Chapecó

09 jul10:24

Arte chapecoense no Almoço empresarial da Acic

Buscando a valorização da cultura e da arte chapecoense, a Associação Comercial e Industrial de Chapecó (Acic) receberá a artista plástica Marlowa Pompermayer Marin para falar sobre “Empreendedorismo na Área Cultural”, no programa Almoço empresarial. O evento será realizado na quinta-feira, 19 de julho, às 12 horas, na Cantina do Cesec.

Marlowa iniciou a carreira em 1988, quando concluiu o curso Desenho Artístico, reside em Chapecó há 20 anos e hoje leva o nome do município para várias partes do mundo. Durante o Almoço empresarial, a artista contará sua história e apresentará as conquistas para alcançar sucesso no mundo da arte.

A técnica que a aproximou dos desenhos foi a aquarela, mas logo expandiu o conhecimento, buscou novos estilos e encontrou o caminho criando personagens felizes e coloridos. Em seus desenhos e pinturas estão inseridos o dia a dia das pessoas, as coisas simples.

- Gostaria que minha produção tivesse uma íntima relação com o poder das coisas que estão aí, e que as vezes não vemos. Faço referência à vida, aprendo que os momentos felizes estão essencialmente ligados às nossas escolhas – disse.

O trabalho da artista apresenta um universo de personagens figurativos, lúdicos, resultando em um cotidiano de momentos felizes e evidenciando o desenho que sempre gostou, em um contraste de cores intensas.

Sua trajetória é composta por exposições coletivas, em salões e individuais. Além do Brasil, algumas das obras da artista encontram-se para comercialização em Portugal, na Espanha e Inglaterra.

Em 2002, ilustrou o primeiro livro infantil e descobriu a possibilidade de levar seus desenhos e pinturas a novos olhares. De acordo com Marlowa, uma das grandes conquistas foi ser aprovada na Sociedade dos Ilustradores do Brasil, tornando-se uma associada SIB em dezembro de 2008. Ilustrou 08 livros infantis e um encarte de CD de músicas infantis.

Atualmente a artista estuda Design visual e desenvolve uma linha de produtos em papelaria, porcelanas e outros produtos.


Ações culturais

O convite da Acic para Marlowa palestrar no Almoço empresarial é uma continuidade às ações de apoio cultural que a entidade empresarial desenvolve. No início deste ano, a parceria com a artista resultou na confecção dos cartões de visita da diretoria da Associação.

A arte foi elaborada especialmente para homenagear todos os chapecoenses que trabalham e se dedicam a uma Chapecó forte, com qualidade em todos os setores, representando a família que se esforça ao criar seus filhos, o chef que representa o setor gastronômico e alimentício, a bailarina pela diversidade cultural que cada vez abre mais possibilidades a quem mora e quem visita Chapecó.

Ainda em 2011, a ACIC, em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Chapecó (CDL) e Sindicato do Comércio da Região de Chapecó (SICOM), promoveu a exposição “Os Guerreiros”, do artista Xiko Bracht, no Espaço Cultural do Centro Executivo Empresarial (Cesec). A exposição retratou os 30 anos de vida artística de Xiko Bracht e apresentou uma retrospectiva em 28 painéis e 28 esculturas inéditas.

- Nosso município é rico na diversidade cultural, social e econômica. Somos privilegiados por ter esses grandes artistas que levam o nome de Chapecó para várias partes do mundo e contribuem para que nossa região seja um polo de referência na produção artística. Ao mesmo tempo, são exemplos de empreendedorismo e de superação e merecem todo o apoio dos chapecoenses – destaca o presidente da Acic Maurício Zolet.


Comente aqui
09 jul08:04

Eleições 2012: Geneci quer políticas públicas para os adolescentes

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Com uma filha de 13 anos, a servente Geneci Lemes espera que os eleitos neste ano se preocupem com políticas públicas voltadas para os adolescentes.

– Precisa pensar em atividade de lazer e cursos como de informática- explicou.

Ela própria está tentando melhorar de vida ao cursar o ensino fundamental no Centro de Educação de Jovens e Adultos de Chapecó, onde mora.

– Até o final do ano ou início do ano que vem eu termino – prevê.

Daí ela pretende ver se consegue um outro cargo na empresa que trabalha. Ela pretende fazer um curso de vigilante. Desde que saiu de Quilombo, há 10 anos, ela diminuiu sua participação na política.

– Em Quilombo os candidato até faziam fila para ir lá em casa aqui nunca veio ninguém -disse.

Ela firmou que conversava com os candidatos e depois podia cobrar pessoalmente. Já em Chapecó sente-se distante dos candidatos. E isso lhe fez perder um pouco interesse. Ela não acompanha o horário eleitoral. Ouve um pouco de rádio e, no trabalho, dá uma espiada nos jornais quando os recolhe.

Geneci disse que anda meio desiludida com a política, pois os candidatos em quem votou não cumpriram o que tinham prometido.

– Perdi a esperança- lamenta.

Aos 32 anos, ela confia mais no seu esforço para melhorar de vida e fazer um país melhor.



Comente aqui
08 jul21:08

Empretec inicia nesta segunda-feira em Chapecó

Desenvolver características de comportamentos empreendedores nos participantes através de um programa de 60 horas que amplia as habilidades de criação e administração do próprio negócio. Este é o foco do Empretec – um dos programas de formação de empreendedores mais valorizados no mundo que será promovido no período de 9 a 14 de julho, das 8 às 12 e das 14 às 18 horas, em Chapecó.

A promoção é da coordenadoria regional oeste do Sebrae/SC em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Chapecó (CDL). O programa destina-se a empresários de micro, pequenas e médias empresas e a futuros empreendedores que tenham ideias claras do que pretendem para suas empresas, e que necessitem de apoio para viabilização de seus negócios.

O Empretec é ministrado através de seminário tipo “Workshop”, em tempo integral com dedicação exclusiva. Durante o evento, os participantes discutem e praticam técnicas de aperfeiçoamento e desenvolvimento pessoal e gerencial, com base em uma metodologia vivencial.

Pesquisas apontam que os negócios administrados por profissionais que participaram do seminário têm mais chances de sobrevivência, pois o empreendedor conquista capacidade para competir e permanecer no mercado.

- Nosso objetivo é que haja uma mudança de comportamento para que os participantes saiam do seminário com maior segurança nas decisões – salienta o coordenador regional do Sebrae/SC, Enio Albérto Parmeggiani.

O seminário tem duração de seis dias ininterruptos, nos horários de 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas, com carga horária total de 60 horas. Os instrutores serão João Geraldo, Neusa Balestrin e Joacir Gonçalves.

No programa, a alteração na conduta empresarial é baseada em 10 características de comportamento que são vistas como pontos fundamentais na personalidade do empreendedor: a iniciativa e busca de oportunidade; capacidade de correr riscos calculados; persistência; comprometimento; estabelecimento de metas; capacidade de planejar e monitorar ações; capacidade para buscar e utilizar informações; persuasão e rede de contatos; independência e autoconfiança e exigência de qualidade e eficiência.

O Empretec é uma parceria do Sebrae, entidade gestora do projeto em caráter nacional, com a Organização das Nações Unidas – ONU, organismo criador do projeto, junto a UNCTAD, para o desenvolvimento do potencial empreendedor.

As inscrições podem ser feitas na CDL Chapecó e no SEBRAE. Informações pelo telefone (49) 3319 4300 ou 3330.2800.


Comente aqui
08 jul17:56

Liberados R$ 11,5 milhões para biodigestores

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

O Projeto Alto Uruguai-Cidadania, Energia e Meio Ambiente, receberá R$ 11,5 milhões para a implantação de 40 biodigestores, quatro centrais de geração de energia e trabalhos de educação ambiental. Serão beneficiados 55 municípios da Bacia do Rio Uruguai, sendo 44 catarinenses e 11 gaúchos.

A liberação dos recursos foi anunciada na sexta-feira, dia 6 de julho, pela manhã, no Lang Palace Hotel, em Chapecó, com a presença da ministra da Relações Institucionais, Ideli Salvatti, representes da Eletrosul, Eletrobrás, universidades, movimentos sociais e agricultores. Essa é a segunda etapa do projeto Alto Uruguai, que inicio em 2009 com a implantação de biodigestores em 35 propriedades.



Comente aqui
08 jul17:39

Eleições 2012: Aos 92 anos e com disposição para votar

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Aos 92 anos o “nono” Avelino De Cezaro mostra muita disposição para passear pela propriedade, no interior de Chapecó.Diz que de vez em quanto até bate uma bolinha. Por isso, garante que não vai faltar na seção eleitoral localizada na comunidade de Colônia Bacia para participar de mais uma eleição. Para ele, votar é algo importante.

– Gosto de votar, porque é livre e secreto- explicou.

Desde que completou 18 anos, em 1920, praticamente não falhou.

– Só não votei durante a Segunda Guerra Mundial pois estava servindo no Exécito- justificou.

Por pouco ele não embarcou para a Europa na Força Expedicionária Brasileira.

– Quando iríamos embarcar acabou a Guerra, o último tiroteio foi em Monte Castelo- lembrou, sobre o famoso confronto vencido pelas tropas aliadas na Itália.

De Cezaro é natural de Guaporé/RS e, em 1947, foi morar em Chapecó. Trabalhou como agricultor na propriedade onde mora até hoje, com um dos filhos e a nora. Disse que gosta de tomar um vinho durante as refeições e de acompanhar as reuniões sobre política, para avaliar as propostas dos candidatos. –Um fala de um jeito, outro fala de outro jeito- contou. Ele também se informa no horário eleitoral gratuito.

Ele até tem um porta-retrato com uma fotografia junto com o ex-presidente Lula, quando ainda era candidato e esteve na Colônia Bacia, em 2001. –Ele me convidou para tirar a foto- disse De Cezaro, próximo à jabuticabeira que plantou há 37 anos.

Para ele, o que os eleitos devem manter é as boas condições das estradas do interior.

– Para nós a estrada é tudo- explicou.

Só assim ele poderá percorrer tranquilamente os quatro quilômetros que o separam da urna em outubro.


Comente aqui
08 jul13:49

3ª Feira Microrregional de Economia Solidária em Chapecó reuniu mais de 20 empreendimentos

A 3ª Feira Microrregional de Economia Solidária do Oeste Catarinense: Fortalecimento Local, realizada no sábado, dia 7 de julho, no pátio do Mercado Público Regional, teve a exposição e comercialização de produtos oriundos da economia solidária. A representante da Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares da Unochapecó (ITCP), Edilsa Frison, explica que a Feira busca mostrar para a comunidade que uma outra economia é possível.

- Na economia solidária, os próprios empreendimentos são autogestionados. São eles que produzem, transformam e comercializam os seus produtos na forma de empreendimentos menores, onde todos participam” – disse.

A Feira reuniu 25 empreendimentos da Economia Solidária da região Oeste. Um deles é a Mães de Nazaré, do Distrito de Marechal Bormann, que trabalha com a reciclagem de lã e malharias. No grupo participam 15 mulheres e a comercialização é realizada no “boca a boca”.

- A gente se encontra, conversa, trabalha, uma passa conhecimento para outra – contam as mulheres que fazem parte do grupo. De acordo com as participantes, elas trabalham com restos de lã e tecidos que iriam para o lixo.

Também participaram da Feira a Associação Regional de Artesãos e Artistas Plásticos do Oeste Catarinense (Araapoc) e empreendimentos dos municípios da região como Coronel Freitas, Formosa do Sul, Cordilheira Alta, entre outros. Entre os empreendimentos podemos citar um que vem da agricultura familiar que é a Associação Catarinense de Citricultores (Acacitros), com 120 associados, e que expôs laranjas e sucos orgânicos produzidos no empreendimento.

O representante do MST, Pedro Rocha, comenta a diversidade de produtos da economia solidária.

- Se não existir a produção na agricultura familiar, não tem alimento na cidade e o nosso desafio é produzir – disse.

A 3ª Feira Microrregional de Economia Solidária foi realizada pelas entidades que compõem o Fórum Regional da Economia Solidária: Instituto Marista de Solidariedade, Secretaria Nacional de Economia Solidária, Ministério do Trabalho e Emprego e Governo Federal, com o apoio do Instituto Saga, Unochapecó, SESC Chapecó, Cidema, Cresol, Cáritas Brasileira e Fórum Brasileiro de Economia Solidária.


Comente aqui
08 jul13:44

Feira Livre de Produtos Coloniais e Agroecológicos do centro está em novo endereço

A nova estrutura da Feira Livre de Produtos Coloniais e Agroecológicos do centro de Chapecó foi inaugurada no sábado, dia 7 de julho. A feira que ficava na esquina da Nereu Ramos com Uruguai foi para a Rua Clevelândia, nº 100 E, esquina com a Rua Rui Barbosa a duas quadras de distância. O novo espaço conta com um pavilhão de 860 metros quadrados e abriga 28 famílias de produtores que comercializam um mix de diferentes produtos.

Chapecó possui atualmente 10 feiras livres comercializando produtos agroecológicos e coloniais distribuídas nos bairros Cristo Rei, Presidente Médice, Bela Vista, São Cristóvão, Efapi, Jardim América, Santo Antônio e no Centro.

O programa permite maior proximidade entre o agricultor e os moradores da cidade. Para os agricultores a feira é mais um espaço para a venda de produtos, com possibilidades de maior lucro e rentabilidade. Atualmente, as feiras livres beneficiam diretamente 160 famílias, além de outras 300 indiretamente.


Comente aqui
08 jul13:34

Desfile em Chapecó fez homenagem para Paulo de Siqueira

O desfile da quinta coleção do Projeto Feito Sob Medida – Chapecó em Moda, apresentada no sábado, dia 7 de julho, teve como tema “Eternos Momentos”, uma homenagem ao trabalho do artista plástico Paulo de Siqueira. Paulo desenvolveu, entre outras obras, o Momento ao Desbravador, um dos cartões-postais da cidade. O projeto é desenvolvido pela Fundação de Ação Social (FASC).

Os 40 looks apresentados na passarela foram confeccionados pelas 16 artesãs que atuam no projeto, com coordenação da designer Silvia Baggio. Após o desfile houve a comercialização das roupas e acessórios. O trabalho do Feito Sob Medida pode ser conhecido e as peças adquiridas no Centro Público de Economia Solidária. O projeto visa a inclusão produtiva através de alternativas de geração de trabalho e renda.

- A ideia para a coleção alto inverno 2012 foi misturar brilhos, transparências e cores como azul, verde, bege e preto, seguidos de dourados, prateados e tons de cobre, dando vida às obras e à história deste artista tão importante para o nosso município –disse a Presidente de Honra da FASC, Neyla Caramori.


Comente aqui
08 jul08:15

Dia Internacional do Cooperativismo é comemorado neste sábado

Para trabalhar a essência do cooperativismo, a Coopercentral Aurora Alimentos e a Fundação Aury Luiz Bodanese promovem a campanha “Cooperando é possível”. A ação será neste sábado, dia 7, das 9h às 15h. Serão desenvolvidas inúmeras atividades em frente a Catedral Santo Antônio, no centro de Chapecó. O evento marca as comemorações do Dia Internacional do Cooperativismo, celebrado no primeiro sábado do mês de julho. A solenidade de abertura acontecerá às 10h30, com pronunciamentos de lideranças do setor. Porém, em caso de chuva as ações serão canceladas.

No evento, a comunidade será atendida com todos os programas e projetos da Fundação: Vivendo Saúde, Atitude Agora, Amigo Energia, Contação de História, Família é Tudo, Projeto Dança, Projeto Canto Coral, A Turminha da Reciclagem e Centro de Memória Fundação Aury Luiz Bodanese. Também serão disponibilizadas ao público diversas atrações, como mateada, pit stop da Kasinski, palestra sobre “Retratos da Cooperação”, orientação sobre cuidados no trânsito e apresentações de danças com o grupo “Vozes do Corpo” da Fundação Aury Luiz Bodanese/Parceria SESI e da equipe da Ginástica Rítmica do SESI – Projeto Atleta do Futuro. Além disso, as crianças se divertirão com os brinquedos disponibilizados pelo SESI.

Após a solenidade de abertura, as pessoas também poderão participar do “movimento cooperando é possível”, com os voluntários das Unidades da Aurora Alimentos e participação da Banda da Escola Marechal Bormann e dos Agentes de Trânsito da Prefeitura Municipal de Chapecó. Primeiramente descerão pela avenida Getúlio Vargas as motocicletas, e na sequência, os participantes com faixas e cartazes alusivos ao cooperativismo.

O evento é uma iniciativa da Coopercentral Aurora Alimentos e da Fundação Aury Luiz Bodanese e conta com apoio de entidades, instituições, empresas e outras cooperativas.



Comente aqui
07 jul11:47

Projeto Feito Sob Medida apresenta nova coleção em Chapecó

As 16 artesãs do projeto Feito Sob Medida – Chapecó em Moda – estão finalizando esta semana as peças da coleção alto inverno 2012 que fará uma homenagem ao artista Paulo de Siqueira. Com o tema “Eternos Momentos” serão apresentados 40 looks exclusivos. O desfile será neste sábado, dia 7, às 16h30, no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nes. A realização é da Prefeitura de Chapecó, através da Fundação de Ação Social (FASC).

Segundo a designer de moda Sílvia Baggio, a nova coleção traz a alegria e a vivacidade das formas joviais demonstradas nas imagens das obras do artista Paulo de Siqueira.

-O brilho de metais, as transparências que revelam e ocultam, confidenciam uma personalidade intensa e única. As diferentes fases do artista são percebidas através de modelagens mais austeras. Cores mais densas se colocam no final de sua vida, trazendo consigo as impressões de uma trajetória de extensa produção artística – disse.

As peças baseiam-se principalmente em tons de azul, verde, bege e preto, seguidos de dourados, prateados e tons de cobre. Já os principais tecidos são lã, flanela, chiffon, seda e jeans.

Após o desfile, haverá um bazar para a comercialização das peças.


Inclusão produtiva

O Feito Sob Medida – Chapecó em Moda – é um projeto de inclusão produtiva que visa estimular alternativas para a geração de trabalho e renda. De acordo com a Diretora Presidente da FASC, Belenite Frozza, o objetivo do projeto é contribuir para a organização de grupos informais de trabalho que posteriormente possam se consolidar como associações ou cooperativas.


Comente aqui