catarinense

13 abr10:57

Treino do Verdão às 15h no Campo do Trevo

O time comandado por Itamar Schulle se prepara para a última partida do returno do Campeonato Catarinense. Neste domingo, dia 15 a Chapecoense recebe o Criciúma na Arena Condá. O jogo está marcado para às 16h. Os ingressos já estão à venda.

Nesta sexta-feira o time realiza treinamento no Campo do Trevo. Os trabalhos estão marcados para às 15h.

Já no sábado pela manhã acontece o tradicional “rachão” no campo da Arena Condá. O treino inicia às 9h.

Comente aqui
13 abr09:37

Domingo é dia de lotar a Arena Condá: Chapecoense x Criciúma

Neste domingo, dia 15, a Chapecoense recebe em casa o Criciúma. A partida válida pela nona rodada do returno está marcada para às 16h na Arena Condá em Chapecó. Os ingressos para o jogo já estão à venda.

A Central de atendimento aos sócios (CAS) atenderá neste sábado das 8h30 às 12h.


Os valores são os seguintes:

Cadeiras: R$ 60

Cobertas: R$ 40

Geral: R$ 30

Aposentados, crianças de 8 a 12 anos e estudantes pagam meio ingresso

As mulheres pagam meio ingresso, exceto nas cadeiras.


Os pontos de vendas são: Posto de Marco, Palácio dos Esportes, Maidana Esportes, Sensação do Mate do Shopping Pátio Chapecó e Barraca da Chapecoense em frente ao Cansian.




Comente aqui
12 abr18:36

Treino leve para os titulares da Chapecoense

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Os jogadores da Chapecoense que atuaram no time titular contra o Cruzeiro no empate por 1 a 1, na quarta-feira, fizeram apenas um treinamento breve nesta tarde, na Arena Condá.

Como ocorre tradicionalmente depois dos jogos, eles fizeram uma atividade de reforço muscular na academia e corrida ao redor do gramado. O zagueiro Souza, que saiu no início do segundo tempo contra o Cruzeiro, disse que sentiu apenas cansaço e está bem para a decisão de domingo, contra o Criciúma.

Quem não atuou contra o Cruzeiro foi treinar no campo do Trevo.

Nesta sexta-feira o técnico Itamar Schulle deve fazer o coletivo que define o time que enfrenta o Tigre. A partida é domingo, no Índio Condá. Para Chapecoense basta um empate para conquistar uma vaga nas semifinais do Catarinense.


Comente aqui
12 abr17:53

Ingressos para Chapecoense x Criciúma já estão à venda

Neste domingo, dia 15, a Chapecoense recebe em casa o Criciúma. A partida válida pela nona rodada do returno do Campeonato Catarinense está marcada para às 15h na Arena Condá em Chapecó. Os ingressos para o jogo já estão à venda.


Os valores são os seguintes:

Cadeiras: R$ 60

Cobertas: R$ 40

Geral: R$ 30

(aposentados, crianças de 8 a 12 anos e estudantes pagam meio ingresso)


Pontos de vendas: Palácio dos Esportes, Maidana Esportes, Posto de Marco e Sensação do Mate do Shopping Pátio Chapecó.


Comente aqui
12 abr11:59

Depois do empate é hora de pensar no Catarinense

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Depois do empate em 1 a 1 com o Cruzeiro e garantir o jogo de volta, a Chapecoense volta as atenções para o Campeonato Catarinense.

Os jogadores que tiveram folga na manhã desta quinta-feira devem voltar aos trabalhos nesta tarde. Os treinamentos estão marcados para às 15h. O local ainda não foi definido.

Antes dos trabalhos físicos os atletas devem passar por avaliação médica. Souza, que estava suspenso e marcou o gol na partida, sentiu dores  e foi substituído por Dema. Médico da equipe vai avaliar ser houve alguma lesão ou se foram apenas cãibras.

Para o jogo de domingo contra o Criciúma o técnico Itamar Schulle não tem desfalques.

O Verdão busca a vitória para se classificar nas semifinais do Catarinense. O empate também garante a vaga. A Chapecoense está com 30 pontos e em segundo na classificação geral.

Comente aqui
09 abr09:33

Ex-jogadores da ACF complicam o Verdão

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Depois de dois anos sem perder em casa pelo Campeonato Catarinense a Chapecoense foi derrotada ontem por 3 a 2, para o Atlético Hermann Aichinger, e perdeu a chance de classificar antecipadamente para as semifinais. Agora terá pelo menos empatar com o Criciúma, na última rodada, em casa. O Atlético entrou na briga pela classificação no Catarinense, embora com poucas chances, e também pode conseguir a vaga para a Série D do Campeonato Brasileiro.

Desde março de 2010, quando levou 3 a 1 do Avaí, a Chapecoense não era derrotada em casa. Para derrotar a Chapecoense nos seus domínios o Atlético utilizou cinco ex-jogadores da Chapecoense: Sagaz, Silvio Bido, Fabrício, Adriano e Santos. Até o técnico, Giovani Nunes, já atuou no Oeste no início dos anos 2000.

Eles sabiam como se deve atuar no Índio Condá. –Nós conhecemos as dimensões do campo e que aqui é pressão os 90 minutos- disse o ala Santos, que foi campeão pela Chapecoense em 2007. Ele fez a base no time do Oeste, onde atuou até 2009.

-Sempre gostei de jogar aqui- disse. Gosta tanto que, aos dois minutos, abriu o marcador para o Atlético, surpreendendo os cerca de quatro mil torcedores que esperavam assistir a classificação antecipada da Chapecoense. O time visitante se sentia em casa. Afinal meio time já tinha atuado ao som daquela torcida. E aos 19 minutos, Mateus driblou Fabiano e fez 2 a 0.

O gol de João Paulo, dois minutos depois, reacendeu a esperança de quem realmente era o time da casa. E o empate veio aos 30 minutos, com Eliomar, cobrando pênalti. O Índio Condá ferveu. Parecia que o gol da vitória era questão de tempo.

Mas quem voltou melhor para a segunda etapa novamente foi a equipe do Vale. E o ala Sagaz, que deixou o clube no início do ano, acabou fazendo uma bela jogada pela direita e deu um forte chute que desviou em Matozinho e acabou enganando Rodolpho.

A torcida não perdoou Sagaz e o xingou como se fosse um Judas quando foi substituído. –Agora estou focado no Ibirama e tenho que pensar na minha carreira- declarou, ao final do jogo. –Estamos na briga pelo quadrangular final e pela Série D do Brasileiro- comemorou o técnico Giovani Nunes.

Na Chapecoense, o clima foi de lamentação. –Tivemos muitas oportunidades que não fizemos e o futebol castiga- disse o goleiro Leonardo, que recebeu o apelido de Jesus pela barba e a cabeleira. No domingo de Páscoa, nem ele salvou o time da casa.


Comente aqui
07 abr15:00

Catarinense: Chapecoense x Atlético de Ibirama

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A vaga antecipada na semifinais do Campeonato Catarinense é a meta da Chapecoense no confronto deste domingo, contra o Atlético de Ibirama, a partir 16 horas, no Índio Condá. Com 30 pontos na tabela, o time do Oeste garante uma das vagas por índice técnico com mais três pontos.

- É o jogo do ano- avaliou o técnico da Chapecoense, Itamar Schulle, que venceu quatro dos cinco jogos em que comandou o Verdão do Oeste. Schulle disse que os resultados obtidos até agora apenas serviram para dar condições de decidir a vaga agora.

Por isso o clima é de concentração total. Para este jogo o treinador terá pelo menos dois desfalques. O goleiro Nivaldo sentiu uma lesão na coxa e o meia Neném está suspenso. Será a primeira partida do ano sem a presença dos dois.

No gol, o goleiro campeão do ano passado, Rodolpho, está de volta. Resta saber se ele está na mesma forma. No meio, o mais cotado para assumir a vaga de Neném é Eliomar, que vem sendo um curinga no time. Ele vinha atuando de ala nos últimos cinco jogos, atuou como atacante contra o Camboriú e também já foi meia contra o Avaí e Brusque.

Eliomar disse que sua posição de origem é atacante. Mas já fez a função de meia nos quatro anos que atuou na Croácia, pelo Medimurje e Istra, e também no Guarani de Sobral. Para ele o que vale é estar em campo e ajudar o time a conquistar a classificação. Melhor ainda se lembrar os velhos tempos e fizer um gol.


MINUTO A MINUTO


FICHA TÉCNICA

Chapecoense

Rodolpho; Fabiano, Dema e Leonardo; Rafael Mineiro, Diego Teles, Diogo Roque, Eliomar, Athos e Esquerdinha; João Paulo

Técnico: Itamar Schulle


Atlético de Ibirama

Giovani; João Rodrigo, Vitor Hugo, Silvio Bido e Santos; Dinho, Fabrício, Matozinho e Maicon (Michel); Adriano e Mateus

Técnico: Giovani Nunes


Horário: 16h

Arbitragem: Célio Amorim, auxiliado por Juliano Fernandes da Silva e Éder Alexandre

Local: Estádio Índio Condá, em Chapecó

Ingressos: R$ 30 (Geral), R$ 40 (Cobertas), R$ 60 (Cadeiras). Mulheres, estudantes, aposentados e crianças entre 8 e 12 anos pagam meio ingresso.

Comente aqui
05 abr10:38

Nivaldo está fora do jogo de domingo

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O goleiro da Chapecoense, Nivaldo, está com uma lesão na coxa direita e não joga contra o Atlético de Ibirama. A partida válida pela oitava rodada do Campeonato Catarinense será na Arena Condá em Chapecó. Ele sentiu a dor ainda na partida contra o Joinville, na quarta-feira, dia 28, após um chute de tiro de meta. Mesmo assim jogou contra o Metropolitano. – A dor aparecia na hora de chutar – disse o atleta.

Após voltar de Blumenau foi realizado exame e constatado a lesão. Segundo o médico da equipe, Carlos Mendonça o atleta até conseguiria jogar, porém a situação poderia se agravar. – É melhor parar e tratar agora do que ficar mais tempo fora – disse o médico.

Nivaldo, um dos goleiros menos vazados, com apenas 18 gols sofridos, deve ficar em recuperação por até 15 dias.

Quem assume a vaga de titular na equipe é Rodolpho. O goleiro já estava recuperado e a disposição da equipe desde a quarta rodada do returno do Catarinense. – Estou preparado e pronto para ajudar a equipe – disse o atleta que fez sua última partida com a camisa da Chapecoense no dia 30 de outubro de 2011, pela Série C do Campeonato Brasileiro. Na ocasião o Verdão venceu o Brasiliense por 3 a 0.


Comente aqui
03 abr15:21

80 anos da Associação Catarinense de Imprensa serão festejados em Chapecó

Considerada a maior festa da comunicação barriga-verde, o 5O Encontro da Imprensa Catarinense em Chapecó está confirmado para o dia 11 de agosto, na sede campestre da CDL, em Chapecó e, nesta ocasião, assinalará os 80 anos da Associação Catarinense de Imprensa (ACI).

O evento consistirá de solenidade festiva, homenagens, lançamento de obra e almoço festivo reunindo cerca de 450 profissionais de comunicação de todo Estado. A iniciativa é da Associação Catarinense de Imprensa (ACI), MB Comunicação e Câmara dos Dirigentes Lojistas de Chapecó (CDL).

A festividade está sendo coordenada pelo presidente Ademir Arnon e pelo diretor regional da ACI, Marcos A. Bedin.

Profissionais de todas as áreas da comunicação participarão da festa – jornalistas, radialistas, publicitários, relações públicas, mídias, docentes, empresários e proprietários de meios de comunicação – representando o caráter multiprofissional da ACI.

Também serão homenageados os profissionais com 50 anos de atividade na área de comunicação que ainda exercendo a profissão. Durante o almoço serão sorteados notebook, tablet, máquina fotográfica, televisor e outros prêmios para uso de profissionais de comunicação.

As festividades e o almoço de confraternização serão patrocinados por empresas e instituições parceiras da ACI. O evento tem a parceria da Panela da Imprensa de Chapecó.

A diretoria regional oeste da Associação Catarinense de Imprensa já prestou homenagens aos seguintes profissionais catarinenses: Amilton Martins Lisboa, Alfredo Lang, Dino Pattussi, Luiz Perroni Pereira, Arlindo Sander, Rogério de Oliveira, José Francisco Müller Bohner, Plínio Ritter, Arnaldo Carlos Lanz, Ernani Edison Horvath, Antônio Vicente Schmitz, Manoel Corrêa, Roberto Rogério do Amaral, Casemiro Roberto, Romeu Roque Hartmann e Geraldo Nilson de Azevedo


Comente aqui
02 abr09:26

Verdão do Oeste é mais forte no Catarinense

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Nos confrontos entre os Verdões, o representante do Oeste mostrou mais força e fez 2 a 0 no time do Vale do Itajaí. Mesmo jogando em casa o Metropolitano não conseguiu espantar a má fase, somou seu quarto jogo sem vitória e fica mais longe da classificação, com 26 pontos. Até a vaga na Série D está ameaçada pelo Atlético de Ibirama.

Por outro lado a Chapecoense venceu mais um adversário direto na briga pelas semifinais e assumiu a vice-liderança na classificação geral, com 30 pontos. O time de Itamar Schulle pode garantir uma das vagas nas semifinais, por índice técnico, já no próximo domingo, contra o Atlético, no Índio Condá.

Já na escolha dos uniformes o time do Oeste a partida foi decidida. A Chapecoense jogou com o seu tradicional uniforme verde escuro, mostrando a força de quem vinha de uma vitória convincente diante do Joinville. O Metropolitano entrou em campo de branco, já pálido pelos resultados negativos.

Pantico até tentou animar a torcida local ao arriscar o primeiro chute a gol. Mas Nivaldo mostrou a segurança de quem já tem 38 anos e vem mostrando qualidade similar a 2007, quando foi destaque no título do tricampeonato. Tanto que o goleiro campeão do ano passado, Rodolpho, não teve chance de retornar.

Aos poucos a Chapecoense foi tomando conta do jogo. Flávio defendeu chutes de Diogo Roque e Esquerdinha. Por isso Athos tentou encobri-lo mas a bola acabou indo por cima da trave. No início do segundo tempo, Athos teve novamente a chance de marcar, mas a bola bateu na trave. O jogador chegou a morder a camisa ao não se conformar com a segunda chance perdida.

Mas aí ele lembrou que no jogo contra o Joinville ele perdeu um gol e um pênalti, mas participou dos quatro gols. Foi então que Athos resolveu passar a bola para Neném que, num chute forte, abriu o placar. A dupla mostrou entrosamento que vem desde 2005, quando ambos jogavam no Criciúma.

Mais tranquilo, Athos conseguiu marcar também o seu, três minutos depois. Em apenas três partidas ele marcou um gol e participou da jogada de cinco. A direção da Chapecoense tem que agradecer ao Juventude que dispensou o jogador após levar uma goleada por 7 a 0 para o Inter. No Metropolitano, não adiantou ter o goleador Rafael Coelho, nem as tentativas de Pantico, nem a entrada de Clodoaldo, recém contratado. Mesmo com a estiagem, o verde está mais viçoso lá pros lados do Oeste.


FICHA TÉCNICA

METROPOLITANO- 0

Flávio

Nequinha

Thiago Couto

Elton (Ribamar)

Rodrigo Ninja

Alex Albert

Iverton

Wellington Simião

Valdeir (Diogo)

Rafael Costa

Pantico (Clodoaldo)


Técnico: César Paulista



CHAPECOENSE- 2

Nivaldo

Fabiano

Dema

Leonardo

Eliomar

Diego Teles

Diogo Roque (Rafael Mineiro)

Athos

Neném (Rafael Lima)

Esquerdinha (Willian)

João Paulo


Técnico: Itamar Schulle



Gols: Neném (C), aos 30 minutos do segundo tempo, e Athos (C), aos 33.


Cartões amarelos: Esquerdinha (C).


Arbitragem: Paulo Henrique de Godoy Bezerra, auxiliado por Angelo Rudimar Bechi e Juliano Fernandes da Silva.



Local: Estádio do Sesi, em Blumenau

Público: 2.537 pagantes (251 não pagantes)

Renda: R$ 28.215


Comente aqui