Chicken Parade

17 nov07:06

Chicken Parade é atração em Chapecó

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Depois das vacas espalhadas pelo mundo, dos porquinhos em Xavantina, chegou a hora das galinhas invadirem a cidade. Nove galináceas de 1,5 metros feitas em fibra de vidro formam a Chicken Parade: Intervenções Urbanas. A exposição está no Calçadão da Rua Benjamin Constant em Chapecó e pode ser visitada até o mês de dezembro.

O projeto desenvolvido há quatro anos pelo curso de Artes Visuais da Unochapecó tem como objetivo tirar a arte das galerias e a tornar acessível para a comunidade.

Levando em conta o tema “Chapecó: cultura e memória” seis professores e seis acadêmicos do curso pintaram nove protótipos. Depois de aprovados, as galinhas gigantes começaram a receber a pintura com tinta acrílica. Essa produção levou cerca de 20 dias.

Márcia Moreno com o protótipo da galinha "Cartografando Chapecó".

Nas pinturas são retratados aspectos históricos, culturais e econômicos da cidade. Tem destaque também a imigração portuguesa, a memória dos balseiros, a cultura indígena e a colonização da região.

A galinha “Cartografando Chapecó”, da coordenadora do curso de Artes Visuais, Márcia Moreno, apresenta as constantes transformações da cidade influenciadas pelas agroindústrias.

- Muitas pessoas vem para trabalhar nessas empresas e participam dessa transformação cartográfica da cidade – disse Márcia.

No trabalho a artista apresenta o mapa da cidade, dois pontos turísticos bem conhecidos, a Igreja e a fachada do Prédio do Museu de Arte e História de Chapecó. No dorso da galinha foram pintados trilhos de trem.

- A chegada da ferrovia pode ser a próxima transformação na cidade – explicou Márcia.

Pig or chicken? da artista Gina Zanini.

A professora e artista visual, Gina Zanini, uma das idealizadoras do projeto, começou a trabalhar com galinhas pequenas de cerâmica em 2009. As primeiras foram apresentadas como objetos e fotografias em galerias, museus e supermercados.

Agora ganham uma dimensão amplificada e, segundo a artista, causam um certo estranhamento de quem as vê pela primeira vez.

- Elas não são apenas galinhas. Afinal boa parte da economia do Oeste vem da produção e reprodução das “suináceos” (termo cunhado pela artista para representar galinhas e suínos) – disse Gina. Na exposição ela apresenta o trabalho intitulado: Pig or chicken?

Conheça das galinhas que integram a exposição:

Comente aqui
07 nov16:35

Chicken Parade chega às ruas de Chapecó neste sábado


Será no próximo sábado que o curso de Artes Visuais da Unochapecó vai expor o projeto “Chicken Parade: Intervenções Urbanas”. Nove galinhas gigantes serão distribuídas ao longo do Calçadão de Chapecó, na Rua Benjamin Constant. Elas chegarão ao centro da cidade a partir das 9h e os artistas responsáveis pela arte das obras estarão no local para explicar e esclarecer dúvidas das pessoas.

            O projeto é inspirado no “Cow Parade” e conta com a participação de seis professores e seis acadêmicos de Artes Visuais. Para a criação das artes pintadas nas galinhas, de 1,5 metro de altura, os artistas seguiram o tema “Chapecó: cultura e memória”. Há quatro anos o projeto já vinha sendo planejado. Seu principal objetivo é tornar a arte acessível a todos e para isso as peças ficarão no centro de Chapecó, onde milhares de pessoas passam diariamente. Em agosto deste ano os protótipos de galinhas menores começaram a ser desenvolvidos e a partir deles as galinhas maiores foram pintadas. As galinhas devem permanecer no Calçadão até o final de janeiro próximo.

Cultura e memória

            “As pessoas terão acesso ao que os artistas estudaram e conhecem sobre a história de Chapecó”, ressalta a coordenadora do curso de Artes Visuais, Márcia Moreno. As pinturas das galinhas retratam diversos aspectos históricos, culturais e até econômicos de Chapecó. A imigração portuguesa, a memória dos balseiros e a colonização da região, até a industrialização e o crescimento local e regional são lembrados em algumas obras. Outras fazem referência à cultura indígena, aos costumes trazidos de outras regiões e até aos pontos turísticos e à cartografia chapecoense. A suinocultura, a agroindústria e as marcas da avicultura na região também são retratadas nas pinturas das galinhas.

            A professora Márcia pondera que o projeto já superou as expectativas, antes mesmo de ir às ruas. Lembra que uma das galinhas teve a pintura iniciada durante o Mundo das Profissões, realizado pela Unochapecó no dia 20 de outubro. Muitos participantes do evento se interessaram pelo projeto e pararam para olhar e fazer questionamentos. O mesmo aconteceu, de acordo com a professora, no Shopping Pátio Chapecó, onde os protótipos foram expostos no dia 27 de outubro. “As galinhas menores já chamaram a atenção de muitas pessoas que acharam a iniciativa interessante e inovadora para a região”, ressalta a coordenadora.


Comente aqui
21 ago18:10

Chapecó vai receber a Chicken Parade

Elaborado pelo curso de Artes Visuais da Unochapecó, o Chicken Parade: Intervenções Urbanas irá embelezar a Avenida Getúlio Vargas em Chapecó. O projeto é inspirado no Cow Parade e compreende a produção de galinhas gigantes, com cerca de 1,5 metro de altura. Antes da produção das obras maiores, protótipos de galinhas pequenas são desenvolvidos na Unochapecó e devem ser finalizados até o próximo dia 31. Para serem expostas no centro da cidade, a partir do dia 14 de setembro, as galinhas gigantes serão pintadas de forma irreverente e atraente e esse processo irá iniciar no dia 1 de setembro.

Para a criação das artes que serão pintadas nas galinhas, os professores e acadêmicos de Artes Visuais seguem o tema “Chapecó: cultura e memória”. Serão criadas 10 galinhas gigantes, a partir das galinhas menores, para ser expostas em pontos estratégicos do centro de Chapecó. Duas galinhas estarão no Calçadão, na Rua Benjamin Constant, e as outras ficarão na Avenida Getúlio Vargas, em frente ao Shopping Pátio Chapecó e ao Ecoparque. Outras ficarão em frente à Pasteca e ao Banco do Brasil. A Palladium e a Praça Coronel Ernesto Bertaso também serão palco das aves. Haverá, também, uma galinha que ficará exposta na Unochapecó e outra que será utilizada nos trabalhos do Programa de Orientação Profissional (POP), da universidade.


O Chicken Parade

O Chicken Parade incentiva a produção artística, promove e dá maior visibilidade às produções locais. As obras terão características da galinha associada à arte e irão desmistificar os conceitos de belo nas ruas da cidade. O projeto, coordenado pelas professoras Márcia Moreno e Gina Zanini, tem como principal visão tornar a arte mais acessível a todos. Para isso, elas serão expostas ao ar livre.

- Isso vai promover uma visitação indireta por parte da população chapecoense – destaca Marcia.

De acordo com Márcia, o projeto já vinha sendo pensado há mais de quatro anos. Para ela, não poderia ser estruturado em um momento tão importante, quando muitos produtores de aves são obrigados a descartar sua criação, por falta de alimento, o que afeta diretamente o consumidor.

- Desta forma a arte local está novamente se envolvendo com questões sociais e econômicas da nossa região – ressalta a coordenadora.

O projeto foge dos padrões convencionais, destaca Márcia. Para ela, quando o assunto é arte, as pessoas são remetidas a telas, esculturas ou desenhos.

- A arte vai além disso, ela deve provocar, questionar o espectador com outros suportes em outros espaços e é isso que o curso de Artes Visuais da Unochapecó vem promovendo – assinala.


Comente aqui