outubro.

Participaram do sorteio realizado, no dia 3 de agosto, no Fórum da cidade representantes dos partidos, das emissoras de rádio e TV, juízes eleitorais e chefes de cartório da 35ª e 94ª Zona Eleitoral de Chapecó.

Pela ordem do sorteio, o primeiro candidato será José Caramori (PSD) e Luciano Buligon (PMDB), da Coligação “O Povo de Novo”, composta por 16 partidos (PSD, PMDB, PSDC, PR, PMN, PSDB, PRB, PPS, PTB, PP, PSC, PRP, DEM, PSB, PT do B e PSL). O tempo de veiculação é de 19 minutos e 32 segundos.

Na sequência será Pedro Uczai (PT) e Elza Fortes (PDT), da Coligação “Aliança Pela Vida”, composta por nove (PT, PTC, PTN, PRTB, PHS, PV, PPL , PC do B e PDT), que ficou com 10 minutos e 27 segundos.

Segundo o chefe do cartório da 94ª ZN de Chapecó, João Henrique Alves da Silva, uma regra eleitoral prevê que o segundo faltante, para completar os 30 minutos de veiculação, fica para a coligação que veicular por último no dia.

A ordem de veiculação dos programas é alternada a partir do segundo dia de propaganda, sendo que o último candidato do dia anterior torna-se o primeiro.

As propagandas de candidatos a prefeito serão veiculadas nas segundas, quartas e sextas-feiras, e as de vereador serão as terças, quintas e sábados. No domingo não há horário eleitoral apenas inserções.

Na TV os programas serão veiculados em dois horários das 13h às 13h30 e das 20h30 às 21h. Na Rádio, também em dois horários, das 7h às 7h30 e das 12h às 12h30.


Comente aqui
02 ago17:19

Definidas datas de reuniões dos candidatos com o Conselho Empresarial de Chapecó

Representantes do Conselho das Entidades Empresariais de Chapecó (CEC) e das duas coligações que concorrem à eleição municipal participaram, nesta quinta-feira, de reunião para tratar dos encontros que vão acontecer com os candidatos a prefeito. O objetivo foi de discutir detalhes desses encontros e a ordem em que ocorrerão.

A definição da ordem foi realizada através de sorteio.

A primeira reunião ficou estabelecida para o dia 21 de agosto, às 18h, na sede do CEC, com o candidato José Claudio Caramori, da coligação “O Povo de Novo”.

No dia 28 deste mês será a reunião com o candidato Pedro Uczai, da coligação “Aliança pela Vida”, no mesmo horário.

Também foi estipulado o tempo de meia hora para exposição inicial de suas propostas por cada candidato e depois haverá uma hora para apresentação de questões pelos presidentes dos 16 sindicatos e entidades associativas empresariais que integram o CEC e que têm atuação em Chapecó e região.

Participaram da reunião desta quinta-feira os representantes da coligação de Caramori, Luiz Peruzzolo e Victor Nogara, e da coligação de Uczai, Deise Paludo, juntamente com o presidente do Conselho das Entidades Empresariais, Gilberto João Badalotti, e os assessores Valdemir Manoel da Silva e Hugo Paulo Gandolfi de Oliveira.


Comente aqui