Catariense

28 abr15:00

Semifinal do Catarinense: Chapecoense x Avaí

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Não é apenas a vaga para a final do Campeonato Catarinense de 2012 que está em jogo no confronto deste domingo entre Avaí e Chapecoense, no Índio Condá. Para o time do Oeste está em jogo a consolidação entre os grandes de Santa Catarina, a terceira final em quatro anos, a possibilidade de disputar a quarta Copa do Brasil e potencial de ganho que pode superar meio milhão de reais.

-Teríamos um ganho de pelo menos R$ 500 mil – calcula o presidente da Chapecoense, Sandro Pallaoro. Esse valor seria entre acréscimo de patrocínios, renda e verba de apoio da Confederação Brasileira de Futebol.

Neste ano o clube ganhou R$ 120 mil por fase na Copa do Brasil. Como foram duas fases, foram R$ 240 mil. Além disso, a CBF banca 23 passagens e o deslocamento. A bilheteria da Copa do Brasil não renderia muito se a Chapecoense enfrentasse um time desconhecido, como foi contra o São Mateus. Mas uma classificação para fases seguintes representaria mais ganhos, principalmente se enfrentasse clubes como Grêmio ou Internacional.

A competição também facilita a contratação de jogadores, que veem a competição como uma vitrine.

Outro ganho seria com a renda da final do Campeonato Catarinense, que poderia chegar a R$ 200 mil se fossem vendidos todos os ingressos, de acordo com cálculo do gerente de futebol do clube, Carlinhos Almeida.

O gerente disse que chegar numa nova final consolidaria a Chapecoense como uma das forças do futebol de Santa Catarina, manteria o time no cenário nacional e também melhoria a posição do clube no ranking da Copa do Brasil. O supervisor Chinho Di Domenico disse que, em três participações, o clube passou da posição 125 para 105 e a expectativa é ficar entre os 100 melhores na próxima edição.

O número de sócios também aumentaria. No ano passado o clube tinha 3,5 mil sócios. Neste ano, subiu para cinco mil. O presidente Sandro Pallaoro prevê um acréscimo de mil a 1,5 mil sócios caso o clube chegue a uma nova final. – Mas primeiro temos que passar pelo Avaí- ressaltou.


MINUTO A MINUTO


FICHA DO JOGO

Chapecoense

Rodolpho, Souza, Leonardo, Fabiano, Diego Teles, Willian, Esquerdinha, Eliomar, Neném, Athos e Éber.

Técnico: Itamar Schulle


Avaí

Diego, Renato Santos, Leandro Silva, Arlan, Aelson, Mika, Pirão, Robinho, Cleber Santana, Felipe Alves e Maurício.

Técnico: Hemerson Maria


Arbitragem: Paulo Henrique de Godoy Bezerra, auxiliado por Angelo Rudimar Bechi e Eder Alexandre

Horário: 16h

Local: Arena Condá – Chapecó/SC


1 comentário
24 abr08:09

Chapecoense vai aumentar a capacidade do estádio

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A Chapecoense vai instalar câmeras de monitoramento no estádio Índio Condá para aumentar a capacidade do estádio, de 10 mil lugares para 12,7 mil lugares. Com isso poderão ser vendidos mais ingressos para o jogo contra o Avaí, domingo, às 16 horas.

Os ingressos deverão ser vendidos a partir de amanhã. De acordo com o presidente do clube, Sandro Pallaoro, o preço será mantido para a venda antecipada, no valor de R$ 30 (Geral), R$ 40 (Cobertas) e R$ 60 (Cadeiras). A idéia é disponibilizar os ingressos em pontos tradicionais de venda e na bilheteria do estário.

No domingo o preço deve aumentar para R$ 40 (Geral), R$ 50 (Cobertas) e R$ 70 (Cadeiras). Pallaoro espera estádio lotado.

–Está na hora do torcedor fazer sua parte como fez no ano passado – disse.

Ele lembrou que o confronto deste domingo é muito similar ao da decisão do turno do ano passado, quando a Chapecoense jogava em casa e pelo empate para ir à final. Naquele jogo o Avaí saiu ganhando por 2 a 0 mas a Chapecoense empatou e, pela vantagem no regulamento, chegou à decisão contra o Criciúma.

Pallaoro ficou satisfeito com o empate por 1 a 1 na capital no primeiro confronto.

– Foi um ótimo resultado- disse.

Para este jogo a Chapecoense não poderá contar com o volante Wanderson e o atacante Jean Carlos, suspensos. Mas deve ter o retorno do meia Souza.

O time chegou às 7 horas da manhã de ontem, depois de nove horas de viagem de ônibus. Houve folga para todo mundo. A reapresentação é somente às 15 horas de hoje, no Índio Condá.

Comente aqui
01 fev09:47

Líder enfrenta o lanterna

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Líder no Campeonato Catarinense, com nove pontos, a Chapecoense busca manter o 100% de aproveitamento no jogo desta quarta-feira, contra o Marcílio Dias. Para isso o técnico Gilberto Pereira não fez grandes mudanças na equipe. Mas ele quer que os atacantes apareçam em campo. – Os jogadores sabem que tem que agir e marcar – observou Pereira.

Dos quatro gols marcados pela equipe, três foram de cabeça, do zagueiro Fabiano, detalhe: todos em casa, e um do atacante Tiago Cavalcanti, contra o Brusque fora.

As novidades na equipe ficam na entrada do volante Diego Teles, no lugar de Wanderson, expulso na partida de domingo contra o Camboriú, e de Tiago Cavalcanti que volta a formar a dupla de ataque com João Paulo.

- O Marcílio é um adversário que requer cuidado – comentou Pereira, destacando que esse será um jogo de alto risco, já que o time do Vale, mesmo na lanterna, vem em busca de pontos. – Jogar com o lanterna não muda nada para nós. Temos que ter consciência e o mesmo comprometimento na partida – ressaltou Pereira.

O técnico disse ainda que o time ainda não conquistou nada. – Temos uma sequência difícil de jogos e precisamos somar pontos para ficar entre os quatro no primeiro turno – disse.

No último treino, antes da viagem para Itajaí, o time fez um tático em campo reduzido. A intenção de Pereira foi trabalhar a posse de bola e a marcação. Os jogadores também treinaram cobranças de falta e pênalti.

O time que enfrenta o Marcílio conta com o mesmo trio na zaga, desde o início da competição: Fabiano, Leonardo e Souza.


>> Confira o Minuto a Minuto da partida


Ficha:

MARCÍLIO DIAS

Lúcio; Régis, André Luiz, João Leonardo (Matheus Bissi), Guaru; Marcio Tinga, Douglas Tandu, Thiaguinho, Nilson Sergipano; Flávio Dias (James) e André Teles.

Técnico: Paulo Jamelli


CHAPECOENSE

Nivaldo; Fabiano, Leonardo, Souza; Gilberto Matuto, Gustavo, Diego Teles, Neném, Willian; Tiago Cavalcanti e João Paulo.

Técnico: Gilberto Pereira


Arbitragem: Raimundo da Luz Nascimento, auxiliado por Antonio Lourival da Luz e Thiago Americano Labes.


Horário: 20h30

Local: Estádio Dr. Hercílio Luz – Itajaí/SC

Ingressos: arquibancadas descobertas R$ 30, arquibancadas cobertas a R$ 50, e cadeiras a R$ 100.


Comente aqui