chapecoense

13 abr18:42

Athos e Wanderson fazem apenas corrida leve no treino

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Durante o treino desta tarde no campo do Trevo em Chapecó o meia Athos e o volante Wanderson realizaram apenas corridas ao redor do campo.

Athos estava com dores no adutor da coxa e deve ser examinado pelo médico da equipe, Carlos Mendonça, neste sábado.

Assim como ele, Wanderson também foi poupado. O volante foi um dos responsáveis pela marcação forte em cima do meio Montillo do Cruzeiro.

Comente aqui
13 abr12:19

Definida arbitragem para Chapecoense x Criciúma

A Federação Catarinense de Futebol – FCF realizou na tarde desta quinta-feira o sorteio da arbitragem para as cinco partidas da 9ª rodada do returno do Campeonato Catarinense.

O trio de arbitragem da partida Chapecoense x Criciúma foi definido:

Paulo Henrique de Godoy Bezerra será auxiliado por Rosnei Hoffamann Scherer e Angelo Rudimar Bechi.

O quarto árbitro será Luiz Carlos Pereira. O Delegado da partida será Claudemir Mafessoni.

A partida será neste domingo, dia 15, às 16h na Arena Condá.

Comente aqui
13 abr10:57

Treino do Verdão às 15h no Campo do Trevo

O time comandado por Itamar Schulle se prepara para a última partida do returno do Campeonato Catarinense. Neste domingo, dia 15 a Chapecoense recebe o Criciúma na Arena Condá. O jogo está marcado para às 16h. Os ingressos já estão à venda.

Nesta sexta-feira o time realiza treinamento no Campo do Trevo. Os trabalhos estão marcados para às 15h.

Já no sábado pela manhã acontece o tradicional “rachão” no campo da Arena Condá. O treino inicia às 9h.

Comente aqui
13 abr09:37

Domingo é dia de lotar a Arena Condá: Chapecoense x Criciúma

Neste domingo, dia 15, a Chapecoense recebe em casa o Criciúma. A partida válida pela nona rodada do returno está marcada para às 16h na Arena Condá em Chapecó. Os ingressos para o jogo já estão à venda.

A Central de atendimento aos sócios (CAS) atenderá neste sábado das 8h30 às 12h.


Os valores são os seguintes:

Cadeiras: R$ 60

Cobertas: R$ 40

Geral: R$ 30

Aposentados, crianças de 8 a 12 anos e estudantes pagam meio ingresso

As mulheres pagam meio ingresso, exceto nas cadeiras.


Os pontos de vendas são: Posto de Marco, Palácio dos Esportes, Maidana Esportes, Sensação do Mate do Shopping Pátio Chapecó e Barraca da Chapecoense em frente ao Cansian.




Comente aqui
13 abr09:21

Souza: herói do Verdão

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Foram 17 dias fora dos gramados em que o zagueiro Souza foi do inferno ao céu. Comparado quase a um bandido pelo carrinho que fraturou a perna do atacante Heber, do Figueirense, no dia 25 de abril, ficou 17 dias afastado dos gramados por decisão do Tribunal de Justiça de Santa Catarina e, voltou a jogar na quarta-feira, graças a um efeito suspensivo do Superior Tribunal de Justiça, onde foi o herói do empate contra o Cruzeiro.

Nesse período o jogador chegou a ser acusado de ter dado uma entrada irresponsável num colega de profissão. Foi afastado preventivamente, julgado e punido com o afastamento até a recuperação de Heber.

Advogados da Chapecoense tentaram efeito suspensivo no Tribunal de Justiça, que foi negado. Souza viu de fora dos gramados a Chapecoense vencer o Joinville, vencer o Metropolitano e perder para o Atlético Hermann Aichinger.

Nesse período viu a torcida escrever cartazes em apoio. Contra o Atlético, o time da Chapecoense entrou em campo com uma faixa e camisas de apoio ao capitão do time. Souza se sentiu injustiçado pelo ocorrido alegando que foi disputar a jogada e tocou na bola, sem a intenção de machucar o colega de profissão. O juiz José Acácio da Rocha nem deu falta.

Souza disse que chorou, xingou, mas não deixou de trabalhar e tentar influenciar positivamente o grupo. Na segunda e terça-feira treinou forte. No final da tarde de terça-feira, quando estava no refeitório do clube, recebeu a notícia do diretor de futebol Cadú Gaúcho de que estava liberado para o jogo, devido a um efeito suspensivo no Superior Tribunal de Justiça.

O capitão estava mais feliz que uma criança que pela primeira vez participa de um campeonato. Ele foi correndo buscar a mochila para ir na concentração. Para ele não importava sair jogando ou atuar na partida, já que não tinha treinado entre os titulares. Ele queria estar lá, participar do vestiário e ajudar no confronto contra o Cruzeiro.

Souza não só foi escalado contra o Cruzeiro, mas recebeu de volta a faixa do capitão. E aos 16 minutos fez o gol contra o Cruzeiro, que depois acabaria empatando por 1 a 1. Souza vibrou muito com os companheiros e com a torcida. Para ele, o gol era a redenção do que tinha sofrido nos últimos dias.


“Fiquei comovido com o carinho e apoio que recebi”

Ontem foi um dos dias mais felizes da carreira do zagueiro Souza, que já está nos 30 anos. Além de voltar a jogar, graças a um efeito suspensivo do Superior Tribunal de Justiça, ele marco o gol do empate contra o Cruzeiro, na quarta-feira. No gramado do Índio Condá ele concedeu entrevista a seguinte entrevista ao Diário Catarinense, que também foi acompanhada por outros colegas da imprensa.


Diário Catarinense: Como foi ficar duas semanas sem jogar e marcar o gol na sua volta?

Souza: Eu me comovi com o apoio, o carinho e o afeto dos companheiros, da torcida e das pessoas que vinham me dar força. Por tudo isso eu vou trabalhar ainda mais, vou me dedicar ainda mais.


DC: Você vibrou muito com o gol, o que lhe passou pela cabeça na hora do gol?

Souza: Só pensei em agradecer a Deus. Antes do jogo um torcedor me disse que eu faria um gol nos primeiros 20 minutos pois o que havia sofrido era uma injustiça. Isso não tem preço.


DC: Chegaste a pensar que não iria mais atuar neste semestre?

Souza: Xinguei, chorei mas não me preocupei com isso. Deixei na mão de Deus. Quando negaram o pedido suspensivo disse para o advogado que Deus sabe o que faz. E ele estava escrevendo . Quando a bola foi daquela maneira pra área ele disse: É pra ti negão.


DC: Esse episódio fortaleceu o grupo?

Souza: Nós estamos cada vez mais unidos porque o objetivo não era prejudicar o Souza. Não querem deixar nós sermos bicampeões. Mas nós estamos juntos com o objetivo de sermos bicampeões.




Comente aqui
12 abr18:36

Treino leve para os titulares da Chapecoense

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Os jogadores da Chapecoense que atuaram no time titular contra o Cruzeiro no empate por 1 a 1, na quarta-feira, fizeram apenas um treinamento breve nesta tarde, na Arena Condá.

Como ocorre tradicionalmente depois dos jogos, eles fizeram uma atividade de reforço muscular na academia e corrida ao redor do gramado. O zagueiro Souza, que saiu no início do segundo tempo contra o Cruzeiro, disse que sentiu apenas cansaço e está bem para a decisão de domingo, contra o Criciúma.

Quem não atuou contra o Cruzeiro foi treinar no campo do Trevo.

Nesta sexta-feira o técnico Itamar Schulle deve fazer o coletivo que define o time que enfrenta o Tigre. A partida é domingo, no Índio Condá. Para Chapecoense basta um empate para conquistar uma vaga nas semifinais do Catarinense.


Comente aqui
12 abr17:53

Ingressos para Chapecoense x Criciúma já estão à venda

Neste domingo, dia 15, a Chapecoense recebe em casa o Criciúma. A partida válida pela nona rodada do returno do Campeonato Catarinense está marcada para às 15h na Arena Condá em Chapecó. Os ingressos para o jogo já estão à venda.


Os valores são os seguintes:

Cadeiras: R$ 60

Cobertas: R$ 40

Geral: R$ 30

(aposentados, crianças de 8 a 12 anos e estudantes pagam meio ingresso)


Pontos de vendas: Palácio dos Esportes, Maidana Esportes, Posto de Marco e Sensação do Mate do Shopping Pátio Chapecó.


Comente aqui
12 abr11:59

Depois do empate é hora de pensar no Catarinense

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Depois do empate em 1 a 1 com o Cruzeiro e garantir o jogo de volta, a Chapecoense volta as atenções para o Campeonato Catarinense.

Os jogadores que tiveram folga na manhã desta quinta-feira devem voltar aos trabalhos nesta tarde. Os treinamentos estão marcados para às 15h. O local ainda não foi definido.

Antes dos trabalhos físicos os atletas devem passar por avaliação médica. Souza, que estava suspenso e marcou o gol na partida, sentiu dores  e foi substituído por Dema. Médico da equipe vai avaliar ser houve alguma lesão ou se foram apenas cãibras.

Para o jogo de domingo contra o Criciúma o técnico Itamar Schulle não tem desfalques.

O Verdão busca a vitória para se classificar nas semifinais do Catarinense. O empate também garante a vaga. A Chapecoense está com 30 pontos e em segundo na classificação geral.

Comente aqui
12 abr09:57

Verdão em busca da vaga

Classificação, só na próxima semana. Chapecoense e Cruzeiro empataram em 1 a 1 na noite desta quarta-feira, na Arena Condá, em Chapecó, e decidem a vaga para as oitavas de final da Copa do Brasil na próxima quarta, dia 18, às 21h50, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas/MG. A Raposa, que tinha a vantagem de poder eliminar o jogo de volta caso vencesse por dois ou mais gols de diferença, ainda saiu em desvantagem no marcador. Souza marcou no primeiro tempo, mas Walter deixou tudo igual no segundo tempo.


Leo em disputa com Athos.


O vencedor do jogo de volta assegura a classificação, mas a equipe mineira entra em campo com a vantagem de poder avançar com um 0 a 0. Novo 1 a 1 leva a decisão da vaga para os pênaltis – empate por dois ou mais gols garante o Chapecoense na próxima fase.

>> Chapecoense e Cruzeiro ficam no 1 a 1

>> Assista aos gols da partida

>> Confira a galeria de fotos da partida

O adversário sairá do confronto entre Criciúma e Atlético/PR, que fazem a segunda partida nesta quinta-feira. No primeiro jogo o time do Paraná venceu por 2 a 1.


Atenção para os Estaduais

Os dois times agora voltam as atenções para os campeonatos regionais. No próximo domingo, pelo Catarinense, o Chapecoense recebe o Criciúma, às 16h, na Arena Condá. No mesmo dia e no mesmo horário, o Cruzeiro enfrenta o Uberaba, na Arena do Calçado, em Nova Serrana, pelo Mineiro.


Comente aqui
12 abr00:07

Empate no Condá

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Vai ter jogo de volta na Copa do Brasil entre Cruzeiro e Chapecoense no dia 18, Sete Lagoas-MG. A Chapecoense empatou por 1 a 1 com o Cruzeiro, ontem, na Arena Condá e se manteve viva na competição. Se alguns temiam goleada, o time catarinense mostrou que em casa pode fazer frente a um time de Série A do Campeonato Brasileiro.

O Cruzeiro iniciou assustando o time da casa. Com toques rápido já no primeiro ataque levou perigo com Anselmo Ramon, que desviou o cruzamento mas a bola foi para fora. Aos poucos a Chapecoense conseguiu conter o ímpetou do time visitante e conseguiu a primeira conclusão aos quatro minutos, com Athos, mas a bola foi para fora.

Três minutos depois foi a vez do goleiro Rodolpho, que substitui o lesionado Nivaldo, salvar. Anselmo Ramon recebeu livre dentro da área mas o goleiro da Chapecoense adiantou-se e conseguiu defender o chute do atacante cruzeirense.

O principal lance do primeiro tempo foi aos 16 minutos. Num escanteio cobrado por Neném o zagueiro Souza subiu mais alto e cabeceou no canto, sem chance para o goleiro Fábio. Foi o terceiro gol do zagueiro na Copa do Brasil. O herói da classificação na primeira fase, quando marcou dois na vitória por 3 a 1 contra o São Mateus, voltou a fazer a diferença.

Ele vibrou muito batendo no peito, mexendo os braços vibrando em direção à torcida e depois os levantando as mãos para o céu. Era a vibração de quem tinha sido afastado dos últimos três jogos por determinação do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, que o puniu pena entrada que fraturou a perna do atacante Héber, do Figueirense. No final da tarde de terça-feira a Chapecoense conseguiu no Superior Tribunal de Justiça um efeito suspensivo, o que garantir a presença do capitão Souza no time. E o esforço valeu a pena.

Depois disso o Cruzeiro teve três chances de empatar. Primeiro, com Anselmo Ramon, que desperdiçou. Na sequência Wellington Paulista teve duas chances de marcar, aos 25 e aos 29 minutos, mas chutou para fora.

O Cruzeiro tentava também lançar bolas para a área mas a zaga da Chapecoense levava a melhor em todos os lances.

No intervalo Souza destacou a necessidade de ter humildade. No segundo tempo o técnico Vagner Mancini colocou Walter no lugar Wallyson. Logo a dois minutos Walter mostrou serviço e quase marcou, mas a bola foi para fora. No entanto aos 15 minutos ele justificou a mudança. No cruzamento de Diego Renan, Walter igualou o placar de cabeça.

Mesmo após o gol o Cruzeiro continuou pressionando. Roger cobrou falta e Rodolpho mandou para escanteio. A Chapecoense teve a chance de marcar o segundo num contra-ataque em que Rafael Mineiro recebeu livre na direita, chutou cruzado mas a bola acabou indo para fora.

Athos também teve sua chance, num chute de fora da áerea, que exigiu grande defesa de Fábio. Eber também exigiu o goleiro cruzeirense. O Cruzeiro teve vários escanteios a favor mas a zaga da Chapecoense levou a melhor. O time mineiro ainda ficou com um a menos no final da partida, com a expulsão de Leo, por falta em Athos.

Mesmo assim o goleiro Rodolpho foi obrigado a fazer duas boas defesas em chutes de Walter e Roger.

Agora o time catarinense terá que vencer em Minas Gerais ou então empatar por dois ou mais gols para garantir a vaga. Novo 1 a 1 leva o jogo para os pênaltis. Mas antes tem o jogo de domingo, contra o Criciúma, que vale vaga nas semifinais do Catarinense.



FICHA DO JOGO

CHAPECOENSE – 1

Rodolpho; Fabiano, Souza (Dema), Leonardo; Eliomar, Diogo Roque, Wanderson, Neném, Athos, Willian (Rafael Mineiro) e João Paulo (Éber).

Técnico: Itamar Schulle


CRUZEIRO – 1

Fábio; Everton, Leo, Victorino, Diego Renan (Élber); Leandro Guerreiro, Marcelo Oliveira, Montillo; Wallyson (Walter), Anselmo Ramon e Wellington Paulista (Roger).

Técnico: Vágner Mancini


Arbitragem: Jean Pierre Goncalves Lima, será auxiliado por José Javel Silveira e Lucio Beiersdorf Flor.


Gols

Souza (16min 1ºT) – Chapecoense

Walter (16min (2ºT) – Cruzeiro


Cartões Amarelos

Willian, Neném, Wanderson – Chapecoense

Leandro Guerreiro, Marcelo Oliveira, Diego Renan – Cruzeiro


Cartão Vermelho

Leo (36min 2°T) – Cruzeiro


Local: Arena Condá – Chapecó/SC

Comente aqui