Chapecó

20 set11:53

Bruninho e Davi fazem show em Chapecó

A dupla nacional Bruninho e Davi são atração principal desta noite da festa dos quatro anos do 14 Bis. Eles estão desbravando o Brasil com shows pelo interior de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Espírito Santo. Por possuir um diferencial, através da alegria contagiante e um repertório de animar qualquer evento, são convidados frequentemente para participações com artistas renomados.

Os hits de sucesso da dupla são “Vamo mexê”, “ O Proibido Liberou” e “Se namorar fosse bom”.


Show Bruninho e Davi

Ingressos:

Pista:

Feminino: R$ 20

Masculino: R$ 30

VIP: R$ 40


Ponto de vendas: Posto Guri, Palladium e QGDO Centro, em frente ao Banco do Brasil.


Comente aqui
20 set09:11

Agroindústria catarinense reduz sal das receitas

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Produtos para reduzir a quantidade de sal nos alimentos estão entre as novidades apresentadas na Mercoagro, feira realizada até esta sexta-feira, em Chapecó.

Juliano Dalanora, gerente da Bremil, apresenta na Mercoagro o subsal, proteína produzida a base de soja.

De acordo com o coordenador de feiras e eventos da Associação Comercial e Industrial de Chapecó, Vincenzo Mastrogiacomo, as empresas precisam se adaptar às exigências do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. No final de agosto, foi firmado um acordo entre o governo e as indústrias para reduzir o sódio em temperos, caldos, margarinas e cereais.

O brasileiro consome, em média, 12 gramas de sal por dia, mais do que o dobro do recomendado pela Organização Mundial de Saúde, que é de cinco gramas. Somados os três convênios já firmados, a previsão é de que até 2020, estejam fora das prateleiras 20 mil toneladas de sódio.

A redução começa a valer a partir de 2014 e deve virar lei, abrangendo também outros produtos, como derivados de carne. Por isso, as indústrias alimentícias estão trabalhando para adequar seus produtos.

A Bremil, de Arroio do Meio (RS), está apresentando na Mercoagro o subsal, um produto desenvolvido para substituir o sal dos alimentos. De acordo com o gerente Juliano Dalanora, o novo produto pode reduzir em pelo menos 50% o volume de sal em embutidos e outros derivados de carne. O subsal é uma proteína hidrolisada de soja que promete não alterar o sabor dos produtos.

A Aurora Alimentos já vem desenvolvendo há dois anos alternativas para substituir o cloreto de sódio. De acordo com a gerente de pesquisa, Rodicler Bortoluzzi, entre as opções pesquisadas está o uso de especiarias, ervas aromáticas ou outros condimentos. Ela afirma que há uma preocupação com a saúde, mas também com a adaptação do paladar dos brasileiros aos novos produtos.


Investimentos mirando o Japão

A comissão organizadora da Mercoagro e os 350 expositores estão otimistas quanto às vendas de equipamentos durante a feira deste ano. Um dos motivos é necessidade de modernização das empresas para atenderem mercados mais exigentes, como o disputado Japão.

— As empresas têm que se modernizar até para reduzir custos — afirma De Luca Filho, da BTS Informa, que promove a feira com a Associação Comercial e Industrial de Chapecó.

O coordenador da feira, Vincenzo Mastrogiacomo, diz que a expectativa é movimentar US$ 160 milhões em negócios fechados ou encaminhados até amanhã, quando encerra o evento. Isso é US$ 10 milhões a mais do que na feira anterior. Ele lembra que, neste ano, a Mercoagro traz novidades como uma máquina que resfria a carne mais rapidamente, evitando a formação de cristais de gelo que alteram a qualidade do produto.

Jorge Correa, representante da Vemag do Brasil, trouxe para Chapecó quase uma dezena de máquinas para fabricação de hambúrgueres, fatiadoras de carne com e sem osso e linhas de produção de carne moída.

Um dos lançamentos é uma máquina para a produção de almondegas, kibes e produtos recheados. O preço é de R$ 670 mil. Corrêa afirma que as agroindústrias precisam investir em máquinas de agregação de valor para superar a crise que afeta o setor. E afirma que no primeiro dia de feira já fechou negócios.

O presidente da Aurora Alimentos, Mário Lanznaster, defende que as empresas precisam pensar a médio e longo prazo. Por isso terão que investir na ampliação e otimização das plantas. Ele afirma que somente a Aurora vai investir R$ 40 milhões na reativação e duplicação da unidade de suínos de Joaçaba.

Metade disso será em equipamentos. Alguns deles devem ser adquiridos na Mercoagro. A unidade de Joaçaba será reativada em 2014, com abate de dois mil suínos por dia. O objetivo é atender o mercado japonês.


DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
19 set18:20

Chapecó ganhará Instituto Senai de Tecnologia em Alimentos

O Sistema Fiesc formalizou a parceria com o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) para apoio ao Instituto Senai de Tecnologia em Alimentos, que será implantado em Chapecó.

O acordo de cooperação foi assinado nesta quarta, dia 19, pelo presidente do Fiesc, Glauco José Côrte; pelo diretor regional do Senai-SC, Sérgio Roberto Arruda; e pelo representante do IICA Marcos Sánchez-Plata, na abertura do Seminário Internacional de Industrialização da Carne.

A cooperação prevê a promoção de soluções competitivas na área de processamento de aves, segurança de alimentos e execução de projetos conjuntos no continente americano. Os trabalhos poderão ser na forma de assessoria direta, por meio de missões técnicas, capacitação de especialistas e intercâmbio de conhecimentos e informações. Desde 2011, as duas entidades realizaram em conjunto duas edições (uma em andamento) da Escola de Processamento Avícola, em Chapecó, e, com a assinatura do convênio, a atividade se consolida como evento anual.

A parceria com o IICA cumpre a estratégia do Senai de buscar instituições de referência nacionais e internacionais na implantação e operação dos Institutos de Tecnologia. O IICA atua em todo o continente americano e é especializado em agricultura e meio rural.

DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
19 set17:56

Ong de Chapecó completa 18 anos

Desde 1994 a Ong Verde Vida realiza em Chapecó programas e oficinas educativas. Atualmente a organização gera emprego e renda para 78 colaboradores e atende 90 adolescentes que participam de 16 oficinas sócio-educativas.

Nestes 18 anos de atuação a Ong, instalada na região dos bairros São Pedro e Bom Pastor, já beneficiou mais de 2 mil adolescentes. Só em 2012, 16 adolescentes que participaram de oficinas foram encaminhados para o mercado de trabalho.

O programa, que processa mais de 300 toneladas de recicláveis por mês, tem parceria com diversas em empresas chapecoenses. Para conhecer mais acesse o site www.verdevida.org.br.


Comente aqui
19 set17:52

Adolescente de São Lourenço do Oeste é selecionada no Menina Fantástica

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O ônibus da Menina Fantástica percorre Santa Catarina e já selecionou quatro meninas. Uma delas, Ana Laura Centenaro, 18 anos, foi escolhida na manhã desta quarta-feira em Chapecó. As demais foram selecionadas em São José, Blumenau e Criciúma.

Ana, que mora em São Lourenço do Oeste, percorreu cerca de 110 quilômetros de carro com os pais até Chapecó.

- Havia mandado carta no ano passado e neste ano resolvi vir até o ônibus – disse Ana Laura. Ela está confiante para a seletiva que acontece neste sábado em Florianópolis.

- Estou torcendo bastante, vou cuidar da alimentação nesta semana e quero muito entrar na casa – disse.

Ana foi uma das mais de 80 meninas que participaram da seletiva em Chapecó. Durante a tarde o ônibus esteve em São Carlos.

Quinze meninas serão selecionadas no estado e apenas três passam para a próxima fase. Na classificatória devem participar também as três meninas escolhidas no Paraná e Rio Grande do Sul, mais a escolhida por carta. Destas dez meninas, apenas duas, vão para a casa da Menina Fantástica.

Segundo o olheiro Carlos Paiva o projeto procura uma nova top model que possa representar o país. Para isso ônibus estão percorrendo as cinco regiões do Brasil.

- Sei o que estou procurando e por isso é importante esse giro – disse.




Comente aqui
19 set17:49

Voo da Gol é cancelado em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Um voo da empresa Gol foi cancelado na manhã desta quarta-feira no Aeroporto Municipal Serafim Enoss Bertaso em Chapecó. A aeronave do voo G3 1281 com destino à Florianópolis teve problemas e cerca de 120 passageiros tiveram que ser remanejados. Alguns foram realocados para voos de outras empresas e outros decolaram na mesma aeronave durante a tarde.

Segundo informações dos passageiros o voo só foi cancelado após o início do embarque. Funcionários da empresa em Chapecó não quiseram falar sobre o assunto.

Em nota a assessoria de imprensa da Gol disse que a aeronave programada para realizar o voo precisou passar por uma manutenção corretiva no sistema eletro eletrônico, o que motivou o cancelamento.

A empresa lamentou o desconforto aos passageiros e disse ainda que cancelamentos e alteração de voos por manutenção são procedimentos necessários às operações aéreas.


Comente aqui
18 set10:41

Bancários do Oeste aderem à greve nacional

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

A greve dos bancários pegou clientes de surpresa no início da manhã desta terça-feira em oito cidades do Oeste. Bancários de Chapecó, Concórdia, Quilombo, Seara, São Miguel do Oeste, Iporã do Oeste, Maravilha e Pinhalzinho, pertencentes à três sindicatos da categoria, aderiram ao movimento nacional. Em Santa Catarina a projeção é de que pelo menos 10 regiões devem aderir à greve deflagrada por tempo indeterminado.

Os bancários esperavam uma contraproposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). A proposta de 6% de reajuste apresentada pelos banqueiros em agosto foi rejeitada pela categoria.

De acordo com o presidente em exercício do Sindicato dos Bancários de Concórdia e Região, Luiz Junior Gubert, a categoria reivindica 10,25% de aumento e melhores condições de trabalho, saúde e atendimento.

- A greve é sempre o último passo, buscamos o diálogo e esperamos que as negociações sejam retormadas – disse Gubert.

Com a paralisação ficam fechados os caixas para saques, pagamentos e todas as movimentações bancárias. O acesso ao autoatendimento deve estar disponível em algumas das agências bancárias de cada região, segundo o sindicato.

Até a noite de segunda-feira ao menos 11 sindicatos confirmaram que os trabalhadores irão cruzam os braços a partir desta terça-feira nas cidades de Araranguá, Balneário Camboriú, Chapecó, Concórdia, Xanxerê, Blumenau, Criciúma, Florianópolis, Joaçaba, São Miguel do Oeste e Tubarão. Em Videira a greve começará na próxima sexta-feira, 21.


Panorama da greve no Oeste

Banco do Brasil

5 agências em Chapecó

1 agência em Quilombo

1 agência em Concórdia

1 agência em Seara

1 agência em São Miguel do Oeste

1 agência em Iporã do Oeste

1 agência em Maravilha



Caixa Econômica Federal

8 agências em Chapecó

1 agência em Pinhalzinho


HSBC

1 agência em Concórdia


Santander

1 agência em Concórdia


Paralisação é nacional

Em todo o país, bancários deflagraram greve, por tempo indeterminado, a partir de terça-feira. Desde a primeira semana do mês, quando a Federação Nacional de Bancos (Fenaban) apresentou proposta de reajuste salarial muito distinta da reivindicação dos bancários, os trabalhadores ameaçam cruzar os braços.

Ao todo, a categoria reúne cerca de 500 mil funcionários no país.


Alternativas à greve

Correspondentes

Estão espalhados em todo o país em pontos como supermercados, casas lotéricas e postos dos Correios. As casas lotéricas, por exemplo, funcionam durante o horário comercial.


Operações

— Pagamento de contas de água, luz, telefone (com ou sem fatura), tributos municipais e estaduais, boletos de bancos. carnês, INSS/GPS, FGTS-GRF/GRRF/GRDE (com código de barras) e contribuição sindical (em dinheiro).

— Saque de dinheiro e benefícios como bolsa família, INSS, FGTS, seguro desemprego e PIS. O saque com com cartão magnético é limitado a R$ 1 mil ou três transações diárias.

— Depósito em conta corrente ou em conta poupança. A operação limitada a R$ 1 mil ou até três transações por dia.

— Consulta de saldos e extratos de contas correntes e poupanças, entrega de propostas de cartão de crédito, conta corrente, cheque especial e empréstimo por consignação para aposentados, pensionistas do INSS, empregados de empresas conveniadas e recarga de celular pré-pago.


Internet Banking

Operações

— Consultas de saldo, extrato, lançamentos futuros, extrato de compras com cartões de débito, informe de rendimentos, investimento, poupança, aplicações e transações agendadas.

— Pagamentos de Débito Direto Autorizado (DDA), agendamento de pagamento de conta (água, luz, telefone e gás), boleto de cobrança DARF/DARF Simples, Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), GFIP-FGTS, GPS-INSS, IPVA, DPVAT, IPTU/, GRCS, ISS, licenciamento de veículos e recarga de celular.

— Transferências entre outros bancos, TED e DOC eletrônico

— Solicitação e desbloqueio de talão de cheques, solicitação, consulta e cancelamento de débito automático e empréstimos.


Mobile banking

Para ter acesso a este serviço, o cliente deve baixar o aplicativo (app) da instituição diretamente no celular, a partir do site do banco e das lojas virtuais de aplicativos.


Operações

— Por este canal, geralmente é possível consultar saldos, verificar extratos, contas de investimentos, home broker (compra e venda de ações) e pagar títulos via Débito Direto Autorizado (DDA). O serviço, no entanto, varia conforme a instituição e o relacionamento com o cliente.


Telefone

Todos os bancos oferecem um serviço telefônico por meio do qual o cliente pode tirar dúvidas sobre serviços e realizar transações financeiras.


Operações

—Pagamento de boleto a vencer da mesma instituição e de outras, de contas (água, luz, telefone, gás) e de imposto e taxas.




1 comentário
18 set09:55

Aurora assume controle da Bondio

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

A partir de outubro, a Aurora Alimentos assume a unidade frigorífica da Bondio Alimentos localizada em Guatambu. O contrato de arrendamento, com opção de compra após o período de aluguel, foi confirmado nesta segunda à tarde pela direção da Aurora, em Chapecó.

Com a incorporação, a Aurora vai aumentar seu abate de aves em 20% até o final do ano e em 25% até 2014. A Aurora é uma das maiores abatedoras de suínos do país mas a participação no abate de aves ainda é modesta em comparação com gigantes como a BR Foods.

O presidente da Aurora, Mário Lanznaster, explica que a cooperativa está apostando que o Brasil vai crescer ainda mais na exportação de aves, uma carne que não tem restrições culturais e religiosas.

— É mais fácil vender frango do que suíno — compara.

Ele destaca que a negociação ocorreu devido à crise do setor de carnes, motivada pela falta de milho e soja, que tiveram aumento de custos. O farelo de soja, por exemplo, aumentou de R$ 0,70 o quilo para R$ 1,40.

Para o diretor de agropecuária da Aurora, Marcos Zordan, a negociação com a Bondio foi a oportunidade de aumentar a produção imediatamente e sem desembolsar grandes volumes de recurso na construção de uma nova unidade. Esta é a quarta unidade que a cooperativa arrenda com opção de compra.

— Assim não mexemos no nosso capital de giro — explica Zordan.


Funcionários serão recontratados

O vice-presidente Neivor Canton afirma que os mil empregados da Bondio serão demitidos e recontratados, com ampliação de vagas. A meta é chegar a 1,4 mil funcionários em um mês.

O valor da transação não foi divulgado a pedido da Bondio. O diretor da empresa, Mario Sperandio, não foi localizado para comentar a negociação. Lanznaster diz que não está definido o prazo para fechar a compra mas garante que a Aurora está entrando na unidade para não sair mais.


Reflexos no preço da carne

O presidente da Cidasc, Enori Barbieri, considera que a incorporação da Bondio pela Aurora é boa para os produtores, que poderiam ficar desamparados em caso de agravamento da crise. Mas ele considera que os consumidores vão pagar mais caro:

— Com esse custos de produção, inevitavelmente as carnes vão subir.

A fusão e incorporação de empresas é uma tendência de mercado, lembra o economista da Universidade do Oeste do Estado (Unoesc), Odair Balen. Ele afirma que as empresas precisam ganhar em escala para comprar insumos com menor custo. No entanto, avalia que a concentração é ruim para o consumidor, que tem suas opções reduzidas.


DIÁRIO CATARINENSE



Comente aqui
17 set19:18

Mercoagro prevê US$ 160 milhões em negócios

darci.debona@diario.com.br

A Mercoagro , Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne, começa nesta terça-feira, no Parque de Exposições Tancredo Neves, em Chapecó, com previsão de US$ 160 milhões em negócios. Os portões abrem às 14 horas mas a solenidade oficial é às 17 horas.



São 650 marcas expostas em 350 estandes nos 15 mil metros quadrados do parque. Nesta segunda-feira cerca de três mil pessoas estavam trabalhando nos preparativos. Estão confirmados expositores de 13 países. A expectativa é de 35 mil visitantes. O credenciamento para a feira é gratuito e pode ser feito no site www.mecroagro.com.br ou no local.

De acordo com o diretor de feiras da Associação Comercial e Industrial de Chapecó, na Mercoagro é possível montar um frigorífico inteiro, desde as linhas de produção, cortes, sistemas de refrigeração, embalagens, condimentos e tratamento de efluentes.

Mastrogiacomo disse que a sustentabilidade e automação são dois aspectos com forte presença nesta feira.

A Mercoagro, que iniciou em 1996 e se repete a cada dois anos, é promovida pela Associação Comercial e Industrial de Chapecó (Acic) em parceria com a BTS Informa e a Prefeitura de Chapecó.

O gerente do Núcleo de Carnes e Frigorificados da BTS Informa, De Luca Filho, disse que a feira mostra a força das empresas da região Oeste de Santa Catarina, que são metade dos expositores, além de inovações em tecnologia e automação. A Mercoagro encerra na sexta-feira.

Comente aqui
17 set16:45

Semana Nacional do Trânsito em Chapecó

A Prefeitura de Chapecó e a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) promovem de 18 a 25 de setembro diversas atividades relativas à Semana Nacional do Trânsito. A abertura será às 9 horas na Praça Coronel Bertaso.

Estão programados pit-stops educativos, palestras em escolas e empresas, barracas com apresentação de vídeos de conscientização, desfiles, montagem de pista para direção defensiva de motos, simulado do Corpo de Bombeiros e passeio ciclístico.


Comente aqui