Concórdia

30 ago19:35

Acidente com morte em Concórdia

Uma pessoa morreu em acidente ocorrido nesta terça, próximo ao meio-dia, em Concórdia.

O acidente foi na BR 153, na localidade de Barra Seca, no interior do município. Rudimar Luiz Salvi de 43 anos morreu depois que o caminhão Scânia placas de Guaporé-RS, que dirigia, saiu da pista. De acordo com uma testemunha, a carga de calhas que estava na carreta pendeu estourando as travas de segurança. Com isso a cabina colidiu com o concreto da ponte. Rudimar morreu na hora.

1 comentário
26 ago18:33

Governo apresenta proposta para agricultores

Nova linha de crédito foi anunciada após a audiência em Brasília.

O governo apresentou uma nova linha de crédito agrícola para amenizar o problema do endividamento, no valor de R$ 20 mil por agricultor, a juros de 2% ao ano, com o prazo de sete anos para pagar. O recurso será destinado a liquidar o passivo, isto é, um refinanciamento para a regularização dos contratos já vencidos. Para quem tem as parcelas em dia, mas encontra dificuldade de pagamento e apresentou a declaração de incapacidade de pagamento confirme orientado nos sindicatos, poderá fazer o refinanciamento desta nova linha de crédito, que possibilita a redução de até 50% nos juros cobrados anteriormente.

Segundo Celso Ludwig, a Fetraf-Sul/CUT vai continuar lutando para que a reivindicação do bônus de adimplência de 12 mil reais seja atendida. A proposta de anistia do “Crédito Emergencial” não foi atendida, mas estaria inclusa na conta do rebate.

- Não abrimos mão do bônus. O governo reconheceu que existe o problema, a proposta não é ruim, mas pra resolver o é necessário o bônus –  explica Celso.

Na próxima segunda-feira, 29, a direção da Fetraf-Sul estará reunida em Chapecó para discutir a nova proposta do governo, e em seguida realizará o debate com as demais entidades da agricultura familiar para chegar a uma proposta conjunta.

Mobilizados

Nas mobilizações cerca de 2 mil agricultores familiares estiveram reunidos em Concórdia, SC, na ponte que dá acesso a Marcelino Ramos, RS. O trânsito ficou fechado até às 17horas. Em Três Passos,RS, 300 agricultores passaram o dia em frente à agência do Banco do Brasil. Agricultores de São Lourenço do Sul, RS, também estiveram mobilizados.

Comente aqui
26 ago14:30

Bloqueado acesso entre Santa Catarina e Rio Grande do Sul

Juliano Zanotelli | juliano.zanotelli@rbsonline.com.br

Cerca de mil agricultores estão no local. O trânsito será liberado depois do resultado da audiência em Brasília.

Na manhã desta sexta-feira os manifestantes trancaram novamente a ponte do Rio Uruguai, na BR 153, entre os municípios de Concórdia e Marcelino Ramos. Às 15 horas está marcada uma audiência em Brasília com o Ministério do Desenvolvimento Agrário e o Ministério da Fazenda. De acordo com Celso Ludwig, coordenador da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar da Região Sul (Fetraf-Sul), se não houver avanço nas negociações o trânsito poderá ser interrompido novamente na semana que vem.

Participam do ato integrantes da Fetraf-Sul e da Via Campesina. De acordo com o coordenador estadual da Fetraf-Sul, Alexandre Bergamin, os movimentos do campo tem uma pauta unificada, que é a renegociação das dívidas agrícolas que perduram há mais de uma década.

A agência do Banco do Brasil de Três Passos no Rio Grande do Sul, também está fechada.

Reivindicação

Eles reivindicamde uma anistia de R$ 12 mil nas dívidas dos produtores. Segundo Bergamin, os agricultores estão utilizando pegando novos financiamentos para pagar os antigos e não conseguem quitar os débitos.

Os agricultores querem um auxílio similar aos concedidos para montadores de automóveis e outros setores, que tem isenções de impostos em tempos de crise. Bergamin informou que as dívidas dos pequenos agricultores somam R$ 30 bilhões e os pedidos de isenção seriam de R$ 1 bilhão. São 500 mil contratos com pendências em todo o país, sendo 8 mil em Santa Catarina, o que representa 6,5% do total no estado.

Comente aqui
26 ago10:45

Dia do soldado

Policiais militares são homenageados em Concórdia.

A moradora do bairro dos Estados, Geni Gomes de Almeida, presenteou os policiais militares de Concórdia com dois bolos em agradecimento a serviços prestados pela corporação. A entrega foi na quinta-feira, dia 25, dia do soldado.

- Foi um jeito de agradecer os policias militares por terem tomado medidas, para diminuir a perturbação provocada por som alto nas proximidades da minha casa – declarou.

De acordo com Assessoria do 20º Batalhão de Polícia Militar, eram recebidas várias reclamações de perturbação, provocada por som de veículos que ficam estacionados nas dependências de um posto de combustível, próximo a residência dela. Após intensa fiscalização e o recolhimento de alguns veículos, em decorrência da perturbação, a incidência deste delito diminuiu consideravelmente.

Comente aqui
25 ago18:30

Agricultores fazem protesto

Darci Debona | darci.debona@diario.com.br

Agricultores familiares de Santa Catarina e Rio Grande do Sul fizeram iniciaram hoje um protesto pela renegociação das dívidas agrícolas. No final da manhã eles fecharam a BR 153 durante 20 minutos, próximo a ponte sobre o Rio Uruguai, que liga Concórdia ao município gaúcho de Marcelino Ramos. O grupo tinha cerca de 200 pessoas segundo os organizadores.

Depois eles montaram acampamento no lado gaúcho. Um novo bloqueio, que pode durar de uma a duas horas, está previsto para hoje. Os agricultores catarinenses vão se concentrar no Posto Fiscal da Cidasc e, às 10 horas, partem em caminhada de três quilômetros em direção à ponte. Lá vão se encontrar com um grupo de agricultores que vem do Rio Grande do Sul. O novo bloqueio da ponte está previsto para às 10h30min desta sexta-feira.

Participam do ato integrantes da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar da Região Sul (Fetraf-Sul), e da Via Campesina. De acordo com o coordenador estadual da Fetraf-Sul, Alexandre Bergamin, os movimentos do campo tem uma pauta unificada, que é a renegociação das dívidas agrícolas que perduram há mais de uma década.

A reivindicação é de uma anistia de R$ 12 mil nas dívidas dos produtores. Segundo Bergamin, os agricultores estão utilizando pegando novos financiamentos para pagar os antigos e não conseguem quitar os débitos.

Um exemplo é Delvino Bisol, de 62 anos, que tem uma propriedade de 15 hectares em Três Arroios-RS. Ele diz que ano a ano vem pegando um financiamento para pagar outro. –De uns 20 anos para cá é dívida em cima de dívida- disse. Atualmente ele tem para pagar R$ 9 mil do custeio da lavoura de milho, R$ 2 mil de um crédito de emergência pela estiagem de 2009 e mais duas parcelas de R$ 3 mil de investimento na propriedade. Ele está na luta por uma renegociação e assim equilibrar suas contas.

Hoje, às 11 horas, está prevista um audiência com os Ministérios da Fazenda e do Desenvolvimento Agrário. De acordo com Bergamin, a argumentação é de que os agricultores sofreram com sete estiagens nos últimos 11 anos, preços baixos e isso acabou descapitalizando os camponeses.

Os agricultores querem um auxílio similar aos concedidos para montadores de automóveis e outros setores, que tem isenções de impostos em tempos de crise. Bergamin informou que as dívidas dos pequenos agricultores somam R$ 30 bilhões e os pedidos de isenção seriam de R$ 1 bilhão. São 500 mil contratos com pendências em todo o país, sendo 8 mil em Santa Catarina, o que representa 6,5% do total no estado.

1 comentário
25 ago15:23

Agricultores fecham ponte na BR 153 em Concórdia

Na manhã desta quinta-feira, agricultores gaúchos e catarinenses trancaram a ponte do Rio Uruguai na BR 153 por 20 minutos.

Acampados na cabeceira da ponte, no lado gaúcho, os integrantes da Via Campesina, ficam mobilizados no local até sexta-feira. De acordo com a Assessoria da Fetraf-Sul, a Via Campesina reivindica a anistia do Crédito Emergencial e bonificação da adimplência de 12 mil reais por família.

Nesta sexta-feira os agricultores devem fechar novamente o acesso.

Comente aqui
25 ago12:17

Polícia volta a apreender crack verde em Concórdia

Diana Rocha | diana.rocha@gruporbs.com.br

 

Além da droga conhecida como hulk, também foram apreendidos 20,73g de crack e 10,34g de cocaína.

 

 

Pela segunda vez em pouco mais de 20 dias, policiais de Concórdia, em Santa Catarina, apreenderam uma pedra de crack verde, conhecida como hulk. A droga teria saído de Erechim, Rio Grande do Sul e seria comercializada na cidade do Oeste catarinense. De acordo com a Polícia Civil, por volta das 21h desta quarta-feira, Elias dos Santos Galvão, 31 anos, foi abordado ao sair de um ônibus interestadual, na rodoviária de Concórdia. Com ele, foram encontrados 20,73g de crack, 7,27g de hulk e 10,34g de cocaína.

Segundo o delegado Álvaro Weinert Opitz, um adolescente de 17 anos que o esperava no saguão também foi detido por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Elias dos Santos Galvão foi levado ao Presídio Regional de Concórdia e vai responder pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e corrupção de menores. De acordo com a polícia, ele já teve uma passagem por tráfico de drogas em 2002 e ficou preso em Concórdia.

Droga conhecida como “hulk” e semelhante ao crack foi encontrada em Concórdia

Comente aqui
04 ago16:54

Droga conhecida como "hulk" e semelhante ao crack foi encontrada em Concórdia

Na noite de terça-feira, a Polícia Militar prendeu cinco suspeitos de tráfico de drogas, em Concórdia. Eles portavam 70 gramas de crack e uma pedra de 20 gramas com coloração verde.

O grupo trazia a droga de Erechim (RS) e revendia em Concórdia. Os suspeitos estavam num carro e foram surpreendidos no trevo de acesso à cidade catarinense. Pela primeira vez, a polícia encontrou o entorpecente na região.

Segundo a Polícia Civil gaúcha, a hipótese de o material ter sido produzido em Erechim seria pouco provável, pois não há conhecimento de laboratórios de refino de óxi ou crack no interior do RS. Por isso, a droga provavelmente tenha origem no Paraguai ou em São Paulo, onde é comum.

Tom verde seria corante

Embora a pedra apreendida em Concórdia tenha apresentado menor quantidade de cocaína do que o crack, o diretor do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico do RS (Denarc), Heliomar Franco, diz que em geral o tom esverdeado da droga seria apenas resultado do uso de um corante e não da mistura de uma substância capaz de potencializar os efeitos do entorpecente. O corante também poderia ser misturado ao óxi, mas conforme Franco é incomum.

O corante seria usado por traficantes para atrair os usuários. Assim, argumentam que o hulk seria ainda mais potente do que o crack e o óxi. Para o Denarc, isso não passa de uma estratégia dos bandidos. O objetivo seria induzir os usuários a experimentar “a novidade”.

DIÁRIO CATARINENSE E ZERO HORA

Comente aqui
01 ago15:21

Caminhão com nitrogênio tomba em Concórdia

RBSTV Chapecó

Corpo de Bombeiros diz que não há risco de explosão

O acidente foi na manhã desta segunda-feira na localidade de Engenho Velho, interior de Concórdia. O motorista disse que a falta de freios foi a causa do acidente.

O caminhão tanque, carregado com nitrogênio, perdeu o controle na curva e caiu 20 metros na ribanceira. Os dois ocupantes tiveram ferimentos e foram resgatados pelo Corpo de Bombeiros. Não há risco de explosão.

Comente aqui