Canoas

20 abr10:38

Melhora estado de saúde de delegado baleado em Chapecó

O delegado da Polícia Civil gaúcha Paulo Florentino Machado, 46 anos, ferido com um tiro no abdômen durante um assalto à casa de parentes em Santa Catarina, no final de semana, recuperou a consciência pela manhã desta quinta-feira e conseguiu conversar com a mulher, Daniela Zawadzki.


Atingido por um disparo no abdômen, o delegado Paulo Florentino Machado está internado na UTI.


Plantonista da Delegacia de Pronto Atendimento de Canoas, Machado aproveitava o final de semana de folga para rever a mulher e o casal de filhos de dois e quatro anos que moram em Chapecó (SC). Ele foi ferido ao intervir em um roubo domingo à noite na casa da sogra. Atingido por um disparo do abdômen que perfurou o pulmão e se alojou nas costas, foi internado em um hospital da cidade catarinense em estado grave.

Conforme Daniela, o gaúcho acordou, voltou a respirar sem ajuda de aparelhos e conseguiu dizer algumas palavras.

— A primeira coisa que ele fez foi perguntar como estavam as outras pessoas da família presentes na hora do assalto — conta a mulher.

O delegado ficou aliviado ao saber que, fora uma tia de Daniela que recebeu um tiro no pé e passa bem, nenhum outro familiar ficou ferido durante o confronto.

— Ele já está bem melhor, o risco diminuiu, mas ainda está um pouco atordoado e agitado. Esperamos que, em 48 horas, ele possa sair da UTI — afirma Daniela.

>> Delegado do RS baleado ao reagir a assalto segue na UTI em hospital de Chapecó

>> Momentos de terror para família de delegado baleado

A mãe de Daniela voltava de uma sessão de teatro com três parentes em uma caminhonete, quando os bandidos aproveitaram a abertura do portão eletrônico para entrar no terreno onde há três casas da mesma família. Armados, os criminosos fizeram as vítimas de refém dentro de uma das casas e começaram a pegar objetos e revirar gavetas em busca de dinheiro. O barulho chamou a atenção.

O delegado, que assistia a TV ao lado da mulher, foi alertado por uma cunhada, que também avisou a Polícia Militar. Com uma pistola na mão, Machado saiu para o pátio, e Daniela se trancou em casa para se proteger com os filhos. O delegado trocou tiros com os invasores, acertando as pernas de um deles, mas acabou atingido.

Os três bandidos fugiram na caminhonete das vítimas, levando dinheiro, celulares e computador. Um comparsa acompanhava o trio em um Monza. Perseguidos por PMs, foram presos em seguida, após uma nova troca de tiros. A caminhonete e os pertences da família do delegado foram recuperados.

ZERO HORA


Comente aqui