Compra

10 out19:17

Polícia Federal investiga suspeita de compra de votos

A Polícia Federal está investigando a suspeita de compra de votos na eleição municipal de Ipuaçu. Na terça-feira policiais cumpriram mandados de busca e apreensão na Prefeitura, Centro de Referencia em Assistência Social e na casa do prefeito reeleito, Denilso Casal (PSD). Foram recolhidos computadores, agendas e documentos.

De acordo com o delegado da Polícia Federal de Chapecó, Oscar Biffi, há fortes indícios de que eleitores tenham vendido o voto em troca de cestas básicas, gasolina e materiais de construção. Casal foi reeleito com 52% dos votos válidos. A assessoria de imprensa da Prefeitura de Ipuaçu informou que o prefeito não vai se pronunciar sobre o assunto.

Comente aqui
10 set09:35

Estela Benetti: Aurora e Bondio negociam

A Aurora Alimentos, central de cooperativas do Oeste do Estado que no ano passado obteve receita bruta de R$ 3,8 bilhões, e a Bondio Alimentos, do município de Guatambu, também do Oeste, estão negociando acordo para produção e venda de frangos, segmento em que a Bondio atua.

A expectativa é de que os detalhes da operação – se vai ser um arrendamento ou incorporação por parte da Aurora – sejam anunciados nesta segunda-feira. No domingo, as duas companhias foram procuradas pelo Diário Catarinense, mas disseram que só falarão nesta segunda.

A rádio Tropical FM, do Oeste, informou no sábado, dia 8 de setembro, que a Aurora arrendou a Bondio por sete anos, com opção de compra. O acordo envolve desde a produção junto a integrados até a comercialização. A negociação foi realizada em função da série de obstáculos causados pelo alto preço da ração devido à seca nos EUA. Em operação desde 2004, a Bondio emprega cerca de 1 mil pessoas, abate 110 mil frangos por dia e vende seus produtos no Brasil e no exterior.

>> Confira mais informações no Blog da Estela Benetti

Comente aqui
14 mai13:13

Pense Imóveis: Venda de um imóvel para compra de outro pode ficar isenta de imposto por 365 dias

Quem vender um imóvel residencial e adquirir outro com o dinheiro da transação terá prazo de até 365 dias para se beneficiar da isenção do Imposto de Renda (IR) sobre lucro imobiliário (ganho de capital). O projeto de lei do Senado (PLS 21/2009) que previa isso foi aprovado terminativamente no último dia 8 de maio de 2012 pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

Como disse o relator da proposta, o senador Eduardo Suplicy (PT-SP), ao Jornal do Senado, o rigor exigido na documentação dificulta a conclusão das operações no prazo atual de 180 dias.

- O alto valor monetário do imóvel residencial, o rigor documental exigido nas operações de compra e venda e o número de pessoas envolvidas tornam a transação com imóveis um procedimento complexo, que muitas vezes não se resolve no exíguo prazo de 180 dias – afirmou Suplicy.

De acordo com Eduardo Suplicy, a perda na arrecadação fiscal será mínima, pois não se está concedendo nova hipótese de isenção, mas apenas facilitando a utilização de benefício já existente.

A proposta PLS 21/2009 foi apresentada em 2009, pelo então senador Papaléo Paes (PSDB-AP).


PENSE IMÓVEIS

Comente aqui