Chapecó

02 out09:53

Chapecoense é destaque no Bolshoi

Estudando há mais de seis meses no Bolshoi do Brasil, em Joinville, a bailarina chapecoense Larissa Capitanio Dal Santo já realizou um dos seus objetivos, dançar no elenco do Ballet Dom Quixote. Ela faria o papel de cupido no espetáculo somente no ano que vem, mas já participou de duas apresentações.


Larissa com a professora Vanessa após a apresentação.


A primeira foi em Florianópolis e a segunda em Curitiba. Na capital paranaense, a mãe da bailarina Janete Capitanio e a ex-professora Vanessa Bastistello conferiram a apresentação.

- Eu e ela (Larissa) estávamos realizadas, é sinal de que ela está muito bem e feliz – disse Vanessa.

A bailarina, que estudava na Ballare Escola de Dança, passou nos testes de seleção do Bolshoi no final de 2011, entre mais de 350 candidatos.


Comente aqui
01 out15:10

Campanha esquenta na reta final em Chapecó

Darci Debona |darci.debona@diario.com.br

Depois de um início de campanha morno, a temperatura da campanha eleitoral esquentou nos últimos dias. E subiu o tom do debate entre os candidatos à prefeito de Chapecó, José Cláudio Caramori (PSD) e Pedro Uczai (PT).

Um exemplo foi o debate na manhã desta segunda-feira, na Rádio Chapecó. Caramori disse que seu oponente é muito bom na “teoria”, mas que na prática é diferente. E citou como exemplo a proposta de Uczai de captar água do Rio Uruguai, afirmando que era inviável pelo custo da energia.

– Essa é a diferença entre um teorista e um administrador – disse Caramori.

E afirmou que é preciso “ser macho” para enfrentar problemas como a segurança pública.

Uczai acusou Caramori de falta de planejamento no trânsito.

– As lombadas eletrônicas levaram milhões embora de Chapecó – afirmou.

Disse que a atual administração apenas ampliou escolas e não construiu nenhuma nova. E que alguns projetos que tinha elaborado quando era prefeito, foram abandonados.

Durante o debate ambos falaram que o outro estava nervoso. E era perceptível a tensão entre ambos. Uczai balançava as pernas e dobrava papel. Caramori passava a mão no rosto e olhava para trás olhando para seus assessores.

Na saída de um dos blocos houve uma situação mais tensa entre Caramori e Uczai que seguiram se provocando. Os jornalistas que esperavam para fazer suas perguntas no debate puderam ouvir parte da conversa.

– Vai responder na justiça – disse o candidato do PSD.

Na rua Floriano Peixoto, em frente à rádio, o clima era de torcidas organizadas, entre os simpatizantes das coligações “O Povo de Novo (PSD, PMDB, PSDC, PR, PMN, PSDB, PRB, PPS, PTB, PP, PSC, PRP, DEM, PSB, PT do B e PSL),” e “Aliança Pela Vida(PT, PTC, PTN, PRTB, PHS, PV, PPL , PC do B e PDT)”.

Dezesseis policiais militares separavam os dois grupos. O grupo de oposição gritava:

- Terneirada, vão bater cartão – direcionado aos cargos comissionados.

O grupo de situação respondia:

- O PT é freguês, olha o mensalão – lembrando das duas derrotas do PT nas últimas eleições e as denúncias de corrupção na esfera federal. Ao final do debate os dois candidatos saíram carregados.

A RBS TV realiza debate entre os dois candidatos na quinta-feira, às 23h45.


Comente aqui
01 out14:15

Apesar da falta de especialistas, SUS atende mais rápido que planos de saúde em SC

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Na rede pública de Chapecó há opiniões divergentes sobre o atendimento. Alguns pacientes dizem que são atendidos rapidamente. Outros reclamam da demora. O que dá para perceber é que normalmente o atendimento é satisfatório para os procedimentos mais simples. O que complica é quando o paciente depende de especialistas ou alguns exames.


Em Chapecó, Silvana disse que conseguiu consulta para diabetes em 20 dias.



A corretora de imóveis Silvana Finger, é uma das que elogia o atendimento da rede pública de Chapecó.

– Não tenho do que reclamar – explicou.

Tanto que ela não tem nem plano de saúde. Silvana disse que conseguiu consulta para diabetes em 20 dias. Na quinta-feira ela foi consultar na unidade de Saúde do Centro, marcou exames para o dia 4 de outubro e retorno da consulta para o início de novembro.

Ela afirmou que teve outro problema de saúde, que necessitou de cirurgia, e fez tudo em dois meses, na rede pública. Outra vez que torceu o tornozelo, as enfermeiras iam até sua casa fazer os curativos.

A cabeleireira Salete Ernetti disse que abandonou o plano de saúde que tinha pois preferia o pediatra do Hospital Regional do Oeste, que atende pelo Sistema Único de Saúde. Mas reclama da falta de médicos que façam visita em casa, pois sua mãe tem 80 anos e fica só na cama. No posto de saúde da Colônia Cella, comunidade onde mora, não tem nem cadeira de rodas.

>> Faltam médicos para atendimento de especialidades pelo SUS

A funcionária pública Marilene Moura levou quatro meses para conseguir uma consulta com nutricionista. E com neurologista levou um ano.

– É muito demorado – reclama.

Outra paciente que buscou dermatologista, conseguiu consulta só para dezembro.

A encarregada administrativa Edite Pereira, que mora no bairro Santa Maria, disse que consultou no posto de saúde com um clínico geral no dia 16 de julho. Como teve trombose na virilha, necessitava de consulta com um especialista, o que não conseguiu até esta semana.

Seu atestado médico está terminando e, como não tem condições de voltar a trabalhar, vai tentar novamente um clínico geral.

Edite disse que as consultas com clínico geral não demoram. Quem acorda cedo e enfrenta fila consegue até atender na hora. Mas são apenas quatro a cinco fichas por dia no posto, segundo ela. Quem não consegue no dia tem consulta marcada na semana seguinte.



Comente aqui
01 out12:47

Outubro iniciou com chuva no Oeste

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

De acordo com o metereologista do Grupo RBS, Leandro Puchalski, o mês de outubro é considerado o mais chuvoso de Santa Catarina.

- Entre todos, este é o mês, que tem tradicionalmente os volumes mais altos do ano – disse Puchalski.

Em Chapecó o dia amanheceu com nuvens carregadas e temperaturas altas. Por volta das 7 horas os termômetros marcavam 20º C e perto do meio-dia, após uma queda gradual da temperatura, os termômetros chegaram aos 15º C.

A chuva também iniciou e pelo jeito deve continuar durante a tarde.


Comente aqui
01 out09:55

Previsão indica chuva em Santa Catarina

Um sistema de baixa pressão influencia Santa Catarina neste início de semana, mantendo o tempo instável com previsão de chuva e trovoadas no decorrer do dia na maioria das regiões.


Chapecó amanheceu com o céu nublado e temperatura alta.


 

Veja os dados registrados por volta das 7h:

Florianópolis: 15,1ºC

Criciúma: 14,8ºC

Blumenau: 16,8ºC

Joinville: 15,7ºC

Chapecó: 20,6ºC


De acordo com a Epagri/Ciram — órgão que monitora as condições meteorológicas no Estado —, há risco de temporal e granizo isolado especialmente no Oeste e Sul de Santa Catarina. A temperatura fica estável, com pequena variação durante o dia.

A máxima do Estado deve ser registrada no Extremo-Oeste: 25ºC. Na Grande Florianópolis os termômetros podem indicar 23ºC, assim como no Litoral Sul. No Vale do Itajaí, a temperatura pode chegar a 21ºC.


Sem grandes mudanças

Esta condição deve se manter na terça-feira. A instabilidade, porém, pode resultar em pancadas isoladas de chuva com trovoadas na maioria das regiões, especialmente entre a tarde e a noite.


>> Confira o Blog do Puchalski


De acordo com a previsão, a temperatura fica mais elevada com sensação de ar abafado devido a umidade alta do ar.


DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
29 set08:22

Governo Federal libera R$ 10 milhões em equipamentos para 100 municípios atingidos pela estiagem

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O Governo Federal anunciou a liberação de R$ 10 milhões para a compra de tratores e distribuidor de adubo líquido para 100 municípios catarinenses atingidos pela estiagem. A ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, disse que o dinheiro já está na conta do Governo de Santa Catarina. Os equipamentos servirão para o transporte de água nos municípios, em caso de nova estiagem. Os tratores tem potência de 75 cavalos e o distribuidor tem capacidade para seis mil litros. O Governo do Estado dará uma contrapartida de R$ 1,15 milhão nesse projeto.

De acordo com o secretário de Agricultura, João Rodrigues, o edital de licitação será lançado nos próximos dias e os equipamentos devem ser adquiridos em 60 dias.

Os municípios foram escolhidos pelo número de decretos de emergência, entre cinco e sete nos últimos dez anos. Alguns municípios como Chapecó, Abelardo Luz e Concórdia vão receber dois tratores, por terem maior extensão territorial e maior número de produtores.

>> Confira a lista dos municípios beneficiados

Ideli afirmou que outros R$ 10 milhões do Ministério da Integração Nacional devem ser disponibilizados nos próximos dias, para a perfuração de 336 poços artesianos. O edital de licitação já está pronto e deve ser lançado em outubro.

Além disso o Governo de Santa Catarina tem um empréstimo de R$ 60 milhões já aprovado no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. De acordo com João Rodrigues falta só a autorização para Santa Catarina lançar a licitação. Com este recurso serão adquiridos mais 162 distribuidores de adubo líquido, construídas quatro mil cisternas de 10 mil litros e perfurados outros 200 poços artesianos.

Metade dos recursos serão utilizados para subsidiar 30% dos custos de irrigação de até dois hectares, ou construção de cisternas grandes ou açudes. Neste caso os agricultores farão financiamento e o governo bancará parte dos projetos.

Os beneficiados serão os municípios que nos últimos anos tiveram decreto de emergência em virtude da estiagem.

Na estiagem do verão passado, foram 152 municípios em situação de emergência e perdas de mais de R$ 700 milhões na agropecuária.




Comente aqui
29 set08:22

Sicom aponta nova queda na inadimplência em Chapecó

O número de famílias endividadas em Chapecó está em processo de redução, mas a renda comprometida aumenta. Isso é que mostra a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência dos Consumidores (Peic), realizada pela Federação do Comércio de Santa Catarina em parceira com o Sindicato do Comércio da Região de Chapecó (Sicom). Com base nos números levantados em relação a setembro e também ao terceiro trimestre, conforme a Divisão de Pesquisa e Estatística do Sicom o levantamento indica a tendência de que os consumidores estão conscientes de promover a recuperação do crédito com o intuito de realizar suas compras de final de ano.

A pesquisa mostra declínio considerável em alguns aspectos estatísticos no trimestre julho/agosto/setembro. Em termos de famílias endividadas, os índices foram de 54,40% em julho, de 41,40% em agosto e de 34,60% em setembro. Já quanto ao número de famílias que apresentaram contas em atraso os índices foram de 11,40%, de 10,10% e de 8,20% nos três meses, respectivamente. Entre aqueles que indicaram não terem condições de pagar as dívidas, o índice de 5,10% registrado em julho passou para 3,10% em setembro, enquanto o tempo médio de atraso foi de 67 para 49 dias.

Um dado, entretanto, é assinalado como preocupante na análise da Fecomércio/Sicom. Trata-se da renda comprometida, que era de 22,80% em julho, foi para 27,60% no mês seguinte e chegou a 30,30% em setembro.

- É importante destacar que, apesar da melhora de alguns índices, entre as famílias que estão endividadas o percentual de renda comprometido com o endividamento chegou em setembro no ponto máximo aceitável, pois acima de 30% é risco – analisa a economista Andrezza Piekas, da Divisão de Pesquisa e Estatística do Sicom.

Quanto aos tipos de endividamento mais apontados, os principais foram os comprometimentos no financiamento de veículo, em 55,3%, no cartão de crédito, de 23,8%, e no financiamento da casa própria, em 11,9%.


Comente aqui
28 set20:18

A "indisciplina"das crianças e adolescentes é tema de encontro em Chapecó

A “indisciplina” das crianças e adolescentes: repercussões nas aprendizagens, relacionamento familiar e social é a temática do Curso de Extensão que será realizado nos dias 29 setembro e 6 de outubro. Os encontros acontecem das 14h as 18h, no auditório da Unoesc em Chapecó.

O evento é promovido pelos cursos de Psicologia e de Direito da Unoesc, Movimento Psicanalítico de Chapecó, LETRA: Centro Especializado nas Dificuldades das Aprendizagens e Escola de Estudos Psicanalíticos de P. Alegre, com apoio da RBS TV. As inscrições podem ser realizadas pelos fones (49) 3319-2632, e (49) 3319-2655.

O curso aborda que uma das problemáticas emergenciais da atualidade são os problemas disciplinares com crianças e adolescentes, onde a questão dos limites é a cada momento colocada em discussão. Isto é um desafio para professores, pais e sociedade em geral, em função das repercussões que acarretam. Dificuldades de aprendizagem, tendência à resolução de situações através de atos impensados, violência, bullying, problemas de relacionamento tanto no âmbito familiar quanto social são reflexos da tendência dos jovens à indisciplina.

No entanto, há obscuridade quanto ao que é considerado “indisciplina” e o que suscita esse fenômeno no imaginário dos adultos, correspondendo a reações e encaminhamentos que por vezes acabam por reforçar essa problemática. Esse projeto tem como finalidade colocar em questão essa realidade e analisar as variáveis que reforçam e determinam essas ações por parte das crianças e adolescentes, promovendo a compreensão sobre as várias faces desse fenômeno como uma forma de vislumbrar novas formas de conceber e encaminhar essas situações de indisciplina por parte dos adultos e também dos jovens.

Para facilitar o encaminhamento da discussão, o curso consistirá na exibição de um filme em cada sábado, seguido de debate. No dia 29/09 será assistido “Deus da Carnificina”, comédia dramática de Polanski e contará com Vânia A. Pattussi (psicanalista, membro do LETRA, Esc. Estudos Psicanalíticos e Mov.Psic. de Chapecó) e Cláudia Fantin (Representante da Gerência Regional de Educação da Secretaria de Estado de Desenvolvimento de Chapecó).

Em 9 de outubro tem a exibição do filme “Entre os Muros da Escola” e posterior debate contando com Návia T. Pattussi (Psicanalista, membro do LETRA, Esc. Estudos Psicanalíticos e Mov.Psic. de Chapecó)) e Dr. Erminio Darold (Juiz de Direito, diretor do Foro da Comarca de Chapecó).


Comente aqui
28 set19:35

Ato ecumênico marca 10 meses da morte de Marcelino Chiarello

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Um ato ecumênico na Praça Coronel Bertaso com posterior caminhada pela a Avenida Getúlio Vargas, em Chapecó, marcou os dez meses da morte do vereador Marcelino Chiarello. Compareceram familiares, amigos, professores, lideranças políticas e pessoas ligadas a movimentos sociais, que tinham apoio do vereador. Eles usavam uma camiseta preta com a foto de Chiarello.

- Queremos manter viva a luta e ação que ele fez, ele foi um mártir- afirmou o amigo Jaime Bianchi.

Rosângela Dal Bosco, da coordenação do Fórum de Lutas por Justiça, Vida e Democracia, disse que todos os meses é realizado um ato para lembrar a data da morte de Chiarello.

– Não podemos ficar sem uma resposta sobre quem matou e porque matou- afirmou, sobre a demora nas investigações, convencida de que Chiarello não praticaria suicídio, pelo seu perfil de lutas.

>> Leia mais notícias sobre o caso Marcelino Chiarello

No dia 28 de novembro do ano passado, Chiarello foi encontrado morte no quarto de visitas de sua casa, numa cena que dava impressão de suicídio. No entanto a Polícia Civil declarou que se tratava de uma simulação.

Posteriormente o médico legista que fez a necropsia do corpo apontou para homicídio. Análises posteriores de outros profissionais do Instituto Geral de Perícias apontaram para suicídio. Diante da imprecisão dos laudos a Polícia Civil concluiu o inquérito apontando que o vereador morreu enforcado, mas sem definir se isso ocorreu por suicídio ou homicídio.

O Ministério Público deu prosseguimento às investigações e solicitou apoio da Polícia Federal. Em julho o corpo de Chiarello foi exumado, levado para São Paulo, onde ficaram algumas amostras para exames mais detalhados.

A Polícia Federal não está repassando informações sobre a investigação.


Comente aqui
28 set18:50

Comédia romântica ‘Um Divã para Dois’ no cinema de Chapecó

Poderia ser a história de qualquer casal. Ou a sua história daqui a alguns anos. Marido e mulher estão cansados daquela mesmice do matrimônio e resolvem virar o jogo em nome do amor. Kay e Arnold, interpretados por Meryl Streep e Tommy Lee Jones, respectivamente, possuem um bom relacionamento, mas as décadas de união deixaram a mulher com anseios por uma relação mais apimentada e por uma reaproximação com o marido. É quando ela ouve falar de um famoso especialista em casais, vivido por Steve Carell. Um Divã Para Dois, com direção de David Frankel, está em cartaz no Cinema Arcoplex do  Shopping Pátio Chapecó.

>> Confira a PROGRAMAÇÃO do CINEMA de Chapecó

Na trama, Kay tenta convencer o cético marido a embarcar em um avião para uma semana de terapia de casal. Conseguir convencer o teimoso Arnold a continuar a ceder já é difícil demais, porém, o verdadeiro desafio para ambos aparece à medida que colocam os ressentimentos de lado e tentam reacender a chama da paixão.

Pré-estreia

Tem ainda a pré-estreia da animação Hotel Transilvânia, em cartaz neste fim de semana na cidade. Genndy Tartakovsky, diretor conhecido de séries animadas como O Laboratório de Dexter e Samurai Jack, faz sua estreia em longas, narrando uma espécie de paródia do Conde Drácula. Na história, o conde é proprietário do Hotel Transilvânia, um luxuoso resort para monstros no meio do nada, que vê seu isolamento ameaçado quando um garotinho se apaixona por sua filha.

A comédia da Sony Pictures usa esse ponto de partida criativo para mostrar o dia a dia dos monstros, raramente vistos como vítimas no cinema. O filme é recheado de piadas envolvendo as criaturas, mas também guarda humor para o personagem do jovem humano, que faz uma divertida paródia dos turistas norte-americanos. Portanto, a animação é para os pequenos e para os adultos.

Comente aqui