Cinema

15 out07:50

Conan: O Bárbaro

Carlos André Moreira | carlos.moreira@zerohora.com.br

O primeiro Conan: O Bárbaro, dirigido por John Milius em 1982, é uma das adaptações de quadrinhos que melhor traduz o espírito do universo ficcional do personagem. Já este novo Conan, dirigido por Marcus Nispel, se for lembrado no futuro, talvez seja como a melhor tradução do espírito insosso com o qual são feitos os atuais blockbusters de ação hollywoodianos. O filme está em cartaz no cinema de Chapecó.

Na superfície, o filme protagonizado por Jason Momoa tenta manter o espírito não apenas dos quadrinhos do bárbaro mas do material literário que os originou, os pulp escritos pelo texano Robert E. Howard para revistas de horror e fantasia nos anos 1930.

Momoa tem a presença necessária para convencer como o bárbaro, há lutas, sangue, e mulheres que, mesmo libertadas de um cativeiro em uma colônia de escravos, parecem top models em topless (Conan sem peitos não é Conan, convenhamos).

Tudo isso não passa, contudo, de um pálido verniz para tentar dar alguma legitimidade de origem a uma adaptação pífia no quesito cinematográfico e que, mesmo pretendendo o contrário, se afasta léguas do material original.


>> Confira a programação do cinema de Chapecó


Conan nasce literalmente “no meio do campo de batalha”, numa cesariana à moda ciméria. Cresce no meio de uma cultura bárbara em que o valor de um homem é sua espada e testemunha a morte de seu pai e a destruição de sua aldeia por Khalar Zym, um guerreiro que tem o objetivo de reconstituir uma máscara feita com ossos de reis que lhe tornará imortal e resgatará dos mortos sua esposa feiticeira (é sério!).

O menino sobrevive como ladrão, pirata e, finalmente, um guerreiro disposto a buscar vingança.

Com sangue espirrando e tantas lutas e correria que transforma o parcimonioso filme dos anos 1980 em cinema de arte europeu, Conan: O Bárbaro é um filme que não entendeu o conflito central de seu personagem nas histórias literárias: o dilema entre a moral reta porém brutal do “bom selvagem” criado para o combate e as traições insidiosas e covardes do “homem civilizado” escondido nas cidades — algo que está completamente fora do filme, a não ser por uma frase perdida lá no meio.

O vilão, caricato, parece saído de um filme da Disney — mas o sangue que jorra em litros na tela mostra que não foi para esse público que a produção foi concebida, o que torna o equívoco das interpretações de Stephen Lang, como Zym.

Há mais. Embora haja um único filme bom baseado em videogame, a estética dos jogos já se infiltrou no moderno cinema de ação, mirando o público jovem. Os resultados têm sido desastrosos, criando filmes sem alma que tentam emular a experiência do game.

Conan não escapa de ser um esboço preguiçoso para o inevitável jogo do filme — parece obrigatório que uma história de ação na Antiguidade remota precise incluir cenas de “parkour nas ruínas”, como Príncipe da Pérsia (num recurso copiado diretamente do popular jogo Assassin’s Creed).

Mas alguém lá fora provavelmente vai gostar deste Conan. Talvez o mesmo público que gostou de Motoqueiro Fantasma, vai saber.

Comente aqui
07 out19:16

Shows, cinema e futebol

Nesta sexta tem início a maior feira multissetorial do sul do país, a Efapi 2011. São 11 shows nacionais. Para abrir a festa tem show gratuito com Cesar Menotti e Fabiano. No sábado, dia oito, quem sobe ao palco são os irmãos Victor e Leo. No domingo, Paula Fernandes se apresenta pela primeira vez no Oeste do estado.

Confira a Agenda.

No cinema duas estreias: Amor a toda prova e Cowboys x Aliens. Para as crianças continua em cartaz: Kung Fu Panda 2 e Deu A Louca Na Chapeuzinho Vermelho 2. Veja os horários no Cinema.

Domingo é dia de lotar a Arena

A Chapecoense recebe em casa o Ipatinga. A partida está marcada para às 16h, do domingo.


Comente aqui
07 out16:04

Amor a toda prova

Após interpretar o Agente 86 na recente refilmagem, largar a chefia do escritório em The Office e estar, atualmente, no hall dos principais comediantes de Hollywood, o caricato Steve Carell retorna às telonas como um quarentão, atrapalhado e sem charme para as mulheres, em uma comédia romântica. O filme Amor a Toda Prova entra em cartaz na noite desta sexta-feira em Chapecó.

No início da trama, o personagem do comediante, Cal Weaver, está tranquilo, casado com a namorada dos tempos de colégio, cuidando dos filhos, da casa e do emprego. Mas logo essa rotina se transforma amargamente, pois a mulher dele, Emily, interpretada por Julianne Moore, anuncia que teve uma experiência extraconjugal e pede o divórcio. Passado o susto, Cal se vê no novo desafio de retomar a rotina de solteiro.

Há muito tempo afastado da vida noturna e da azaração, Cal fica em uma situação um pouco parecida com a do personagem que Carell interpretou em O Virgem de 40 Anos (2005): ele precisa adaptar-se ao mundo das conquistas. Quem vai ajudá-lo é Jacob (Ryan Gosling), um conquistador de cantadas infalíveis.

Os dois se conhecem em um bar, e logo Jacob trata de conduzir o novo amigo no caminho do sexo casual  num divertido processo que inclui etapas como banho de loja e sessões de musculação.


AMOR A TODA PROVA [legendado]

07/10/2011 – Sexta-feira 16h20|18h40|21h

08/10/2011 – Sábado 16h20|18h40|21h

09/10/2011 – Domingo 16h20|18h40|21h

10/10/2011 – Segunda-feira 16h20|18h40|21h

11/10/2011 – Terça-feira 16h20|18h40|21h

12/10/2011 – Quarta-feira 16h20|18h40|21h

13/10/2011 – Quinta-feira 16h20|18h40|21h


>> Confira a programação completa do CINEMA.

Comente aqui
01 out12:38

Música, balada e futebol

A agenda do final de semana está cheia de opções. A programação musical é variada, passa pelo MPB, Rock, Sertanejo, Reggae, Eletrônico. É só escolher a sua balada, reunir a galera e curtir.

Chimarruts, neste sábado às 23h, na Getúlio.

No domingo, é dia de torcer com a Chapecoense. O time enfrenta o Joinville pela segunda fase do Campeonato Catarinense da Série C.

>> Clique e confira as opções.


Tem ainda a programação do cinema.


Se você não encontrou a sua balada no site, encaminhe um email para participe@clicrbschapeco.com.br.


Comente aqui
01 out08:45

Para crianças e adultos

Duas continuações devem movimentar o cinema de Chapecó: Deu a Louca na Chapeuzinho 2 e Kung Fu Panda 2.


Chapeuzinho em novas aventuras

Depois de resolver o caso do livro de receitas roubado na floresta, agora Chapeuzinho Vermelho (na voz de Hayden Panettiere) é uma adolescente que passa por um treinamento em um lugar distante com uma organização secreta chamada Irmãs do Capuz. Na animação Deu a Louca na Chapeuzinho 2, que entra em cartaz neste sábado, a protagonista é chamada pelo chefe da Agência de Espionagem Felizes Para Sempre para investigar o misterioso desaparecimento da dupla João e Maria.

A confusão começa quando a garota de capuz vermelho descobre que terá de se unir ao sem noção do Lobo Mau (Patrick Warburton), à corajosa Vovozinha (Glenn Close) e ao esquilo Ligeirinho (Cory Edwards) para salvar as crianças.

Anne Hathaway (de O Diabo Veste Prada), que deu voz à Chapeuzinho Vermelho no primeiro filme, não retorna para a sequência, sendo substituída por Panettiere (da série Heroes).

Os diretores e roteiristas do primeiro Deu a Louca na Chapeuzinho, Cory Edwards, Todd Edwards e Tony Leech, voltam a escrever a história de Deu a Louca na Chapeuzinho 2, mas deixam a direção a cargo do estreante em longas Mika Disa, que teve ao seu dispor o dobro do orçamento para fazer o filme ? US$ 30 milhões.


Horários

01/10/2011 – Sábado 13h50|15h30

02/10/2011 – Domingo 13h50|15h30

05/10/2011 – Quarta – feira 13h50|15h30


>> Confira a programação completa do cinema


Panda Po e os seus amigos em nova missão

As aventuras do urso panda Po voltam às telas de cinema, em uma história cheia de ação e momentos engraçados. Na companhia de seus amigos e colegas mestres em kung fu Shifu, Tigresa, Garça, Louva-a-Deus, Víbora e Macaco, o simpático urso vive o seu sonho como o Guerreiro Dragão, protegendo o Vale da Paz.

Na segunda parte do filme de animação de Hollywood que, em 2008, narrou a transformação de um panda em mestre das artes marciais, a pacata vida no Vale da Paz chega ao fim quando surge um novo inimigo, que possui uma arma secreta capaz de permitir a conquista da China e provocar o fim do kung fu. A rotina dos amigos é ameaçada com a chegada desse vilão, que planeja usar essa arma invencível para tomar todo o país.

Cabe à turma de lutadores viajar pelo território chinês com a missão de encarar o inimigo e destruir os seus planos malignos. Mas será que Po será capaz de parar uma arma tão poderosa, capaz de anular seus golpes de kung fu? O carismático urso deverá buscar em seu misterioso passado as forças necessárias para, mais uma vez, proteger os seus amigos e o vale onde vivem.


Horários

01/10/2011 – Sábado 17h10

02/10/2011 – Domingo 17h10

05/10/2011 – Quarta – feira 17h10



Comente aqui
23 set17:56

Shows, tradição gaúcha e festas

A programação para o final de semana é extensa. Os shows vão do sertanejo, tradicionalista gaúcho e rock. No cinema tem estreia.

Nesta sexta-feira, a banda bem humorada Bidê ou Balde faz show em Chapecó. A banda Repolho de Chapecó abre o show no Premier Bier.

No 14 Bis, tem show com a dupla Beto e Júlio e Trem Bom.

Já no Acampamento Farroupilha, os tradicionalistas podem conferir os shows de Joca Martins, Rafael Simioni e Marcos Damasceno.

No cinema entra em cartaz o filme Professora Sem Classe.

Confira a programação completa na Agenda do clicRBS Chapecó.


Comente aqui
23 set14:24

Professora Sem Classe

Talvez o sonho de muito marmanjo é uma professora do tipo bonita e provocante. No novo longa-metragem estrelado por Cameron Diaz, a atriz interpreta esse tipo de mulher à frente de uma turma escolar. A comédia Professora Sem Classe entra em cartaz hoje em Chapecó.

O filme, dirigido por Jake Kasdan, também tem no elenco o astro pop Justin Timberlake, no papel de uma professor substituto rico. Cameron interpreta a protagonista Elizabeth, a louca professora de Ensino Médio desbocada, cruel, inapropriada e que está cansada de seu atual emprego. Ela é abandonada pelo seu noivo, pois é consumista demais e gasta muito dinheiro. No entanto, mantém o sonho de encontrar um homem que a sustente.

Elizabeth decide fazer uma operação para aumentar os seios, pois acredita que será mais atraente assim. Na escola, ela traça um plano para conquistar Scott, o novo professor. O rapaz, interpretado por Timberlake, é rico e tem a atenção disputada por uma outra colega.

A fórmula é a da comédia grosseira à lá O Virgem de 40 Anos e Se Beber, Não Case, já que Cameron Diaz, quebra todos os códigos de conduta escolares: fuma maconha no estacionamento, exibe filmes de terror na sala (enquanto dorme) e faz manobras provocativas para fisgar o professor rico, além de xingar os alunos.

>> Veja a programação completa.

Direção: Jake Kasdan | 2011 | Comédia| 92 min.

DIÁRIO DE SANTA MARIA



Comente aqui
14 set14:53

Circuito de Cinema Universitário em Chapecó

O cinema universitário estará em evidência nesta quinta e sexta-feira, dias 15 e 16 em Chapecó, com o Circuito de Cinema Universitário (CICU). O evento que acontece na Unochapecó vai apresentar documentários produzidos por acadêmicos da universidade e o documentário “O último carnaval”, do uruguaio Frederico Lemos.

Realizado pela primeira vez em Chapecó, o Circuito tem como objetivo a formação de público para o audiovisual local. Para a coordenadora do evento, professora Ilka Goldschmidt, essa é uma oportunidade de apresentar os documentários produzidos na região, além de prestigiar o trabalho realizado por um diretor latino americano.


Programação

O evento inicia às 14h, desta quinta-feira, no salão de atos da universidade, com a apresentação dos documentários produzidos por acadêmicos de Jornalismo, curtas do curso de Produção Audiovisual e do projeto de extensão Documentário e Comunidade. Após a exibição haverá uma conversa com produtores e professores sobre os temas apresentados e o processo de produção audiovisual da região.

Às 19h, acontece o lançamento do documentário latino americano “O último Carnaval”, que retrata, através de vários olhares, o Carnaval da Pedrera, no Uruguai. O evento iniciou como uma divertida celebração entre amigos e hoje se tornou um evento que reúne multidões. A quantidade de público extrapolou os limites físicos do evento criando em alguns momentos situações de caos, mas que ao mesmo tempo resgatam a essência e a definição do carnaval. Após a exibição do filme o diretor, Frederico Lemos, participará do debate sobre o cinema latino americano.

Na sexta-feira, dia 16, às 14h, serão apresentados documentários produzidos por egressos do curso de Jornalismo e por bolsistas do projeto de Extensão Documentário e Comunidade.

À noite, às 19h, é a vez das produções locais como “O Colecionador”, um curta produzido pelo curso de produção audiovisual, os documentários “Maria Rosa – Guerreira do Contestado”, de Danúbia Piva e Janaína Monêgo e “Celibato no Campo” de Ilka Goldschmidt e Cassemiro Vitorino. Após a exibição os produtores dos filmes participarão de um debate sobre as perspectivas de produção audiovisual no mercado local e regional.

O evento é aberto ao público e os acadêmicos. O valor da matrícula é R$ 15.


Comente aqui
09 set11:59

A Paris de Woody Allen

Woody Allen tem uma amante. Casado há décadas com Nova York, o diretor norte-americano se deixou seduzir pela capital da França. Esse encantamento fica claro em Meia-Noite em Paris, seu novo longa, que, que depois de gerar comentários cinéfilos nas capitais, chega agora em Chapecó.

A capital francesa é um dos principais personagens do filme, em uma história que mistura Ernest Hemingway, Pablo Picasso, Luis Buñuel e Cole Porter. Entre esses e outros grandes nomes do século 20, fica difícil roubar a cena. Outro destaque no elenco é a participação da primeira-dama francesa, Carla Bruni, que aparece por poucos minutos, interpretando uma guia de museu.

A trama começa em 2010, com a história de Gil Pender, roteirista norte-americano que viaja para Paris junto com a sua noiva e os sogros. Cansado dos textos fáceis e populares que escreve para o cinema, ele está tentando escrever um romance, uma obra literária de peso, que entre para a posteridade. Quando chega à Cidade Luz, o escritor se inebria com a aura de cultura existente nos cafés e boulevards parisienses. A capital francesa aparece no filme em todo o seu esplendor, de dia e de noite, sob sol ou chuva, em pontos extremamente turísticos ou cantinhos íntimos de um charme surpreendente.

Certa noite, Gil sai de uma degustação de vinho, perambulando pelas ruas de Paris, e acaba embarcando em um carro antigo que o faz viajar no tempo: de 2010 vai até a década de 1920, considerada por ele a Idade de Ouro da capital francesa. O carro o leva direto a uma festa onde encontra Zelda e Scott Fitzgerald, entre outros grandes artistas. Repetindo o ritual diversas vezes, ele acaba conhecendo uma jovem amante de Picasso. E é justamente ela que vai, de certa forma, destruir a ilusão do escritor e trazê-lo de volta à realidade. Esta bela musa é interpretada por Marion Cotillard, vencedora do Oscar por Piaf : Um Hino ao Amor.


>> Confira a programação do Cinema em Chapecó


Negação do presente

Além da metalinguagem e do conflito existencial do protagonista, temas recorrentes na obra de Woody Allen, o diretor reforça a nostalgia, a negação de um presente doloroso, na definição de um dos personagens. Quem assiste ao filme deve saber que será obrigado a refletir sobre a própria vida, e que esse não é um processo exatamente agradável. Como Allen diz, por meio de outro personagem, o presente é meio desagradável, porque não existe felicidade absoluta. Ou melhor: a crença de que seríamos mais felizes se vivêssemos em outra época é apenas uma ilusão.

Allen parece ter arriscado ao colocar Owen Wilson no papel principal, apesar de já terem trabalhado juntos. Alguns críticos cogitaram que Meia-Noite em Paris pode se tornar o primeiro arrasa-quarteirão do diretor, superando Vicky Cristina Barcelona (2008) e arrecadando mais de US$ 100 milhões. Mas Owen se encaixou perfeitamente no papel. Mesmo sem deixar de ser engraçado, o ator conseguiu se despir das caricaturas exageradas a que estava acostumado nas comédias pastelão em que trabalhou.

No site oficial do filme, Allen conta que alterou o personagem Gil para adaptá-lo a Owen. O diretor originalmente concebeu o escritor como um intelectual da Costa Leste dos Estados Unidos. Também fala de seu amor pela capital francesa, que considera a melhor cidade do mundo, ao lado de Nova York. Essa é a segunda vez que o diretor filma em Paris a primeira foi no longa Todos Dizem Eu Te Amo (1996).



Meia-Noite em Paris (Midnight in Paris)

Direção: Woody Allen | EUA | 2011 | 100 min | Comédia Romântica


DIÁRIO DE SANTA MARIA


Comente aqui
02 set18:26

Assalto ao Banco Central em cartaz

Entra em cartaz nesta sexta-feira, dia dois, nos cinemas de Chapecó o filme “Assalto ao Banco Central”. A obra ficcional inspirada no maior roubo a banco do século, apresenta desde a preparação da quadrilha aos bastidores da investigação da polícia federal.


Lembre da história: Em agosto de 2005 164.7 milhões de reais foram roubados do Banco Central em Fortaleza, Ceará. Sem dar um único tiro, sem disparar um alarme, os bandidos entraram e saíram por um túnel de 84 metros cavado sob o cofre, carregando três toneladas de dinheiro. Foram mais de três meses de operação. Milhares de reais foram gastos no planejamento. Esse foi um dos crimes mais sofisticados e bem planejados de que já se teve notícia no Brasil.


Quem eram essas pessoas? E o que aconteceu com elas depois? São as perguntas que todo o Brasil se faz desde então.


A direção é de Marcos Paulo, conhecido diretor de novelas da Rede Globo. No elenco nomes como: Milhem Cortaz, Eriberto Leão, Hermila Guedes, Lima Duarte, Tonico Pereira, Gero Camilo, Vinícius De Oliveira, Heitor Martinez, Cadu Fávero, Fabio Lago, Juliano Cazarré, Creo Kellab, Giulia Gam, Milton Gonçalves.

2011 | Ação | 104 min.


>> site do filme


Horários

Stadium II

02/09/2011 – Sexta- feira 19h00|21h00

03/09/2011 – Sábado 19h00|21h00

04/09/2011 – Domingo 19h00|21h00

05/09/2011 – Segunda-feira 19h00|21h00

06/09/2011 – Terça-feira 19h00|21h00

07/09/2011 – Quarta-feira 19h00|21h00

08/09/2011 – Quinta-feira 19h00|21h00



Trailer:



Comente aqui