Chapecó

17 set15:04

Trilogia Lugosi em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

O projeto Unocultural apresenta nesta semana a Trilogia Lugosi em Chapecó. O ator catarinense Renato Turnes se divide e interpreta três personagens marcantes da literatura fantástica. O nome é uma pequena homenagem a Bela Lugosi, o ator que cristalizou a imagem do Conde Drácula no imaginário popular nos anos 40. As peças têm a direção artística de Jefferson Bittencourt.



Renato Turnes interpreta três personagens marcantes da literatura fantástica.



O primeiro espetáculo, “O Coração Delator”, será apresentado nesta terça-feira, no Teatro do Sesc em Chapecó. Na quarta-feira “Outsider” e na quinta-feira, dia 20, o ator interpreta “O Fantástico Homem que Imita a Si Mesmo”.

Todas as apresentações iniciam às 20 horas e são gratuitas. No entanto é preciso retirar os ingressos com uma hora de antecedência na secretaria do Sesc.


Dia 18, terça-feira

O Coração Delator – texto de Edgar Allan Poe

Um assassino que narra com impressionante riqueza de detalhes um hediondo crime sem motivo. Sua intenção é provar que o assassinato de um velho, cuja confissão fora movida por um estranho fenômeno, não é fruto de sua loucura. Durante o relato de seu trajeto mórbido surgem as memórias da infância atormentada, da amada morta e dos fatos sombrios que o encaminham para a morte iminente. Uma desesperada revelação final confirma o caráter fantástico do universo de Allan Poe.


Dia 19, quarta-feira

Outsider – texto de H. P. Lovecraft

Uma criatura vive desde criança aprisionada em um castelo imerso em sombras, sem jamais ter visto a luz ou outros seres humanos. Consumindo-se na melancolia dessa noite sem fim, com a imaginação estimulada pelos livros antigos que lhe faziam companhia, ela decide escalar a única torre que parece alcançar o céu, de onde poderá ver enfim a luz sonhada. Ao findar a sinistra escalada a criatura encontra a Lua, que ilumina sua atordoante caminhada pelo mundo exterior. No caminho ela se encanta com a alegria de uma festa num castelo iluminado, mas do encontro com os convidados revela-se sua triste e assustadora natureza.


Dia 20, quinta-feira

O Fantástico Homem que Imita a Si Mesmo – texto inédito de Fernando Bonassi

Um ator revela sua condição perturbadora: dividido em dois, ele convive com seu duplo, habitando a mesma carne. Em ações planejadas ele revela a tensão sinistra: um ser soturno sobrevive ocultando-se sob a aparência de um outro, estabelecendo um cruel jogo de espelhos. Enquanto descreve sua bizarra coexistência, o ator traz à vida outros monstros. Espectros que conduzem sua performance derradeira. Um mistério teatral cercado por aparições de fragmentos de obras clássicas e de filmes antigos de terror B.


Comente aqui
17 set09:02

Chapecó recebe Escola da Construção Civil do Senai

O Sistema FIESC inaugura nesta terça-feira, dia 18, a Escola da Construção Civil do SENAI em Chapecó. Em 296 metros quadrados, a Escola tem capacidade de atendimento de cerca de 90 alunos por dia, sendo 30 por turno. A solenidade será realizada às 14h30, no SENAI (em Chapecó, rua Frei Bruno, 201 E – Bairro Jardim América).

Esta é a nona unidade da instituição focada no atendimento ao setor da construção civil em Santa Catarina. Existem mais quatro unidades fixas, localizadas em Balneário Camboriú, Blumenau, Joinville e Criciúma, e quatro móveis, que entraram em operação no início do ano. Outras duas unidades fixas (em Itajaí e Palhoça) estão com obras em andamento.

As atividades na escola de Chapecó já se iniciaram ainda antes da inauguração oficial. Estão em andamento três turmas do curso de mestre de obras (área de gestão), com cerca de 25 alunos cada; duas turmas do curso de eletricista predial, com cerca de 15 alunos cada, e uma turma do curso de Aprendizagem Industrial em Oficial da Construção Civil, com 30 alunos.

Para o ano que vem, já estão programados cursos de qualificação e aperfeiçoamento, como mestre de obras, pedreiro, instalador hidráulico, eletricista predial, desenhista da construção civil e mais duas turmas do curso de aprendizagem em oficial da construção civil. O SENAI em Chapecó também está trabalhando no projeto do curso técnico em edificações. Além das novas instalações, os cursos voltados à construção civil ocupam os demais laboratórios da unidade, como os de eletricidade e de informática.

Para o presidente do Sindicato da Indústria da Construção e de Artefatos de Concreto Armado do Oeste de Santa Catarina (Sinduscon), Lenoir Broch, a escola civil beneficiará diretamente 5,5 mil trabalhadores, além daqueles que atuam na informalidade. A partir de conversas com funcionários de sua própria construtora, o empresário observa uma mudança no comportamento dos profissionais que realizam algum curso profissionalizante.

- Eles debatem os temas relacionados ao trabalho com mais propriedade, adquirem segurança, inclusive para conversar – explica.

Broch constata ainda uma mudança na visão dos funcionários no que diz respeito ao emprego.

- Eles percebem que a relação de trabalho não apenas uma questão de tempo trabalhado versus salário, mas também de tarefas bem executadas, de entrega de produtos bem acabados. O profissional formado nos cursos valoriza mais o resultado do trabalho que faz – salienta o presidente do Sinduscon Oeste, cuja base alcança 20 municípios entre Xaxim, Pinhalzinho, Palmitos e São Lourenço do Oeste e incluindo Chapecó, região que, segundo Broch, totaliza cerca de 500 construtoras.


Comente aqui
17 set08:54

ACI comunica o falecimento do jornalista Luiz Perroni Pereira

A Associação Catarinense de Imprensa (ACI) cumpre o doloroso dever de comunicar o falecimento do jornalista Luiz Perroni Pereira, ocorrido às 2 horas da madrugada desta segunda-feira no Hospital Regional do Oeste, em Chapecó (SC), em razão de parada cardiorrespiratória.

O corpo está sendo velado na capela da Funerária Wolff, e o sepultamento ocorrerá às 16 horas, da segunda-feira, no Cemitério-parque Jardim do Éden.

Luiz Perroni Pereira tinha 78 anos de idade, nasceu em 13 de abril de 1934 em Santiago (RS) e foi criado em Uruguaiana (RS). Era casado com dona Dilma e tinha quatro filhos e cinco netos. Graduou-se em Direito pela FURG de Rio Grande (RS) e durante sua vida exerceu as profissões de jornalista, funcionário público federal e advogado.

Iniciou sua longa atuação na comunicação social em 1o de março de 1953, na Rádio Charrua de Uruguaiana. Nessa emissora, até o ano de 1964, exerceu as funções de repórter esportivo, narrador esportivo, chefe da equipe esportiva, redator e apresentador de rádio-jornalismo. Simultaneamente, neste mesmo período, manteve colunas esportivas nos jornais A Vanguarda e A Fronteira de Uruguaiana, e A Platéia de Livramento. De 1964 a 1965 teve a passagem de um ano na Rádio Nereu Ramos de Blumenau, como repórter e narrador esportivo.

No período de 1966 a 1968 foi narrador esportivo, redator e apresentador de notícias na Rádio São Miguel de Uruguaiana. De 1971 a 1976, dedicou-se com tempo integral ao INPS, onde era funcionário do quadro desde 1960. E, com isto, galgou os postos de Agente do INPS em São Sebastião do Caí (RS) e na maior agência da previdência social do interior, em Rio Grande (RS). Nesta cidade, recebeu no ano de 1975, o título de cidadão honorário da Câmara de Vereadores.

Em 1976, quando concluiu o curso de Direito na FURG, recebeu e aceitou convite para trabalhar no grupo RBS. É que, como funcionário público, não poderia advogar nem voltar à comunicação, suas duas paixões. Inicialmente pediu licença por dois anos e, após, pediu demissão do serviço público. Curiosidade: nestes dois anos bem que tentou, mas não conseguiu tempo suficiente para advogar. Dedicou-se à televisão com tempo integral.

Permaneceu na RBS de 1976 a 1986, período em que selecionou pessoal, instalou, dirigiu e foi apresentador da TV Rio Grande e TV Umbu, de Passo Fundo. Em 1983 assumiu a direção da RBSTV de Chapecó, recém-adquirida do grupo Petrelli. Em 1986 aceitou o último desafio: auxiliar na consolidação de outra rede de TV – a Rede Cultura Eldorado. Em 1987 passou a dedicar-se exclusivamente à coluna de análises políticas em jornal diário. Inicialmente no Jornal Sul Brasil e, após dois anos, transferiu-se para o Diário do Iguaçu, onde permaneceu até esta data.

Nesse cenário e sempre superando o impulso do sensacionalismo, o colunista Luiz Perroni Pereira vai além da pauta político-partidária e dá abrigo aos atos de cooperação e solidariedade, aos serviços à comunidade e todos os exemplos notáveis que o espírito humano protagonizou, com o mesmo empenho com que empunhou a principal arma do jornalismo sério e independente – a denúncia contra tudo o que era atentatório à dignidade humana, à justiça, às liberdades civis e democráticas e aos superiores interesses da coletividade. Neste terreno tão escorregadio e frequentemente maculado por interesses escusos, Luiz Perroni Pereira trilhou um caminho escoimado das infrações éticas e da venalidade promocional, construindo uma reputação de probidade e comprometimento sobre a qual se assenta sua credibilidade.

Luiz Perroni Pereira participou de todas as fases evolutivas da imprensa, assim entendido o conjunto dos meios de comunicação de massa. Foi dirigente de grandes empresas de comunicação e colunista de veículos essenciais da mídia sul-rio-grandense e catarinense.


Comente aqui
15 set13:30

MercoAgro 2012 abre na terça-feira, dia 18 em Chapecó

A 9ª Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne – MercoAgro 2012 – concentrará em Chapecó, a partir da terça-feira, 18, o que há de mais moderno no mundo para o setor. Promovida pela Associação Comercial e Industrial de Chapecó – Acic, com realização e organização da BTS Informa, a MercoAgro reunirá cerca de 650 expositores no Parque de Exposições Tancredo Neves. São esperados mais de 35 mil visitantes, com presença confirmada da Alemanha, Argentina, Áustria, Bolívia, Chile, Colômbia, Espanha, Estados Unidos, Holanda, Paraguai, Uruguai e Venezuela, entre outros países. Os negócios devem ultrapassar 160 milhões de dólares.

O horário de funcionamento da feira será das 14 às 21 horas durante os quatro dias do evento. A feira encerra no dia 21.

Entre os expositores estão empresas dos setores de refrigeração, automação industrial, ingredientes e aditivos, embalagens, transporte e armazenagem, equipamentos e acessórios, entre outros produtos e serviços para atender a indústria da carne. Serão ocupados mais de 15 mil metros quadrados de área do parque com todas as tendências e novidades que o setor oferece.


Eventos paralelos

Paralelamente à feira ocorrerá o IX Seminário Internacional de Industrialização da carne, nos dias 19 e 20. Reconhecido como um evento técnico e científico, organizado pelo SENAI de Chapecó, o seminário integra conhecimento, tecnologia e inovação para a indústria de alimentos. Além disso, haverá curso Escola de Processamento Avícola 2012, Salão de Inovação e Laboratório Experimental. Informações podem ser obtidas pelo site www.seminariomercoagro.com.br.


Comente aqui
15 set08:43

Chapecó no ritmo da dança

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Chapecó entrou no ritmo da dança. Durante quatro dias mais de mil bailarinos, de 28 cidades de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, participaram das apresentações competitivas do 7º Dança Chapecó. Os melhores serão premiados neste sábado a partir das 19 horas, no Teatro Municipal do Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes.

Nesta noite serão escolhidos o melhor bailarino, melhor bailarina, melhor escola ou grupo, melhor coreografia e bailarino ou bailarina destaque no infantil e infanto-juvenil. Além da premiação, que chega a R$ 8 mil em dinheiro, todos vão receber certificado.

Durante o sábado os bailarinos participam de oficinas e cursos. A entrada na feira do Dança e no palco alternativo são gratuitos. Para a mostra competitiva os ingressos custam entre R$ 8 e R$ 15 e podem ser comprados na Escola de Artes de Chapecó e no Centro de Cultura e Eventos.

De acordo com a Diretora da Escola de Artes, Neyla Caramori, a edição deste ano foi um sucesso e setembro de 2013 a cidade será palco novamente do festival.



Serviço

Premiação 7º Dança Chapecó

Horário: 19h

Local: Teatro Municipal do Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes – Chapecó/SC

Ingressos: R$ 8 e R$ 15

Pontos de venda: Escola de Artes de Chapecó (até às 18h) e no Centro de Cultura e Eventos.


Comente aqui
15 set07:57

Parada da preservação

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Na pegada das ‘parades’ espalhadas pelo mundo, Chapecó recebe a Tree Parade. Nove árvores com 1,5 metro em fibra de vidro serão pintadas por alunos da Apae e de escolas municipais e estaduais da cidade. Elas serão expostas no dia 21 de setembro, Dia da Árvore.

Tairine Pixinin, 14 anos, aluna da Escola Alípio José da Rosa.

O projeto, que é uma intervenção artística inspirada na Cow Parade, busca através da arte promover a busca pela sensibilização e preservação ambiental.

- A ideia é chamar a atenção da população para a preservação das florestas e de todo o ecossistema – disse a bióloga Priscila Rech, uma das responsáveis pelo projeto.

Na Escola Básica Municipal Alípio José da Rosa, que fica na Linha Faxinal dos Rosa, interior de Chapecó, cerca de 70 alunos do quinto ao nono ano estão envolvidos no projeto.

Segundo a professora de artes da escola, Carina Stakonski, alguns alunos participaram na parte do desenho e outros na pintura da árvore que tem como tema Chapecó: preservar onde se vive.

- Esse projeto paralelo é um desafio, pois além de tirar o aluno da sala, estimula ele a criar – disse Carina.

Na copa da árvore foram feitos 24 pequenos desenhos que retratam pontos turísticos, artistas locais, a história e tradições da cidade. Além de quarenta e duas formigas que representam as pessoas que desbravaram e são responsáveis pelo desenvolvimento de Chapecó.

A aluna Tairine Pixinin, 14 anos, gostou muito da ideia de pintar e pensa em se aventurar novamente com os pincéis.

- Eu já pintava, mas eram os panos de prato da minha mãe – contou a estudante que fez um curso no Clube de Mães da comunidade.

Alex Marafon, 14 anos, colega de Tairine, também gostou de pintar. Para ele foi bem divertido participar do projeto como esse.

A exposição será no calçadão da rua Benjamin Constant, no Centro de Chapecó, no dia 21 de setembro, Dia da Árvore. Na data será realizada também uma caminhada de conscientização. A partir do sábado, 22, as Trees serão expostas no Paseo Avenida.

A Tree Parade é desenvolvida pela Ong SOS Terra, Projeto Mata Ciliar, do Consórcio Iberê, e Fundema de Chapecó, com apoio de empresas locais. Todas as árvores foram patrocinadas e, após a exposição, o destino delas será definido pelos empresários.

- Elas podem ser leiloadas ou até mesmo doadas para as escolas participantes – finalizou Priscila.


Escolas participantes:

- Apae;

- Escola Básica Municipal Alípio José da Rosa;

- Escola Básica Municipal Victor Meirelles;

- Escola Parque Cidadão Leonel Brizolla;

- Escola Básica Municipal Diogo Alves;

- Escola Básica Municipal Florestan Fernandes

- Escola Básica Municipal Rui Barbosa;

- EEB Bom Pastor;

- EEB Marechal Bormann.




Comente aqui
14 set17:33

Gasolina terá 32% de desconto na carga tributária em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Três postos de combustíveis e oito supermercados de Chapecó participam neste sábado da 6ª edição do Feirão do Imposto. Os consumidores vão poder comprar alguns produtos com desconto na carga tributária. A gasolina que custa em média R$ 2,79 o litro vai ter um desconto de 32% e vai ser vendida por R$ 1,88.

Segundo o coordenador do Feirão do Imposto 2012, Jaderson Zuanazzi, serão oferecidos cerca de 1,5 mil litros de combustível, pão francês, óleo de cozinha, biscoito, sabonete, entre outros produtos.

- Vamos mostrar para o consumidor final qual é a carga tributária paga em alguns produtos – explica.

Zuanazzi disse ainda que o imposto não deixará de ser pago, mas será assumido pelo empresário parceiro do Feirão. Além disso, a quantidade vendida a cada consumidor será limitada, conforme um regulamento que poderá ser observado nos locais de venda.

Além das três lojas dos Supermercados Celeiro e Supermercados Brasão, estão confirmados ainda o Supermercado Alberti Efapi e Mercado Da Casa, Posto Sangalli, Posto Via Oeste e Auto Posto Volpato.

Neste ano mais de 200 municípios brasileiros participam da ação. Em Santa Catarina são 37 municípios. Destes, além de Chapecó, sete ficam na região Oeste Pinhalzinho, Xaxim, Xanxerê, São Miguel do Oeste, São Lourenço do Oeste, Maravilha e Palmitos.


Produtos com desconto

Gasolina (litro)

Preço normal: R$ 2,79 | desconto: 32% | Preço no Feirão: R$ 1,88


Óleo de soja (500 ml)

Preço normal: R$ 3,65 | desconto: 26% | Preço no Feirão: R$ 2,70


Pão Francês (quilo)

Preço normal: R$ 5,99 | desconto: 17% | Preço no Feirão: R$ 4,97


Vinho tinto seco (750 ml)

Preço normal: R$ 5,99 | desconto: 35% | Preço no Feirão: R$ 3,88


Sabonete (90 g)

Preço normal: R$ 1,75 | desconto: 31% | Preço no Feirão: R$ 1,19


Comente aqui
14 set14:07

"Resident Evil 5" estreia com muitos sustos

Milla Jovovich sai exausta após um dia de filmagens de Resident Evil 5: Retribution. A estrela da saga que veio do videogame se aborrece com o marido, o diretor Paul W.S. Anderson. Para ela, acostumada aos machucados, às pancadas, a ser erguida por cabos, a executar dezenas de zumbis munida apenas de uma corrente de bicicleta, a chateação é outra. Em cena, Alice, a heroína, surge irreconhecível. Roupas normais, cabelo arrumado, é uma dona de casa amedrontada, agarrada à filha.

– Milla não gostou de ser vítima, de fugir e gritar – diverte-se o diretor.

Esse lado suave da personagem é uma surpresa do mais novo filme da franquia de ação, que chega nesta sexta-feira aos cinemas. Uma faceta que desmonta quando uma invasão de mortos-vivos irrompe o plácido cenário de subúrbio. Então, Alice volta a ser a guerreira programada pela corporação Umbrella, modificada biologicamente, incansável, durona, irrefreável. Presa em um submarino bunker, ela precisa atravessar ambientes e sobreviver aos perigos em cada um deles – em uma viagem que, à primeira vista, remete ao avanço de fases em um videogame, mas se revela uma ilusão tecnológica de um giro pelo mundo – o centro luminoso de Nova York, a histórica Praça Vermelha de Moscou. Ambientes complexos, de mentirinha. Infectados por vírus mortais.

>> Confira a Programação completa do CINEMA

A ideia de mundos falsos, de universos paralelos, dá o tom do novo capítulo de Resident Evil – o penúltimo – e possibilita a volta de Michelle Rodriguez à franquia. É que sua personagem, Rain, foi morta ainda no primeiro filme.

–Eu amo esse casal. Liguei para o Paul e disse: ‘quero estar nesse filme, arruma um papel pra mim?’. Fiquei muito feliz em voltar dos mortos – diz Michelle, sorridente, sob o olhar desaprovador de Milla Jovovich, durante conversa com a imprensa, em Cancún.

– Ei, não estou estragando nenhuma surpresa. Eu morri com um tiro na cabeça, todo mundo lembra – defende-se Michelle. Milla a repreende:

– Shhh, não estrague o mistério!

Em Resident Evil 5, a inspiração do game ganha vazão, mais uma vez, em sequências de luta impressionantes e cenas grandiosas com explosões avivadas pelo efeito 3D.

– Com exceção da equipe de James Cameron, tenho os mais experientes em 3D no mundo. Para esse filme, o diretor de fotografia (Glen MacPherson) construiu uma câmera específica, depois de tanto me ouvir pedir coisas impossíveis de fazer – diz o diretor.

Os zumbis, então, não são mais moribundos ensanguentados comuns; vêm em versões mais fortes, militarizados e aliens.

– Tenho sorte, porque a franquia vem de um videogame que não se estagnou, então a inspiração também não. Não fui eu quem inventou tudo isso – diz Anderson.

– Posso fazer um filme cada vez maior.

Foi durante o primeiro filme, oito anos atrás, que Milla Jovovich e Anderson se conheceram e deram início à franquia que permeou o casamento.

– Hoje, tentamos não falar de zumbis na mesa do café da manhã, mas falar de levar nossa filha Ever, de 4 anos à escola, o que é bem mais difícil do que fazer filmes – diz Anderson. A franquia já rendeu US$ 700 milhões em todo o mundo.

– O filme foi o que nos uniu. Temos um afeto especial por ele, interfere o tempo todo nas nossas vidas. É quase como viajar com a família.

Com o último Resident Evil: Afterlife (quarto da série, de 2010), Anderson deu início a uma despedida.

– Foi o início de uma trilogia final. Muitos personagens morrem nesse quinto filme, é o começo do fim. O próximo filme será o capítulo final.

Milla Jovovich, atlética e apaixonada por artes marciais, dispensa dublê e tira de letra o esforço físico que Alice exige. Ela já rompeu ligamento. São incontáveis os machucados.

– Havia uma crença em Hollywood de que mulher não servia para isso. Hoje as heroínas de ação estão engatinhando. Sei que muitas atrizes não fariam isso, mas o que é um pouco de dor se você tem a chance de fazer isso? – diz ela.

A seu lado, Paul Anderson baixa o olhar, sentido.

– Tomamos muitos cuidados, mas as cenas são brutais. Milla vai para casa coberta de marcas roxas. O que posso fazer é preparar um bom banho com sais e mimá-la um pouco.

AGÊNCIA ESTADO



Comente aqui
14 set10:53

Dois novos quiosques no Shopping Pátio Chapecó

O Shopping Pátio Chapecó recebe entre os meses de setembro e outubro novas lojas. Dois quiosques já estão em operação. O Home Cell na venda de acessórios para celulares, e o Cia da Leitura, dedicado ao público infantil. Neste são ofertados livros para a crianças de até 12 anos.

Segundo o gerente José Maila, as novidades no empreendimento complementam o mix e proporcionam uma maior diversidade para os consumidores da cidade e região.

Além da recém inaugurada Rabush, que atua com moda feminina e acessórios, outras três lojas serão abertas. A Iódice, grife nacional que também atua com vestuário feminino, a Croasonho, especializada em croissants com recheios doces e salgados, e uma loja da Tevah Premium, marca tradicional de moda masculina que atua no Sul do país.


Comente aqui
14 set10:11

‘Que tal dirigir uma casa?’

Em Chapecó é comum ver casas serem transportadas por caminhões. Essa estava ‘estacionada’ na Linha Faxinal dos Rosa, interior da cidade.

Segundo o secretário de defesa do cidadão, Sérgio Walner, em Chapecó são transportadas cerca de duas casas por semana, uma média de 10 por mês.

Para levar essa casa a pessoa pega uma autorização na Prefeitura e os agentes de trânsito acompanham a troca de endereço que é sempre realizado em horários que não atrapalham o trânsito.


1 comentário