Chá

23 jul16:44

Social: Chá da Rede Feminina foi realizado em Xaxim

Foi realizado no sábado, dia 21 de julho, a 16ª edição do Chá das Tortas, promovido pela Rede Feminina de Combate ao Câncer de Xaxim. O evento que aconteceu no Salão Paroquial.

Além das guloseimas tradicionais do Chá as pessoas que participaram do evento puderam assistir a um desfile de moda com as tendências do inverno. Também foram sorteados brindes durante a tarde.

Segundo a Presidente da Rede Feminina, Odete Castaman, o evento superou as expectativas e foi preparado com muito carinho pelas voluntárias.

- Praticamente todos os ingressos foram vendidos e o recurso do chá será revertido em benefício da própria Rede – disse.

A Rede Feminina está em Xaxim há 19 anos e realiza de forma voluntária o trabalho de prevenção à Saúde da Mulher.


Comente aqui
10 mai15:35

São Lourenço do Oeste promoveu o primeiro Chá com Arte

A Escola Básica Municipal Santa Catarina realizou nesta quarta feira, dia 9, o Primeiro Chá com Arte em homenagem as mães. Mais de 400 mães participaram do evento realizado no Centro Comunitário da Capela Santa Catarina. O espaço foi todo decorado com as obras de arte produzida pelos alunos da educação infantil.

Os alunos do ensino fundamental também participaram do evento, com o Concurso de frases e poemas “Minha Mãe é uma obra de arte”, os quais também fizeram parte do cenário.

A noite teve também apresentação de músicas executadas pelos instrutores do Instituto Cultural, apresentação de homenagens por alunos, exposição das obras de arte, frases e poemas produzidos pelos alunos, palestra sobre autoestima com a psicóloga Andréia Dobner, sorteio de brindes para as mães e um delicioso chá com quitutes.

Na oportunidade, a Diretora da Escola Raquel Schiavini, entregou a premiação com medalhas aos ganhadores do Concurso: Frases e Poemas “Minha mãe é uma obra de arte”.


Ganhadores Frases:

Vitor Corbari – 1º ano;

Juliane Heberle – 1º ano;

Maria Heloísa Noal – 1º ano;

Gárdine Faitão – 1º ano;

Francieli Lazzarotto – 2º ano;

Vinicius Frare – 2º ano;

Cassia Cassaniga – 2º ano.


Ganhadores Poemas:

Eloíse Taís Romanoski – 3º ano;

Felipe Zanette – 3º ano;

Pedro Otavio Sutilli – 4º ano;

Kassandra Ponciano – 4º ano;

Laís Christ – 5º ano.



Comente aqui
10 abr12:03

Chás de ervas para aliviar a cólica nos bebês

Choro, gritos, rosto vermelho e contorções de dor marcam as crises de cólica nos bebês. A dor aparece algumas semanas após o nascimento e tem o pico em torno de cinco a oito semanas de vida. Os períodos são marcados também por muita ansiedade dos pais, que se sentem impotentes, sem ter como ajudar o recém-nascido a melhorar.

– A cólica tende a passar em cerca de seis semanas e os pais precisam estar cientes de que ela é fisiológica e temporária, desaparecendo com o desenvolvimento natural da flora intestinal do bebê – aponta a médica Ana Teresa Stochero Leslie.

O tratamento da cólica pode começar com uma dieta materna hipoalergênica e com diminuição da ingestão de lactose. Após a tentativa de mudança na dieta da mãe é indicado o uso de ervas para diminuir o nível de dor.

- Três estudos feitos mostraram resultados significativos na melhora da dor com o uso de extrato de erva-doce e chá de ervas como camomila e erva-cidreira. A intervenção dos pais para dar conforto ao bebê também é muito significativa e importante para diminuição e controle da dor, seja por meio de massagens ou do toque – diz Ana Teresa Stochero Leslie.


Comente aqui
06 abr10:29

Tradição Santa

Sirli Freitas | sirliane.freitas@diario.com.br

A rotina do motoboy Antonio Moraes, na Sexta-feira Santa, é a mesma desde que era pequeno. Antes do sol nascer e sem lavar o rosto ele, como muitas famílias do Oeste, saem de casa a procura de uma florzinha amarela. Antonio acredita na tradição da colheita da Macela.

Depois de colher ele faz o chá da planta, bebe, lava o rosto e faz a barba. – Faço isso para não ter dor de dente e também para os pelos da barba não encravar – disse o chapecoense.

No Oeste de Santa Catarina a tradição da colheita da macela, ou marcela como é popularmente conhecida a erva, que passa de geração para geração, reúne famílias que acreditam que colher a planta com o orvalho sobre as flores faz com que o chá não perca parte do poder curativo.

Airton Moraes, primo de Antonio, andou 30 quilômetros de moto para colher a planta, mas não reclama. – Aprendi a colher com meu pai e faço isso todos os anos –disse Airton. A erva pode ser encontrada na beira das rodovias ou nos campos.

A planta é utilizada em chás e no chimarrão durante o ano todo. A dona de casa Irene Munis Claus disse que as flores do chá não podem ser fervidas. – Se ferver a macela perde todas as propriedades medicinais – recomenda. Ela disse que as flores devem ser colocadas em um copo, acrescentar a água quente e fazer infusão.


Para que serve

O chá é bastante utilizado devido a suas propriedades antiinflamatórias e analgésicas, estimulante da circulação capilar, peles e cabelos delicados, digestiva, indicada para dores abdominais e cólicas, contra diarréia, inflamações, conjuntivite, entre outras.


Comente aqui