catarinense

06 fev09:18

Chapecoense vence Figueira e segue os 100%

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Quem vai segurar a Chapecoense em 2012? Não apareceu um candidato à altura ainda. O time do Oeste bateu o Figueirense por 3 a 1, chegou a 15 pontos em cinco jogos e manteve os 100% de aproveitamento no Campeonato Catarinense neste domingo. Com esse desempenho a equipe de Gilberto Pereira mantém a liderança, três pontos á frente do Avaí.

E a vitória praticamente foi definida nos 16 minutos iniciais, pela atuação de um jogador que vinha sendo contestado e até teve um atrito com um radialista na saída do jogo do Marcílio Dias, empurrando o microfone. O atacante João Paulo tinha passado em branco nos quatro jogos anteriores. Na sexta-feira ele pediu desculpas pelo ato. E ele fez as pazes com a torcida.

Aos 13 minutos a defesa do Figueirense saiu jogando errado. João Paulo recebeu dentro da área e tocou na saída de Wilson. Depois disso ele fez uma dancinha e recebeu o cumprimento dos companheiros.

Três minutos depois ele justificou a falta de modéstia. Na cobrança de falta, a zaga afastou mal. João Paulo tocou de cabeça para Tiago Cavalcanti completar para o gol e assinalar os 2 a 0.

A partir daí o Figueirense tentou descontar mas a pontaria dos jogadores alvinegros não era das melhores. Hélder e Luiz Fernando arriscaram de longe e a bola foi mais longe ainda. O goleador Aloísio até que tentou, mas era parado ora por Fabiano, ora por Souza, ora por Leonardo.

No início do segundo tempo, o técnico do Figueirense, Branco, colocou Roni e Franco Niell, tornando o time mais ofensivo. E em 11 minutos, Roni justificou a entrada, fazendo seu gol logo na estreia. Além de sofrer o gol a Chapecoense perdeu João Paulo, que sentiu cansaço. A Chapecoense se encolheu e o jogo foi dominado pelo Figueirense, que rondava a área mas não conseguia concluir.

Aloísio teve a chance de empatar aos 42 minutos do segundo tempo, mas cabeceou por cima. E a torcida da Chapecoense que gritou “Uh, é Aloísio” no início da partida em agradecimento aos gols do ano passado, repetiu o coro desta vez pelo gol que ele não fez.

Num contra-ataque, já nos descontos, Esquerdinha ampliou para 3 a 1. João Paulo, que não deu entrevistas no intervalo.

— Hoje estou feliz — disse o jogador, que justificou que nas partidas anteriores não fez gol mas teve participação tática importante.

O gol foi para o filho João Lucas, que nasceu no dia 2 de dezembro. Foi o primeiro que a torcida viu. Mas certamente não será o último que João Lucas vai presenciar.


Ficha técnica

CHAPECOENSE ( 3 )

Nivaldo; Fabiano, Leonardo, Souza; Gilberto Matuto, Diogo Roque (Marcos Alexandre), Diego Teles, Neném, Esquerdinha; João Paulo (Nicolas) e Tiago Cavalcanti (Marcelinho)

Técnico: Gilberto Pereira


FIGUEIRENSE ( 1 )

Wilson; Pablo (Franco Niell), João Paulo, Fred, Hélder; Ygor, Túlio (Leo), Doriva, Luiz Fernando (Roni); Aloísio e Júlio César.

Técnico: Branco


Gols: João Paulo (C), aos 13 minutos do primeiro tempo e Tiago Cavalcanti (C), aos 16 minutos do primeiro tempo. Roni (F), aos 11 minutos do segundo tempo e Esquerdinha (C), aos 47 do segundo tempo.

Arbitragem: Rodrigo D’Alonso Ferreira, auxiliado por Kleber Lucio Gil e Rosinei Hoffmann Scherer.

Cartões amarelos: Túlio e Doriva (F), Souza e Gilberto Matuto (C)

Local: Estádio Índio Condá.


Comente aqui
03 fev10:55

Federação divulga arbitragem para a 5ª rodada do Catarinense

A Federação Catarinense de Futebol (FCF) divulgou nesta quinta-feira, dia 2, a arbitragem para a 5ª rodada do Estadual. O sorteio foi realizada na sede da entidade em Camboriú.

A ARBITRAGEM

Sábado, dia 4, às 19h30min

Criciúma x Marcílio Dias
Local:
Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma
Árbitro: Braulio da Silva Machado
Assistentes: José Roberto Larroyd e Neuza Ines Back

Avaí x Camboriú
Local:
Estádio da Ressacada, em Florianópolis
Árbitro: Celio Amorim
Assistentes: Nadine Schramm Câmara Bastos e Eder Alexandre

Domingo, dia 5, às 17h

Chapecoense x Figueirense
Local:
Arena Índio Condá, em Chapecó
Árbitro: Rodrigo D’Alonso Ferreira
Assistentes: Kleber Lúcio Gil e Rosnei Hoffmann Scherer 

Brusque x Atlético-Ib
Local:
Estádio Augusto Bauer, em Brusque
Árbitro: Natanaã Everton da Silva
Assistentes: Eberval Lodetti e Carlos Felipe Schmidt

Domingo, dia 5, às 19h30min

Metropolitano x Joinville
Local:
Estádio do Sesi, em Blumenau
Árbitro: Paulo Henrique de Godoy Bezerra
Assistentes: Josué Gilberto Lamim e André Eduardo da silveira

DIÁRIO CATARINENSE

Comente aqui
02 fev08:41

Chapecoense chega no começo da tarde e treina a partir das 16h

A líder do Campeonato Catarinense, com 12 pontos, chega em Chapecó no início da tarde no Aeroporto Serafim Enoss Bertaso.

O time comandado por Gilberto Pereira se reapresenta e volta aos trabalhos a partir das 16h na Arena Condá.

A preparação agora é para a quinta rodada. No domingo, o Verdão recebe em casa o Figueirense, quinto colocado, com cinco pontos.

Comente aqui
02 fev00:31

Nivaldo, o goleiro menos vazado do Catarinense

Sem dúvida nenhuma o goleiro Nivaldo é peça fundamental na Chapecoense. O goleiro menos vazado do Campeonato Catarinense, que sofreu apenas um gol, contra o Camboriú, foi destaque na partida desta quarta-feira contra o Marcílio Dias.

Ele chegou na equipe em março de 2006, e em seis anos de atuação no Verdão, defendeu o primeiro pênalti.

A defesa foi no primeiro tempo, ainda quando a partida estava empatada em 0 a 0. Na partida contra o Brusque, o atacante Cris chutou para fora e perdeu um pênalti no primeiro tempo.

O atleta que completa 38 anos em março, perdeu no ano passado o posto para Rodolpho devido a uma lesão, em 2012 recuperou a posição justamente devido a uma lesão no joelho de Rodolpho.

Comente aqui
01 fev23:02

Chapecoense faz 2 a 0 no Marcílio Dias em Itajaí

Jogando em casa, o Marcílio Dias perdeu para a Chapecoense por 2 a 0 nesta quarta-feira, no Estádio Dr. Hercílio Luz, em Itajaí. Com o resultado, o Marinheiro segue na lanterna do Campeonato Catarinense, com apenas um ponto. Já a Chapecoense mantém os 100% de aproveitamento e é líder isolada da competição, com 12 pontos.

Os gols do time de Chapecó foram marcados na segunda etapa, depois de um primeiro tempo com mais oportunidades para o time da casa. Diogo Roque abriu o marcador, e Souza ampliou, dando números finais para a partida.

A derrota acabou acarretando na demissão do técnico do Marcílio Dias, Paulo Jamelli. Logo após a partida, o presidente do clube, Abelardo Lunardelli, anunciou a decisão:

- Tentamos uma novidade, e não deu certo. Agora vamos buscar um treinador conhecedor do futebol catarinense.

O nome do novo comandante não foi anunciado e Lunardelli disse que opções estão sendo avaliadas. O presidente afirma que também jogadores também devem ser dispensados.

Na próxima rodada, o Marcílio Dias vai a Criciúma enfrentar o Tigre, enquanto a líder Chapecoense recebe o Figueirense, em Chapecó.



Comente aqui
31 jan11:58

Blindagem no Verdão

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Depois de três partidas e três gols, o artilheiro da Chapecoense, o zagueiro Fabiano é blindado pela Diretoria do Clube. Segundo o Diretor de Futebol, Cadú Gaúcho a determinação serve para todos os jogadores. – A orientação é que os atletas estejam focados no campeonato e não fiquem deslumbrados – explicou.

Natural de São João do Oeste, filho de agricultores, Fabiano, com 20 anos, está na Chapecoense desde 2010. No ano passado ele chegou a ser relacionado por Mauro Ovelha em alguns jogos do Catarinense. Mas somente começou a jogar no time titular no final da Série C, contra o Joinville e Brasiliense.

Neste campeonato surpreendeu com a capacidade de marcar gols. Garantiu a vitória sobre o Avaí, na estreia, num lance que mostrou personalidade dentro da área.

Domingo contra o Camboriú, mais uma vez foi o responsável pelos três pontos. Marcou um gol em cada tempo e ajudou a manter a Chapecoense na liderança do campeonato.

Fabiano admite  que a cada partida a responsabilidade aumenta e a concentração também. Ao ser questionado sobre a blindagem o atleta disse que ele mesmo se blinda. – A minha cabeça está 100% na Chapecoense e até agora não recebi propostas de outros times – disse.

O presidente do Clube, Sandro Pallaoro, disse que os atletas devem ficar focado no Catarinense. – Foram apenas três rodadas e a competição é muito equilibrada, por isso temos que ter cuidado – completa.

Para se prevenir de futuros assédios, o clube ampliou o contrato do zagueiro, que vencia em dezembro e foi renovado por mais cinco anos.  Com a renovação e por ser titular o salário do atleta aumentou. Informações, não oficiais, dão conta de que a multa rescisória seria no valor de R$ 5 milhões.

A Chapecoense tem 75% do passe do atleta. O restante é dividido pelo ex-atacante Índio, maior goleador da história da Chapecoense, pelo empresário gaúcho, Tite, que também vestiu a camisa do Verdão em 95 e do próprio jogador.


Comente aqui
30 jan19:12

Gilberto Pereira define o time nesta terça-feira

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O técnico Gilberto Pereira define o time que enfrenta o Marcílio Dias, no treino tático na manhã desta terça-feira, na Arena Condá. Ele tem duas opções para o lugar de Wanderson. O volante foi expulso após receber o segundo amarelo. As opções são Diogo Roque e Diego Teles.

Pereira disse também que ainda está formando as duplas de ataque.

O time embarca para Florianópolis às 14h15 desta terça e depois segue de ônibus até Itajaí. A quarta partida no Campeonato Catarinense  está marcada para às 20h30 no estádio Hercílio Luz.

1 comentário
30 jan11:12

Descanso pela manhã e treino a tarde

Depois da terceira vitória no Campeonato Catarinense, os jogadores da Chapecoense tem folga nesta manhã. A reapresentação está marcada para às 16h na Arena Condá.

O time comandado por Gilberto Pereira conseguiu a vitória, e a garantia de 100% de aproveitamento na competição, aos 46 minutos do segundo tempo. Fabiano fez os dois gols da vitória.

Nesta quarta-feira, o time enfrenta o Marcílio Dias, no estádio Hercílio Luz em Itajaí.


Comente aqui
29 jan19:16

Chapecoense vence e segue em primeiro

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

A primeira partida entre Chapecoense e Camboriú começou com marcação forte dos dois lados do campo. O time do Vale vinha em busca da segunda vitória na competição e o Verdão em manter os 100% de aproveitamento. E conseguiu.

O primeiro gol saiu depois da cobrança perfeita de falta realizada por Gilberto Matuto. Fabiano cabeceia e abre o placar aos 15 minutos. Esse foi o segundo gol do zagueiro da competição.

>> Veja as fotos da partida

Aos 20 minutos, Neném perde uma boa oportunidade, ele chuta para fora. Foram duas oportunidades na mesma jogada. Nicolas também perde uma boa chance.

O Camboriú não se intimidou com o gol do Verdão e marcou o gol do empate aos 24 minutos. Geninho marcou de cabeça, após cruzamento pela direita.

Ainda no primeiro tempo Nicolas faz uma bela jogada, passa para Matuto que chuta para fora, João Paulo perde o segundo gol do verdão. O time perdeu boas oportunidades de ampliar o placar. Enquanto o time do Vale fez boas trocas de bola.

Aos 42 minutos, Willian faz um belo cruzamento para Nicolas que cabeceia fraco e Peixoto tira.

Segundo Tempo

Na volta para o segundo tempo os técnicos fazem alterações. Na Chapecoense entra Diogo Roque e Tiago Cavalcanti, no lugar de Wilian e Nicolas. No time do Vale entra Almir no lugar de João Paulo.

Logo no aos dois 2 minutos de jogo, Matuto cobra, Fabiano cabeceia na trave, volta e Fabiano cabeceia novamente, mas a bandeirinha Neusa Inês marca impedimento.

Aos 46 minutos, Esquerdinha cruza, Fabiano faz mais um de cabeça. O segundo dele na partida. O artilheiro da Chapecoense vai para a galera. Esse é o terceiro dele na competição.

Essa foi a primeira vez que Chapecoense e Camboriú se enfrentaram. O time do Vale participa do primeiro Campeonato Catarinense.


FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 2

Nivaldo; Fabiano, Leonardo, Souza; Gilberto Matuto, Gustavo(Esquerdinha), Wanderson, Neném, Willian (Diogo Roque); Nicolas(Tiago Cavalcanti) e João Paulo.

Técnico: Gilberto Pereira.


CAMBORIÚ 1

Cairo; Paulo Ricardo, Kal, Peixoto, Rodolfo; Wilian Feijó, Ramon(Douglas Maia), Geninho, Mendes; João Paulo(Almir) e Maílson(Douglas).

Técnico: Eduardo Clara.


Gols: Fabiano (15´1T – 46´2T)  – Chapecoense

Geninho (24´1T) – Camboriú


Cartões Amarelos:

Diego Roque, Souza  – Chapecoense

Mendes, Rodolfo, Geninho – Camboriú


Cartão Vermelho: Wanderson – Chapecoense


Arbitragem: Clodoaldo Jusviak, auxiliado por Neuza Inês Back e Juliano Fernandes da Silva.

Local: Arena Condá, em Chapecó.


Comente aqui
28 jan20:20

Chapecoense 1 x 1 Camboriú

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Nas duas primeiras rodadas do Catarinense a Chapecoense repetiu o aproveitamento da campanha do ano passado, com duas vitórias. Neste domingo, contra o Camboriú, o time do Oeste pode igualar e até melhorar o retrospecto. –No ano passado nós vencemos as duas primeiras mas depois tropeçamos contra o Imbituba- lembrou o presidente Sandro Pallaoro, sobre o empate em 2 a 2 na terceira rodada.

- A campanha é bem parecida – reconhece o goleiro Nivaldo, que esteve nas duas estreias contra o Avaí, na vitória por 2 a 1 no ano passado, na Ressacada, e o 1 a 0 de 2012, na Arena Condá. A diferença é que no ano passado ele só jogou a primeira, pois teve uma lesão no tornozelo.

Depois viu o time fazer 10 pontos em quatro rodadas, cair de desempenho e depois fazer só mais cinco em cinco rodadas. Foi só com a chegada do goleiro Rodolpho e do zagueiro Dema que o time se recuperou e, no returno, obteve sete vitórias e um empate em nove jogos, o que garantiu as decisões na Arena Condá e o título Catarinense.

Desta vez Dema e Rodolpho se recuperam de lesão. E Nivaldo voltou ao posto que exercia desde maio de 2006, em grande estilo. Ele é o goleiro menos vazado do campeonato, sem nenhum gol sofrido. –Estou muito feliz pois minha preocupação era voltar bem depois de um ano- lembrou o goleiro de 37 anos, que já completou 170 jogos pela Chapecoense.

-A vitória dá confiança ao grupo- explicou Nivaldo, sobre as semelhanças com o grupo do ano passado. O presidente Sandro Pallaoro também considera o grupo bom e consciente.

-No ano passado o time ganhava uma em cima da outra e isso dava moral ao grupo- lembrou. A diferença é que o atual grupo tem 15 jogadores novos e boa parte da comissão técnica. Dos titulares só Nivaldo e Neném estavam no time do ano passado.

Para o treinador Gilberto Pereira, a largada é importantíssima tanto para brigar pelo título do turno, quanto para tentar uma das vagas na classificação geral. –Com 33 pontos, talvez 30- dá para ficar com a quarta vaga- calculou.

Ele prevê um jogo difícil contra o Camboriú. Mas a meta é tentar chegar a nove pontos em três jogos, contra sete do ano passado. –Seria excelente- reconhece. Para isso conta com uma defesa que ainda não tomou gol. E com um goleiro que é considerado “eterno” pela torcida.


Minuto a Minuto


CHAPECOENSE

Nivaldo; Fabiano, Leonardo, Souza; Gilberto Matuto, Gustavo, Wanderson, Neném, Willian; Nicolas e João Paulo.

Técnico: Gilberto Pereira


CAMBORIÚ

Cairo; Paulo Ricardo, Kal, Peixoto, Rodolfo, Wilian Feijó, Ramon, Geninho, Mendes; João Paulo e Maílson.

Técnico: Eduardo Clara


Arbitragem: Clodoaldo Jusviack, auxiliado por Neuza Inês Back e André Luiz Back

Horário: 17 horas

Local: Arena Condá, em Chapecó

Ingressos: R$ 15 (estudantes, idosos e crianças entre 8 e 12 anos), R$ 30 (geral), R$ 40 (Cobertas) e R$ 60 (Cadeiras).



Comente aqui